Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

A Nestlé doou 8 mil caixas de leite condensado para as Forças Armadas?

Falso

A Nestlé doou 8 mil caixas de leite condensado para as Forças Armadas?

A Nestlé doou 8 mil caixas de leite condensado para as Forças Armadas?

É verdade que a Nestlé anunciou a doação de 8 mil caixas de Leite Moça para as Forças Armadas em agradecimento à campanha gratuita de marketing feita pela oposição?

O texto surgiu nas redes sociais no final de janeiro de 2021 e mostra uma nota que teria sido divulgada pela empresa Nestlé onde ela afirma que irá doar 8 mil caixas de leite condensado para as Forças Armadas em agradecimento à campanha de marketing feita com o nome do seu produto, o Leite Moça, gratuitamente em todo o país.

A nota ainda afirma que as milhares de caixas deverão ser divididas entre as 3 forças de segurança do Brasil.

Será que isso é verdade ou mentira?

Texto da nota compartilhadas nas redes sociais e em grupos do WhatsApp no final de janeiro de 2021 (texto sem correções): “A empresa Nestlé, anúnciou hoje através de seu departamento de relações institucionais e relações punidas, que devido a grande repercussão de sua marca registrada leite condensado “MOÇA “, que fará a doação de 8 mil caixas do produto as Forças armadas que será distribuída partes iguais entre às 3 forças de segurança Naciona brasileira. Pela excelente campanha de propaganda divulgado em âmbito nacional sem custos a empresa. Ass. NESTLÉ DO BRASIL.” (reprodução/Twitter)

Verdade ou mentira?

No dia 26 de janeiro de 2021, explicamos aqui no E-farsas que a notícia que havia se espalhado atribuindo ao presidente Jair Bolsonaro um gasto de cerca de R$ 15 milhões em leite condensado, em 2020, era falsa. Na verdade, o gasto foi de todos os ministérios e não apenas do presidente (sendo cerca de R$ 14 milhões disso gastos apenas pelas Forças Armadas).

O assunto foi um dos mais comentados na semana nas redes sociais, rendendo memes, piadinhas e reclamações de vários leitores e, é claro, outras notícias falsas começaram a surgir a partir dessa.

Foi o caso dessa nota atribuída à Nestlé, que teria anunciado a doação de 8 mil caixas de leite condensado para as Forças Armadas “em agradecimento à propaganda gratuita de seu Leite Moça”.  

Acontece que não encontramos em nenhum dos perfis oficiais da Nestlé nas rede sociais alguma confirmação dessa doação. Nada na página oficial da empresa no Facebook, nada no seu perfil do Instagram e tampouco em nenhum jornal ou outro meio de comunicação!

Era de se esperar que a própria empresa se manifestasse, como já o fez em outras ocasiões, quando se juntou com outras 15 empresas para doar R$ 1,6 milhão para o programa “Unidos Contra a Covid-19” da Fiocruz. A campanha, iniciada em 21 de janeiro de 2021, teve como objetivo a instalação de uma usina de produção de oxigênio para dar suporte aos hospitais públicos do Amazonas e foi amplamente divulgada nas redes sociais da Nestlé e das empresas participantes:

Analisando a nota

Além do assunto da doação de 8 mil caixas de leite condensado não ter sido confirmado pela própria Nestlé, a nota compartilhada possui vários erros, o que é incompatível com a qualidade dos textos que a Nestlé costuma publicar na imprensa e nas suas redes sociais.

Alguns exemplos:

“A empresa Nestlé, anúnciou hoje através de seu departamento de relações institucionais e relações punidas […]”

Somente no primeiro parágrafo, o autor da nota comete algumas “gafes” como, por exemplo, separar o sujeito do predicado com vírgula, grafar o verbo “anunciou” com acento no primeiro “U”. Além disso, não existe na Nestlé um “departamento de relações punidas” (em algumas versões, o tal departamento está descrito como “de relações públicas“). 

Prosseguindo:

“[…] que fará a doação de 8 mil caixas do produto as Forças armadas que será distribuída partes iguais entre às 3 forças de segurança Naciona brasileira.”

Vamos deixar passar o fato que não existe “força de segurança Naciona” (a Nestlé deve ter errado só uma letrinha), vai… Mas o autor se esqueceu de colocar uma crase no “às Forças Armadas” (depois, coloca crase onde não precisa, visto que é parte da norma culta não se usar crase antes de números). Ele também se esqueceu de grafar “Forças Armadas” com as iniciais em maiúsculo, como é escrito em Lei. O termo “forças armadas” pode ser usado para designar quaisquer forças de segurança dos países (algo genérico). Quando se refere à nossa, é em letra maiúscula.

Um exemplo são as palavras “sol” e “lua”: quando nos referimos à Lua (nosso satélite natural), grafamos com maiúscula. Quando falamos do luar (ou de outras luas de outros planetas), grafamos com minúsculas. 

Com o Sol ocorre o mesmo: o Sol (escrito com a inicial maiúscula) é o nosso Sol. Aquela bola enorme que a gente leva cerca de um ano para dar uma volta completa em torno dele. Já o sol se refere aos raios solares e deve ser escrito com letras minúsculas.    

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Essas regras não foram inventadas pelo E-farsas. Estão disponíveis no manual de redação e estilo da Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) do Governo Federal

E pra finalizar, a nota segue com mais pérolas:

“[…] Pela excelente campanha de propaganda divulgado em âmbito nacional sem custos a empresa.”

O autor da nota errou a concordância ao dizer que a “excelente campanha” foi “realizado” (ao invés de “realizada”) e de se esquecer novamente da crase no “à empresa”.

Busca nos sites das Forças Armadas

Fizemos buscas nos sites oficiais do Exército, da Aeronáutica e no da Marinha sobre alguma doação feita pela Nestlé e não encontramos nada.

No site do Exército, uma busca por “Nestlé” nos retorna apenas 4 notícias e nenhuma delas relacionada com a suposta doação:

Reprodução/Exército Brasileiro

Já o site da Marinha e o da Aeronáutica não retornaram nenhum resultado para consultas com o termo “Nestlé”:

Reprodução/Força Aérea Brasileira

Reprodução/Marinha do Brasil

Para encerrar (pelo menos por enquanto), procuramos nas redes sociais de cada uma das Forças Armadas e também não encontramos nada. 

Entramos em contato com a ouvidoria da Nestlé indagando sobre o assunto e, assim que tivermos alguma resposta, faremos uma atualização nesse artigo.

Em resposta à nossa pergunta na página da Nestlé no Facebook, a resposta foi: “esclarecemos que esssa informação não procede

Atualização – 01/02/2021

A Assessoria de Imprensa da Nestlé respondeu ao nosso questionamento, negando qualquer doação às Forças Armadas:

A Nestlé esclarece que a informação que circula nas redes sociais sobre uma suposta doação de 8 mil latas de leite condensado às Forças Armadas Brasileira é falsa.

Conclusão

A nota afirmando que a Nestlé teria doado 8 mil caixas de leite condensado é falsa! Não encontramos nenhuma publicação oficial da Nestlé, do Exército, da Aeronáutica e/ou da Marinha que confirmasse tal doação.

Continue lendo
3 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Publicidade

Parceiros:

Voltando a Circular

Publicidade

Topo