28.9 C
São Paulo
terça-feira, setembro 28, 2021

Foto não mostra o inventor da vacina da Pfizer, contra a Covid-19, quando criança

- Publicidade -

Circula nas redes sociais, principalmente através do Facebook (1,2,3,4) e do Twitter (1,2,3,4), uma foto que mostraria um médico oncologista chamado Uğur Şahin, quando criança. Muitas publicações alegam, que o Dr. Uğur Şahin seria o inventor da vacina contra a Covid-19, da farmacêutica Pfizer.

E qual o motivo desse frenesi? Bem, Uğur Şahin é de origem turca, e foi para Alemanha quando tinha apenas 4 anos de idade. Portanto, ele é um imigrante. Considerando que há tanto preconceito contra imigrantes, a foto demonstraria a importância da imigração ao redor do mundo.

Confira abaixo alguns exemplos de publicações:

Exemplo de publicação no Facebook.

Exemplo de publicação no Twitter.

Assim como a disseminação que isso vem tendo no Facebook:

Captura de tela mostrando a propagação do boato.

Entretanto, a foto não mostra o Dr. Uğur Şahin quando criança! Descubra mais detalhes agora, aqui, no E-farsas!

Quem é Uğur Şahin?

Conforme dissemos anteriormente, o Dr. Uğur Şahin é um médico oncologista de origem turca, além de co-fundador e diretor-executivo da companhia alemã BioNTech. Sua esposa, a Dra. Özlem Türeci, é co-fundadora e médica-chefe da BioNTech. A companhia alemã, em parceria com a Pfizer, desenvolveu uma vacina contra a Covid-19 chamada de Tozinameran (BNT162b2), que é comumente chamada de “vacina da Pfizer”.

O Dr. Uğur Şahin é um médico oncologista de origem turca, além de co-fundador e diretor-executivo da companhia alemã BioNTech. Sua esposa, a Dra. Özlem Türeci, é co-fundadora e médica-chefe da BioNTech.

- Publicidade -

Basicamente, a BioNTech foi a responsável por desenvolver a vacina, que está sendo fabricada e distribuída pela Pfizer. Isso não quer dizer, no entanto, que o Dr. Uğur Şahin tenha sido isoladamente o inventor ou único responsável por criar vacina. Ele e a esposa são os principais nome da empresa, que possui mais de 1.800 funcionários em escritórios em diversas cidades da Alemanha, além de Cambridge, no estado norte-americano de Massachusetts.

Quem Começou a Espalhar Essa História?

Segundo a “Agence France-Presse” (AFP), um site de notícias da Macedônia do Norte chamado “Tetova Express” teria sido um dos primeiros a associar Uğur Şahin ao menino de camiseta amarela, no dia 20 de novembro de 2020.

Posteriormente, surgiram publicações em italiano e árabe, no Facebook, e até no idioma bósnio, no Twitter.

Segundo a “Agence France-Presse” (AFP), um site de notícias da Macedônia do Norte chamado “Tetova Express” teria sido um dos primeiros a associar Uğur Şahin ao menino de camiseta amarela, no dia 20 de novembro de 2020.

Por falar em Twitter, um dos principais responsáveis por impulsionar essa história por lá foi o perfil de um sociólogo britânico, no dia 6 de dezembro de 2020.

Desde então, a publicação já obteve mais de 20 mil compartilhamentos e 120 mil curtidas!

Por falar em Twitter, um dos principais responsáveis por impulsionar essa história por lá foi o perfil de um sociólogo britânico, no dia 6 de dezembro de 2020.

A Origem da Foto

Essa foto pertence a uma série fotográfica chamada “Türken in Deutschland” (“Turcos na Alemanha”), publicada em 1979, na qual a premiada fotógrafa alemã Candida Höfer acompanhou famílias de imigrantes turcos na então Alemanha Ocidental, entre 1972 e 1979.

O trabalho resultou num slide de 80 fotos coloridas de moradores turcos das regiões de Colônia e Düsseldorf. Eram os chamados “Gastarbeiter” (“Trabalhadores convidados”), já que os imigrantes turcos que foram para a Alemanha após a Segunda Guerra Mundial eram conhecidos por fortalecer a mercado de trabalho de um país que havia perdido quase três milhões de homens durante a guerra.

O acolhimento dos “Gastarbeiter” foi interrompido em 1973, mas a maioria das famílias turcas permaneceu na Alemanha, tornando-se a primeira população imigrante no país.

Essa foto pertence a uma série fotográfica chamada “Türken in Deutschland” (“Turcos na Alemanha”), publicada em 1979, na qual a premiada fotógrafa alemã Candida Höfer acompanhou famílias de imigrantes turcos na então Alemanha Ocidental, entre 1972 e 1979.

Quem São as Pessoas que Aparecem na Foto?

Não encontramos os nomes dos integrantes dessa família em nenhum site que abordasse o trabalho de Candida Höfer. Contudo, curiosamente, em 16 agosto de 2020, um perfil no Twitter chamado “DiasporaTürk” havia publicado essa mesma foto. Na legenda não havia nenhuma menção ao Dr. Uğur Şahin, mas havia menções a cidade e ao ano que teria sido tirada: Düsseldorf, 1975.

Interessante destacar nesse ponto, que em agosto ainda não estava circulando o boato do menino de camiseta amarela ser Uğur Şahin.

Esse é um ponto importante, porque Uğur Şahin nasceu em 1965 em Iskenderun, na Turquia, e imigrou para Colônia, na Alemanha, em 1969, quando tinha 4 anos de idade. Assim sendo, em 1975 ele teria cerca de 10 anos de idade. Embora a idade até pudesse ser compatível de alguma forma, a família retratada na foto morava em outra cidade.

No dia seguinte (17), o perfil “DiasporaTürk” alegou que um neto da referida família viu a publicação e entrou em contato. Ele teria contado sobre seus avós, tias, tios e, inclusive, sua mãe que não está na foto. O pai dessa família era de Aksaray, na Turquia, e imigrou para Düsseldorf, na Alemanha, em 1965. Somente dez anos depois, em 1975, que ele resolveu trazera  esposa e quatro dos seis filhos para Düsseldorf.

O Menino de Camiseta Amarela se Tornou um Torneiro Mecânico/Fresador

Segundo o perfil “DiasporaTürk” o menino de camiseta amarela na foto se tornou torneiro mecânico/fresador, ou seja, definitivamente não estamos diante de Uğur Şahin.

A AFP conversou com Gökhan Duman, fundador do “DiasporaTürk”, que confirmou que as crianças que aparecem na foto estão vivas. A filha mais nova trabalha como auxiliar de dentista, a mais velha é garçonete, o filho é torneiro-fresador e a menina com um buraco na meia (no centro da foto) é atualmente, e ironicamente, estilista.

Diga-se de passagem o perfil do “DiasporaTürk”, no Twitter, é administrado por membros da comunidade turca que vivem em diferentes países europeus. Eles também possuem um site que  reúne testemunhos, eventos e dicas de livros sobre as histórias de trabalhadores imigrantes na Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

Conclusão

Embora a foto retrate uma família de imigrantes turcos, na Alemanha, durante a década de 1970, ela não retrata a família do Dr. Uğur Şahin, tampouco ele é o menino de camiseta amarela. Segundo informações do “DiasporaTürk”, a foto foi tirada em Düsseldorf, na então Alemanha Ocidental, em 1975. O menino de camiseta amarela se tornou torneiro mecânico/fresador.

Já o Dr. Uğur Şahin nasceu em 1965 em Iskenderun, na Turquia, e imigrou aos 4 anos de idade para Colônia, na então Alemanha Ocidental, em 1969. Ele cresceu na cidade, e estudou Medicina na Universidade de Colônia, onde recebeu seu doutorado em 1992 com uma tese sobre imunoterapia para células tumorais.

- Publicidade -
Marco Faustinohttp://www.e-farsas.com/author/marco
Jornalista e colaborador do site de verificação de fatos E-farsas entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos e casos supostamente sobrenaturais.

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui