16.1 C
São Paulo
segunda-feira, setembro 27, 2021

Como caímos num golpe que roubou a nossa fanpage e como a recuperamos de volta

- Publicidade -

Entenda como caímos em um golpe que assumiu o controle da nossa fanpage no Facebook por 7 dias e o que fizemos para conseguir recuperá-la!

No dia 10 de março de 2021, recebemos um alerta do Facebook nos avisando que o fundador do E-farsas, Gilmar Lopes, havia acabado de perder o acesso administrativo à fanpage Efarsas no Facebook. 

Através da nossa caixa de entrada, ficamos sabendo que perdemos o controle das publicações de uma página com mais de 230 mil fãs!!!

Além do desespero de não saber o que fazer, veio o susto ao começar a receber uma enxurrada de mensagens de fãs da página, reclamando que estávamos publicando material erótico nos stories da fanpage.

O primeiro passo foi contatar os outros administradores da página, mas todos eles também estavam sem acesso…

Tentamos o suporte do Facebook, mas não encontramos nenhuma opção que satisfizesse a nossa necessidade. A mais próxima era: “Alguém está se passando por mim no Facebook”.

No entanto, essa opção não abrange as páginas administradas por nós, apenas os usuários do Facebook…

Mesmo assim, fizemos o passo-a-passo sugerido pela rede social:

  • Deslogamos de todos os dispositivos;
  • Trocamos as nossas senhas;
  • Nos logamos novamente, com autenticação em dois passos;

Para o nosso desespero, isso não resolveu. Continuamos sem acesso à fanpage, que continuava postando fotos eróticas no nosso perfil.

Como o ataque ocorreu?

- Publicidade -

No dia 1º de março de 2021, começamos a receber mensagens em inglês no nosso WhatsApp de um sujeito que se apresentou como um representante de várias marcas conhecidas do mercado. Nas mensagens, o golpista nos oferecia ótimas ofertas para veicular uma propaganda na nossa fanpage:

O “agente” dizia trabalhar com a Adidas, Zumba e muitas outras marcas e garantiu que os anúncios não seriam invasivos:

Segundo ele, o E-farsas teria total controle sobre a veiculação das peças publicitárias. Olha um exemplo de como seria “bacana” a parceria:

Exemplo de como a publicidade iria aparecer na nossa página!

Depois de muita insistência e alguns dias de conversa, finalmente aceitamos fazer um dia de teste. Para isso, fomos instruídos pelo golpista a entrar no Facebook Business, uma plataforma criada pelo Facebook para intermediar e facilitar os negócios entre páginas e agências de propaganda ou equivalentes.

Para as agências, essa ferramenta é um ótimo canal onde podem ser centralizadas todas as páginas e contas de anúncios de seus clientes e, os donos das páginas podem disponibilizar seus espaços sem precisar compartilhar informações de login ou estar conectado com seus colegas de trabalho no Facebook.

Nosso erro foi clicar em “Add a Page”, conforme fomos instruídos pelo golpista nesse exemplo mandado por ele:

Exemplo enviado pelo golpista

Ao clicar, passamos – sem saber – a propriedade da nossa página para o larápio, que passou a ter os direitos e permissões de qualquer administrador anterior da nossa página.

Essa ferramenta já nos é familiar, pois trabalhamos com outros parceiros através dela. Por isso, não vimos nenhum problema em dar esse acesso. 

Sim… Vacilamos!

Ai, que vergonha!

Golpe antigo

Dando uma vasculhada na web, encontramos relatos desse golpe de setembro de 2020, nos Estados Unidos e Canadá. No entanto, sites como o Fanpage Cash já alertavam para o roubo de páginas através do Facebook Business em 2015.

O estrago causado pelo golpe

Durante os 7 dias em que perdemos o acesso administrativo à fanpage do E-farsas, cerca de 50 mil fãs deixaram de nos seguir, além de receber milhares de mensagens de leitores insatisfeitos por estarem recebendo fotos eróticas diariamente através dos nossos stories.

Outro detalhe é que as publicações feitas pelos “novos donos” da página possuíam links para diversos sites e, apesar de sabermos que milhares de pessoas clicaram nesses links (ou deslizaram a foto pra cima pra saber mais), não conseguimos mensurar quantas clicaram em possíveis links maliciosos que esses sites associados a criminosos possam ter.

Se você foi uma dessas pessoas, pedimos desculpas e sugerimos que troquem suas senhas e ativem o login em duas etapas, além de manterem seus antivírus atualizados.  

Nunca havíamos postado nos stories da fanpage até o golpista assumir a página. As fotos pornográficas foram vistas por dezenas de milhares de pessoas!!!

Como recuperamos a página?

Pedimos ajuda aos amigos no Facebook e tentamos várias das sugestões dadas, mas a que realmente funcionou foi a página de apoio do Facebook no site Reclame Aqui. Apenas dois dias após abrirmos uma reclamação no Reclame Aqui, o Facebook nos respondeu por email.

Um funcionário atencioso explicou que a pandemia obrigou o Facebook a trabalhar com pessoal reduzido, mas que ele tentaria resolver o nosso problema da melhor maneira possível. Ele solicitou mais algumas informações e pediu para que aguardássemos mais alguns dias.

No dia 17 de março de 2021, o Facebook deslogou os perfis dos administradores da fanpage e só permitiu o novo login após 15 minutos. Ao logar novamente nos foi solicitada a troca da senha e a ativação via SMS.

Pronto! A página estava de volta \o/

Conclusão

Muito cuidado com golpes desse tipo nas redes sociais. Pedimos mais uma vez desculpas pelo transtorno e prometemos tomar mais cuidado da próxima vez!  

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

14 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pelo retorno e obrigado pelas informações sobre como recuperar o acesso à conta. Elas provavelmente serão úteis para várias outras pessoas.

  2. Só para entender melhor o seguinte trecho: “Essa ferramenta já nos é familiar, pois trabalhamos com outros parceiros através dela. Por isso, não vimos nenhum problema em dar esse acesso. ”
    Então vocês já deram acesso via “add a page” para outros parceiros? Se sim, o problema foi que especificamente este larápio agiu de má fé? Se não, em suma, a recomendação é nunca dar acesso via “add a page” aos parceiros?
    Outra coisa: por acaso vocês sugeriram ao Facebook (durante o atendimento via Reclame Aqui) para inserirem alguma opção no suporte do site para facilitar e agilizar questões como esta? Seria uma boa, vocês sentiram na pele o desespero e impotência durante vários dias.

    • Temos uma parceria com o R7, mas o acesso deles na ferramenta é diferente. Por não ser muito familiarizado com o Business, achei que os tipos de acesso eram o mesmo!

      • Gilmar, que bom que vc recuperou o acesso.
        Um amigo meu, q é youtuber e tem um grupo no Face, tbm caiu numa dessas mas por conta de link malicioso de alguém se passando por representante de empresa.
        E temos q ter muito cuidado pq estão loucos para nos roubar, vide os links e programas falsos que usam as senhas salvas nos navegadores para roubar canais no Youtube.

  3. Minha curiosidade é: O que o Facebook faz com as páginas envolvidas? Com os administradores delas? Vocês abriram uma ocorrência policial? E as páginas na internet aos quais os links apontavam? Continuam funcionando normalmente? No virtual, assim como na vida física o nome é o mesmo: impunidade! O Brasil é muito bonzinho com criminosos! Eu, quando era pequeno, por muito menos, tomei muita surra de cinta! 🙂

    • Eles devem mudar de nome, site, a torto e direito, é o tipo da coisa que só é solucionada quando envolve interpol (note que o número de telefone do golpista é USA) FBI e outras agências.
      Vai ser difícil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui