Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Gisele Bündchen fez bruxaria para que Tom Brady tivesse sucesso na carreira?

Esporte

Gisele Bündchen fez bruxaria para que Tom Brady tivesse sucesso na carreira?

Gisele Bündchen fez bruxaria para que Tom Brady tivesse sucesso na carreira?

Em fevereiro de 2019, diversos sites destinados a cobrir o mundo dos famosos publicaram uma notícia muito peculiar sobre um radialista norte-americano chamado Rick Wiles, que por sua vez teria acusado a modelo brasileira Gisele Bündchen de praticar bruxaria. Rick Wiles teria acusado Gisele de realizar feitiços para que o marido, Tom Brady, quarterback do time de futebol americano New England Patriots tivesse sucesso em sua carreira profissional.

Curiosamente, diversos sites apresentaram versões ligeiramente diferentes sobre esse assunto. O site “O Fuxico“, por exemplo, divulgou que esse assunto veio à tona após um bate-papo entre Tom Brady e Rick Wiles. Já os sites das revistas “Caras” e “Quem“, por exemplo, disseram que o programa de Rick Wiles, chamado TruNews, pertenceria a emissora de TV norte-americana CBS. Ambos os sites citaram, que a polêmica originou-se de um comentário de Tom Brady, mas não disseram a fonte, e nem atribuíram a declaração a um eventual bate-papo com Rick Wales.

No entanto, não houve nenhum bate-papo entre Tom Brady e Rick Wiles, e o programa TruNews, embora seja apresentado pelo Rick, não é da CBS, uma vez que é transmitido de forma independente pela internet (primordialmente através de transmissões ao vivo no YouTube). Agora, será que Tom Brady realmente deu declarações comprometedoras sobre sua esposa para algum outro veículo de imprensa? Será que Gisele Bündchen é realmente uma bruxa? Será que suas declarações não foram deturpadas? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Quem é Rick Wiles?

A maioria dos sites e daqueles que se propuseram a divulgar esse caso não informaram corretamente quem é Rick Wiles. Ele é apresentador de um programa de rádio chamado “TruNews“, que há muitos anos é transmitido pela internet (através do site do programa, de um canal no YouTube, e de podcasts), e não tem qualquer envolvimento com a mídia tradicional. Ele é um crítico do progressivismo, cujas críticas são feitas em conjunto com uma visão cristã conservadora, porém de caráter fundamentalista sobre diversos assuntos.

Rick Wiles é um crítico do progressivismo, cujas críticas são feitas em conjunto com uma visão cristã conservadora, porém de caráter fundamentalista sobre diversos assuntos.

Antes de se tornar radialista, Rick trabalhou na mídia tradicional como gerente de propaganda e marketing. Sua carreira nessa indústria começou, quando ele foi trabalhar em uma estação de rádio, quando tinha 20 e poucos anos. Conforme foi ganhando experiência, ele passou a trabalhar como gerente comercial de canais que estavam começando a engatinhar, assim como a CNN e a ESPN, no início da década de 80. Em 1984, ele foi contratado pela CBN (Christian Broadcasting Network) e, posteriormente, em 1994, se tornou diretor de marketing da TBN (Trinity Broadcasting Network). Tanto a CBN quanto a TBN são organizações de emissoras de rádio e TV cristãs, de vieses conservadores. Em 1998, Rick pediu demissão da TBN para seguir carreira como radialista

Rick Wiles fundou uma organização, que mais tarde seria conhecida como “TruNews”, em setembro de 1998, com sede em Dallas, no estado norte-americano do Texas, como um ministério. Nos meses seguintes, ele viajou pelos Estados Unidos, onde falava de declínio moral, e sobre como evitar o “colapso econômico” e a “guerra em solo americano”. Em maio de 1999, a organização, que até então era chamada de “America’s Hope” fez sua primeira transmissão. Após cinco anos de transmissões regulares, a estação de notícias mudou seu nome para “America Freedom News” e, em seguida, para “TruNews“. Ele achou este nome mais apropriado, pois ele acreditava pessoalmente que sua notícia era a única fonte confiável.

Em maio de 1999, a organização, que até então era chamada de “America’s Hope” fez sua primeira transmissão. Após cinco anos de transmissões regulares, a estação de notícias mudou seu nome para “America Freedom News” e, em seguida, para “TruNews”. Ele achou este nome mais apropriado, pois ele acreditava pessoalmente que sua notícia era a única fonte confiável.

Durante um tempo, Rick transmitiu seu programa através da WRMI (Rádio Internacional de Miami), na Flórida, uma emissora de rádio de ondas curtas, mas há anos ele desistiu dos meios considerados tradicionais, e adotou a internet como sua única plataforma. Ainda assim, Rick ocasionalmente faz aparições na FOX News.

O grande problema de Rick não é alegar ser cristão ou conservador, mas o fundamentalismo que ele carrega em seu discurso público. Rick, por exemplo, uma vez deixou implícito que ele apoiava o genocídio de muçulmanos ao declarar que eles deviam ser pisoteados como baratas. Usando fontes altamente questionáveis, ele também já disse que espiões muçulmanos se infiltraram em igrejas dos EUA, e estão esperando um sinal para começar a matar todos os americanos.

O grande problema de Rick não é alegar ser cristão ou conservador, mas o fundamentalismo que ele carrega em seu discurso público. Rick, por exemplo, uma vez deixou implícito que ele apoiava o genocídio de muçulmanos ao declarar que eles deviam ser pisoteados como baratas. Usando fontes altamente questionáveis, ele também já disse que espiões muçulmanos se infiltraram em igrejas dos EUA, e estão esperando um sinal para começar a matar todos os americanos.

No entanto, assim como acontece em seus muitos outros pontos de vista, as visões de Rick sobre os terroristas muçulmanos são, em geral, contraditórias. Embora ele diga que integrantes do Estado Islâmico sejam “possuídos por demônios”, ele também costuma dizer, que os terroristas muçulmanos são “enviados por Deus” para punir os EUA devido a prática do aborto. As visões de Rick sobre o Catolicismo também são confusas. Embora ele diga que todos os cristãos, incluindo os católicos, serão salvos, ele também acredita em um plano jesuíta para destruir os Estados Unidos, especificamente inundando o país com imigrantes católicos romanos.

Para completar, Rick Wiles também já disse, por exemplo, que o jogo “Pokémon Go” era satânico, e que a decisão da rede varejista norte-americana “Target“, em 2016, de remover a rotulagem de gênero de sua seção de brinquedos, e permitir que pessoas trans usassem o banheiro que fosse de acordo com seu gênero levaria diretamente a uma guerra nuclear com a Rússia. Anteriormente, ele já havia sugerido, que Vladimir Putin iria atacar os norte-americanos, e causar um “holocausto nuclear” devido aos direitos dos homossexuais nos Estados Unidos.

Para completar, Rick Wiles também já disse, por exemplo, que o jogo “Pokémon Go” era satânico, e que a decisão da rede varejista norte-americana “Target”, em 2016, de remover a rotulagem de gênero de sua seção de brinquedos, e permitir que pessoas trans usassem o banheiro que fosse de acordo com seu gênero levaria diretamente a uma guerra nuclear com a Rússia.

Enfim, é basicamente nesse tipo de pessoa, que diversos sites de notícias e canais no YouTube deixam vocês a mercê de acreditarem ou não em suas declarações. Complicado!

Verdadeiro ou Falso? A Origem da Polêmica Envolvendo Gisele Bündchen

Toda a polêmica mencionada no início desta postagem começou a partir de uma transmissão ao vivo realizada por Rick Wiles, no dia 8 de fevereiro de 2019, no canal “TruNews”, no YouTube. Na ocasião ele alegou que Tom Brady “admitiu”, que estava sob o controle de sua esposa, a modelo brasileira Gisele Bündchen. Rick disse que Gisele era uma bruxa, e que estava levando Tom para o Inferno.

Confira o respectivo vídeo abaixo, a partir de 13m39s (em inglês, mas traduziremos as declarações daqui a pouco):

Tais declarações por parte de Rick, e seus companheiros de bancada, foram uma resposta a um vídeo gravado na cidade de Boston, no dia anterior (7). Nessa outra ocasião, Tom Brady, recém-saído de sua sexta vitória no Super Bowl contra o Los Angeles Rams, falou sobre a dinâmica de seu casamento com Gisele Bündchen, em um evento organizado pela empresa Gillette, durante o qual ele teve sua barba raspada para arrecadar dinheiro para a caridade.

Ele comentou sobre os rituais supersticiosos, que Gisele estabelecia para ele, incluindo “pedras de cura”, “mantras” e um altar para os filhos do casal. Além disso, ele compartilhou com a plateia, que sua própria esposa se autointitulava como uma “bruxa boa” (ou “bruxa do bem”, como quiserem).

Confira o vídeo abaixo em que Tom Brady fala sobre a influência de sua esposa, e que foi publicado pelo canal da emissora de TV “WCVB” (afiliada da ABC), no YouTube, naquele mesmo dia (7):

Durante o evento de caridade, Brady foi perguntado: “Alguma superstição foi colocada em prática no jogo? Qualquer coisa especial que você levou para o jogo no domingo (Super Bowl 53), que você tenha escondido em algum lugar?

Em tom muito bem humorado e sorrindo o tempo todo, Tom Brady respondeu:

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

“Eu levei. Eu sempre – você sabe que aprendi muito com minha esposa ao longo dos anos. Ela fala tanto sobre o poder da intenção, sabe como é, em acreditar que as coisas vão realmente acontecer. E ela sempre faz um pequeno altar para mim no jogo, porque ela simplesmente deseja muito por isso. Então, ela montou um pequeno altar para mim, que eu podia carregar comigo, com as fotos dos meus filhos, com pequenas pedras especiais, de cura e de proteção, e ela me fez usar um colar, e tomar esses preparados que ela faz (risadas da plateia). E eu recito todos esses mantras (mais risadas da plateia).

Parei de questioná-la há muito tempo (risadas da plateia). Só faço. Eu calo a boca e escuto. No começo, eu fiquei tipo “Isso é meio doido” e, então, cerca de quatro anos atrás, estávamos jogando contra o Seattle Seahawks, e ela disse: “É melhor você me ouvir – esse é o seu ano, mas você terá que fazer todas essas coisas para ganhar”. Fiz todas essas coisas e, por Deus, sabe como é, funcionou, foi muito bom (os Patriots derrotaram os Seahawks por 28 a 24 no Super Bowl 49, em fevereiro de 2015, encerrando a temporada 2014/15).

E, então, em 2015, no início de janeiro ela disse “Você sabe o quanto eu te amo”, e eu disse “Sim”, e ela disse “Quero apenas que você saiba, que este não será o seu ano” (risadas da plateia) e, é claro, perdemos (os Patriots perderam para o Denver Broncos no jogo do Campeonato da AFC na temporada 2015/16). Eu disse “Como será 2016?”, e ela disse: “2016 será o seu ano” (risadas da plateia, visto que os Patriots obtiveram uma vitória nas prorrogações contra o Atlanta Falcons, no Super Bowl 51, no final da temporada 2016/17).

Então, no início de janeiro deste ano, eu disse: “Amor, só por perguntar, nós temos uma chance?” E ela disse: “Sim, mas você vai precisar trabalhar muito, e você vai ter que realmente me ouvir” (risadas da plateia). Então cara, eu escutei ela. E, logo após o jogo (Super Bowl 53, em fevereiro de 2019) ela disse: “Viu? Tive muito trabalho. Você faz o seu trabalho, eu faço o meu”. Ela disse: “Você tem sorte de se casar com uma bruxa, sou apenas uma bruxa boa” (risadas da plateia)”.

Foi com base nessa declaração acima, que Rick e seus companheiros de bancada criticaram a suposta “falta de espinha dorsal espiritual” do lendário quarterback, e advertiram que o casal de celebridades estaria condenado eternamente se não se arrependesse por supostamente se envolver com bruxaria, e que ambos deveriam permitir que fossem “salvos”.

Embora Tom Brady tenha se recordado de uma conversa em que Gisele referiu-se a si mesma como uma “bruxa boa”, seu tom durante toda a história era claramente irônico, e perfeitamente de acordo com a atmosfera alegre e contagiante de um evento público de caridade.

Embora Tom Brady tenha se recordado de uma conversa em que Gisele referiu-se a si mesma como uma “bruxa boa”, seu tom durante toda a história era claramente irônico, e perfeitamente de acordo com a atmosfera alegre e contagiante de um evento público de caridade.

Em vez de “admitir” seriamente o status de “bruxa” de sua esposa, e sua própria cumplicidade em seus rituais pagãos, Tom Brady estava falando, assim como muitas pessoas casadas costumam fazer, de uma maneira carinhosa sobre a influência de sua esposa na maneira como ele se prepara para jogos, e todo o eufórico, embora supersticioso, interesse que ela possui em sua carreira.

Tom Brady e Gisele celebram a vitória dos Patriots logo após o Super Bowl 53, em fevereiro de 2019.

Chamar os pequenos rituais citados por Tom Brady, e toda a crença de Gisele Bündchen em pedras, cristais e compostos florais ou energéticos está mais muito mais próximo de uma terapia holística e alternativa do que uma fetiçaria ou bruxaria propriamente dita. Além disso, também não há como medir a eficácia de tais rituais. Seria completamente leviano atribuir o sucesso de Tom Brady às crenças de sua esposa, ignorando toda sua criação, dedicação ao esporte e os títulos conquistados até mesmo antes de começar a namorar com Gisele (Tom Brady já havia conquistado 3 Super Bowls antes de conhecê-la).

Portanto, nada indica que Gisele tenha praticado “bruxaria”, no sentido mais conhecido da palavra, ou seja, praticado rituais obscuros com ligações satânicas, e muito menos que suas crenças tenham sido diretamente responsáveis pelo sucesso de Tom Brady no futebol americano. Simples assim.

A Interpretação Exagerada e Distorcida por Parte do Painel de Discussão Promovido por Rick Wiles

Aquilo que era para ser uma conversa descontraída e motivo de risadas entre Tom Brady e o público que compareceu ao evento beneficente promovido pela Gilette, se transformou em blasfêmia e polêmica nas mãos de Rick Wiles e seus companheiros de bancada (Kerry Kinsey e Doc Burkhart, ambos comentaristas e correspondentes do “TruNews”). Durante a transmissão realizada no dia 8 de fevereiro deste ano, Rick começou dizendo que Tom Brady, seis vezes vencedor do Super Bowl, havia feito algumas observações surpreendentes sobre sua esposa Gisele Bündchen, uma modelo brasileira.

Durante a transmissão realizada no dia 8 de fevereiro deste ano, Rick começou dizendo que Tom Brady, seis vezes vencedor do Super Bowl, havia feito algumas observações surpreendentes sobre sua esposa Gisele Bündchen, uma modelo brasileira.

Se dirigindo diretamente aos telespectadores, Rick disse que o quarterback do New England Patriots revelou a razão pela qual havia ganhado tantos jogos do Super Bowl, dizendo que ele tinha dado uma declaração impressionante na sede da Gilette, em Boston. Diga-se de passagem, Rick disse que a Gilette não gostava da “masculinidade dos homens”. Pouco tempo depois, Rick disse que aquela tinha sido a primeira vez que ficou sabendo, que Tom Brady havia se casado com uma bruxa.

Kinsey também não parecia muito satisfeito com a ideia, e disse que aquilo era algo triste, e que ele não tinha ideia que Brady acreditava, que sua esposa tivesse tais “poderes proféticos”.

Kinsey também não parecia muito satisfeito com a ideia, e disse que aquilo era algo triste, e que ele não tinha ideia que Brady acreditava, que sua esposa tivesse tais “poderes proféticos”.

A bancada parecia sem saber o que falar, enquanto Rick tentava alegar que Tom Brady não tinha nenhum discernimento espiritual, sendo óbvio que ele estava espiritualmente perdido. Rick disse que Brady estava sendo conduzido por uma bruxa, pensando que isso fosse algo fofo, “encantador”, e acreditava que aquilo funcionava, porque ele continuava ganhando. Após longas pausas, Kinsey indagou: “Ele acredita que ela é uma vidente, ele confia nela, certo?

Rick concordou dizendo, inclusive, que Tom dormia com Gisele, algo que supostamente geraria implicações espirituais profundas. Rick dizendo que a alma do jogador estava corrompida, porque ele estava tendo relações íntimas com uma bruxa. “Ela é uma bruxa!“, ressaltou. “Ela não é apenas alguém que tem algumas ideias idiotas da Nova Era, ela é uma bruxa“, completou.

Rick concordou dizendo, inclusive, que Tom dormia com Gisele, algo que supostamente geraria implicações espirituais profundas. Rick dizendo que a alma do jogador estava corrompida, porque ele estava tendo relações íntimas com uma bruxa. “Ela é uma bruxa!”, ressaltou. “Ela não é apenas alguém que tem algumas ideias idiotas da Nova Era, ela é uma bruxa”, completou.

Então, Doc Burkhart entrou na conversa dizendo que todos estavam dando risadas do que estava sendo dito pelo Tom Brady. Rick complementou dizendo que todos estavam achando aquilo engraçado. Então, Burkhart resolveu citar a Bíblia. Segundo ele, a Bíblia levava a bruxaria realmente a sério.

Citando Apocalipse 21:8 (Mas os covardes, os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que cometem imoralidade sexual, os que praticam feitiçaria, os idólatras e todos os mentirosos — o lugar deles será no lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte.), Burkhart disse que a Bíblia deixava muito claro que a bruxaria era equivalente ao assassinato!

Citando Apocalipse 21:8 (Mas os covardes, os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que cometem imoralidade sexual, os que praticam feitiçaria, os idólatras e todos os mentirosos — o lugar deles será no lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte.), Burkhart disse que a Bíblia deixava muito claro que a bruxaria era equivalente ao assassinato!

Pouco tempo depois, Rick disse que Tom Brady tinha sido colocado em um pedestal como “último homem masculino da América”, que sua esposa-bruxa o controlava, e que ele não tinha a “espinha dorsal espiritual” para cuidar da casa. Então, sua esposa estava o conduzindo para o Inferno.

Enfim, é necessário dizer mais alguma coisa para perceber como os rumos dessa conversa são totalmente diferentes daqueles que vimos anteriormente?

Bem, além do que já mencionamos no final do tópico anterior, ou seja, toda a trajetória de sucesso de Tom Brady antes de conhecer Gisele, é importante destacar, que as crenças religiosas pessoais de Tom Brady são ambíguas e ecléticas. Em 2015, o “USA Today” mencionou, que ele tinha uma estátua do deus hindu Ganesha em seu armário, no vestiário do Patriots. Naquele mesmo ano, em uma visita de um correspondente do “The New York Times Magazine”, este notou um grande menorá de vidro na cozinha. Sobre isso, Brady respondeu “Não somos judeus. Porém, acho que estamos em tudo… Não sei no que acredito. Acho que há um sistema de crenças, não tenho certeza qual seja.

Conclusão

Apesar de Tom Brady ter relembrado um episódio de sua vida, na qual sua esposa, a modelo brasileira Gisele Bündchen se autodeclarou uma “bruxa boa” (ou “bruxa do bem”), os tais rituais promovidos por ela não indicam se tratar de bruxaria, no sentido mais conhecido dessa palavra e que foi amplamente disseminado pela mídia, ou seja, ela não teria feito nada obscuro ou que tivesse alguma conotação satânica. Tom Brady apenas descreveu a utilização de pedras de cura e proteção, de um colar, de um pequeno altar com a foto dos filhos, entoação de mantras e a ingestão de compostos, muito provavelmente florais. Assim sendo, as alegações, de certa forma ofensivas por parte de Rick Wiles e seus companheiros de bancada são totalmente incompatíveis com a realidade dos fatos, e completamente exageradas.

É importante destacar que Tom Brady já havia vencido três Super Bowls antes de conhecer Gisele Bündchen, mostrando que o sucesso de sua carreira profissional não poderia ser atribuído somente às crenças de sua esposa. Para completar, as crenças religiosas pessoais de Tom Brady são ambíguas e ecléticas. Em diversas ocasiões, ele demonstrou acreditar em um pouco de tudo, por assim dizer. Em nenhum momento ele disse que a esposa era uma bruxa, tampouco admitiu que seu sucesso profissional é exclusivamente devido ao que Gisele acredita. Simplesmente, isso se tornou parte de sua rotina de casado ao aceitar a participação extremamente presente da mãe de seus filhos ao seu lado, seja nas horas de sucesso ou fracasso.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo