19.4 C
São Paulo
segunda-feira, agosto 8, 2022

O assassino do ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe aparece em fotos louvando Che Guevara?

- Publicidade -

Fotos mostram que o assassino do ex-premiê japonês Shinzo Abe é fã do comunismo! Será verdade?

As imagens começaram a se espalhar através das redes sociais na segunda semana de julho de 2022, pouco tempo após o assassinato do ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, no dia 08 de julho de 2022. Nelas podemos ver um homem posando com símbolos comunistas, como imagens do guerrilheiro argentino Che Guevara e um chapéu soviético!

De acordo com o texto que acompanha a colagem de fotos, o sujeito é o assassino do ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe e que a mídia estaria tentando esconder quais seriam suas inclinações políticas.

Será que isso é verdade ou mentira?     

Texto que acompanha as imagens: “Assassino do ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, Observe de quem ele era fã! Isso vc nunca vai saber pela mídia esquerdista canalha!” (foto: Reprodução/WhatsApp)

Verdade ou mentira?

No dia 08 de julho de 2022, o ex-primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe morreu, aos 67 anos de idade, após ser baleado em Nara, cidade localizada no oeste do Japão. O atentado ocorreu durante um discurso do ex-premiê, por um homem de 41 anos de idade identificado como Yamagami Tetsuya com uma arma de fabricação caseira!

Yamagami Tetsuya confessou o crime e disse que cometeu o assassinato motivado por uma seita que ele fazia parte, rival de Shinzo Abe. Tetsuya é um desempregado de 41 anos e foi membro das Forças de Autodefesa Marítima japonesas.

No site Lai Times é possível ver em fotos como era o rosto do criminoso em épocas diferentes da sua vida.

Quem é o homem ao lado de Che Guevara nas fotos?

As fotos que foram compartilhadas como sendo do assassino de Shinzo Abe são, na verdade, do também japonês Hideo Kojima, designer de jogos eletrônicos que trabalhou para a Konami

A foto do Kojima usando um chapéu do exército soviético com o símbolo do comunismo pode ser vista em preto e branco no perfil oficial do Instagram do próprio designer de games e foi publicada por ele em outubro de 2019.

- Publicidade -

Já a foto em que ele aparece ao lado de um quadro do Che Guevara já era compartilhada desde 2019 em fóruns de discussão 

Quanto à terceira foto, encontramos versões dela publicadas desde 2017:

Segundo a imprensa francesa, esse rumor associando o Kojima ao atentado parece ter começado através de postagens feitas por Damien Rieu, um político de extrema-direita que vira e mexe cria notícias falsas no Twitter.

No entanto, Rieu se aproveitou de postagens humorísticas feitas em grupos do fórum 4Chan como se aquilo fosse real e, poucas horas depois, publicou um pedido de desculpas ao Kojima em seu perfil no Twitter:

Antes dele, O comediante francês Georges Jordito já havia publicado a falsidade no Twitter como se fosse real e “despublicou” rapidamente quando percebeu que havia caído numa “brincadeira”.

Kojima ameaçou de processo

O criador de jogos de vídeo game Hideo Kojima ameaçou processar todos que contribuíram para que o seu nome fosse falsamente associado ao crime que comoveu o Japão.

Através do perfil da sua empresa no Twitter,  Kojima afirmou que tomará as medidas legais cabíveis:

Conclusão

O homem que aparece em colagem de fotos com símbolos comunistas não é o assassino do ex-premiê Shinzo Abe. Trata-se do criador de jogos de videogame Hideo Kojima! 

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui