Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Fotos mostram Joe Biden assediando mulheres, incluindo a própria neta?

Falso

Fotos mostram Joe Biden assediando mulheres, incluindo a própria neta?

Fotos mostram Joe Biden assediando mulheres, incluindo a própria neta?

Desde o último sábado (7), ganhou força nas redes sociais, principalmente no Facebook, uma “foto” de Joe Biden, projetado pela mídia como o presidente eleito dos Estados Unidos, beijando uma jovem.

Numa única publicação, que já obteve quase mil compartilhamentos, foi mencionado que Biden tem vários processos de assédio sexual contra ele (arquivo). Além disso, foi alegado que a jovem em questão seria sua neta.

Confira abaixo a publicação:

Publicação que viralizou no Facebook.

Assim como a dimensão da disseminação que ela vem obtendo no Facebook:

Dimensão que a publicação vem obtendo no Facebook.

Entretanto, será que Joe Biden tem vários processos de assédio sexual contra ele? A jovem que aparece na foto é sua neta? Ele já foi flagrado assediando sexualmente outras mulheres em outras fotos?

Descubra agora, aqui, no E-farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Falso! Embora uma das mulheres que aparecem na capa deste artigo seja, de fato, a neta de Joe Biden, que na época do registro tinha 19 anos, não é verdade que ele possua vários processos de assédio sexual na Justiça. Aliás, essa e outras situações em que Biden aparece dando um selinho na neta, as quais serão abordadas neste artigo, se trataram apenas momentos de afeto entre avô e neta.

Outro ponto que talvez não seja muito relevante para o leitor, mas é importante numa verificação de fatos, é que a cena, em específico, não ocorreu durante um comício em Iowa, mas durante um evento de campanha no Estado de Nevada, no fim de julho de 2019.

Interessante destacar também, que a citação do caso da blogueira Mariana Ferrer em toda essa história é uma falácia conhecida como “falsa analogia”, porque ambos os casos não são equivalentes. É uma tentativa esdrúxula de inflamar os ânimos para casos sequer parecidos.

Para completar, as duas fotos em que Joe Biden aparece apalpando os seios de mulheres foram manipuladas digitalmente!

As Fotos e Vídeos de Joe Biden Dando um Selinho na Neta

Nas redes sociais é possível encontrar diversos vídeos e fotos, que mostram Joe Biden dando um selinho considerado fraternal. Uma relação de afeto entre avô e neta. No imaginário popular, a expressão “beijando na boca” soa como se ele tivesse agido de forma predatória e sexual contra um membro da própria família. E isso não é verdade.

Caso selinhos entre pais e filhos ou avós e netos fossem considerados atos de perversão, então todos os outros exemplos (1,2) disseminados na internet também deveriam ser, não é mesmo?

O Evento em Iowa

No início de fevereiro de 2020, Joe Biden esteve em campanha no Estado de Iowa. O motivo? Tentar vencer na primeira de uma série de convenções realizadas pelo Partido Democrata, que por sua vez visava definir qual seria o candidato a disputar as eleições presidenciais contra Donald Trump.

Num evento realizado no dia 1° de fevereiro, na Universidade Clarke, na cidade de Dubuque, Biden surgiu diante das câmeras de mãos dadas com sua neta, Finnegan.

Eu gostaria de apresentar a vocês a minha neta, Finnegan Biden. O motivo pelo qual pedi a Finnegan (me acompanhar) — avós sempre têm permissão para envergonhar suas netas, isso faz parte do pacote, e ela sabe disso —, é que a outra avó dela se formou na Universidade de Clarke, em meados da década de 1960, e fala sobre isso o tempo todo“, disse Biden.

Então, ele descreveu a diferença entre filhas e netas para o público. Em seus comentários, Biden disse que as adolescentes, às vezes, ficam com vergonha de seus pais, mas as netas não se sentem dessa forma em relação aos seus avós.

Você sempre ama o seu pai. Algumas vezes, nem sempre gosta dele. Contudo, as netas não amam apenas seus pais… (na verdade) seus avós… elas sempre gostam deles. E isso que é ótimo. Obrigada, querida“, disse Biden, antes de dar um selinho na neta.

Clique aqui para conferir todo o discurso de Biden, que teve mais de 30 minutos (a cena do selinho ocorre a partir de 2:43). Alternativamente, confira o discurso de Biden através de um outro vídeo publicado no YouTube (a cena ocorre em 2:06):

Os Registros Fotográficos que Circulam Nas Redes Sociais

Conforme vocês puderam notar tudo não passou de um momento de afeto entra avô e neta.

Contudo, desde então, muitos compartilham apenas registros fotográficos desse momento, sem nenhum contexto (ou noticiam de forma totalmente tendenciosa), para tenta induzir um comportamento inapropriado por parte de Biden contra a própria neta.

Foto que circula na internet do selinho entre Biden e sua neta.

Mais uma foto que circula na internet do selinho entre Biden e sua neta.

Aliás, sabendo da fragilidade dessa narrativa algumas publicações já tentaram alegar que a jovem seria uma garota qualquer de 15 anos de idade uma espécie de tentativa de agravar artificialmente a situação.

Isso já foi amplamente desmentido por diversas agências de checagem (1,2,3).

Falsa narrativa disseminada sobre a foto de Biden dando um selinho em sua neta.

Uma Convenção Realizada em Junho de 2019

Durante um discurso na “Convenção da Coalizão Rainbow-PUSH”, em junho de 2019, Joe Biden falou sobre a superação da desigualdade racial e a necessidade de fortalecer os sindicatos e a classe média do país. Ele comentou sobre a relação entre pais, avós e netas, e encerrou esse trecho do discurso como habitualmente faz: dando um selinho na neta.

Confira abaixo a participação completa de Joe Biden:

Assim como o momento do selinho:

Novamente, se tratou de um momento de afeto entre avô e neta.

O Evento em Nevada

Durante um evento de campanha, em Las Vegas, no Estado de Nevada, em julho de 2019, Joe Biden voltou a dar um selinho na neta.

(…) Sou o Joe Biden, o avô de Finnegan Biden, faço questão que vocês saibam disso. Finnegan é uma caloura em ascensão na faculdade. Ela concordou em trabalhar na campanha neste verão, e já está trabalhando. Dito isto, ela disse ‘Vovô, nunca estive em Nevada. Nunca estive em Las Vegas’ (…) Eu só queria que vocês conhecessem a vida do meu amor, o amor da minha vida. Com vocês, Finnegan Biden“, disse Biden antes de dar um selinho na neta.

Confira um trecho ampliado desse momento:

 

Assim como o trecho que é utilizado para alegar que Biden teve um comportamento inapropriado com a neta:

Além do trecho acima, alguns usuários, de maneira maliciosa, divulgam frames dessa gravação para tentar manipular a opinião do leitor, exatamente da forma que viralizou recentemente no Facebook.

A captura de tela utilizada na recente viralização foi extraída de uma publicação, no Instagram, de setembro de 2020:

A captura de tela utilizada na recente viralização foi extraída de uma publicação, no Instagram, de setembro de 2020.

Bônus: Biden Já Foi Fotografado Dando um Selinho no seu Neto!

Em janeiro de 2013, Joe Biden foi fotografado dando um selinho em seu neto, R. Hunter Biden, durante sua cerimônia de posse como vice-presidente dos Estados Unidos, no Observatório Naval em Washington D.C.:

Joe Biden foi fotografado dando um selinho em seu neto, R. Hunter Biden, durante sua cerimônia de posse como vice-presidente dos Estados Unidos, em 2013.

Novamente, estamos apenas diante de uma relação de afeto entre avô e neto.

As Alegações de Assédio Sexual contra Joe Biden

É importante deixar claro que Joe Biden, até o presente momento, não responde a nenhum processo relacionado a assédio/agressão sexual ou estupro. Vamos tentar explicar o que realmente existe contra Joe Biden, e tentar resumir isso da melhor forma possível, combinado?

Em 29 de março de 2019, uma mulher chamada Lucy Flores ex-congressista de Nevada publicou um ensaio alegando que Biden a fez se sentir “apreensiva, vulgar e confusa”, quando ele apareceu por trás dela em um evento de campanha em 2014, e beijou sua nuca.

A história sobre ela é longa, mas em seu texto ela alega que a situação não foi violenta, tampouco sexual, mas humilhante e desrespeitosa. Lucy não acusou explicitamente Biden de assédio ou agressão sexual, nem sequer o processou por isso.

A história sobre Lucy é longa, mas em seu texto ela alega que a situação não foi violenta, tampouco sexual, mas humilhante e desrespeitosa.

No decorrer da campanha para as eleições presidenciais de 2020, outras mulheres disseram que Biden as havia tocado ou cumprimentado de uma forma que elas consideraram inadequada, como abraços, massagens nos ombros e beijos na bochecha, que as incomodaram; Biden não contestou essas alegações e chegou a afirmar que prestaria mais atenção ao espaço particular de cada pessoa.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Exceto uma dessas mulheres, chamada Tara Reade, nenhuma outra acusou diretamente Biden de assédio ou agressão sexual e, em vez disso, caracterizaram a maneira como foram tocadas como uma questão de mau julgamento, surdez e falta de profissionalismo da parte de Biden.

O Caso Tara Reade

Numa publicação do site do jornal “The Union”, em 3 de abril de 2019, logo após a publicação do texto de Lucy Flores, surgiu na imprensa norte-americana o nome de Alexandra Tara Reade.

Ela disse que, em 1993, quando tinha cerca de 20 anos, Biden, então senador pelo Estado do Delaware, a tocou várias vezes, deixando-a desconfortável. Reade disse que suas responsabilidades no gabinete do senador foram reduzidas depois que ela se recusou a servir bebidas em um evento — algo que ela chamou de um “capricho” de Biden, porque ele gostava de suas pernas.

Reade disse que se sentiu pressionada com toda aquela situação e deixou o emprego em agosto daquele ano. Segundo ela, Biden costumava colocar a mão em seu ombro e deslizar o dedo pela sua nuca. Ela disse que ficava sem reação, apenas esperando que ele parasse de se comportar dessa forma.

Tara disse que, em 1993, quando tinha cerca de 20 anos, Biden, então senador pelo Estado do Delaware, a tocou várias vezes, deixando-a desconfortável.

Curiosamente, na publicação foi mencionado que Tara não via os atos de Biden como se tivessem um teor sexual. Ela apenas comparou sua experiência como se fosse uma lâmpada. Algo que se torna descartável, quando passa a incomodar demais.

Quase um Ano Depois…

Durante um podcast, em março de 2020, Tara elevou o tom da acusação. Ela passou a dizer que a Biden havia a agredido sexualmente em 1993, pressionando-a contra a parede, beijando seu pescoço e penetrando-a com os dedos, abrindo suas pernas com os joelhos. Tara disse que repeliu Biden, e que ele teria dado risada depois disso.

Ela também disse que não havia contado a história completa anteriormente, porque temia retaliação.

Em 9 de abril, Tara Reade prestou queixa de agressão sexual contra Biden por esse suposto caso ocorrido em 1993. Contudo, no fim daquele mês, o Departamento de Polícia Metropolitana de Washington, D.C., disse à imprensa que os policiais não estavam mais investigando esse caso, que recebeu o rótulo de “inativo”. Não foram fornecidos mais detalhes.

A Matéria do New York Times

Numa matéria do jornal “The New York Times”, de 12 de abril, Tara repetiu essa mesma história, acrescentando que relatou o suposto caso a Marianne Baker, então assistente-executiva de Biden. Ela também mencionou ter dito a dois assessores importantes, Dennis Toner e Ted Kaufman, que se sentiu assediada por Biden, mas não contou a eles sobre a agressão, e apresentou uma queixa por escrito ao departamento responsável no Senado.

Numa entrevista a “Associated Press”, Tara disse que, na queixa, não acusou explicitamente Biden de agressão ou assédio sexual.

Captura de tela mostrando um trecho da matéria do jornal “The New York Times”.

Em resposta ao “New York Times”, Baker, Toner e Kaufman negaram que Tara tenha relatado qualquer coisa nesse sentido para eles. A suposta queixa de Tara não foi encontrada, e ela disse que não tinha qualquer cópia da queixa para apresentar como prova.

O “New York Times” também entrevistou dezenas de pessoas, além de todas as mulheres que acusaram publicamemente Biden de “toque inapropriado”, em 2019, e nenhuma delas corroborou com as alegações de Tara.

Por fim, o jornal concluiu que “não encontrou nenhum padrão de má conduta sexual” por parte de Biden.

Outros Veículos Publicaram Matérias Sobre o Caso

Além do “New York Times”, outros jornais e sites de notícias (1,2,3) publicaram matérias sobre esse caso. Em alguns artigos, alguns amigos, em condição de anonimato, disseram se lembrar de Reade comentando sobre a agressão sexual que teria sofrido. Outros, no entanto, disseram que se lembravam apenas de Reade dizendo que havia sido tocada de forma inapropriada.

O Washington Post, por exemplo, disse inicialmente não ter encontrado evidências de quaisquer outras alegações tão sérias quanto a de Tara, após entrevistar diversos ex-funcionários de Biden e pessoas que Reade disse ter contado sobre a agressão. O jornal chegou a falar com Moulton, irmão de Reade. Ele disse que Reade havia lhe dito, em 1993, que Biden a havia tocado de forma inadequada, tocando no seu pescoço e ombros, mas nada sobre a suposta agressão sexual.

No entanto, numa mensagem de texto dias após a entrevista, Moulton voltou atrás e disse que também se lembrava de Reade dizendo que Biden colocou a mão “sob as roupas dela“.

Joe Biden Nega que Tenha Agredido ou Assediado Sexualmente Tara Reade

Em maio, Joe Biden negou as acusações.

Não, não é verdade. Estou dizendo de forma inequívoca que nunca, nunca aconteceu. E não aconteceu. Isso nunca aconteceu“, disse Biden em entrevista para o programa “Morning Joe”, da emissora norte-americana MSNBC.

O Advogado de Reade Abandonou o Caso

Ainda em maio, o advogado que representava Reade, Douglas Wigdor, abandonou o caso sem fornecer um motivo específico. Ele chegou a dizer que sua decisão não tinha nenhuma relação com as alegações de assédio contra Biden, e que acreditava nas alegações de Reade.

Tara Reade Já Mentiu em Diversas Ocasiões

Reade já mentiu sobre si mesma e suas experiências de vida em várias ocasiões, incluindo mentir sob juramento e em processos judiciais.

Ela já mentiu, por exemplo, sobre ter bacharelado em Artes pela Universidade de Antioquia, inventou um programa secreto de bacharelado “acelerado” do qual ela supostamente teria obtido seu diploma, e afirmou falsamente que atuou como professora visitante na referida universidade. Além disso, em outubro deste ano, Reade passou a ser investigada criminalmente por promotores do Condado de Monterey, na Califórnia, por mentir sob juramento sobre suas credenciais educacionais em suas apresentações como testemunha especialista em violência doméstica.

Enfim, o caso de Tara Reade é bem complicado, mas conforme dissemos anteriormente, até o momento Joe Biden não responde a nenhum processo de agressão ou assédio sexual.

Fotos de Joe Biden Tocando o Seio de Mulheres Foram Manipuladas Digitalmente!

Em 19 de fevereiro de 2015, um site satírico chamado “World News Bureau” publicou uma foto manipulada digitalmente, que mostrava Joe Biden apertando o seio de uma mulher.

Foto manipulada digitalmente.

Entretanto, na foto original, tirada apenas dois dias antes pela Nedra Pickler, uma ex-repórter da Casa Branca, Biden estava com as duas mãos nos ombros de Stephanie Carter, esposa de Ash Carter, então secretário de Defesa, durante uma cerimônia de juramento.

Aproveite e confira também a cena completa em vídeo:

De qualquer forma, a fotografia original gerou muita polêmica naquele ano! Diversos sites criticaram Biden por “se aproximar um pouco demais” da esposa de Carter durante a cerimônia. Posteriormente, Ash Carter disse que riu do incidente, alegando que ele e a esposa eram grandes amigos de Biden e sua família.

Stephanie Carter, por sua vez, disse que não se ofendeu com o então vice-presidente colocando as mãos em seus ombros e sussurrando em seu ouvido.

Um Segundo Caso

Em novembro de 2017, uma outra foto de Biden supostamente apalpando o seio de uma outra mulher circulou nas redes sociais (arquivo).

Contudo, essa foto também foi manipulada digitalmente pelo site “World News Bureau”, que a publicou em dezembro de 2013!

Foto manipulada digitalmente.

A foto original mostra Jill Biden (à direita), Chris Donovan, um produtor da NBC, e o então vice-presidente Joe Biden com os braços em volta de Amie Parnes, então repórter da Casa Branca, numa festa de Natal na Casa Branca.

Foto original.

Como era de se esperar, a foto também foi divulgada em artigos na imprensa que criticaram Biden por comportamento inapropriado.

Discordar é Saudável, Fazer Falsas Acusações, Não.

Nesse ponto, é claro, muitos podem naturalmente discordar e considerar que Biden tenha tido um comportamento inapropriado em relação a sua neta (ou seu neto), porque algo assim seria inadimissível dentro do seu círculo familiar. Cada um terá sua opinião sobre o assunto, mas é muito importante deixar claro que isso se não trata de pedofilia.

Fazer esse tipo de acusação, sem provas, é muito grave.

Dito isto…

até hoje nunca houve nenhuma acusação, formal ou não, de pedofilia contra Joe Biden. Tudo o que circula nas redes sociais são alegações geralmente oriundas de vídeos, que mostram trechos de poucos segundos, a partir de eventos que tiveram uma duração muito maior.

Infelizmente, são vídeos criados para tentar manipular o espectador a acreditar que Joe Biden assediou sexualmente crianças e, em última instância, acusando-o falsamente de pedofilia.

Conclusão

Falso! Embora uma das mulheres que aparecem na capa deste artigo seja, de fato, a neta de Joe Biden, que na época do registro tinha 19 anos, não é verdade que ele possua vários processos de assédio sexual na Justiça. Aliás, essa e outras situações em que Biden aparece dando um selinho na neta, as quais foram abordadas neste artigo, se trataram apenas momentos de afeto entre avô e neta.

Outro ponto que talvez não seja muito relevante para o leitor, mas é importante numa verificação de fatos, é que a cena, em específico, não ocorreu durante um comício em Iowa, mas durante um evento de campanha no Estado de Nevada, no fim de julho de 2019.

Interessante destacar também, que a citação do caso da blogueira Mariana Ferrer em toda essa história é uma falácia conhecida como “falsa analogia”, porque ambos os casos não são equivalentes. Uma tentativa esdrúxula de inflamar os ânimos para casos sequer parecidos.

Para completar, as duas fotos em que Joe Biden aparece apalpando os seios de mulheres foram manipuladas digitalmente!

Continue lendo

Jornalista, redator, e pesquisador de comunicação social com foco no combate a disseminação de notícias falsas. Colaborador do site de verificação de fatos E-farsas.com desde janeiro de 2019. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos, além de casos supostamente sobrenaturais.

8 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo