20.4 C
São Paulo
terça-feira, novembro 30, 2021

É verdade que “saudade” só existe na língua portuguesa?

- Publicidade -

Há tempos é compartilhada a afirmação de que apenas o idioma português tem uma palavra para definir a “saudade”, mas será que isso é verdade mesmo?

Em comemoração ao Dia Nacional da Língua Portuguesa (05 de novembro), fizemos um vídeo rápido sobre o assunto, que foi ao ar no programa Olá Curiosos do Guia dos Curiosos (clique para assistir mais abaixo).

Afinal, o que tem de verdade nisso? Somente o nosso idioma tem uma palavra pra definir o que é a saudade?

Verdade ou mentira?

A teoria de que só a gente que fala português tem uma palavra pra designar a saudade tem vários séculos, mas ganhou força em 2004, quando uma empresa britânica chamada Today Translations fez uma pesquisa juntamente com mil tradutores profissionais para saber quais eram as palavras mais difíceis de traduzir para o inglês e “saudade” ficou em sétimo lugar.

Origem da palavra ‘Saudade’

Saudade vem do do latim “solitatem” (solidão) e passando pelo galego-português “soidade“, que deu origem às formas arcaicas “soidade” e “soudade“. Com o tempo, a palavra sofreu influência de “saúde” e “saudar“, dando origem à palavra atual.

Sentimos saudade de certos momentos da nossa vida e de certos momentos de pessoas que passaram por ela. – Carlos Drummond de Andrade (foto: Reprodução/Pensador)

A explicação mais aceita para esse fenômeno é que algumas palavras e expressões são inseparáveis da cultura daquele povo. Como é o caso da saudade, muito usada em poesias e canções portuguesas na época das grandes navegações, que narravam na sua grande maioria a saudade de quem ficava e a nostalgia de quem partia.

Os norte-americanos até tentam usar palavras que se parecem com a saudade, mas não é a mesma coisa:

Eles usam longing (que tem mais uma conotação de desejo) ou homesickness, que serve mais pra saudade de casa.

No entanto, em outros idiomas há, sim, palavras pra definir a saudade (ou que passam bem perto):

  • Galego – é saudade mesmo!
  • galês – hiraeth 
  • Bretão – hiraezh
  • Em alemão: Sehnsucht e Wehmut
  • Em amárico: ትዝታ (tizita)
  • Em espanhol: “añoranza”
  • Em hebraico: געגעוים
  • Em polonês: żal, tęsknota
  • Em romeno: dor
  • Em tcheco: Stesk
  • Em turco: gurbet, hüzün
  • Em japonês: 憧れ (Akogare) ou 恋しい (Koishī) ou Natsukashii

Vídeo resumido da nossa participação no Olá Curiosos:

- Publicidade -

Conclusão

Essa história de que a palavra pra designar a saudade só existe em português é farsa! Outros idiomas também tem palavras pra isso, mas é claro que a língua portuguesa deu um sentido muito nosso pra esse sentimento!

Sites consultados

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui