Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Ponte construída e projetada por feministas desaba e mata seis pessoas! Será verdade?

Acidentes

Ponte construída e projetada por feministas desaba e mata seis pessoas! Será verdade?

Notícia afirma que uma ponte construída apenas por feministas teria desabado e matando seis pessoas em Miami! Será que isso é verdade ou mais uma farsa da web?

O texto vem acompanhado de fotos da tragédia e começou a se espalhar através de publicações em diversos sites e blogs na segunda quinzena de março de 2018. De acordo com a manchete, dias antes uma ponte teria desabado em Miami, matando pelo menos seis pessoas. Após apurações, descobriu-se que a Munilla Construction Management ou MCM, construtora responsável pela obra, teria usado um grupo de engenheiras feministas para supervisionar o projeto e, dessa forma, “levantar a bandeira” da diversidade e do feminismo.

A responsável pelo projeto, a engenheira Leonor Flores, teria assumido em entrevistas que ficou mais preocupada em garantir que suas pontes fossem bonitas do que serem seguras e funcionais.

Será que essa notícia é verdadeira ou falsa?

Ponte feita só por feministas desaba e mata 6 pessoas! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

No dia 15 de março de 2018, uma passarela que ligava a Florida International University (FIU) à cidade de Sweetwater (Flórida, USA) desabou 3 dias após ter sido terminada e antes mesmo de ser liberada para os pedestres. O acidente causou 6 mortes e deixou várias pessoas feridas!

Essa é a parte real da notícia…

Até o momento da publicação desse artigo, os investigadores da National Transportation Safety Board (órgão norte-americano responsável pelas investigações em casos de acidentes envolvendo meios de transportes) ainda não haviam concluído as averiguações que determinarão as causas desse acidente. Portanto, tudo o que for dito a respeito enquanto isso é pura especulação.

Fotos de funcionárias da MCM, mas que não estavam envolvidas com o projeto! (foto: Reprodução/Facebook)

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

Tudo começou em uma publicação feita em um site de língua inglesa no dia 16 de março de 2018. O autor da “notícia” juntou várias fotos de funcionárias da Munilla Construction Management (fotos essas retiradas das mídias sociais da empresa) para dar mais veracidade à sua invenção. O fato é que nenhuma delas estava trabalhando nessa passarela em Miami.

Na verdade, o canteiro de obras onde a passarela estava sendo construída era composto predominantemente de homens, como podemos ver nessa postagem feita no perfil oficial do comissário do Condado de Miami-Dade, José Pepe Diaz:

O texto que se espalhou também aqui no Brasil (primeiramente, em um site chamado República de Curitiba) afirma que uma engenheira chamada Leonor Flores teria sido a responsável pelo projeto dessa passarela e que ela havia pensado mais em fazer pontes bonitas do que segura. No entanto, houve uma “pequena” mudança em uma frase que foi dita por ela, dias antes do acidente, em um artigo publicado pelo jornal da Universidade Internacional da Flórida, o FIU News.

O texto original do artigo reproduziu uma frase da engenheira que dizia:

“É muito importante para mim como uma mulher e como uma engenheiro poder promover isso para minha filha, porque acho que as mulheres têm uma perspectiva diferente. Podemos colocar um toque artístico e também podemos construir. “

Em uma atualização no artigo feita no dia 16 de março de 2018, o FIU News deixou claro que Leonor Flores não trabalhou na construção dessa passarela em nenhuma fase do projeto!

Conclusão

Uma ponte caiu em Miami matando 6 pessoas e ferindo várias outras. Ainda estão sendo investigadas as causas dessa tragédia e não havia somente mulheres cuidando do projeto!

Continue lendo
Clique para comentar

Comente

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Voltando a Circular

Publicidade

Topo