Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Será verdade que um avião caiu e todos os missionários a bordo sobreviveram?

Acidentes

Será verdade que um avião caiu e todos os missionários a bordo sobreviveram?

Será verdade que um avião caiu e todos os missionários a bordo sobreviveram?

Nas últimas 48 horas, alguns sites de notícias brasileiros (entre eles o “Boca do Povo News” e o “Jornal Correio da Semana“) começaram a divulgar que um determinado avião caiu numa floresta de Honduras, e todos os missionários cristãos a bordo sobreviveram. Um dos missionários, inclusive, disse:

O poder no sangue precioso de Jesus Cristo nos salvou

Captura de tela mostrando o trecho inicial do texto publicado pelo site “BocadoPovoNews”.

Captura de tela mostrando o trecho inicial do texto publicado pelo site “Jornal Correio da Semana”.

Como era de se esperar, o caso começou rapidamente a se espalhar em páginas e perfis nas redes sociais, principalmente no Facebook.

Como era de se esperar, o caso começou rapidamente se espalhar em páginas e perfis nas redes sociais, principalmente no Facebook.

Perfil disseminando a informação sobre a queda de um avião, onde todos os missionários a bordo sobreviveram.

Entretanto, será que essa história é realmente verdadeira? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Falso! Essa notícia é completamente desastrosa do ponto de vista jornalístico. Em primeiro lugar, não houve exatamente uma queda, no sentido da aeronave simplesmente “despencar dos céus”. Em segundo lugar, os passageiros a bordo, embora tenham se salvado, não eram missionários cristãos, mas executivos de uma empresa norte-americana do ramo de penhores chamada “EZCorp”. Além disso, o local não se tratava de uma floresta. Por último, mas não menos importante, o incidente ocorreu em maio de 2018, ou seja, há um bom tempo.

De antemão, mesmo sem qualquer pesquisa, já era possível desconfiar dessa história, visto que nenhuma fonte minimamente confiável foi apresentada para corroborar com tais alegações.Enfim, a seguir explicaremos direitinho esse caso para vocês.

Como Tudo Realmente Aconteceu?

No dia 22 de maio de 2018, uma aeronave Gulfstream G200 Galaxy (um jato executivo), prefixo N813WM, com dois tripulantes e quatro passageiros, decolou do Aeroporto Internacional Austin–Bergstrom, no Texas, nos Estados Unidos rumo ao Aeroporto Internacional Toncontín, em Tegucigalpa, capital de Honduras. Embora não tenha havido nenhum problema durante o voo, não podemos dizer o mesmo da aterrissagem.

Era uma manhã de sol e tudo indicava que seria mais um pouso como qualquer outro no aeroporto. A aeronave foi autorizada a pousar na pista nº 2, que tem cerca de 2.000 metros de extensão, mas somente pouco mais de 1.600 metros estavam disponíveis para o pouso. Um dos indícios que o pouso não terminaria nada bem foi o fato da aeronave ter se aproximado muito rapidamente da pista. Ela tocou o solo a uma velocidade de 142 nós (262 km/h), quando deveria estar a 128 nós (237 km/h).

Confira o momento do pouso da aeronave e perceba como ela estava realmente muito rápida:

Alguns Outros Fatores que Agravaram a Situação

A situação se agravou ainda mais por dois fatores: o primeiro é que a aeronave tocou o solo faltando 993 metros para a pista terminar e o segundo é que os spoilers e os reversores de empuxo só foram acionados 13 segundos após o toque no solo.

O resultado? A aeronave não conseguiu parar, desceu um barranco de 20 metros e foi parar no meio de uma estrada. A fuselagem se partiu em duas partes, imediatamente à frente das asas. A maioria dos ocupantes tiveram escoriações e ferimentos leves, e felizmente ninguém morreu. Portanto, apesar das fotos (1 | 2 | 3) e vídeos que foram divulgados do acidente, todos a bordo ficaram bem.

Confira abaixo alguns vídeos divulgados sobre o acidente:

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Assim sendo, podemos constatar que não se tratava de uma floresta, tampouco o aeronave simplesmente “despencou dos ares”.

Uma Pista Complexa Para Aproximações e Pousos

Diversos sites de notícias internacionais (a exemplo do britânico “Daily Mail” e do australiano “ABC“) alegaram que o Aeroporto Internacional Toncontín é conhecido por ser um dos mais difícies do Hemisfério Norte para aproximações e pousos, visto que era cercado por montanhas e bairros residenciais. Segundo o site de notícias hondurenho “El Heraldo”, o piloto da aeronave nunca teria pousado nesse aeroporto e teria ignorado os protocolos.

No dia do acidente, cerca de 50 mil pessoas ficaram sem energia elétrica, porque a aeronave acabou derrubando as linhas de energia.

Visão aérea do Aeroporto Internacional Toncontín, em Tegucigalpa, capital de Honduras.

Numa rápida pesquisa no YouTube nos deparamos com diversos vídeos gravados por populares que mostram o desafio de pousar nesse aeroporto.

Confira abaixo um desses vídeos:

Quem Eram os Tripulantes e Passageiros a Bordo?

Conforme dissemos anteriormente, havia seis pessoas a bordo da aeronave. Eis a lista (1 | 2), que foi divulgada na tarde do acidente:

  • Alex Castellane Murta: Piloto da aeronave, norte-americano, 27 anos de idade;
  • Joahn Joseph Page Salcedo: Co-piloto da aeronave, venezuelano, 29 anos de idade;
  • John Blair Powell: Chefe de Operações da EZCorp, 50 anos de idade;
  • Nicole Swies: Vice-presidente de Planejamento e Análise Financeira da EZCorp, 40 anos de idade;
  • Robert Kasenter: Ex-administrador sênior da EZCorp, 71 anos de idade;
  • Joe Rotunda: Diretor de Operações da EZCorp, 71 anos de idade.

Na época, cinco pessoas (Alex Murta, John Powell, Nicole Swies, Robert Kasanter e Joahn Hage) foram transportadas para o Hospital Escola Universitário com ferimentos leves e escoriações. Já Joe Rotunda foi transferido para o Hospital Militar, visto que teve algumas costelas quebradas e um pulmão perfurado. De qualquer forma, ele não corria risco de morte.

John Blair Powell (à esquerda) e Nicole Swies (à direita).

Joe Rotunda (à esquerda) e Robert Kasenter (à direita).

Portanto, os passageiros não eram missionários cristãos, mas executivos da EZCorp, a segunda maior empresa do ramo de penhores dos Estados Unidos, que é sediada em Austin, no Texas.

Um Acidente Fatal Ocorrido em 2008

Na manhã de 30 de maio de 2008, praticamente 10 anos antes, houve um outro acidente, cujo desfecho resultou em cinco vítimas fatais (duas em solo). Dessa outra vez, tratava-se de um Airbus A320-233 (voo 390), da então companhia aérea TACA (atualmente Avianca El Salvador), que havia partido de El Salvador com destino a Miami, nos Estados Unidos. Havia uma escala programada em Tegucigalpa. Estavam a bordo 118 passageiros (dois morreram) e 6 tripulantes (um deles morreu). Entre as vítimas estava Janet Chantal Neele, esposa do então embaixador do Brasil em Honduras, Brian Michael Fraser Neele.

Naquela manhã, a tempestade tropical Alma atingiu a costa do Pacífico da Nicarágua, mas estava perdendo força ao seguir para o interior do sul de Honduras. Estava nublado e chuviscando no momento do pouso, mas o tempo não foi o único problema. A aeronave tocou o solo faltando 400 metros para terminar a área útil da pista nº 2, e com uma velocidade acima do ideal.

Estava nublado e chuviscando no momento do pouso, mas o tempo não foi o único problema.

O resultado não poderia ser diferente. Assim como ocorreu com o Gulfstream G200 Galaxy, o Airbus A320-233 não conseguiu parar (ela estava com peso próximo do máximo permitido para pouso), desceu o barranco de 20 metros de altura e colidiu fortemente contra o solo. Três veículos que estavam passando pelo local foram atingidos pela aeronave.

Conclusão

Falso! Em primeiro lugar, não houve exatamente uma queda, no sentido da aeronave simplesmente “despencar dos céus”. Em segundo lugar, os passageiros a bordo, embora tenham se salvado, não eram missionários cristãos, mas executivos de uma empresa norte-americana do ramo de penhores chamada “EZCorp”. Além disso, o local do acidente não se tratava se uma floresta. Por último, mas não menos importante, o incidente ocorreu em maio de 2018, ou seja, há um bom tempo.

Continue lendo
4 Comentários

4 Comments

  1. Low

    19 de dezembro de 2019 em 21:44

    Por que esses jornais pequenos (como por exemplo os citados na matéria), sempre tem propensão em espalhar fake news na internet? É algo que tenho achado isso bem curioso, será que é para conseguir mais visualização?

    • Marco Faustino

      21 de dezembro de 2019 em 5:35

      Boa pergunta, Low! É bem possível que sim. De qualquer forma, seja pequeno ou grande, qualquer veículo que se preze deveria checar as informações antes de serem publicadas! 😀

  2. Alexandre Mendes

    21 de dezembro de 2019 em 17:07

    Não existe isso de reversores serem acionados “apenas” 13 segundo apos tocar a na pista. o rpoblema ai é que a pista é pequena e n~]ao deveria ser homologada para determinados tipos de aeronaves

    • Marco Faustino

      21 de dezembro de 2019 em 18:09

      Olá Alexandre,

      Segue o trecho em inglês obtido do site “Aviation Safety Network” (ASN): “Touchown occurred late, 993 meters short of the end of the runway. It then took 13 seconds before ground spoilers and thrust reversers were deployed.“. (https://aviation-safety.net/database/record.php?id=20180522-1).

      Segue também o que foi analisado pela Agência Hondurenha de Aviação Civil: “Las reversas del motor se desplegaron 0:13 segundos después del aterrizaje y los motores comenzaron a acelerar con el fin de detener la aeronave a través del sistema de empuje contrario a la dirección de desplazamiento. La grabación finalizó antes de que la aeronave se detuviera por completo.” (caso queira ler o relatório completo: https://www.baaa-acro.com/sites/default/files/2019-05/N813WM.pdf).

      CONCLUSIONES

      Los Certificados de Matrícula y Aeronavegabilidad se encontraron vigentes al momento del accidente.
      La aeronave fue destruida por las fuerzas del impacto a tierra y por los obstáculos.
      Los análisis de los componentes de motor y fuselaje recuperados no revelaron ninguna evidencia de fallas previo al impacto.
      La aeronave al momento del accidente se encontraba dentro de los límites de peso y balance especificados en el manual de vuelo aprobado.
      Las tareas de rescate y salvamento fueron adecuadas a las circunstancias.
      Las evidencias indicaban que el desempeño operativo efectuado por la tripulación no fue adecuado.
      Las condiciones meteorológicas no fueron un factor en el accidente.
      La velocidad de la aeronave en el aterrizaje no fue adecuada para detenerse en la distancia de pista restante.
      La falta de conocimiento de la tripulación de la pista del Aeropuerto Internacional Toncontín.

      3.1| Causas Probables

      Después de haber analizado toda la información pertinente a la investigación por la Comisión de Investigación de Accidentes e Incidentes Aéreos de este Accidente se puede concluir que los siguientes factores y causas probables que ocasionaron este suceso fueron:

      Aproximación a una velocidad superior a la a velocidad de referencia por peso y balance especificada en la lista de chequeo de la aeronave.
      Falta de información específica del largo de la pista del aeropuerto Internacional Toncontín por parte de la tripulación para la aproximación en la cabecera 02, al efectuar un aterrizaje prácticamente a la mitad de la pista dejando poca distancia para el frenado efectivo de los sistemas.

      Factor Contribuyente

      La aplicación tardía de los dispositivos y frenado de la aeronave después del contacto con la pista aterrizaje, accionándolos 0:13 segundos después del aterrizaje.

      Agora, para maiores detalhes técnicos sobre a pista e o que deveria ser ou não permitido, recomendamos o canal “Aviões e Músicas”, no YouTube.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo