Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Distração durante conversa sobre a COVID-19 causou um acidente aéreo no Paquistão?

Acidentes

Distração durante conversa sobre a COVID-19 causou um acidente aéreo no Paquistão?

Distração durante conversa sobre a COVID-19 causou um acidente aéreo no Paquistão?

Na tarde de 22 de maio de 2020, houve um triste acidente aéreo que resultou em 98 mortos no Paquistão. Esse acidente envolveu um Airbus A320 da companhia “Pakistan International Airlines” (Voo 8303), que transportava 91 passageiros e 8 tripulantes. Duas pessoas sobreviveram. Outras oito pessoas em solo ficaram feridas, mas uma delas não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo.

Interessante destacar, que o acidente ocorreu poucos dias após o Paquistão retomar os voos comerciais em razão da pandemia de COVID-19.

Enfim! Na época, surgiram diversas informações, muitas delas desencontradas, alguns vídeos e até mesmo áudios. Logo, houve diversas especulações sobre as causas do acidente, assim como acontece como todo desastre aéreo, principalmente quando o número de vítimas é elevado.

Na tarde de 22 de maio de 2020, houve um triste acidente aéreo que resultou em 98 mortos no Paquistão.

Cerca de um mês depois, no dia 24 de junho de 2020, foi apresentado um relatório preliminar de investigação desse acidente aéreo produzido pelo Conselho de Investigação de Acidentes de Aeronaves do Paquistão.

Esse relatório possui 21 páginas e vocês podem encontrá-lo no site da Autoridade de Aviação Civil do Paquistão.

Um Peculiar Artigo Publicado no Blog “Page not found”

Dois dias depois, o blog “Page not found” publicado pelo site do jornal “Extra” alegou que o acidente aéreo havia sido explicado e que tinha sido provocado por falha humana: os pilotos se esqueceram de baixar o trem de pouso antes de aterrissarem o Airbus A320 da Pakistan International Airlines (arquivo).

E não apenas isso! Uma comissão de investigação do caso acrescentou que contribuiu para o acidente o fato de os dois tripulantes estarem distraídos conversando sobre coronavírus.

Trecho do artigo publicado pelo blog “Page not found”.

Eis o que foi mencionado:

“O piloto e o copiloto não estavam focados e mantinham uma conversa sobre coronavírus. O vírus estava na cabeça deles. As suas famílias haviam sido afetadas e eles estavam falando sobre isso”, afirmou um relatório preliminar da investigação.

Textos Publicados nos Sites dos Jornais “O Globo”e “Extra” Também Adotaram Essa Mesma Narrativa

Essa mesma linha foi adotada em outros artigos publicados nos sites do “Extra” (arquivo) e do “O Globo” (arquivo) no dia 24 de junho de 2020.

Confira abaixo:

Trecho do artigo publicado pelo site do jornal “O Globo”.

Trecho do artigo publicado pelo site do jornal “Extra”.

Entretanto, será que o relatório realmente apontou que uma distração devido a uma conversa sobre o novo coronavírus foi a causa do acidente aéreo? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Falso! Dois dos três textos são versões incompletas e, portanto, distorcidas, de um artigo originalmente publicado pela agência Reuters (arquivo) de autoria de Asif Shahzad, correspondente da referida agência no Paquistão. Já o texto publicado pelo blog “Page not found” é ainda mais distorcido.

A seguir, vamos explicar direitinho essa história para vocês!

O Relatório Preliminar Não Disse Isso!

Em nenhum momento o relatório preliminar disse que os pilotos estavam conversando sobre o novo coronavírus, tampouco menciona qualquer distração decorrente de uma conversa desse gênero. Essa informação, inclusive, é mencionada no artigo publicado pela Reuters!

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Em nenhum momento o relatório preliminar diz que os pilotos estavam conversando sobre o novo coronavírus, tampouco menciona qualquer distração decorrente de uma conversa desse gênero.

Um Cidadão Chamado Ghulam Sarwar Khan

Em segundo lugar, o responsável por sugerir que o acidente aéreo se resumiu a uma mera distração devido a uma suposta preocupação dos pilotos com a COVID-19 foi o Ghulam Sarwar Khan, ministro da Aviação do Paquistão, durante uma apresentação do relatório para o parlamento do país no dia 24 de junho.

Segundo Ghulam, uma determinado áudio, que ainda não foi divulgado publicamente, mostraria que os pilotos estavam preocupados com o novo coronavírus. Ele não apresentou nenhuma prova sobre essa alegação, se limitando a dizer apenas que o assunto tinha dominado a cabeça dos pilotos e que eles estavam preocupados com suas famílias.

Numa coletiva de imprensa naquele mesmo dia, Ghulam voltou a citar que os pilotos ignoraram os alertas devido a uma suposta conversa sobre o novo coronavírus.

Uma Análise Muito Competente do Relatório Preliminar Feita pelo Canal “Aviões & Música”

Em terceiro lugar, se vocês quiserem entender o que aconteceu, de acordo com o relatório preliminar, recomendamos que vocês assistam ao episódio 643 do canal “Aviões & Músicas” no YouTube.

No vídeo foi mostrado que, de acordo com o relatório preliminar, houve uma sucessão de erros! Tanto por parte dos pilotos, quantos dos controladores de tráfego áereo do Aeroporto Internacional de Jinnah, em Karachi.

O Lito, responsável pelo canal, chegou a dizer que o relatório final apontaria para a total falta de CRM na cabine da aeronave. Um dos pilotos teria iniciado a arremetida, porque o avião totalmente desconfigurado para pouso. Já o outro piloto contrapôs a ação desse piloto, que deu início a arremetida.

O objetivo do CRM (Crew Resource Management) na aviação é reduzir o erro humano, fornecendo à tripulação uma variedade de estratégias que ajudarão a melhorar sua eficácia. Uma definição amplamente aceita de CRM é o uso eficaz de todos os recursos humanos, de hardware e de informações disponíveis aos pilotos para garantir a segurança e eficiência das operações de voo.

Em Quarto e Último Lugar…

A quantidade de erros operacionais apontados pelo relatório preliminar é muito maior para ser limitado a uma mera conversa sobre o novo coronavírus. É extremamente improvável que o relatório final aponte que quase 100 vidas foram ceifadas por essa razão. Isso seria, no mínimo, menosprezar a inteligência de todos aqueles que leram os absurdos apontados.

Em seu perfil no Twitter, Lito também divulgou para uma matéria publicada pela CNN, no dia 25 de junho de 2020, onde dizia que 1 em cada 3 pilotos (262 de 860) possuem licenças falsas no Paquistão. Essa informação foi dada pelo Ghulam Sarwar Khan, mas ele não disse se os pilotos que morreram no acidente aéreo tinham ou não licenças falsas.

Trecho do artigo publicado pelo site da emissora norte-americana “CNN”.

Entramos em Contato com o Lito

Questionamos o Lito sobre essa história de que uma distração durante uma conversa sobre o novo coronavírus pudesse ter sido a causa do desastre aéreo.

No relatório preliminar não consta os diálogos da caixa preta, mas, independente disso, conversar sobre Pelé ou Xuxa não faria um avião cair. Dito isto, existe um regulamento na aviação que, abaixo de 10 mil pés, a conversa no cockpit tem que ser ‘estéril’, somente assuntos pertinentes ao voo. Daí a distorcerem tudo e colocar na conta da COVID foi um pulo“, disse Lito.

Para quem não sabe, Lito é um especialista em segurança de voo com mais de 30 anos de experiência em manutenção de aeronaves, sendo referência no assunto a nível internacional. Formado e certificado internacionalmente, trabalhou nas maiores empresas aéreas deixando um legado histórico no setor de aviação.

Conclusão

Falso! Em nenhum momento o relatório preliminar disse que os pilotos estavam conversando sobre o novo coronavírus, tampouco menciona qualquer distração decorrente de uma conversa desse gênero. O responsável por essa declaração foi o Ghulam Sarwar Khan, ministro da Aviação do Paquistão, durante uma apresentação do relatório para o parlamento do país no dia 24 de junho de 2020. No entanto, ele não apresentou nenhuma prova sobre essa alegação.

Independentemente da existência ou não de tal conversa, tais diálogos não fariam um avião cair. De acordo com o relatório preliminar houve uma sucessão absurda de erros operacionais! Tanto por parte dos pilotos, quantos dos controladores de tráfego áereo do Aeroporto Internacional de Jinnah, em Karachi. Portanto, é extremamente improvável que o relatório final aponte que quase 100 vidas foram ceifadas por uma mera conversa sobre o novo coronavírus.

Para informações mais detalhadas recomendamos que vocês leiam todo o artigo acima, combinado?

Continue lendo

Jornalista, redator, e pesquisador de comunicação social com foco no combate a disseminação de notícias falsas. Colaborador do site de verificação de fatos E-farsas.com desde janeiro de 2019. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos, além de casos supostamente sobrenaturais.

2 Comentários

2 Comments

  1. Cesar Frey

    28 de junho de 2020 em 21:05

    Não são muitos os sites/canais que acompanho com bastante frequência, mas E-farsas e Aviões e Músicas são dois deles. Parabéns pelo trabalho Marco e Gilmar, estendendo também ao grande Lito!

  2. Rod

    29 de junho de 2020 em 19:30

    Como um cara que conhece a aviação, soube que o motivo pode ser pela tripulação não ser formada por profissionais. Por isso, o ministro soltou essa pérola, afim de “distrair” pelo fato desse órgão estar comprometido.
    Uma conversa sobre qualquer coisa jamais faria um avião cair, conforme já falado.
    O que houve foi um despreparo, já qu3 se trata de uma aeronave que pousaria sozinha

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo