18.6 C
São Paulo
terça-feira, agosto 16, 2022

Um menino pediu o Minecraft para o avô, mas ganhou de natal o livro “Mein Kampf”! Será verdade?

- Publicidade -

É verdade que um menino pediu de presente de natal ao avô o jogo Minecraft, mas acabou recebendo por engano um livro de autoria do Hitler?

O vídeo surgiu nas rede sociais na segunda quinzena de dezembro de 2019 e nele podemos ver um avô presenteando seu netinho com um exemplar do livro “Mein Kampf” (Minha Luta), de autoria do ditador Aldolf Hitler. Acontece que, segundo o que foi amplamente compartilhado, o avô teria entendido errado o pedido de presente do neto, que queria um jogo eletrônico chamado Minecraft!

Em poucos dias, o vídeo embaraçoso – que teria sido filmado na França – já havia alcançado mais de 6 milhões de visualizações em apenas uma das publicações, mas será que isso é verdade mesmo?

Avô confunde “Minecraft” com “Mein Kampf” e dá livro do Hitler para o netinho de presente de natal! Será verdade? (foto: Reprodução/YouTube) 

Verdade ou mentira?

Os trocadilhos envolvendo os nomes “Minecraft” e “Mein Kampf” não são recentes e podemos encontrar vários memes sobre isso na internet:

Reprodução/Google Images

Analisando o vídeo mais atentamente, podemos notar que o livro não é real! Perceba na imagem abaixo que a foto da capa do livro do Hitler foi colada na capa de outro livro:

A capa foi colada em outro livro! (foto: Reprodução/YouTube)

A verdade mesmo é que o vídeo é uma zoeira criada pelo humorista francês Yann StotzNo dia 24 de dezembro de 2019, Stotz postou o vídeo com a peça no seu perfil do Instagram:

https://www.instagram.com/p/B6f1AU1CDB0/

- Publicidade -

Poucas horas depois, trechos do vídeo já haviam sido copiados e compartilhados em outras redes sociais como se o caso fosse real mas, em sua defesa, o comediante disse em entrevistas que a ideia do seu vídeo era apenas a de fazer humor e que não houve a intenção de enganar ninguém. Yann Stotz disse que deixou claro que se tratava de uma peça humorística, mas as pessoas que copiaram partes de seu vídeo e as espalharam pela web não tiveram o mesmo cuidado que ele.

A ideia, segundo ele, veio de uma vez em que ele presenteou um parente com o jogo de videogame Minecraft e notou como a pronúncia do jogo é muito parecida com a do título do livro escrito em 1925 por Adolf Hitler.

Conclusão

O vídeo mostrando um avô dando por engano um exemplar de um livro do Hitler ao netinho que havia pedido de natal o jogo Minecraft é falso! Trata-se de um esquete de humor criado por um humorista francês!   

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

8 COMENTÁRIOS

  1. Recomendo a leitura do Mein Kampf, excelente para quem quer entender como Hitler pensava e qual era a sua verdadeira ideologia. Pra quem AINDA acredita no Nazismo de direita, essa obra é fundamental. Ele menciona Marx duzentas vezes no livro e deixa claro que o judeu (Marx era judeu), estava deturpando o verdadeiro Socialismo. Mas quem só houve professor esquerdista e NÃO estuda, vive de mentiras. LEIAM, ajuda no entendimento da nossa história.

    Obs.: quem responder, prepare-se, vou fazer perguntas sobre o livro. Nenhum estudioso, especialista no assunto, pode ter a pretenção de saber mais de Nazismo que o próprio Hitler. Mein Kampf (Minha Luta), foi escrito pelo próprio. Boa leitura.

    • Justamente, o “socialismo” dele era antagônico ao de Marx, a parada dele era o que ele chamava de Nacional-Socialismo. Se o nazismo é esquerda, então fascismo, integralismo, nacionalismo, tudo isso é esquerda. Não é o fato dele se definir como socialista no Mein Kampf que faz dele um esquerdista. Se assim fosse, o próprio PSL seria esquerdista. Não importa como eles se definem, socialistas, cristãos, fascistas, nazistas, harrypottistas, coca-colistas, o nome não importa, o que importa é o que pregam. Ele menciona Marx duzentas vezes da mesma forma que o atual presidente do Bra$il não para de falar em PT, petistas, Lula e marxismo.

      “A doutrina judaica do marxismo repele o princípio aristocrático na natureza. Contra o privilégio eterno do poder e da força do indivíduo levanta o poder das massas e o peso-morto do número. Nega o valor do indivíduo, combate a importância das nacionalidades e das raças, anulando assim na humanidade a razão de sua existência e de sua cultura. Por essa maneira de encarar o universo, conduziria a humanidade a abandonar qualquer noção de ordem. E como nesse grande organismo, só o caos poderia resultar da aplicação desses princípios, a ruína seria o desfecho final para todos os habitantes da terra.” (A. Hitler)

      “O brasileiro pode e deve sonhar. Sonhar com uma vida melhor, com melhores condições para usufruir do fruto do seu trabalho pela meritocracia.” “Por muito tempo, o país foi governado atendendo a interesses partidários que não o dos brasileiros. Vamos restabelecer a ordem neste país.” (J. M. Bozo)

      “Em um tempo em que os melhores elementos da nação morriam no front, os que ficaram em casa, entregues aos seus trabalhos, deviam ter livrado a nação dessa piolharia comunista.” (A. Hitler)

      “Vamos fuzilar a petralhada toda aqui do Acre!” (J. M. Bozo)

      “Nesse tempo, abriram-se-me os olhos para dois perigos que eu mal conhecia pelos nomes e que, de nenhum modo, se me apresentavam nitidamente na sua horrível significação para a existência do povo germânico: marxismo e judaísmo” (A. Hitler)

      “No meu íntimo eu estava descontente com a política externa da Alemanha, o que revelava ao meu pequeno círculo de meus conhecidos, bem como a maneira extremamente leviana, como me parecia, de tratar-se o problema mais importante que havia na Alemanha daquela época – o marxismo. Realmente, eu não podia compreender como se vacilava cegamente ante um perigo cujos efeitos – tendo-se em vista a intenção do marxismo – tinham de ser um dia terríveis.” (A. Hitler)

      “Nos anos de 1913 e 1914 manifestei a opinião, em vários círculos, que, em parte, hoje estão filiados ao movimento nacional-socialista, de que o problema futuro da nação alemã devia ser o aniquilamento do marxismo” (A. Hitler)

      “Uma das metas para tirarmos o Brasil das piores posições nos rankings de educação do mundo é combater o lixo marxista que se instalou nas instituições de ensino. Junto com o Ministro de Educação e outros envolvidos vamos evoluir em formar cidadãos e não mais militantes políticos.” (J. M. Bozo)

      O fato de você dizer ter lido a p***a do Mein Kampf não faz de você um entendido no assunto. Pelo contrário, atesta que você interpreta textos tão bem quanto governa seu Fürher. Ler não é sinônimo de estudar (nem tampouco o assistir a vídeos do Nando Moura ou do analfabeto autointitulado filósofo Orvalho do Cara***), estude antes pra ter o mínimo necessário pra interpretar aquilo que lê antes de vir bostejar na internet. Não existem aqueles que AINDA acreditam no Nazismo de direita, o que existe são meia dúzia de energúmenos que caem na retórica pueril de outros energúmenos que escolhem como líderes.

      (A)!

    • É ÓBVIO que o nazismo é de esquerda. Assim como o holocausto nunca aconteceu, o homem nunca pisou na lua, o aquecimento global é uma fraude, a ONU foi criada por comunistas (antigamente chamados de Illuminati) pra dominar o mundo e a Terra é plana! Sem falar que a evolução é uma mentira.

    • Eu ja li.
      Não se esqueça que esse livro é a “doutrina” de um radical preconceituoso. Se tu tirou alguma lição positiva do discurso dele é sinal que tu não tinha base cultural

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui