27.2 C
São Paulo
sábado, novembro 27, 2021

Pabllo Vittar nas notas de R$50: O dia em que inventamos uma fake news!

- Publicidade -

Veja o resultado do nosso estudo social onde mapeamos o comportamento da disseminação de uma fake news desde a sua criação até a viralização!

Como nasce uma fake news? Como são criadas? Onde vivem e do que se alimentam?

Essas e outras perguntas a respeito dos boatos virtuais são difíceis de serem respondidas, visto que várias organizações se especializaram nisso e que – além criarem suas fake news – ainda contam com uma rede de contatos para conseguirem espalhar as notícias falsas criadas!

Para tentar entender, em parte, quanto tempo leva para que uma fake news se torne viral, criamos uma nota falsa de 50 reais, com a ajuda de um editor de imagens e do talento de um dos membros do nosso grupo fechado do Facebook.

O detalhe da nota é que, no lugar da Efígie Simbólica da República, inserimos uma foto estilizada do cantor Pabllo Vittar, que ficou assim:

Montagem criada por um dos membros do nosso grupo no Facebook!

Origem

No dia 16 de fevereiro de 2018, um dos membros do nosso grupo fechado do Facebook (que pediu anonimato) publicou no grupo restrito que mantemos no WhatsApp uma reprodução da nota de 500 rupias da Tanzânia, com uma homenagem ao já falecido cantor Freddie Mercury:

Reprodução/Facebook

A partir dessa brincadeira, imaginamos como seria uma cédula com a cara de uma das maiores vítimas de boatos digitais brasileiros, o cantor drag queen Pabllo Vittar:

- Publicidade -

Imediatamente, nosso talentoso e bem humorado amigo bolou a imagem abaixo:

Montagem criada por um dos membros do nosso grupo no Facebook!

A imagem original usada na montagem foi essa, retirada do Instagram do cantor:

Reprodução/Instagram

Compare as duas imagens

Bom, montagem feita, é hora de espalhar na rede. No dia 16 de fevereiro de 2018, às 12:21, publicamos no perfil do E-farsas no Twitter a imagem adulterada, apenas com a pergunta se aquilo era verdade ou mentira:

Em menos de uma hora, alguns grupos humorísticos começaram a espalhar que já estava sendo encaminhada à “camêra de vereadores” um projeto da Casa da Moeda para estampar o rosto de Pabllo Vittar nas cédulas de 50 reais:

A partir dessa “notícia”, vários perfis no Twitter e no Facebook passaram a espalhar a “informação”. Muita gente espalhando apenas como brincadeira, enquanto outros compartilhavam indignados. Abaixo, a reprodução de uma postagem meio de zoeira, feita em um perfil com muitos seguidores no Twitter:

Mais uma hora se passa, e os portais de notícias começam a publicar a respeito, avisando que se trata de um boato, mas nenhum deles se preocupou em saber onde a montagem surgiu. O Portal Famosos foi um dos primeiros:

O site da Rádio Metropolitana FM (SP) também alertou sobre o boato (igualmente, ignorando as possíveis origens da brincadeira):

Até os nossos parceiros do Portal R7 noticiaram a disseminação do boato. O portal também avisou que algumas pessoas haviam criado até eventos no Facebook sobre o assunto:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10204116260224819&set=a.1474366837208.43874.1774824198&type=3&theater

Foram criadas também petições no Avaaz (contra e a favor da inserção do rosto de Pabllo Vittar nas notas de 50 reais):

E vídeos também pipocaram no YouTube a respeito:

https://www.youtube.com/watch?v=7bSSLV1eauY

 

Por fim, o site humorístico Sensacionalista fez uma das melhores brincadeiras a respeito dessa fake news:

Conclusão

A ideia desse artigo foi a de mostrar como é relativamente simples criar um boato digital e fazer com que ele se espalhe pela rede. Em menos de 3 horas, conseguimos fazer com que o assunto fosse um dos mais comentados na web! Além disso, vimos também como é difícil se rastrear a origem de certos boatos, visto que ninguém conseguiu chegar até os criadores da montagem! 🙂

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

27 COMENTÁRIOS

  1. Tal notícia falsa leva- a desacreditar de tudo que surja nas redes sociais e na mídia como um todo. A mentira foi institucionalizada pelo ex-presidente e sues asseclas e consegue adeptos na sociedade. Infelizmente. Um País que nunca será levado a sério.

  2. Interessante vcs mostraram como repercutiu a fake news, pois vejo isso como um dos maiores problemas da internet na atualidade :/
    Mas usarem o rosto do Pabllo Vittar, aparentemente sem autorização, ainda mais se tratando de uma pessoa que divide opiniões (um lado dessas opiniões são bem maldosas- pra ser bonzinho com quem tem esse tipo de opinião), é bem ruim tbm.

  3. o melhor disso tudo é a CÂMERA de vereadores

    eu fiquei pensando uma CÂMERA de vereadores é uma câmera que só os veradores usam ou é uma câmera que só tira fotos de vereadores?

  4. Eu sempre digo às pessoas de meu convívio “um boato é como um pino de uma granada depois de puxada que depois de puxado se torna impossível conter à explosão podendo causar mortes,demissões, sentenciar inocentes e destruir casamentos e amizades de longas datas.Então se sou da paz não devo produzir e nem propagar boatos

  5. O mais incrivel é que embora a chamada avise que é um noticia fake, tem gente aqui nos comentarios acreditando alem de destilar homofobia, é muita idiotice mesmo,

  6. kkkkkkkk, vocês são foda mesmo em kkkkkk, nem os negos mais fodas do marketing digital conseguem essa proeza kkkkkkkkk, sério, parabéns, ei que foi uma brincadeira para demonstrar como é criado essas noticias fakes, mas merecem o parabéns por serem fodas kkkk.

    O mais foda é o comentário dos caras acima kkkkkk

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui