Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Aparelho DETOX para os pés elimina todas as impurezas e substâncias tóxicas do corpo?

Falso

Aparelho DETOX para os pés elimina todas as impurezas e substâncias tóxicas do corpo?

Aparelho DETOX para os pés elimina todas as impurezas e substâncias tóxicas do corpo?

Recentemente, em nosso grupo no Facebook, um usuário nos questionou a respeito de um aparelho. Contudo, não era um aparelho qualquer.

A página responsável por promovê-lo e vendê-lo prometia ao consumidor que o produto eliminaria todas as substâncias tóxicas/impurezas do corpo humano! Aliás, também havia a promessa que o produto faria uma imensa diferença na saúde e no bem-estar dos clientes.

Publicação que o usuário nos enviou questionando sua respectiva veracidade.

Basicamente, bastava colocar os pés por alguns minutos dentro de um recipiente com água e sal contendo um pequeno objeto preto (ou qualquer outra cor) ligado a uma tomada para ver o milagre acontecer. Literalmente, porque a única evidência da eficácia do produto era a cor da água. Se ela ficasse marrom-escuro, por exemplo, seria um suposto sinal de que metais pesados tinham saído do fígado do paciente!

O vídeo de demonstração, por assim dizer, já foi visualizado mais de 500 mil vezes! Ele foi publicado no dia 13 de julho de 2019 pela página “Saúde & Bem Estar Brasil” (arquivo 1 | aquivo 2 | arquivo 3), no Facebook! A publicação também já foi compartilhada mais de 1.300 vezes! Confira abaixo:

 

O endereço virtual contido na descrição do vídeo redireciona para uma “loja virtual”, onde o tal aparelho é vendido por quase R$ 500,00 em “caráter promocional”!

Entretanto, será que esse aparelho realmente cumpre aquilo que promete? Ele retira impurezas ou substâncias tóxicas do corpo humano? Ele é seguro de ser utilizado? Você e sua família estarão fazendo uma boa compra? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Falso! Essa situação é muito grave. Isso porque além de se tratar de um verdadeiro golpe contra o consumidor, pode colocar sua vida e de sua família em risco. Esse aparelho, assim como inúmeros similares, que utilizam esse modo de operação, não servem para absolutamente NADA em termos de saúde. NADA, mesmo.

Simplesmente Ferrugem

Aquilo que é alegado serem impurezas ou substâncias tóxicas é meramente FERRUGEM obtida num processo chamado “eletrólise”. O que vemos é uma reação química entre os eletrodos contidos naquela peça preta (ou de qualquer outra cor) ligada numa tomada, que por sua vez fica mergulhada num recipiente com água e sal. Dito isto, bastaria ligar o aparelho, prepará-lo conforme indicado e sequer colocar os pés para ter exatamente o mesmo efeito.

A coloração pode variar de acordo com o material que os eletrodos são feitos, do sal utilizado e da qualidade da água, contudo a mais comum é a marrom-escura. Assim sendo, se você sempre preparar da mesma forma, sempre vai obter o mesmo resultado, com ou sem os pés na água. Nenhuma substância tóxica será eliminada através dos seus pés ou da sua pele durante esse processo.

Aquilo que é alegado serem impurezas ou substâncias tóxicas é meramente FERRUGEM obtida num processo chamado “eletrólise”. Nenhuma toxina é removida do corpo humano.

A pior parte é que existem clínicas de estética espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, que possuem aparelhos semelhantes e cobram por tais “sessões de limpeza”! Claramente, elas se aproveitam da falta de conhecimento e ingenuidade dos clientes. Nas redes sociais também há inúmeros perfis falsos que avaliam positivamente o produto ou demais usuários que, por um efeito placebo, acreditam que o aparelho esteja trazendo algum benefício para suas vidas. Contudo, a única coisa que ele traz é prejuízo financeiro. Estão pagando por um experimento de química comumente realizado em escolas de Ensino Fundamental.

Risco de Choque Elétrico

E a razão pela qual tais produtos podem representar um risco? Bem, esses aparelhos são geralmente de origem chinesa e a qualidade da fabricação pode oferecer riscos ao consumidor. Uma vez que é ligado na tomada, caso haja algum problema na fonte de alimentação, existe o risco de choque elétrico. Vale lembrar que o produto não possui nenhum tipo de registro no Ministério da Saúde, ANVISA ou selo de aprovação/certificado do INMETRO.

A Reportagem Investigativa da Revista Eletrônica Norte-Americana “Inside Edition”: Mostrando o Funcionamento na Prática

Em junho de 2016, a revista eletrônica norte-americana “Inside Edition” investigou esse tipo de aparelho. Na época, diversas clínicas de estética da cidade de Nova York estavam utilizando esse produto. Algumas em plena Times Square, o ponto mais famoso da cidade. Uma repórter foi até algumas dessas clínicas e relatou o processo.

Confira o vídeo abaixo (em inglês, mas iremos relatar de forma resumida o que acontece):

Primeiramente, era adicionado água morna e sal numa bacia. Em seguida, um equipamento elétrico era adicionado no recipiente e, então, ligado. Cerca de meia hora depois, a água passou a ter uma aparência meio suja, amarelada. Pouco tempo depois era possível ver “flocos metálicos” na água. De acordo com uma tabela, a coloração final da água (amarronzada/alaranjada) indicava que as tais “toxinas” tinham saído do fígado e das articulações da repórter.

O aparelho prometia curar dores de cabeça, insônia e realizar uma purificação do corpo. Contudo, a equipe comprou um desses aparelhos e levou para um engenheiro elétrico chamado Stephen Fowler. O resultado? As tais toxinas eram somente ferrugem. O equipamento, inclusive, foi desmontado e se notou presença de dois simples eletrodos. Resumindo? Trata-se realmente de um experimento químico colegial: a eletrólise.

A equipe comprou um desses aparelhos e levou para um engenheiro elétrico chamado Stephen Fowler. O resultado? As tais toxinas eram somente ferrugem.

O equipamento, inclusive, foi desmontado e se notou presença de dois simples eletrodos. Resumindo? Trata-se realmente de um experimento químico colegial: a eletrólise.

O Retorno da Equipe

A equipe de reportagem voltou até uma das clínicas de estética anteriormente visitadas. Foi demonstrado o funcionamento do aparelho tanto com uma pessoa com os pés na água quanto sem ninguém tendo contato físico. O resultado foi idêntico. Quando questionada, a proprietária da clínica não soube explicar o resultado, até que finalmente admitiu que o aparelho não funcionava.

Foi demonstrado o funcionamento do aparelho tanto com uma pessoa com os pés na água quanto sem ninguém tendo contato físico com a água. O resultado foi idêntico.

Quando questionada, a proprietária da clínica não soube explicar o resultado, até que finalmente admitiu que o aparelho não funcionava.

Um Estudo de Prova de Conceito Mostrou que Tais Aparelhos Não Funcionam

Em novembro de 2011 foi publicado um estudo de prova de conceito relacionado a um produto chamado “IonCleanse”. Esse produto, que é comercializado até hoje, possui o mesmo esquema (remoção de toxinas através da eletrólise) do produto anteriormente citado.

Nesse estudo foram coletadas amostras de urina e fios de cabelo de seis participantes. Após analisar cada uma das amostras a conclusão foi que o produto não removia as toxinas do corpo humano. As toxinas não deixaram o corpo através dos pés, e o sistema também não estimulou a desintoxicação pelo fígado, pelos rins ou por fios de cabelo.

Profissionais de Estética Estão Lucrando com Tais Aparelhos

Para nosso espanto, o número de profissionais que alegaram utilizar um produto que comprovadamente não funciona é absurdo. A pior parte é que os consumidores estão sendo enganados. Somente na publicação realizada pela página “Saúde & Bem Estar Brasil” flagramos inúmeros comentários nesse sentido. Confira abaixo alguns deles:

Para nosso espanto, o número de profissionais que alegaram utilizar um produto que comprovadamente não funciona é absurdo.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

A pior parte é que os consumidores estão sendo enganados, porque o aparelho não funciona em termos de saúde!

Somente na publicação realizada pela página “Saúde & Bem Estar Brasil” flagramos inúmeros comentários nesse sentido.

Atenção para o Risco de Golpe!

A página “Saúde & Bem Estar Brasil” foi criada no dia 12 de julho de 2019, apenas um dia antes de publicar o vídeo sobre o aparelho. O domínio da “loja virtual”, que a página recomenda a compra, também foi criado recentemente, no dia 9 de junho de 2019. Tudo muito recente, sendo que o nome do responsável pelo domínio está oculto.

No site da “loja virtual” não há nenhum endereço ou telefone fixo, muito menos o CNPJ da suposta empresa por trás da comercialização do produto. Existe apenas um número de celular. O site possui um certificado SSL gratuito fornecido pela Cloudflare, mas as informações sobre a empresa não foram fornecidas. Portanto, há todo um indicativo apontando que o site não seja nada confiável.

Há riscos em potencial desde o preenchimento do cadastro até o fornecimento de dados de eventuais cartões de crédito. Além, é claro, do prejuízo financeiro ao comprar um produto que pode não ser entregue e, mesmo que seja, não funcionará conforme o prometido.

Aparelhos Similares que Custam Até R$ 3.200 no Mercado Livre

Se você achou alto o valor de R$ 500 por um produto que não remove nenhuma toxina do corpo, que tal pagar entre R$ 2.500 e R$ 3.200?

Há diversos anúncios de produtos semelhantes no site do “Mercado Livre” que utilizam o mesmo esquema, ou seja, eles também não funcionam conforme o prometido! Somente em um desses anúncios havia a informação de que onze aparelhos já tinham sido vendidos!

Anúncio publicado no site do “Mercado Livre”.

Geralmente, tais aparelhos são apenas a versão mais “chique” e “apresentável” para ser utilizado em clínicas e passar a impressão de ser algo profissional. Contudo, não importa o tamanho do aparelho, nem quanto ele custe ou de quaisquer acessórios que tentem empurrar para você. Nenhum desses aparelhos removerá impurezas ou substâncias tóxicas do seu corpo por meio da eletrólise. Muitos vendedores, cientes da fraude, tentam dizer que somente produtos falsificados mudam sozinhos a cor água, mas isso é mentira.

A Mídia Brasileira Ajudou a Disseminar a Desinformação

Ao digitarmos “Aparelho Detox” no YouTube notamos que a mídia brasileira também ajudou a propagar a desinformação ao longo dos anos. Exemplos, não faltam:

Programa Você Bonita (TV Gazeta – 11/10/2013):

Programa Ver Mais Londrina (RICTV Record – 02/08/2017):

Programa Você Bonita (TV Gazeta – 23/08/2017):

Programa Ver Mais Curitiba (RICTV Record – 20/09/2017):

Antiga URL: youtube(dot)com/watch?v=EnVmWyBxNlA | Situação (15/08/2019): Vídeo retirado do ar após a publicação deste artigo.

TV Bom Dia (Grupo BOM DIA – 27/10/2017):

Ah, mais um detalhe! Em muitos vídeos existe a absurda menção de que a eletrólise “puxa os impurezas e as substâncias tóxicas do corpo”, mas isso demonstra apenas um profundo desconhecimento de nível escolar. Mais uma vez, a eletrólise não faz e não serve para isso!

Enquanto as autoridades públicas e órgãos de defesa do consumidor não tomarem medidas contra a venda desse tipo de aparelho, muito provavelmente as pessoas continuarão sendo enganadas.

Diversos Consumidores Foram Enganados em Portugal

Em Portugal, a mídia tentou ajudar a combater a desinformação, ainda que não tenha sido de forma ostensiva. Confira abaixo uma reportagem realizada pela SIC TV, que foi publicada pelo canal “Notícias Portugal”, no YouTube, em dezembro de 2014:

Conclusão

Falso! Aquilo que é alegado serem impurezas ou substâncias tóxicas é meramente ferrugem obtida num processo chamado “eletrólise”. O que vemos é uma reação química entre os eletrodos contidos naquela peça preta (ou branca) ligada numa tomada, que por sua vez fica mergulhada num recipiente com água e sal. Dito isto, bastaria ligar o aparelho, prepará-lo conforme indicado e sequer colocar os pés para ter exatamente o mesmo efeito.

É importante deixar claro que nenhuma substância tóxica será eliminada do seu corpo através dos seus pés ou da sua pele durante a eletrólise. Isso é pura enganação e demonstra falta de conhecimento daqueles que prometem benefícios através desse pseudotratamento.

Continue lendo

Jornalista, redator, e pesquisador de comunicação social com foco no combate a disseminação de notícias falsas. Colaborador do site de verificação de fatos E-farsas.com desde janeiro de 2019. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos, além de casos supostamente sobrenaturais.

44 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo