Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Oliver Kahn defendeu todos os pênaltis em uma campanha beneficente que iria ajudar órfãos?

Esporte

Oliver Kahn defendeu todos os pênaltis em uma campanha beneficente que iria ajudar órfãos?

Oliver Kahn defendeu todos os pênaltis em uma campanha beneficente que iria ajudar órfãos?

É verdade que o ex-goleiro alemão Oliver Kahn defendeu todos os pênaltis batidos por crianças carentes sem saber que cada gol valia um dinheiro para um orfanato?

A história de uma uma passagem da vida do ex-goleiro alemão Oliver Kahn voltou a se espalhar nas redes sociais na última semana de outubro de 2020 e revela que o jogador teria sido convidado para um jogo beneficente para arrecadar fundos para crianças órfãs e que a cada gol marcado por uma criança de 9 anos, os orfanatos iriam receber 2 mil euros. 

Acontece que, de acordo com o texto compartilhado, o então goleiro teria defendido todos os 10 pênaltis, mostrando sua incrível técnica, mas deixando as crianças órfãs sem dinheiro algum!

Em apenas uma das publicações feitas no Facebook, o texto já havia sido compartilhado mais de 17 mil vezes, além de receber mais de 46 mil likes! Mas será que essa história é verdadeira ou falsa?

Texto compartilhado nas redes sociais: “Certa vez, Oliver Kahn foi convidado para um jogo beneficente, para arrecadar fundos para crianças órfãs na Alemanha. Uma criança de 9 anos iria chutar 10 pênaltis e a cada gol marcado seria doado 2 mil Euros para os orfanatos. Kahn defendeu os 10 pênaltis.” (foto: reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

Oliver Rolf Kahn é um ex-goleiro alemão que, dentre vários feitos em sua premiada carreira, tornou-se o único goleiro a ter conquistado o título de melhor jogador do torneio, concedido pela FIFA, na Copa do Mundo de Futebol de 2002.

Tantos anos no esporte lhe renderam muitas histórias curiosas e, dentre elas, essa que foi imortalizada no livro Tor!: The Story of German Football, de Ulrich Hesse. O livro cita, na sua página 283, que o então goleiro havia participado de um evento beneficente e que havia defendido todos os pênaltis (que dariam um bom dinheiro para orfanatos caso os gols fossem feitos). No entanto, essa é a única “prova” de que isso tenha ocorrido mais ou menos dessa maneira.

No relatório de 2008/2009 da Associação Alemã de Proteção à Criança (que você pode baixar aqui), é explicado que o ídolo participou de uma campanha beneficente em 2008 para arrecadar fundos para a instituição, mas não houve 100% de defesas do jogador:

“Como parte do jogo de despedida de Oliver Kahn em 2 de setembro de 2008, o goleiro mundial enfrentou dez jogadores amadores em um duelo de pênaltis. Kahn segurou cinco bolas. O Easy Living doou 100.000 euros para cada um.”

Ou seja, o goleiro defendeu 5 dos 10 pênaltis. E não todos os pênaltis como espalharam por aí… 

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Mais um detalhe é que a disputa de pênaltis foi acertada da seguinte forma: Por cada gol, o jogador amador receberia 100 mil euros e para cada defesa de Oliver Kahn, outros 100 mil euros seriam gastos para caridade.

Também não é verdade que os pênaltis foram batidos por crianças de 9 anos (ou por apenas uma criança de 9 anos, como foi espalhado em algumas versões). Como podemos ver no vídeo abaixo (a partir dos 30 minutos), os jogadores que enfrentaram o Kahn eram adultos:

Defesa de Oliver Kahn em entrevista

Em uma entrevista concedida por Kahn em 2008 à revista Süddeutsche Zeitung, quando perguntado sobre ter defendido vários pênaltis em uma campanha beneficente, o goleiro – que na ocasião estava se despedindo do futebol – conformou a história, porém explicou que defendeu quase todas por não saber do que se tratava:

É verdade que antes você não deixava as bolas entrarem em um torneio de caridade, mesmo que cada gol tivesse arrecadado dinheiro para uma boa causa? Isso é verdade, infelizmente. Na época, porém, ninguém me disse que cada gol significaria uma doação. Eu desviei quase todas as bolas. Só mais tarde meu treinador Winnie Schäfer me explicou do que se tratava.” (Fonte: Süddeutsche Zeitung Magazine – Tradução: Google Translate)

Perceba que, mais vez, ficou claro que nem todos os pênaltis foram defendidos. Também não encontramos nenhum publicação afirmando que os jogadores eram crianças de nove anos de idade.

Atualização 04/12/2020

Em novembro de 2020, fizemos um vídeo curtinho sobre o assunto para o programa “Olá Curioso!”:


Conclusão

O ex-goleiro alemão Oliver Kahn participou de um evento beneficente, em 2008, onde defendeu alguns pênaltis batidos contra ele por jogadores amadores e adultos. Em sua defesa, o ex-futebolista disse em entrevista que não sabia do que se tratava a sua participação no evento (se devia defender ou “deixar passar” os chutes para o gol). Portando, o texto que foi compartilhado nas redes sociais é exagerado!  

Continue lendo
Clique para comentar

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo