Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Pneu estoura e mata o primo do porteiro, mas atestado de óbito é de coronavírus! Será?

Conspirações

Pneu estoura e mata o primo do porteiro, mas atestado de óbito é de coronavírus! Será?

Pneu estoura e mata o primo do porteiro, mas atestado de óbito é de coronavírus! Será?

Atestado de óbito compartilhado nas redes sociais mostra que Reginaldo Jacinto da Silva morreu de COVID-19, mas a causa da morte foi a explosão de um pneu de caminhão! Será verdade?

No final de março de 2020, a mensagem abaixo começou a se espalhar no Twitter e, depois, através de grupos do WhatsApp. De acordo com o texto acompanhado de uma certidão de óbito, o primo de um porteiro, Reginaldo Jacinto da Silva, teria morrido após um pneu de caminhão estourar na sua cara. No entanto, segue o relato, a causa da morte teria sido atestada como COVID-19!

Nos grupos de WhatsApp postagens sugerem que essa “manobra” estaria sendo feita pelos governadores numa tentativa de prejudicar o presidente Jair Bolsonaro, inflando os números a respeito de vítimas do novo coronavírus.

Será que isso é verdade ou mentira?

Texto que se espalhou juntamente com o atestado de óbito: “Gente! O primo do porteiro aqui do prédio morreu pq foi trocar o pneu do caminhão e o pneu estourou no rosto dele. Receberam o atestado de óbito como se fosse o covid 19. Eles estão indignados” (fotos: Reprodução/Twitter)

Verdade ou mentira?

O curioso em publicações como essas é que vários perfis publicaram o mesmo texto quase que ao mesmo tempo. O conteúdo do texto é vago e as postagens são exatamente iguais!

Nos grupos de WhatsApp, a mesma certidão de óbito foi compartilhada diversas vezes:

Nossas pesquisas

Uma busca pelo CRM nº 24689, da doutora Ingrid Rodrigues – citada no atestado de óbito – no portal CFM e é atestado que ela está devidamente cadastrada:   

Reprodução: CREMEPE

Ao conferir a autenticidade do selo digital 0076562.SBH01202002.00895 no portal do Tribunal de Justiça de Pernambuco, podemos verificar que o registro de óbito existe, de fato. No entanto, não tivemos acesso ao conteúdo do documento:

Primeira menção não fala sobre explosão de pneu

No dia 25 de março de 2020, o Portal da Prefeitura – de Recife – publicou uma reportagem a respeito da morte do borracheiro Reginaldo Jacinto da Silva, a causa da morte não havia sido confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (de Pernambuco), mesmo com a certidão autenticada pelo TJPE.

O Portal da Prefeitura citou uma apuração feita pelo blog Nelia Brito, que entrou em contato com a Secretaria de Saúde questionando as razões pelas quais o óbito não constava das estatísticas e boletins daquela Secretaria. No entanto, o blog não teve nenhum retorno das autoridades.

Perceba que em nenhum momento é citado que o homem teria morrido depois por causa da explosão de um pneu de caminhão. Essa parte surgiu em publicações feitas no Twitter 4 dias depois (ver atualização do dia 31/03/2020 logo abaixo).

Certidão de óbito que circulou no final de março de 2020!

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Atualização 29/03/2020 – 19h

Após a publicação desse artigo, nos chegou uma nota da Secretaria de Saúde de Pernambuco, explicando que a certidão de óbito é real, mas que o homem não morreu com o COVID-19. Leia a nota, na íntegra:

“Tem circulado pelas redes sociais uma certidão de óbito que coloca a Covid-19 como causa da morte de um homem. O caso não consta no boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, que é encaminhado diariamente ao Ministério da Saúde. Apesar da certidão ser documento verídico, o óbito não foi provocado pelo novo coronavírus. Após análises laboratoriais, foi detectada a presença de outro vírus respiratório nas amostras do paciente. A SES-PE reforça que a certidão de óbito é um documento sigiloso e que deve ser disponibilizada apenas para a família. A Secretaria conta com o apoio da população para não repassar esse tipo de informação, em respeito ao falecido e seus familiares e que não compartilhem notícias falsas.”

Também recebemos uma nota em nome do Hospital Maria Lucinda, assinado pelo médico infectologista Luciano Wagner Arraes, afirmando que o paciente deu entrada no dia 21 de março de 2020 com um quadro de pneumonia e que ele veio a falecer no dia 23. A nota atesta também que o paciente não morreu vítima de infecção por coronavírus:

Atualização 31/03/2020

Em um vídeo publicado no dia 29 de março de 2020, a deputada Bia Kicis afirmou ter conversado com a família do falecido e confirmado que ele teria sofrido um acidente envolvendo a explosão de um pneu, mas que isso aconteceu em janeiro (e não no dia anterior ao da sua morte, como vários perfis no Twitter haviam espalhado):

No dia seguinte à publicação, a Revista Veja entrou em contato com a deputada para questionar a ligação entre o acidente do estouro do pneu com a morte por Influenza e a resposta à revista foi:

“Não fui eu que relacionei, foi a família dele que relacionou. Mas isso não é o principal. O Brasil não está interessado em saber se ele morreu de estouro de pneu ou de gripe, o Brasil quer que fique claro é que ele não morreu de coronavírus, como foi colocado no atestado de óbito dele”.

A revista ouviu vizinhos do falecido, testemunhas do acidente, que disseram que o homem teria voltado a trabalhar após a explosão, sem sinais de lesão pelo corpo.

A Veja também entrou em contato com o diretor do Hospital Maria Lucinda, Luiz Alberto Pereira de Araújo, que disse que a instituição é uma unidade de retaguarda que só recebe pacientes em caso de urgência e emergência e reiterou que o suposto acidente não consta no prontuário.

Segundo o diretor, em resposta à revista:

“[…]a associação entre o acidente com pneu e a pneumonia provocada pelo Inluenza A não foi feita pelo hospital e que a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) encaminhou o paciente já com quadro grave de problema respiratório. Como ele já estava internado no Maria Lucinda quando morreu, não havia a necessidade de encaminhá-lo ao IML (Instituto Médico Legal), por isso a médica fez o atestado de óbito. A causa da morte foi insuficiência respiratória, e a Covid-19 foi incluída como fator que poderia ter causado a morte. O exame ficou pronto três dias depois e, nesse meio-tempo, foi recomendado que a família ficasse em isolamento, já que se tratava de um caso suspeito.”

Reafirmamos aqui que a morte do senhor de 57 anos nunca foi incluída nas estatísticas estaduais como decorrente de Covid-19. Ou seja, em momento algum sua morte foi usada para inflar o número de mortos pelo coronavírus, como podemos comprovar aqui.

Conclusão

Há uma certidão de óbito em nome de Reginaldo Jacinto da Silva, mas não há nenhuma prova de que ele teria morrido em decorrência da explosão de um pneu de caminhão. Em nota enviada pela Secretaria de Saúde de Pernambuco, foi constatado que o homem não morreu com o COVID-19!

Obs: O conteúdo desse artigo foi alterado minutos após a sua publicação para inserir a consulta positiva ao CRM da doutora Ingrid Rodrigues. Na postagem original não havíamos encontrado o CRM da doutora no Portal CRM.

Alteramos novamente o artigo às 19h para acrescentar a nota enviada pela Secretaria de Saúde de Pernambuco, atestando que o homem não morreu com o coronavírus! Também foi acrescentada uma nota enviada em nome do hospital, atestando que o paciente não apresentava infecção por coronavíus!

Fizemos mais uma alteração no artigo no dia 31/03/2020, para acrescentar um vídeo da deputada Bia Kicis, afirmando que houve um acidente com uma explosão de pneu, mas que isso aconteceu em janeiro de 2020, mas que “esse fato não tem importância para o caso”!

Continue lendo
235 Comentários

235 Comments

  1. Luis

    29 de março de 2020 em 12:32

    Ainda tô na duvida se é verdade ou mentira

    • Gilmar Lopes

      29 de março de 2020 em 12:38

      Não encontramos nada que prove e é difícil provar que algo não existe! Seria bom se quem acusasse também trouxesse as provas, né?

      • Leandro Souza Tavares

        29 de março de 2020 em 13:48

        Assim como não existe prova de que de fato é corona vírus.

        • PVC

          29 de março de 2020 em 20:08

          nao e CODIV-19.. O pessoal pega um documento oficial e preenche como estivesse fazendo uma receita de bolo mas não sabem as medidas… Colocam o que querem e aposto que nem são cobrados por isto..

          • Leonnard Noronha

            29 de março de 2020 em 22:55

            Eu acho que a maioria da galera que vem comentar aqui tem sérios problemas ao ler artigos. Vou explicar o que o artigo em si já explica: A CERTIDÃO É REAL MAS A CAUSA DA MORTE QUE ESTÃO DIVULGANDO É FALSO. A Vítima não morreu devido a uma explosão de pneu e muito menos devido ao COVID-19

          • Maria

            30 de março de 2020 em 1:29

            @PVC , se eles tivessem colocado somente o Covid-19 ficaria perfeito e passado despercebido. Mas eles inventaram de incluir “Explosão de Pneu” e ESTRAGARAM TODA A FARSA! 😉 KKKKKKKKKKKKK! 😀

        • Márcio Cortez Maya Garcia

          30 de março de 2020 em 0:17

          Boa noite. Pode nos ajudar diante do que informa esse link de hoje? https://twitter.com/Biakicis/status/1244408299346440195?s=20

          Trata-secdo mesmo caso?
          Obrigado.

          • Maria

            30 de março de 2020 em 11:53

            @Márcio Cortez Maya Garcia , sim, trata-se do mesmo caso e ela fala a mesma coisa no Facebook dela. Ela foi acusada de compartilhar essa suposta Fake News e, muito provavelmente, irá JUDICIALIZAR o caso, tanto para defender a família envolvida como ela mesma em relação ao UOL e VEJA. Quando o processo for aberto, daqui a ALGUNS ANOS (2, 5, 10 ANOS?) sairá a sentença/veredito/resultado, em Trânsito Julgado, podendo ir até a última instância (STF). Quando sair o resultado, você vem e POSTE AQUI, se você ainda se lembrar. 😉 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

          • Maria

            31 de março de 2020 em 9:57

            @Márcio Cortez Maya Garcia , ATUALIZAÇÃO: a deputada Bia Kicis (PSL-DF) está comemorando com a constatação através da nota do Hospital que não foi Covid-19. ENTRETANTO, falta ela provar (já que ela pegou o caso para si) que a causa da morte foi o “estouro do pneu” e que o Hospital agiu de má-fé com o atestado de óbito para “inflar” as estatísticas de mortes por Covid-19. 😐

        • Jane

          30 de março de 2020 em 6:51

          E-farsas perde credibilidade!!! Não devia ter postado já que não desvendou ser falsidade a declaração da família nem a origem das diversas postagens simultâneas q teriam o objetivo de ‘engrossar’ a estatística e prejudicar o pres Bolsonaro.

          • Luiz Santos

            30 de março de 2020 em 17:26

            Para de ruminar, Jane! O e-farsas deixa claro que a certidão de óbito é REAL, porém, a causas mortis, é pneumonia em decorrência do vírus Influenza A, nada a ver com Covid 19 ou “estouro de pneu”… Qualquer pessoa com mais de 2 neurônios sabe que sempre que o Bozolóide é contrariado, aparecem fakenews na sequência!

        • Andrea

          30 de março de 2020 em 13:22

          Exatamente, tem vídeo da família confirmando a versão. Mas apagaram meu comentário é o link do vídeo. Então fica parcial a história L

        • Daniele

          3 de abril de 2020 em 9:49

          Interpretando pra quem não entendeu:

          1 – Homem morreu de Covid-19? NÃO
          2 – E a explosão, isso existiu? SIM
          3 – Então ele morreu da explosão? NÃO, depois do acidente até voltou a trabalhar e viveu mais um pouco.
          4 – Causa da morte foi o que? Pneumonia não relacionada ao Covid-19. Talvez a confusão foi a PNEU Monia 😅

          É uma farsa pq não morreu do acidente. Mas a história é real em relação a inserção do motivo Covid19 erroneamente.

      • Kl

        29 de março de 2020 em 13:49

        Então pq vocês dão a entender q é uma farsa?

        • Gilmar Lopes

          29 de março de 2020 em 19:52

          É farsa a parte da morte por causa de explosão de pneu!

          • PVC

            29 de março de 2020 em 20:09

            Na verdade eles não falaram sobre isto. se basearam no que o hospital falou o mesmo hospital que deu a certidão falando que é CODIV-19.

          • Beto

            30 de março de 2020 em 7:19

            Então ele não morreu totalmente?

          • Luiz Santos

            30 de março de 2020 em 17:27

            PVC, o hospital deu esse certidão que é Covid 19? PROVE!

          • RICARDO ALVES SANTOS

            31 de março de 2020 em 12:56

            Na boa vc deixou claro que é tendencioso. Não mostra com clareza a parte “e-veridica”: Documento oficial mentindo causa do óbito, quem tira proveito disso?
            O indivíduo teve, realmente, um acidente com pneu ponto. Jornalismo sem credibilidade.

          • Gilmar Lopes

            31 de março de 2020 em 14:47

            Procure se informar antes. A família do falecido disse à deputada Bia Kicis que o estouro do pneu aconteceu em janeiro.

          • Veridiana

            6 de maio de 2020 em 1:14

            O que as pessoas precisam entender é que neste momento, pela demanda e escassez de testes, alguns óbitos serão despachados com a causa provável da morte, pelas circunstâncias e sintomas. Tanto que se coloca Síndrome Respiratória Aguda, o Covid foi causa provável e não determinante sem o devido teste. Mas a SES só divulga casos confirmados por meio de exames para as estatísticas. E neste caso, este senhor não foi incluído nas estatísticas pelo resultado negativo do teste. As estatísticas contemplam apenas os casos testados e positivos.

        • PVC

          29 de março de 2020 em 20:05

          nao e CODIV-19.. O pessoal pega um documento oficial e preenche como estivesse fazendo uma receita de bolo mas não sabem as medidas… Colocam o que querem e aposto que nem são cobrados por isto..Mas uma lei no país cheio de leis que só servem para serem usadas quando convém….

          • Tarcísio Ramos de Medeiros

            31 de março de 2020 em 19:10

            Os revoltadinhos contra-sistema de plantão são risiveis. A questão aqui não é se o cara morreu disso ou aquilo. O fato é que na postagem que fizeram (1) Tentaram associar a explosão do pneu como real causa de morte, o que óbvio não teria a ver já que foi há pelo menos 2 meses. (2) a própria fake news acusa de quererem inflar dados de mortes por Coronavirus, o que NÃO faz sentido pois em momento algum a morte dessa pessoa foi usada pra contabilizar mortes por Coronavirus.

            Logo existem pelo menos 2 motivos pelos quais isso seria falso. O máximo que a gente pode chegar a dizer que o hospital cometeu um erro na hora de fazer a certidão de óbito. Mas é idiotice querer dizer que tão querendo inflar dados quando essa morte NUNCA foi contabilizada. Até pq ao contrário, quanto menos mortes, mais “salvadores da pátria” ficarão os governadores e prefeitos.

        • Maria

          30 de março de 2020 em 0:59

          @KI , se fosse “explosão de pneu”, deveria estar ESCRITO como causa da morte, além de detalhes médicos como, por exemplo: TRAUMATISMO CRANIANO, TRAUMATISMOS MÚLTIPLOS, HEMORRAGIA etc. Além do mais, a médica que atestou provavelmente colocou Covid-19 como POSSÍVEL CAUSA junto com um rol de possibilidades compatíveis com o que eles puderam analisar. 😉

      • Listas Napoli borges

        29 de março de 2020 em 13:54

        E o vídeo do rapaz que foi a casa da família?

        • Maria

          30 de março de 2020 em 1:20

          @Listas Napoli borges , falar até PAPAGAIO FALA! Principalmente se ele deu algum $$$ (possibilidade) para eles. 😉

        • Antonio

          30 de março de 2020 em 10:52

          O que demonstra que houve um laudo de um paciente que que não morreu de Vírus Chinês mas que a médica atestou falsamente que ele morreu por conta de corona Vírus. Pode até não ser verdadeiro que ele tenha morrido de pneu estourado. Mas comprova que médicos estão atestando falsamente que pacientes morrem de Corona. Essa é a acusação. Mas pelo visto em nenhum momento o site procura deixar claro isso. Parece que é mais um da mídia, mais interessado em defender os alarmistas em detrimento da informação.

          • Maria

            30 de março de 2020 em 16:39

            @Antonio , NÃO! De acordo com a nota do Hospital Maria Lucinda, o que aconteceu é o seguinte: o sujeito entrou com um quadro pulmonar grave e a médica atestou como POSSÍVEIS CAUSAS (posteriomente a confirmar) “SINDROME RESPIRATÓRIA GRAVE, COVID-19, PNEUMONIA COMUNITÁRIA NÃO ESPECIFICADA”. Muitas vezes os médicos não tem tempo e/ou recursos para fazer uma investigação mais elaborada em tempo hábil, o resultado dos exames demoram muito ou as circunstâncias requerem que o atestado de óbito seja confeccionado rapidamente. Logo, eles colocam causas “genéricas”, porém COMPATÍVEIS com o quadro observado. O Covid-19 existe, é um fato real que está presente no Brasil e tem sintomas parecidos com uma Pneumonia. Logo, ele deve ser incluído como SUSPEITA. Posteriormente, foi verificado que o sujeito não tinha Covid-19 e tinha INFLUENZA TIPO A. 😉

          • Maria

            30 de março de 2020 em 17:10

            @Antonio , INFELIZMENTE, de acordo com o Atila Iamarino, Pirulla, OMS, notícias internacionais etc, as previsões para o Brasil são SOMBRIAS. Muito provavelmente irá haver dezenas, centenas de milhares, talvez milhões (ordem de grandeza) de mortos aqui no Brasil com o passar do tempo. Haverá tantos mortos que essa porcaria ridícula de tese de vocês, Bolsomínions, de que é só uma “gripezinha” ira CAIR POR ÁGUA ABAIXO rapidinho, fora essas “picuinhas” de Teorias Conspiratórias envolvendo um caso ali e acolá como essa do “borracheiro”. 🙁

          • Luiz Santos

            30 de março de 2020 em 17:31

            Antonio, pare de bostejar, médicos encaminham para exames adicionais casos SUSPEITOS de Covid 19, como o paciente morreu de pneumonia, isso se encaixa como caso suspeito. Quem desmente isso é o LABORATÓRIO e não o médico, tolo!

            Agora me diga, o que está mais próximo como um caso suspeito? Um estouro de pneu, que geraria traumatismo ou múltiplos traumatismos, ou uma pneumonia, que é uma das formas que o Covid 19 mata?

            Os casos suspeitos são classificados assim até que venha a confirmação laboratorial, que não é analisado pelo médico do hospital, tolo!

          • Maria

            30 de março de 2020 em 19:42

            @Luiz Santos , pelo que entendi, eles (os acusadores) estão tentando “encaixar” a história da “explosão do pneu” que, em teoria, deveria constar coisas como essas que você mencionou: TRAUMATISMO, MÚLTIPLOS TRAUMATISMOS, HEMORRAGIA INTERNA, FRATURAS, HEMATOMAS, ESCORIAÇÕES, ROMPIMENTO DE VASOS SANGUÍNEOS etc com o intuito de INVALIDAR o atestado de óbito e alegar que o Hospital Maria Lucinda e a Médica Ingrid Laís Viera Rodrigues agiram de má-fé. Tudo isso, provavelmente, com motivações políticas, já que são as deputadas Clarissa Tércio (PSC-PE) e Bia Kicis (PSL-DF) que estão “tomando as dores” do caso e não a Polícia e/ou Órgão Competentes como deveria ser. 😐

          • Jaime

            15 de abril de 2020 em 14:43

            Não existe “vírus Chinês”

      • Hiroshi Sampaio

        29 de março de 2020 em 13:58

        Então não deveria estar aqui, já que o site é de farsas comprovadas. Aqui não há a prova de que é uma farsa. A obrigação do site, já que é um site que denuncia farsas, é fazer o seu trabalho: denunciar a farsa quando ela é comprovada. Não é caso.

        Sendo um site de farsas, não deveriam, pelo menos, entrar em contato com a família, que apareceu na mídia, com a funerária, já que tiveram que preparar o corpo, ou com os jornais locais? Pelo menos?

        Já sumiu uma notícia: https://www.omatogrosso.com/na-tentativa-de-derrubar-o-governo-bolsonaro-alguns-governadores-dao-ordem-para-que-toda-morte-seja-associada-ao-coronavirus/

        Site patético e hipócrita.

        • Ednalva

          29 de março de 2020 em 20:52

          Não importa se foi explosão de pneu ou não. Pelo que entendi o atestado de óbito é falso, simples assim.

        • Maria

          30 de março de 2020 em 0:53

          @Hiroshi Sampaio , o e-Farsas EVOLUI. As agências de Fact-Cheking NÃO SÃO OBRIGADAS a dizer com absoluta precisão se uma determinada notícia/informação é Falsa ou Verdadeira. Existem outras classificações: não encontramos nada, não há provas, indeterminado, conspiratório etc e deixam a questão EM ABERTO caso novas informações vão surgindo. As agências de Fact-Checking NÃO PODEM FECHAR UMA QUESTÃO se os dados disponíveis no momento não permitirem. 😉

        • Maria

          30 de março de 2020 em 1:37

          @Hiroshi Sampaio , OBS: algumas agências de Fact-Checking e outros sites cunharam essa “notícia” como “Fake News do PRIMO DO PORTEIRO ou do BORRACHEIRO”. A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) caiu nessa Fake News, espalhou na web e foi duramente criticada. O PCdoB protocolou uma investigação para descobrir quem são os responsáveis. 😉

        • Yomismo

          30 de março de 2020 em 1:42

          O homem morreu de pneumonia, não de pneu. A farsa está em inventar uma causa mortis falsa, bem como em mentir que o caso foi contabilizado como covid-19, quando não foi.

          • Shirley

            30 de março de 2020 em 10:29

            E pq o repórter do site não vai investigar direito! Bem simples, tem o endereço dele na certidão de óbito. Do ir lá e procurar saber com a família.

          • Andrea

            30 de março de 2020 em 13:21

            Amigo, café a resposta que eu te publiquei sobre o vídeo da família do cara confirmando o estouro do pneu? Você não publicou porque? Publiquei permita que outras pessoa possam ir averiguar a veracidade ou você só aceita a opinião se for igual a sua? Isso é ditadura de pensamento…

        • Maria

          30 de março de 2020 em 4:22

          @Hiroshi Sampaio , em teoria o e-Farsas deveria entrar em contato, ENTRETANTO, essa não é a metodologia e/ou filosofia do e-Farsas, pois cada agência de Fact-Checking tem suas próprias metodologias e/ou técnicas. No “SOBRE” do e-Farsas está escrito: “Com a intenção de usar a PRÓPRIA INTERNET para desmistificar as histórias que nela circulam, o E-farsas.com nasceu no dia 1 de abril de 2002”. NOTA: o site omatogrosso deletou o artigo, pois é um site politicamente enviesado e provavelmente percebeu que fez uma acusação/alegação sem PROVAS ROBUSTAS e, com isso, provavelmente teve medo de ser PROCESSADO JUDICIALMENTE. Erro 404, muito comum em sites que fazem esse tipo de coisa. 😉 KKKKKKKKKKK! 😀

        • Alexandre Mendes

          30 de março de 2020 em 5:20

          Mas vc ta aqui lendo e comentando né? Bolsonarista fanatico detectado.

        • Fernando

          30 de março de 2020 em 8:03

          Acho que vc não entendeu a matéria. A mensagem afirma que teria morrido de UM ESTOURO DE PNEU e não de COVID-19. conforme as investigações do site, ficou formalmente esclarecido que ele veio a falecer devido ao H1N1 (Influenza), ou seja, nem de estouro de pneu nem de COVID 19.
          Vc deveria ler duas vezes as matérias antes de ser agressiva e sair acusando de maneira leviana o trabalho de terceiros de “hipócrita e patético”. Tenha mais respeito para ser respeitada.

          • Anna Katherine

            31 de março de 2020 em 12:13

            Pessoal, sou de Recife e aqui todos sabem que o senhor faleceu de trauma, devido ao estouro do Pneu. Agora estão culpando a “residente”, nem médica dizem que é mais, que se enganou. E que a certidão já foi corrigida. Ahhhh me poupe.

      • Jeusinete Paula

        29 de março de 2020 em 14:11

        A família foi entrevistada e reforçou que a causa da morte foi o estouro de um pneu. Eu tento vídeo da família.

        • Maria

          30 de março de 2020 em 1:15

          @Jeusinete Paula , eles podem estar MENTINDO. Provas Testemunhais e/ou Evidências Anedóticas podem ser válidas, PORÉM podem ser frágeis e/ou nulas se não tiver, ao menos, um COMEÇO DE DOCUMENTO ESCRITO como por exemplo um B.O. atestando isso com data e assinatura do delegado local e/ou vídeos do acidente. 😉

      • Leonardo Simas

        29 de março de 2020 em 14:56

        O povo nem sabe fazer fakenews.

        Vamos lá segundo a foto o falecido tinha 57 anos

        Segundo consta dia 29/03 Recife teve 5 óbitos… os dois mais jovens tinha 69 anos…

        Da onde conclui-se que o documento é falso.

        https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2020/03/28/pernambuco-tem-cinco-mortes-e-68-casos-confirmados-do-novo-coronavirus.ghtml

      • Luiz c b m

        29 de março de 2020 em 15:07

        Também não há provas que ele morreu de covid-19. Vcs tem resultado de algum teste? Tem cópia do prontuário? Entrevista com familiar? Endereço de onde o defunto morava? Então por enquanto fica o dito pelo não dito.

      • Diorazil

        29 de março de 2020 em 15:34

        Boa tarde.
        A secretaria de saúde confirmou se foi mesmo covudx19?
        Tem informações sobre o acidente na borracharia???

      • Andrea

        29 de março de 2020 em 17:45

        Acho que pode ver este vídeo e tirar as conclusões após ver que a família é humilde, não parece mentir

        https://youtu.be/KxZ1RLJfgLY

        • Leticia

          29 de março de 2020 em 21:48

          Pra começo de assunto botou o nome de Bolsonaro no meio, como o cara veio falar em golpe, pra mim ja perde a credibilidade, segundo não existe uma casa só no mundo com esse número, terceiro se fosse realmente familiar dele porque não mostraram o atestado? quarto porque não consta nenhuma morte por coronavirus em Pernambuco abaixo de 60 anos e no atestado a pessoa tem 57 anos?

        • Luiz Santos

          30 de março de 2020 em 17:38

          Andrea você é tão fanática, que nem se deu o trabalho de verificar que TODAS as mortes divulgadas pela Secretaria de Saúde do Pernamburo, tem ACIMA de 60 anos! Até onde eu sei, 60 está acima de 57!

      • Leandro Amaral

        29 de março de 2020 em 18:22

        Nao dá pra provar que não há provas, né? Rsrs!
        Bom trabalho, galera!

      • Carlos de Souza

        29 de março de 2020 em 18:25

        Tenho vídeo de um cara no endereço que aparece na certidão, com pessoas que dizem ser familiares da pessoa em questão e até mesmo olhei o endereço que aparece no google maps … Se for mentira … .
        Vejam e analizem …

        • Andrea

          30 de março de 2020 em 13:22

          Exatamente, tem vídeo da família confirmando a versão. Mas apagaram meu comentário é o link do vídeo. Então fica parcial a história

      • Jorge Medeiros

        29 de março de 2020 em 21:57

        A família foi ouvida por vocês?
        Vocês só ouviram o hospital e a secretária de saúde?
        Que diabos de site site que desvenda verdades e fake e esse?

      • A Corda

        30 de março de 2020 em 2:54

        O Site perdeu para mim a total credibilidade, ao tentar desmerecer a notícia jogando dividas sobre a causa da morte de um homem humilde.

        Quando em uma visita presencial a casa do família do falecido a mesma atesta sua indignação com a causa morte “atestada” em um documento oficial…que após atestar um óbito o próprio hospital divulga nota sobre uma “possível causa da morte” após a emissão do mesno.

        Este Site ou se retrata admitindo que errou ou deixará desmontado que deveria sair do ar….por não cumprir seu objetivo.

        • Maria

          30 de março de 2020 em 21:18

          @A Corda , não “desmereceu” NADA, muito pelo contrário! O e-Farsas, por enquanto, ainda não afirmou nada e deixou a questão EM ABERTO. Em outras palavras, o e-Farsas está oferencendo o BENEFÍCIO DA DÚVIDA. Se você tiver PROVAS ROBUSTAS, eu vou repetir, se tiver PROVAS ROBUSTAS que corroborem IRREFUTAVELMENTE suas alegações, então esteja à vontade para apresentá-las (leia-se: POSTE AQUI) no prazo máximo de 2 SEMANAS (tempo médio da vibe de notícias digitais polêmicas), caso contrário, felizmente ou infelizmente, justa ou injustamente (dependendo do ponto de vista) ficará como Fake News ou Teoria Conspiratória mesmo. 😉

        • Júnior II

          18 de abril de 2020 em 21:32

          Esse site é mais fake, do que as fake que supostamente eles desmentem. Eu sou de Recife. O cara era borracheiro, e um pneu de caminhão estou, enquanto ele fazia um reparo. Isso foi em janeiro, ele foi internado, mas voltou pra casa. Dois meses meses depois, apresentou problemas respiratórios, em razão do estouro do pneu e faleceu, porém na certidão de óbito constou vírus do partido comunista chinês.

          • Gilmar Lopes

            19 de abril de 2020 em 11:09

            Você tem certeza que o estouro do pneu foi a causa da morte?

          • Kal-el

            20 de abril de 2020 em 17:55

            E estava trocando um pneu da minha moto e ele estourou. Agora, dois meses depois, sou capaz de voar e atiro laser pelos olhos.. VOCÊ TEM QUE ACREDITAR EM MIM, eu estou falando.

      • Antonio Peres

        30 de março de 2020 em 7:30

        Vai entrevistar a família, seu farsante

        • Gilmar Lopes

          30 de março de 2020 em 9:43

          UÉ! Quem acusa é quem tem que provar!

          • Gabriel

            31 de março de 2020 em 7:26

            Cara, a causa pode ter sido sim o acidente com o pneu, só que não tem como provar tbm né. Um familiar disse realmente que ele sofreu esse acidente em Janeiro e que até desmaiou. Então não é fake como está escrito aqui… Deveria editar uma errata se não o site vai cair em descrédito. A morte foi por influenza A e o atestado estava coronavírus, pra mim isso é crime.

          • Maria

            1 de abril de 2020 em 6:37

            @Gabriel , de acordo com o atestado e a nota de esclarecimento do Hospital, a “explosão do Pneu” como causa mortis é FAKE e parece que não houve CONTESTAÇÃO LEGAL por parte dos familiares. Quando você sofre um grave acidente é IMPERATIVO que você seja rapidamente socorrido E que o fato seja DEVIDAMENTE DOCUMENTADO (pela vítima, familiares, testemunhas, polícia, peritos, médicos etc) o mais rápido possivel, especialmente afim de obter benefícios do INSS, indenizações, seguros privados etc. Se realmente aconteceu o acidente e o sujeito e/ou os familiares dele não se RESGUARDARAM/MUNIRAM de fazerem isso, então eu SÓ LAMENTO e sugiro que contratem um bom ADVOGADO, abram um PROCESSO JUDICIAL, tragam provas que tiverem, testemunhas etc e AGUARDEM o processo ser julgado até o Trânsito Julgado. Desnecessário dizer que isso provavelmente irá durar ANOS e pode ser que as chances de ganhar sejam mínimas. 😐

      • Ribeiro

        30 de março de 2020 em 8:16

        E a data de emissão em 2019 e a publicação agora em 2020 muito estranho para não falar que é fake

      • Herbert Santana

        30 de março de 2020 em 10:40

        Mas se atestaram e reconheceram a veracidade da certidão de óbito, então fica clara a tentativa de atribuir a morte ao Vírus.

      • Kelson

        30 de março de 2020 em 15:05

        Não seria o caso de ir à casa dos parentes e checar o atestado de óbito, pois pelo que já foi demonstrado a família já apresentou o laudo e mostra que a causa foi corona vírus.

      • Vera Pachielli

        13 de abril de 2020 em 6:48

        Tô com medo de ver a certidão de óbito do meu pai que morreu há 15 anos e ver que lá, está como causa da morte, covid-19 🤔

        • Enu Cleador

          15 de abril de 2020 em 15:09

          Faz assim então, arranque seus dois olhos com uma colher, assim não correrá o risco de ver mais nada. E para de ler notícias FALSAS como essa do borracheiro e a do primo do tio do irmão do colega que se curou com cloroquina mágica.

      • João Vitor

        8 de maio de 2020 em 10:18

        Acho que seria interessante, para a manutenção da credibilidade do Site, esclarecer melhor o caso. Ainda restam muitas dúvidas. Qual a razão da divergência entre o Atestado de Óbito e o Laudo Médico?

    • Maria

      29 de março de 2020 em 13:29

      @Luis , em DIREITO, alegar e não provar é a mesma coisa que nada alegar. Já na INTERNET é um pouco diferente e mais duro: alegar e não provar é a MESMA COISA que soltar Fake News e/ou Teorias Conspiratórias. Felizmente ou infelizmente (dependendo do ponto de vista) a grande maioria dos internautas NÃO DÃO O BENEFÍCIO DA DÚVIDA e já classificam (por conta própria) uma determinada informação/notícia como FAKE NEWS se quem alegou não apresentou PROVAS ROBUSTAS e IRREFUTÁVEIS no momento da denúncia. 😉

    • Lucas

      29 de março de 2020 em 14:31

      Existe o testemunho da familia falando que a morte foi causada pela explosão do pneu, alem disso como jornalismo investigativos, vcs não deveriam ter ouvido testemunhas, digo, as pessoas que trabalhavam na borracharia em questão?
      O que eu entendi foi que vcs usaram o atestado de óbito supostamente adulterada para provar que o atestado falo a vdd… o que não faz nenhum sentido! Falto profissionalismo, ngm foi ouvido pelo que eu entendi é a palavra de vcs contra a dos familiares e envolvidos…

      • Maria

        30 de março de 2020 em 1:06

        @Lucas , eles podem ter sido PAGOS, PERSUADIDOS e/ou são bolsomínions, em suma, podem ser simplesmente MENTIROSOS. Quem alegou que foi “explosão de pneu” deveria ter trazido PROVAS ROBUSTAS (Ônus da prova é principalmente de quem alega) como, por exemplo, B.O. da polícia com data e assinado pelo delegado local e/ou um PROCESSO JUDICIAL demonstrando que eles entraram na Justiça contra o Hospital pela suposta fraude. 😉

      • Antonio Peres

        30 de março de 2020 em 7:31

        👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏
        Isso mesmo.
        O é-farsa é uma Farsa

        • Lucho

          1 de abril de 2020 em 17:56

          E voc~e um débil mental que jamais deveria ter saído da APAE.

    • Carlos Roberto dos Santos

      29 de março de 2020 em 20:45

      Agora saiu um vídeo que a família confirma que ele morreu de acidente e no atestado esta coronvirus
      Sendo assim E-farsa e farsa ou tem alguem mentindo nessa historia

      • Gustavo Lins

        29 de março de 2020 em 22:54

        Quem garante que é a família dele mesmo?

    • Antônio Peres

      30 de março de 2020 em 7:28

      Pois é … o e-Farsa é uma farsa … não concluiu o principal: a causa mortis foi uma farsa

      O site concluiu que a explosão do pneu é mentira, pesquisou o mundo … não foi até a residência da família.

      O principal: não fez qualquer menção à farsa de atribuir ao corona uma morte que nada teve a ver com Covid19.

      Se pesquisar no histórico do site, a esmagadora maioria das farsas investigadas possuem o condão de ser Anti-Bolsinaro

      O e-Farsa é a versão “Fato ou Fake” da Globo, só que na Record.

      Credibilidade zero

    • Antonio Peres

      30 de março de 2020 em 8:06

      Sabe por que vc tá na dúvida? Porque a intenção do e-Farsa era te deixar com essa dúvida. O e-Farsa manipulou a investigação, focou a investigação na explosão do pneu, enquanto que o fato mais relevante é a falsa atribuição de morte ao Covid19. Aí ele não procedeu o principal ato investigativo: ir no endereço e perguntar pra família. Encheu a matéria de de notas de autoridades pra fazer parecer que o trabalho foi sério … tudo balela. Só pra causar essa dúvida no usuário mais desatento. E o pior pra ele, o usuário mais atento percebeu que de fato houve manipulação da causa mortis e, ainda, que o e-Farsa é uma Farsa. A manipulação é tão grande quebrei duvido que eles deixem esse meu post ser publicado (estou printando pra depois comprovar). Não querem a verdade, querem o monopólio da manipulação da notícia

      • Maria

        30 de março de 2020 em 10:33

        @Antonio Peres , não! Quem deixou em dúvida são os próprios ACUSADORES que soltaram essa porcaria. O Ônus da prova e o azar é TODO DELES ou ainda, de quem for “tomar as dores” deles! 😉 KKKKKKKKKKKKKKK! 😀

      • Adriano

        30 de março de 2020 em 21:23

        Caramba Gilmar, está dando câncer os comentários aqui. Meus pêsames, há tantos anos fazendo um excelente trabalho pra trazer esse povo pra cá…

    • Maria

      30 de março de 2020 em 8:44

      @Luis , sabe o que muito provavelmente vai acontecer? Essa polêmica/caso será JUDICIALIZADO e, daí, até sair o trânsito julgado lá pela última instância (STF) demorará ANOS e ninguém dará mais bola. AZAR dos acusadores que não se muniram/resguardaram em obter PROVAS ROBUSTAS IRREFUTÁVEIS no momento da denúncia. A “VIBE” (sensação, agito, expectativa etc) de uma notícia polêmica só dura em média, estourando, 2 SEMANAS na Internet. Se os acusadores não trouxerem provas robustas DENTRO DESTE PRAZO, então ficará mesmo como Teoria Conspiratória e/ou Fake News mesmo. 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

    • Antonio marcos

      30 de março de 2020 em 10:14

      Uma pergunta simples pq nao procurou a família do falecido??

    • Antonio

      30 de março de 2020 em 11:02

      Claro que foi contabilizado como Como corona. Quer bem me dizer que alguém atesta que a causa foi corona e os órgãos de saúde simplesmente não lançaram na estatistica??
      Fala sério!
      O que eles fizeram foi tirar das estatística após o caso ganhar repercussão. É só um número. Não tem comprovação nem de que foi incluído nem que foi retirado.
      Esse site e-farsa está produzindo uma FARSA. Pelo visto, é mais um site ARREGADO pela esquerda.

    • Sergio

      30 de março de 2020 em 15:19

      A deputada federal Bia Kicis, foi acusada por disseminar fake news, e ela foi investigar junto a familia o que ocorreu.

      Ficou claro que o atestado de obito é verdadeiro e consta a informação do falecimento por covid19.

      Porem, a 1a morte por covid em PE, só ocorreu dia 25/03.

      A nota da Secretaria de Estado da Cultura, foi escrita com muito cuidado:

      => “O caso não consta no boletim divulgado”. Exatamente, houve uma “falha” na divulgação do caso. Porque iria causar barulho.
      => A certidão de obito esta íntegra.
      => E a secretaria confirma em nota que a morte não foi por covid. OK, mas o que vale é esta escrito na certidão.

      A SES se esquiva e não explica porque consta como causa da morte “COVID” e porque não foi notificado no boletins diarios.

      Ja a nota do hospital, falou exclusivamente do paciente, da entrada, quadro clinico, ações, diagnostico e causa da morte.

      Para mim, esse caso não é fake news.

      https://twitter.com/Biakicis/status/1244408299346440195

      • Maria

        30 de março de 2020 em 20:25

        @Sergio , não se esqueça da “EXPLOSÃO DO PNEU”, heim!? 😉

      • Maria

        31 de março de 2020 em 21:56

        @Sergio , e outra: ela tinha que INVESTIGAR PRIMEIRO para apurar os fatos, ao invés de compartilhar/espalhar a notícia nas redes sociais, tanto é que ela DELETOU. 😉 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

  2. Marcus

    29 de março de 2020 em 12:43

    Gilmar, dá uma olhada neste link do Twitter.
    https://twitter.com/marcelohxavier/status/1244280570949091332?s=20

    Foram na casa comprovar se foi verdade.

  3. André Nobrega Marques

    29 de março de 2020 em 12:47

    Gilmar, o que me parece mais provável é que a imagem tenha sido adulterada na parte da causa da morte, afinal não consta em contagem oficial essa morte, para que colocar uma causa que nao é se nem vai contabilizar depois? Quem adulterou a imagem, manteve o número do selo digital para que quem conferisse visse que é autêntico, o problema agora está em ter acesso ao documento original.

  4. João Vianêis

    29 de março de 2020 em 13:05

    O pior erro é achar que Bolsonaro não tem um plano ou que é apenas um imbecil. Existe uma máquina poderosa de desinformação por trás dele, que lida com a parte irracional do cérebro de seus apoiadores e faz lavagem cerebral vinte e quatro horas por dia. Ela visa atingir emoções específicas, como medo e indignação. No caso da atual pandemia, por exemplo, enquanto mente de um lado afirmando que é uma mentira para os que não querem acreditar, para os que acreditam afirma que o vírus foi criado e espalhado deliberadamente pela China. Acaba insuflando nos idiotas e nos que se acham espertos o mesmo ódio irracional, alimentado por robôs cuidadosamente articulados para cercá-los numa bolha de conspiracionismo. Esse exemplo aqui é bem didático: o “atestado de óbito” tem uma data anterior à primeira morte confirmada em Pernambuco, e o “defunto” não consta em qualquer lista. Mas alguns incautos, depois de receberem em seus principais meios de comunicação,cós grupos de ZAP, se acham mais bem informados do que quem acompanha a “grande mídia”.
    Amâncio Siqueira (facebook)

    • Antonio Peres

      30 de março de 2020 em 8:11

      Mais um petista alienado. Vai na casa da vítima perguntar.
      Tudo que vc descreve de alienação para os outros vale pra vc.

      Cuidado: já sei de um canal de Tc que tá fazendo uma matéria no loca pra comprovar a farsa. Vai te desmascarar e desmascarar ao e-Farsa

      • Gilmar Lopes

        30 de março de 2020 em 9:42

        Que bom que a verdade virá à tona! Entenda, não somos os donos da verdade e não tem nenhum problema a gente atualizar nossos artigos com novas informações. Caso surjam novas provas, vamos adicionando aqui.

    • john

      30 de março de 2020 em 12:58

      cara tudo que voce falou vale pra voce, esse teu comentario inteirinho é baseado em que?? no teu achismo..

  5. Eduardo Almeida

    29 de março de 2020 em 13:06

    Tem vídeo de um ciclista visitando a família e a família afirmando que ouve um acidente

  6. Maria

    29 de março de 2020 em 13:11

    KKKKKKKKK! 😀 Os famosos e já manjados BOTS DE INTERNET e, neste caso, nitidamente feita por bolsomínions. Entretanto, como nada pode ser apurado por falta e/ou impossibilidade de se obter dados (que podem ser sigilosos), deve, a princípio, ser classificado como “inderteminado/conspiratório” e deixar a questão em aberto (conforme fez corretamente o e-Farsas), pois compete, primariamente, a esses “bots” comprovarem o que estão falando. Bom, eu achei na rede o nome da Médica: INGRID LAIS VIEIRA RODRIGUES CRM: CRM PE 24689 e um currículo. 😉

    https://coomeb.coop.br/cooperados

    https://www.escavador.com/sobre/5494434/ingrid-lais-vieira-rodrigues

    • Antonio Peres

      30 de março de 2020 em 8:13

      Tudo pode ser apurado indo na casa da vítima. Outro petista alienado.

      • Maria

        30 de março de 2020 em 18:54

        @Antonio Peres , não sou PeTralha e/ou Esquerdalha. Sou ANÁRQUICA, com um detalhe: ODEIO MENTIROSOS seja quem for! Você, Antonio Peres, não é um deles, é?

  7. Anderson Lacerda

    29 de março de 2020 em 13:14

    Pelo site do CREMEP há uma doutora ingred rodrigues com o CRM 24689 no Estado de Pernambuco.
    Podem verificar?
    Grato

  8. Itamar

    29 de março de 2020 em 13:30

    E o vídeo com a família bem humilde,toda reunida, afirmando que o cara morreu de acidente na explosão do pneu, e agora comprovam que o atestado saiu como COVID-19, como fica?

    • Gustavo Lins

      29 de março de 2020 em 22:57

      Não, podem ser qualquer pessoas.

    • Maria

      31 de março de 2020 em 7:48

      @Itamar , a alegação desses familiares e dos “bots” de Internet de que não é Covid-19 é VERDADEIRA. O Hospital Maria Lucinda soltou uma Nota de Esclarecimento, descreveu as condições em que recebeu o paciente, procedimentos, JUSTIFICOU (e com razão) o porque colocou o Covid-19, verificaram que na verdade foi Influenza tipo A e se desculpou pelo erro na transferência de dados (praticamente copiaram) do laudo médico para o atestado de óbito. Agora, quanto à alegação de que a causa foi “explosão de pneu”, até agora se mostrou FALSA (FAKE) e alegação de que o Hospital está agindo de má-fé para “inflar” as estatísticas de Covid-19 se mostra CONSPIRATÓRIA. 😐

    • Maria

      31 de março de 2020 em 8:10

      @Itamar , quanto à sua pergunta “como fica?”, bom isso depende do que o Hospital+Médica e os familiares do falecido irão fazer: se vão deixar quieto, entrarem em acordo ou partirem para um Processo Judicial. Quanto ao e-Farsas, eu acredito (opinião pessoal de leitora) que o site agiu, analisou e classificou CORRETAMENTE o caso como um todo como CONSPIRATÓRIO dando o BENEFÍCIO DA DÚVIDA e deixando a questão EM ABERTO, caso novas informações surjam e/ou alguém traga PROVAS ROBUSTAS IRREFUTÁVEIS de suas alegações (explosão do pneu como causa e conspiração a respeito do Covid). Entretanto, como disse antes, a maioria dos internautas mais críticos não tem essa paciência ou discernimento. Do jeito como ficou, já classificam, por conta própria, o todo como FAKE NEWS. 😉

  9. Marcus

    29 de março de 2020 em 13:31

    Existe outro vídeo, mas não encontrei no Twitter do Márcio, mas já foi enviado para um grupo púbico do Telegram.
    t.me/sovideo

    Entra lá e pesquisa: Outro vídeo, porque estão achando que é fakenews.

    Que o vídeo aparece.

  10. FRANCISCO SANTOS

    29 de março de 2020 em 13:40

    Tem um vídeo circulando com a certidão onde um motoqueiro está em frente a uma quitanda entrevistando entrevistando supostos familiares do falecido que estariam afirmando que o Jacinto morreu de estouro de pneu. Não dá para voces identificarem quem é o motoqueiro e as pessoas que aparecem no vídeo, ou entrevistarem os familiares do falecido?

  11. Miguel

    29 de março de 2020 em 13:44

    Gilmar, a primeira morte em pernambuco por covid 19 notificada e divulgada na imprensa foi de um senhor de 85 anos no dia 25 deste mês no Hospital Oswaldo Cruz,em Recife. Nao bate com a data do obito desta certidão. Inclusive nao ha registro de morte de paciente abaixo de 60 anos. Creio eu que houve uma alteração por photoshop.

    Referências:
    https://www.folhape.com.br/noticias/noticias/coronavirus/2020/03/25/NWS,134805,70,1668,NOTICIAS,2190-PERNAMBUCO-REGISTRA-PRIMEIRA-MORTE-POR-COVID.aspx

    https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2020/03/28/pernambuco-tem-cinco-mortes-e-68-casos-confirmados-do-novo-coronavirus.ghtml

  12. Jõao

    29 de março de 2020 em 13:45

    E os familiares dele conta como prova?

  13. Raquel

    29 de março de 2020 em 14:26

    Mas o atestado de óbito é prova da morte ???

    Quando essa é exatamente essa a denúncia,fraude documental.

    Não deveriam avançar a postagem quando não consguirem demonstrar a fraude.

  14. Aislan

    29 de março de 2020 em 14:30

    Na certidão mostra idade de 57,nos boletins do PE, nenhuma das 5 mortes (Dom 29/03/20) é identificado uma vítima dessa idade…

  15. Robson alexandre alves

    29 de março de 2020 em 14:32

    Como dizer que quem propaga a noticia de fake news é falso?

    Ou seja, e-farsa = é propagador de farsas

  16. Selmo

    29 de março de 2020 em 14:37

    Tem um vídeo no twitter onde uma pessoa entrevista supostos parentes em frente ao local indicado na certidão como o endereço do falecido. Elas dizem que o pneu estourou e que colocaram na certidão COVID19
    https://twitter.com/RejanePaiva/status/1244108154797002752?s=20

    Fazendo umas pesquisas, levantei o seguinte:

    – Existe borracharia no nome do falecido, em Recife
    https://consultacnpj.com/cnpj/reginaldo-jacinto-da-silva-borracharia-pai-e-filho-21079698000152

    – O local apresentado no vídeo confere com a busca no Maps pelo endereço que está na certidão de óbito.
    https://www.google.com/maps/place/R.+São+Bento,+594+-+Jardim+Jordão,+Jaboatão+dos+Guararapes+-+PE,+54320-050/@-8.1496506,-34.9348892,3a,75y,64.75h,83.76t/data=!3m6!1e1!3m4!1sEK8tX1tQoWpuffKlwlIRdw!2e0!7i13312!8i6656!4m5!3m4!1s0x7aae1e419d61e2d:0xfab470a046efecd9!8m2!3d-8.1496571!4d-34.9347702

    Na minha opinião, estes fatos levantam pelo menos dúvida se é realmente fake news

  17. Marcryzius

    29 de março de 2020 em 14:39

    Eu moro no Recife e não conheço esse caso de um borracheiro que morreu decorrente de acidente por explosão de pneu.
    Isso me parece um daqueles casos de ataque de falsa bandeira na qual com esse ataque querem passar a imagem que eles (os estados) estão forjando dados para ir contra o governo (federal) sendo que não é o caso.
    Podemos descartar essa farsa observando as notícias sobre o caso.
    Em Pernambuco só existe 5 casos de morte por covid 19 nenhum deles na faixa etária do 50 aos 59 anos.

    “Entre as cinco mortes, quatro são de pessoas do Recife e um turista canadense que estava no navio que ficou retido por 14 dias no Porto do Recife. As faixas etárias são: duas entre 60 e 69 anos, uma entra 70 e 79 anos e duas acima de 80.”.

    https://www.em.com.br/app/noticia/nacional/2020/03/28/interna_nacional,1133406/pernambuco-tem-quinta-morte-por-coronavirus-e-68-casos-confirmados.shtml

  18. Marcos Ariel

    29 de março de 2020 em 14:45

    Ou você tem covid19 ou pneumonia não especificada. Se for COVID19 é específica…

  19. Denise

    29 de março de 2020 em 14:52

    Ha no Tjsp varias ações com o none de Reginaldo Jacinto da Silva. Ou são homônimos ou há uma inverdade neste atestado de óbito. Algo muito estranho. Mas…quem vai apurar?

    • Andreia

      30 de março de 2020 em 10:59

      Que feio hein?!… Não é fake. Olhem no perfil do Facebook da deputada Clarissa Tércio ela foi até a casa da familia e constatou ser real, a certidão está atestando morte por coronavirus. Assistam o vídeo. Não é fake!

  20. ANA MARIA CAMPOS LEITE

    29 de março de 2020 em 14:55

    Teria que ter uma entrevista com os familiares ao vivo pra todo o Brasil ver se verdade ou mentira,pois na situação atual já não sabemos quem falar a verdade.

    • Otronombre

      30 de março de 2020 em 1:46

      Teria que ter acesso ao atestado de óbito original, por que esse que está sendo divulgado é provavelmente falso.

  21. Márcio Fernando Black

    29 de março de 2020 em 15:09

    Mas se eu entendi..
    Vocês não sabem se é fake ou não..
    Correto?

  22. Márcio Fernando Black

    29 de março de 2020 em 15:10

    Então não podem dizer se é fake.
    Correto

    • Maria

      30 de março de 2020 em 3:31

      @Márcio Fernando Black , correto! E se você perceber, o e-Farsas NÃO CLASSIFICOU como Verdadeiro ou Falso (Fake). Devido à escassez e/ou impossibilidade de se obter dados/informações (que podem ser SIGILOSAS) concretas, classificou temporariamente como “indeterminado/conspiratório” e deixou a questão EM ABERTO. 😉

  23. Cezar

    29 de março de 2020 em 15:30

    A quem quer provas, é só ir no endereço da vítima, pois o documento oficial diz covid 19, o ciclista foi até o endereço e gravou um vídeo com os familiares dizendo que a morte foi devido um acidente.
    Se ainda tem dúvida é só ir no endereço.

    • Maria

      30 de março de 2020 em 10:47

      @Cezar , e se (possibilidade) eles estiverem mentindo e/ou sendo induzido$? E aí, como é que fica? Perceba que a prova unicamente TESTEMUNHAL/VERBAL, embora possa ser válida e decisivo em ALGUNS CASOS, geralmente só ela não é suficiente e muitas vezes serve apenas como COMPLEMENTO quando anexada a uma prova material: documentos, atestados, contestações, recibos, vídeos que sejam relevantes ao caso etc. O caso Najila vs Neymar que o diga. 😉

  24. Adriano Marvilla

    29 de março de 2020 em 15:36

    Não esclareceu nada. Continuamos na dúvida. Kkkkk

    • Maria

      30 de março de 2020 em 10:55

      @Adriano Marvilla , não tem importância. Na DÚVIDA, cuja responsabilidade não pode ser atribuída ao e-Farsas e, sim, àqueles que acusaram/alegaram (Ônus da prova), as pessoas mais sensatas e críticas tem a FORTE TENDÊNCIA em classificar, por conta própria, tais notícias duvidosas como Fake News ou Conspiratórias. Em outras palavras, eles NÃO DÃO O BENEFÍCIO DA DÚVIDA e/ou, no máximo, dão 2 SEMANAS de prazo para aquele que acusou/alegou apresente PROVAS ROBUSTAS. 😉

  25. DANIEL DE CASTRO RODRIGUES GARCIA

    29 de março de 2020 em 15:37

    E-farsar, por favor, se atente na linha da causa da morte. Há adulteração clara na parte onde está escrito covid-19. A pontuação e a fonte não casam com o resto do documento ou sequer da linha em q está digitada.

  26. Ronaldo

    29 de março de 2020 em 15:44

    Moro no Recife, a família do falecido mora em prazeres-jaboatao. Algumas pessoas já visitaram a residência do mesmo e comprovaram por depoimentos dos familiares que ele veio a falecer após o acidente de trabalho, e o atestado de óbito consta como está sendo divulgado nas redes. Covid-19.

  27. eloy

    29 de março de 2020 em 15:46

    ALGÉM CONSULTOU A FAMÍLIA ???

  28. Caçador de boatos

    29 de março de 2020 em 15:55

    Adoro o trabalho de vocês. Adoro desmentir boatos no meu Facebook. Se não se pode provar, não é verdade,até que o contrário seja provado.

  29. Vanderlei Nicácio

    29 de março de 2020 em 16:00

    O que é estranho é que a primeira morte pelo COVID-19 em Pernambuco ocorreu em 25 de março e certidão é do dia 23. Então é mais fácil ocorrer a subnotificação do que inflarem os números.

  30. VINICIUS DAVID

    29 de março de 2020 em 16:06

    Mas a notícia é sobre uma causa mortis é o atestado de óbito denota outra causa!!!O correto seria expor, de ambos os lados, o relato da família sobre o fato!!!Desculpe-me mas o e-farsas apenas mostrou o que a noticia já dizia, ouve um óbito, mas não se comprovou a causa em nenhuma das hipóteses!!!Inclusive já tem vídeo circulando com depoimento da família atestando a explosão do pneu!!!Merece uma investigação mais apurada!!

    • Maria

      30 de março de 2020 em 20:40

      @VINICIUS DAVID , talvez mereça, entretanto, FOGE DO ESCOPO/COMPETÊNCIA/POSSIBILIDADES do e-Farsas. Uma investigação mais apurada no caso em questão pode exigir poder de polícia, de Juiz ou Autoridade Competente para colher e analisar documentos (muitas vezes SIGILOSOS), arrolar testemunhas, uso de peritos, exumação do corpo, consultas no IML, Boletins de Ocorrência etc. 😉

  31. Arthur Emannuel de Araujo Lago

    29 de março de 2020 em 16:08

    https://i.redd.it/kro6zojcpmp41.png

    Essa foto prova que tem um bocado de robôzinho compartilhando isso. Será que tem tanto primo de porteiro morrendo assim?

  32. Luiz R

    29 de março de 2020 em 16:12

    Qual prova deveriam levar? Uma filmagem de celular, mostrando o rosto do pobre sujeito todo esfacelado ou os restos do pneu estourado?
    Ainda tem a coragem de dizer: “…podemos verificar que o registro de óbito existe, de fato. No entanto, não tivemos acesso ao conteúdo do documento”
    O incrível é, que tudo que vocês “investigam”, se dá-se o simples veredito de farsa, mesmo não conseguindo comprovar nada!

    • Maria

      30 de março de 2020 em 3:58

      @Luiz R , o e-Farsas NÃO DEU O VEREDITO. A questão foi classificada como “inderterminado/conspiratório” e está EM ABERTO. Você pode contribuir trazendo PROVAS ROBUSTAS de suas alegações, se tiver. 😉

  33. Helder Barbosa

    29 de março de 2020 em 16:16

    Puts Gilmar, então é inconclusivo se é fato ou fake?

  34. Lessa

    29 de março de 2020 em 16:26

    Morrer a partir de uma explosão de um pneu de caminhão resultaria em um óbito por trauma. Nesse caso é exigido uma autópsia detalhada dos peritos do IML. A Declaração de óbito em casos de acidentes não devem ser preenchidas por médicos de unidades hospitalares, mas por peritos do IML.

  35. Wesley Peixoto Costa

    29 de março de 2020 em 16:39

    A questão é que a primeira morte por COVID-19 em PE ocorreu dia 25/3/2020. O Reginaldo faleceu em 23/3. Se a causa da morte constante no atestado fosse coronavírus, teria sido ele o primeiro caso do estado, o que não aconteceu. Assim, deduz que essa parte da imagem foi adulterada para gerar a fake news.

  36. Bruna Da Rosa

    29 de março de 2020 em 16:40

    Vcs não conseguiriam contato com a família, pra que eles apresentassem o atestado de óbito? Acho que seria uma saída…

  37. MARCOS ROBERTO GEHRING

    29 de março de 2020 em 16:46

    Boa tarde
    De fato, na certidão consta morte por Covid 19, no entanto, segundo um vídeo que está circulando, a suposta família do falecido afirma que a causa da morte foi em decorrência do estouro de um pneu. Segundo essa família, colocaram como causa a morte por covid 19 de modo fraudulento. Seria interessante verificar com essa família a veracidade do caso.

  38. Marcos

    29 de março de 2020 em 17:13

    Inconclusiva essa investigação

  39. Marcos André

    29 de março de 2020 em 17:15

    Eu achei a pagina do suposto cartório no facebook, porem não tem menção sobre o assunto.

  40. Thais

    29 de março de 2020 em 17:34

    Vocês já pensaram também se não alteraram a certidão de óbito no Photoshop, trocando a causa da morte para covid19? Repararam que o papel tem os fios de segurança, mas na parte da descrição o fundo não tem os fiapinhos/fios?
    Minha teoria é terem falsificado a certidão pra dizer depois que é o governo forjando mortes de outras causas como se fossem covid

    • Maria

      1 de abril de 2020 em 19:48

      @Thais , hummmm… 😐 Eu também já pensei nisso. Só que, neste caso em específico, é ARRISCADO alegar isso pois as amostras de imagem disponíveis estão em baixa resolução e não parecer ser absurda para não ser crível de se acreditar. Além do mais, não há imagens disponíveis na Internet do mesmo documento, num momento passado para comparação. Precisaria de um PERITO para analisar o documento que eles (a família do falecido) tem em mãos. Entretanto, é mais fácil e prático ter cautela e aguardar o Hospital se pronunciar a respeito que foi o que aconteceu. 😉

  41. Lucyane

    29 de março de 2020 em 17:40

    Resumindo… alta probabilidade de ser verdade, visto que a secretaria de saúde não sabia desta morte para colocar no registro se casos. Tudo muito bem articulado..só que não!

  42. Andrea

    29 de março de 2020 em 17:43

  43. Ugo Menezes

    29 de março de 2020 em 17:47

    A Bia Kicis publicou um vídeo com familiares do borracheiro que afirmam que ele faleceu de acidente na borracharia.

    • Maria

      30 de março de 2020 em 7:54

      @Ugo Menezes , e daí cara? Pode ser que eles tenham subornado a família a dizerem isso, pode ser que tal família é apoiador de Bolsonaro, pode até não ser a família já que pediram para não se identificarem e/ou mostrarem os rostos. Parece que vocês não entendem o conceito de PROVAS ROBUSTAS IRREFUTÁVEIS e é o que sempre digo: papel, imagens, vídeos ACEITAM TUDO e falar até papagaio fala. 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  44. Alessandro

    29 de março de 2020 em 18:14

    Como assim, não obteve nenhuma resposta das autoridades? Quer dizer que as autoridades foram incapazes de confirmar o caso?

    Os familiares confirmaram a morte por causa do estouro de um pneu, então a Secretaria da Saúde simplesmente decide por se eximir de prestar um esclarecimento para a sociedade?

  45. Israel Augusto

    29 de março de 2020 em 18:16

    O borracheiro morreu com 57 anos, mas até o momento todos os 5 casos de mortes por covid-19 em Pernambuco, são de pessoas maiores de 60 anos.

  46. Jorge Andes

    29 de março de 2020 em 18:20

    Perdeu q credibilidade. Ou o efarsa é uma farsa ou é bolsonaro. No numero do selo digital, o final do penultimo grupo indica o ano. Onde consta 2002.
    E em 25 de março nao havia nenhum caso registrado de coronavirus em Pernambuco

  47. jose carlos alves martins

    29 de março de 2020 em 18:27

    Sugiro ver site da CBN que mostra que a secretária de saúde confirmou que não foi covid 19 e o depoimento da família. Portanto é falso que é falso

  48. thiago

    29 de março de 2020 em 18:29

    e simples a familia tem em maos o atestado de obto,e so checar,nem precisa de discursao.

  49. maurício amorim gurgel do amaral

    29 de março de 2020 em 18:46

    Cara, o certo era procurar a família dele, porque até então tudo é real, CRM e Certidão de Óbito. Quem pegou esse documento tinha alguma proximidade.

  50. Marcelo

    29 de março de 2020 em 18:50

    Sim, houve o acidente na borracharia, que o levou para a UPA.
    Sim, ele teve complicações respiratórias, que fizeram com que fosse transferido para o Maria Lucinda.
    Sim, ele morreu por SRAG.
    Não, não foi causada por Covid, mas por H1N1, cuja epidemia também estamos enfrentando.

    • Fátima G

      29 de março de 2020 em 23:02

      Mas na certidão de óbito está Covid-19. Então estão mentindo.

      • Marcus Duarte

        30 de março de 2020 em 10:16

        Ué, então a única prova é um documento oficial apresentado pela SSPE, confirmando que haviam acabado de mentir em outro documento oficial. Muita credibilidade mesmo. Esse história “quem acusa é quem tem que provar” Pode valer pro judiciário, mas não para o site, que eu sempre acompanhei, até pq o fundamento do site é desvendar fakes, não replicar uma fonte unilateral. Não foi realizada nenhuma diligência pra desvendar o caso. Uma pena, pra mim o site perdeu credibilidade.

        • Maria

          30 de março de 2020 em 14:42

          @Marcus Duarte , VALE SIM! Pois qualquer site, blog etc estará sujeita a penas da LEI se fizer acusações/alegações infundadas e/ou mais tarde se prove que errado. As vítimas da acusação, no caso o Hospital Maria Lucinda e a Médica Ingrid Lais Viera Rodrigues, podem entrar com AÇÕES JUDICIAIS e exigirem INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. Além do mais, muitos documentos que seriam necessários são SIGILOSOS e precisariam de AUTORIZAÇÃO pessoal da outra parte e/ou ORDEM JUDICIAL. Portanto, BOM SENSO e CAUTELA devem nortear a análise dessas supostas notícias. 😉

  51. Carlos Cesar

    29 de março de 2020 em 18:52

    A família confirma que foi explosão. Já tem vídeo.

    • Gilmar Lopes

      29 de março de 2020 em 19:14

      Negativo! Se a morte tivesse sido por causa disso, a família teria contestado o atestado de óbito. Além disso, se fosse acidente, o corpo iria para o IML, o que não aconteceu!

      • Sergio

        29 de março de 2020 em 19:38

        Amigo, a família contesta sim!!

        • Gilmar Lopes

          29 de março de 2020 em 19:42

          Quando a família contesta, a certidão é refeita

          • Tona Duvid

            29 de março de 2020 em 21:30

            Legal, só que você não mencionou que dá um trabalhão infernal, é preciso recorrer a Juízo e muito mais pra isso. Seja mais conciso em suas vagas respostas e/ou, apresente fonte de tais informações.

          • Maria

            30 de março de 2020 em 22:57

            @Tona Duvid , você tem razão, dá um trabalhão infernal, é preciso recorrer em Juízo e tals, entrentanto, PRECISA SER FEITO pois há o perigo/possibilidade de haver má-fé do interessado em fraudar o atestado médico. Caso contrário, você não terá nenhuma prova material, na forma de documento escrito, homologado em Juízo e o direito de pedir indenizações. 😉

        • João Cião

          1 de abril de 2020 em 20:38

          Não adianta! Ele quer ter, precisa sempre ter razão e PONTO! Dificílimo lidar com gente que tem a absurda crença de que sabe tudo e que conhece todos.

  52. Davi Wellington Pontual de Souza

    29 de março de 2020 em 19:35

    Estranho como no final da “certidão” Reginaldo era eleitor duas vezes.

  53. camila

    29 de março de 2020 em 19:55

    Na verdade as certidões são documentos públicos e podem ser obtidas pelo site https://registrocivil.org.br/ mediante pgto de uma taxa.

  54. ELTON JANIO DE OLIVEIRA

    29 de março de 2020 em 20:34

    Segundo esse vídeo não é farsa vale a pena assistir para cada um tirar suas conclusões.

    https://youtu.be/rJChlUo4H9E

    • Maria

      30 de março de 2020 em 5:16

      @ELTON JANIO DE OLIVEIRA , assista esse vídeo também e tire suas próprias conclusões. Moral da história: papel, imagens, vídeos etc ACEITAM TUDO e falar até papagaio fala. 😉 KKKKKKKKKK! 😀

      https://www.youtube.com/watch?v=48mrLkWBmtI

  55. Julio Armando

    29 de março de 2020 em 21:11

    “Não encontramos nada que prove e é difícil provar que algo não existe! Seria bom se quem acusasse também trouxesse as provas, né?” Ué, isso vai de encontro ao que tu pregas! Tá na dúvida, não chegaste à conclusão que deveria ter chegado, não poste. Pesquise muito antes de postar.

    • Maria

      30 de março de 2020 em 10:11

      @Julio Armando , acontece que ele não postou NADA que seja uma conclusão definitiva. Tá classificado, por enquanto, como conspiratório ou inconclusivo. 😉 KKKKKKKKKKKK! 😀

  56. Arnaldo Mec

    29 de março de 2020 em 21:24

    Ultimamente o nobre Gilmar tem caído em muita contradição. Mas, para manter o blog no ar, chuta, passa pano e cria sua própria teoria do tipo “eu não acredito em bruxas, mas que elas existem, ahhhh, existem sim!” É mais fácil enganar as pessoas do que convence-las de que estão sendo enganadas. Muito mais mesmo!

  57. João Roberto

    29 de março de 2020 em 22:05

    ehhhh o velho ditado: mentira tem perna curta.

  58. Pingback: Bolsonaristas usam fake news do “primo do porteiro” para desacreditar coronavírus | ExpressoPB

  59. Marcondes

    30 de março de 2020 em 1:46

    Gostava desse site. Tinha minha credibilidade, infelizmente pisou feio no jornalismo investigativo.

    • Maria

      30 de março de 2020 em 10:07

      @Marcondes , Gilmar Lopes NÃO É jornalista e o e-Farsas NÃO É jornalismo! Saiba onde você está! 😐

      • Shan Pô

        3 de abril de 2020 em 13:26

        “@Marcondes , Gilmar Lopes NÃO É jornalista e o e-Farsas NÃO É jornalismo! Saiba onde você está! “. Errou de novo!

        • Maria

          3 de abril de 2020 em 18:03

          @Shan Pô , já que vocês não sabem onde estão vou iluminá-los: o e-Farsas está na área de ENTRETENIMENTO do portal R7 e não na área de Jornalismo! Tá claro para vocês agora ou querem que eu desenhe? 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  60. Jane

    30 de março de 2020 em 6:52

    E-farsas perde credibilidade!!! Não devia ter postado já que não desvendou ser falsidade a declaração da família nem a origem das diversas postagens simultâneas q teriam o objetivo de ‘engrossar’ a estatística e prejudicar o pres Bolsonaro.

    • Maria

      31 de março de 2020 em 15:48

      @Jane , não devia por que? Para deixar vocês em paz e deixar circular livremente essas PORCARIAS de Fake News, notícias DUVIDOSAS, Teorias Conspiratórias etc na rede e fazerem todos os usuários de IDIOTAS? 😐 Pense de novo! As Agências de Fact-Checking vieram para ficar, prestam um valioso Serviço Público Digital e é melhor vocês FICAREM ESPERTOS, pois se forem IDENTIFICADOS e PEGOS… Já sabem né? 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

    • Arnaldo Mec

      1 de abril de 2020 em 20:33

      Perfeito! Se ele mesmo tem suas dúvidas, que não poste a matéria. Inclusive, alegações sem base, ou com pouco conteúdo, ou com pesquisas superficiais e sem aprofundamento, deixam brechas para outras teorias e possibilidades, levam a mais questionamentos ainda e descrédito. A não ser que o objetivo seja outro, além claro, de tentar, eu disse tentar, desvendar farsas, o trabalho estaria sendo feito a contento. E me parece que esse é um dos caminhos daqui.

      • Maria

        2 de abril de 2020 em 7:28

        @Arnaldo Mec , NÃO! Quem não deveria ter criado, postado, compartilhado etc são aqueles que fizeram isso com suposta “noticia” ORIGINAL, no caso esta “estória do borracheiro”. Vocês estão revoltadinhos porque FORAM POSTOS EM XEQUE e não conseguiram viralizar positivamente. A função dos e-Farsas e outras Agências de Fact-Checking não é só desvendar farsas (quando possível) mas, principalmente, despertar o SENSO CRÍTICO e/ou ensinar os internautas a não acreditarem em QUALQUER PORCARIA que aparece na rede. 😉 KKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

        • Arnaldo Mec

          2 de abril de 2020 em 21:43

          Continuas não dizendo nada com nada e evacuando pelos dedos, Maria. A principal função disso aqui, além da sua de ser extremamente puxa saco do cara, é sim desvendar fatos e boatos como fora proposto(não tentar) e, bem diferente do que vossa pessoa, mal informada, aba do e-farsas alegou, o papel feito pelo site e pelo Gilmar é sim um papel jornalístico conforme texto a seguir: “o E-farsas desempenha o papel de jornalista, buscando fontes confiáveis, realizando análises de imagens e vídeos, tentando entrar em contato com os portais que reproduzem a notícia ou com os próprios personagens da história. O site é parceiro do portal R7.” Sabe de nada de nada de nada, inocente!

          • Maria

            3 de abril de 2020 em 9:01

            @Arnaldo Mec , você não mencionou a fonte, eu pesquisei, vi que você tirou do Wikipédia e, sim, está escrito lá “o E-Farsas DESEMPENHA O PAPEL DE JORNALISTA” (tem uma diferença sutil aí). NÃO ESTÁ ESCRITO que “ele é jornalista” (Gilmar Lopes é ex-Pedreiro, ex-Analista de Sistemas e fundador do e-Farsas) e/ou que “o E-Farsas É JORNALISMO”. No “Sobre” do e-Farsas, também não há nada a respeito nesse sentido. A única coisa que você tem razão é que, sim, está escrito no sentido de desvendar (não tentar), i.e., dizer se é Verdeiro OU Falso e, minha opinião, o “Sobre” do site precisa ser atualizado.

          • Maria

            3 de abril de 2020 em 9:13

            @Arnaldo Mec , o “Sobre” tem que ser atualizado pois o e-Farsas e demais Agências de Fact-Checking se MODERNIZARAM e/ou EVOLUÍRAM (para melhor). Como postei antes, as agências NÃO SÃO OBRIGADAS a dizer com PRECISÃO ABOLUTA se uma suposta notícia é “Verdadeira” ou “Falsa”. Existem OUTRAS CLASSIFICAÇÕES: indeterminado, inconclusivo, conspiratório, parcialmente verdadeiro, verdadeiro com ressalvas, não há provas, não achamos nada etc. As agências adotaram isso por diversos motivos: serem mais precisas, mais justas, evitarem PROCESSOS JUDICIAIS, dar o BENEFÍCIO DA DÚVIDA e/ou DIREITO DE RESPOSTA etc. 😉

          • Maria

            3 de abril de 2020 em 11:37

            @Arnaldo Mec , por fim, o site do e-Farsas está na área de ENTRETENIMENTO do portal R7 e não na área de Jornalismo. 😉

          • Gustavo Freitas Lins

            8 de abril de 2020 em 3:43

            Qualquer um edita o Wikipedia, não é fonte confiável de informação.

          • Piazza Navona

            8 de abril de 2020 em 9:05

            “Qualquer um edita o Wikipedia, não é fonte confiável de informação.”
            Perfeito. Para confirmar a fonte da informação basta ir nas FONTES, os LINKS no rodapé das páginas da Wikipedia que COMPROVAM a veracidade da informação contida no artigo. Coisa, inclusive, que TODOS deveriam fazer antes de espalhar asneiras na internet. CHECAR AS FONTES.

  61. Clarion

    30 de março de 2020 em 8:30

    Vc podia adicionar que foram apenas 5 mortes oficialmente contabilizadas como covid19 em Pernambuco até ontem, e nenhuma foi de um homem de 57 anos

    https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2020/03/28/pernambuco-tem-cinco-mortes-e-68-casos-confirmados-do-novo-coronavirus.ghtml

  62. Ivan

    30 de março de 2020 em 8:37

    O caso é verídico. O e-farsas está na mesma linha de jornalismo que UOL e Veja. Já tem uma advogada cuidando do caso. Procurem YouTube por Bia Kicis. Ela é uma ex procuradora e deputada federal, ela explica direitinho.

    • Maria

      30 de março de 2020 em 10:13

      @Ivan , depois de ALGUNS ANOS no Judiciário e quando der Trânsito Julgado, você vem aqui e poste o veredito/sentença/resultado. 😉 KKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  63. Daniel

    30 de março de 2020 em 13:03

    Bom, a deputada Bia Kicis mandou uma equipe lá e existe uma certidão de óbito apontando morte por covid19. https://youtu.be/Gleh8bLQ20A

  64. Daniel

    30 de março de 2020 em 13:04

    Efarsas são farsantes, então?

    • Cesar Costa

      31 de março de 2020 em 10:20

      O E-farsas começou dizendo que era falso que tinha COVID-19 no atestado, depois enrolou pra não ter a hombridade de dizer que cagou na análise mal feita.
      Credibilidade caindo.

      • Gilmar Lopes

        31 de março de 2020 em 14:49

        A família disse à deputada que o estouro do pneu aconteceu em janeiro.

      • Maria

        1 de abril de 2020 em 5:51

        @Cesar Costa , não encontrei NADA, nem no começo, nem do desenvolvimento e nem na Conclusão do texto/artigo do e-Farsas a sua alegação de que “O E-farsas começou dizendo que era falso que tinha COVID-19 no atestado”. Você é um MENTIROSO! 😐

  65. Marcus

    30 de março de 2020 em 15:05

    Boa tarde Gilmar, por favor dá uma olhada.

    Deputada estadual Clarissa Tércio, foi lá na casa da família confirmar, existe um vídeo.

    https://www.instagram.com/tv/B-W41hbB1D9/?igshid=oz8hn0u5w5dc

    • Maria

      30 de março de 2020 em 19:15

      @Marcus , e quanto à “explosão do Pneu” como “causa”? 😐 Quanto ao Covid-19, já foi esclarecido em nota do Hospital Maria Lucinda e atualizado no e-Farsas (veja a nota na matéria). Agora, se essa deputada Clarissa Tércio (PSC-PE) e/ou a deputada Bia Kicis (PSL-DF) quiserem por mais lenha na fogueira, então que abram um PROCESSO JUDICIAL contra o Hospital e/ou a Médica e esperem ALGUNS ANOS para sair o resultado. 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  66. Dundee

    30 de março de 2020 em 22:43

    Gilmar, acabei de deciflar o que realmente aconteceu!
    Depois de analisar todas as fontes, foi justamente a de uma apoiadora do governo que ao tentar emplacar a teoria da conspiração, acabou por derruba-la.
    O que aconteceu é que realmente o senhor sofreu o acidente com o pneu, mas diferente do que a princípio parece, essa explosão não o matou na hora.
    Ele sobreviveu e foi para o hospital, e ao que a família diz, decorrente da lesão no peito por conta da explosão, ele desenvolveu uma pneumonia que acabou por leva-lo a óbito.

    Portanto, a princípio ninguém está mentindo, de fato ele sofreu o tal acidente com o pneu, que desencadeou uma pneumonia.
    O hospital ao atender, corretamente classificou os sintomas de pneumonia como suspeitos de covid 19 que é o que consta na certidão. Mas como já apurado inclusive por vcs do e-farsas o laudo final concluiu que foi pneumonia e não covid 19.

    Agora estão usando o caso como artifício político, misturando verdades com sutis mentiras…

    Há, antes que me esqueça, segue o vídeo da apoiadora do governo que ao entrevistar a família, acaba esclarecendo tudo:
    https://m.youtube.com/watch?v=3f6upawujEc&feature=youtu.be

    • Maria

      2 de abril de 2020 em 12:09

      @Dundee , se aconteceu o acidente ainda é DÚVIDA, só baseado em relatos da família e/ou evidências anedóticas de supostas testemunhas. Fora que MUDARAM A VERSÃO, antes disseram que o acidente aconteceu um dia aou alguns dias antes do sujeito ser internado no Hospital Lucinda e agora estão falando que o acidente aconteceu em Janeiro. E depois, se o atestado de óbito (corrigido) é verdadeiro e vocês também concordam com a nota explicativa do hospital, então é FALSO dizer que a causa mortis é a “explosão do pneu”, temos aí um PARADOXO! Por fim, PELO AMOR DE ZEUS, heim!? Acreditar numa “apoiadora do governo” nitidamente e obviamente ENVIESADA? Do mesmo jeito que vocês não entendem o conceito de PROVAS ROBUSTAS IRREFUTÁVEIS, também acho que vocês não entendem os conceitos de IMPARCIALIDADE, NEUTRALIDADE, INSENÇÃO etc. 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  67. Gabriel

    31 de março de 2020 em 7:24

    Cara, a causa pode ter sido sim o acidente com o pneu, só que não tem como provar tbm né. Um familiar disse realmente que ele sofreu esse acidente em Janeiro e que até desmaiou. Então não é fake como está escrito aqui… Deveria editar uma errata se não o site vai cair em descrédito. A morte foi por influenza A e o atestado estava coronavírus, pra mim isso é crime.

  68. Neilton

    31 de março de 2020 em 9:29

    O Sr. RJS faleceu de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), resultado de uma pneumonia causada pelo vírus Influenza “A”. Não foi por COVID-19, não foi pelo estouro de um pneu (o acidente aconteceu alguns dias antes, mas não foi a causa da morte), segundo o site http://www.jornaldacidadeonline.com.br.
    https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/19625/bia-kicis-prova-que-a-historia-do-borracheiro-e-verdadeira-e-desmoraliza-uol-e-revista-veja-veja-o-video

    O diretor do hospital Maria Lucinda informou que a COVID-19 foi incluída como POSSÍVEL causa da morte, pois na data do óbito o Sr. RJS estava com suspeita de coronavírus. O resultado do exame só saiu três dias depois do óbito, sendo o resultado negativo para a COVID-19.
    https://veja.abril.com.br/brasil/confusao-em-atestado-de-obito-gerou-boato-do-borracheiro-da-covid-19/

    O que está causando celeuma é a afirmação do Presidente da República, em entrevista ao apresentador Sikera Jr: “Parece que há interesse de alguns governadores em inflar o número de óbitos vitimados do vírus. Ele argumentou que, com isso, os governadores teriam ‘mais respaldo’ para pleitear recursos do governo federal e poderiam também justificar medidas de restrição de movimento, como o fechamento de comércios.” O Presidente citou esse episódio em Pernambuco para justificar sua afirmação.

    Informações da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco esclarecem que o casou nunca constou nas estatísticas de morte por coronavírus, pois os óbitos não são contabilizados a partir de atestados, mas por exames realizados pela vigilância epidemiológica do estado.

    Bem, se esse fato está sendo usado para “comprovar” que governadores têm interesse em “inflar o número de óbitos” por coronavírus, mas esse óbito nunca esteve nas estatísticas de morte publicadas pela secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco, a afirmação não procede. De fato, não há nenhum registro de óbito por coronavírus no dia 23/03/2020 (data do óbito do Sr. RJS), nem consta nenhum falecido, homem de 57 anos, nas informações de mortalidade por COVID-19 publicadas pela Secretaria Estadual de Saúde do Estado de Pernambuco até hoje (31/03/2020).

    CONCLUSÃO: Este óbito não foi utilizado para aumentar as estatísticas de mortalidade por coronavírus. Portanto, não corrobora a fala do Presidente Jair Bolsonaro.

    Vou colar aqui a nota oficial do governo do Estado de Pernambuco:
    https://gauchazh.clicrbs.com.br/politica/noticia/2020/03/com-base-em-noticia-falsa-bolsonaro-diz-que-ha-interesse-de-governadores-em-inflar-numero-de-mortes-ck8f8msrg037d01qutq93o88h.html

    Em nota, o governo local diz que o homem que morreu, de 57 anos, estava internado no Hospital Maria Lucinda, no Recife. Tanto a declaração de óbito quanto o atestado elencaram três possibilidades para a morte, ainda segundo a secretaria de Saúde de Pernambuco: síndrome respiratória aguda, Covid-19 e pneumonia comunitária não especificada.

    “A vigilância epidemiológica testou as amostras do paciente e o resultado foi negativo para Covid-19 e positivo para influenza A”, diz a secretaria. Ela ressalta que esse óbito nunca constou nas estatísticas do estado para o novo coronavírus.

    “Vale ressaltar que esse caso nunca constou nas estatísticas de mortes por Covid-19, divulgadas pela secretaria estadual de Saúde. Os óbitos pelo novo coronavírus não são contabilizados a partir de atestados, mas sim por testagem realizada pela vigilância epidemiológica do estado”.

    O hospital Maria Lucinda também publicou um comunicado, em que diz que o homem não deu entrada na unidade por trauma, mas por quadro de infecção respiratória.

    Segundo dados oficiais, Pernambuco registrou seis mortes pelo Covid-19, nenhuma delas se refere a uma pessoa de 57 anos no hospital Maria Lucinda.

    • Gilmar Lopes

      31 de março de 2020 em 14:50

      O acidente aconteceu em janeiro, de acordo com a deputada Bia Kicis!

    • Maria

      31 de março de 2020 em 16:56

      @Neilton , gostei do desenvolvimento de seu raciocínio! 🙂

  69. John Souza

    31 de março de 2020 em 12:46

    O jeito é esperar todas essas pessoas que duvidam morrerem (eu espero muito que isso aconteça) e veremos como funciona o “pneu” que os Bolsominions tanto falam. Eu até fico preocupado com a situação, mas quando vejo tanta gente burra desacreditando de suas vindouras mortes eu torço logo pra estourar e aí sim não tem mais volta.

    • Maria

      31 de março de 2020 em 18:00

      @John Souza , por favor, não diga isso! Não desejo essa desgraça nem mesmo ao pior inimigo. Desejo que quem criar/espalhar Fake News seja IDENTIFICADO, PEGO e PUNIDO, dentro da Lei. Eu acredito, ou pelo menos quero acreditar que o e-Farsas, seus verdadeiros leitores, agências de Fact-Checking, Gilmar, Pirulla, Átila, Drauzio etc são todas PESSOAS DE BEM, que acreditam e defendem a Verdade, a Justiça e a Sociedade, que estamos todos JUNTOS para combater, da maneira correta, esses DESGRAÇADOS (sejam eles quem forem) que ficam EMPORCALHANDO a Internet com notícias falsas, duvidosas, conspiratórias etc. 😉

    • Maria

      1 de abril de 2020 em 8:50

      @John Souza, entretanto, INFELIZMENTE você tem razão em uma coisa. Como postei antes, de acordo com fontes confiáveis/fidedignas de informação (nacional e principalmente internacionais) e com o “andar da carruagem”, as previsões de mortes no Brasil por Covid-19 são SOMBRIAS. 🙁 Haverá tantas mortes que as Fake News a respeito, tanto para “minimizar” ou “maximizar” os eventos serão INÚTEIS (para os CRETINOS que tem interesse em produzir/compartilhar essas PORCARIAS) e casos pontuais como este do “Borracheiro” serão DESPREZÍVEIS/INSIGNIFICANTES. 🙁

  70. FRANCISCO CARLOS DA SILVA

    31 de março de 2020 em 14:44

    O cara morreu de tudo, menos de COVID-19.

    É FARSA o E-FARSA !

    • Marcelo Gomes

      31 de março de 2020 em 14:58

      Perfeita colocação!!!
      Parabéns!!!

  71. Marcelo Gomes

    31 de março de 2020 em 14:56

    Ótima resposta!!!
    Essa foi a primeira vez que venho nossa site, e já perdeu toda a credibilidade que poderia vir a ter.
    Relatou que era farsa, e já foi confirmado que não é!!!

    • Gilmar Lopes

      31 de março de 2020 em 15:13

      Quem espalhou essa história agora está mudando a narrativa: Segundo a deputada Bia Kicis, a família relatou que o estouro do pneu aconteceu em janeiro (e não no dia anterior ao da morte).

  72. Marcelo Gomes

    31 de março de 2020 em 14:59

    E-farsa vcs jogaram sujo

    • Maria

      31 de março de 2020 em 15:55

      @Marcelo Gomes , NÃO! Eles limpam e esclarecem ao máximo e dentro das possibilidades/competências deles a SUJEIRA NOJENTA dessas PORCARIAS de Fake News, notícias DUVIDOSAS, Teorias Conspiratóricas etc que sujeitos como VOCÊ emporcalham e espalham na rede. 😉 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

      • Gilmar Lopes

        31 de março de 2020 em 16:09

        Acrescentei no artigo um vídeo publicado pela deputada Bia Kicis, onde ela afirmando que o acidente de pneu ocorreu em janeiro de 2020 (e não no dia anterior de sua morte, como vários perfis do Twitter andaram espalhando)

        • Maria

          31 de março de 2020 em 16:48

          @Gilmar Lopes , KKKKKKKKKK! 😀 Boa Gilmar! Eu já havia visto o vídeo no Facebook dela. Como ela compartilhou/espalhou a suposta “notícia”, ela tem que ABRAÇAR O PACOTE INTEIRO. E, como disse antes, falta ela provar que a causa da morte é a “explosão do pneu” E que o Hospital Maria Lucinda e a Médica Ingrid Laís Viera Rodrigues agiram de má-fé para “inflar” as estatísticas de morte pelo Covid-19. Nitidamente, ela está querendo “TIRAR O DELA DA RETA”. 😉 KKKKKKKKKKKKK! 😀

        • Maria

          31 de março de 2020 em 20:01

          @Gilmar Lopes , OBS: a única coisa que posso lamentar a favor da deputada Bia Kicis (PSL-DF) é que eu acho que o UOL do grupo Folha e a Veja foram PRECIPITADAS em classificar a “notícia” como um todo como “Fake News” (daí a minha insistência de que as coisas devem ser analisadas em partes como Jack Estripador) e atribuí-la integralmente à Bia na forma de acusação. No caso do UOL é estranho, pois aparentemente eles tem uma divisão de Fact-Checking, o UOL Confere, que nem chegou a abordar o assunto. 😐

  73. Caçador de Bovinos

    31 de março de 2020 em 18:47

    • Maria

      1 de abril de 2020 em 19:20

      @Caçador de Bovinos , a Veja do grupo Abril se retratou e pediu formalmente desculpas à Deputada Bia Kicis (PSL-DF). Na minha opinião, nesse caso em específico, a Veja tinha que fazer isso, pois a mesma havia alegado que o atestado de óbito era Falso (não sei como eles concluíram isso) quando na verdade é Verdadeiro. 😉

      https://veja.abril.com.br/brasil/confusao-em-atestado-de-obito-gerou-boato-do-borracheiro-da-covid-19/

      • Mary Holla

        4 de abril de 2020 em 20:59

        É verdadeiro porque foi falsificado de um atestado verídico que, na verdade, era falso. Então, no meu entender, o Falso era o verdadeiro e o verdadeiro, cópia descarada de um atestado falso baseado em um verdadeiro que deveria ser falso. Simples assim!

    • Boolsonaaaro 2022

      4 de abril de 2020 em 20:55

      Já comeu suas fezes hoje, vara? Economize! Vai faltar! Garanto!

      • Freud de Taipas

        6 de abril de 2020 em 12:41

        Isso se chama projeção. Projeta nos outros seus desejos mais íntimos. Nota-se que você, além de ingerir capim como todo bovino, também é adepto da coprofagia, e acusa os outros disso. Procure ajuda psiquiátrica, novilho.
        Eu explico.

  74. Edilson

    4 de abril de 2020 em 0:25

    perdia a confiança em vcs. não acredito +. depois do lance do felipe neto q fez vídeo induzindo crianças visitarem um tal de chans na deep web e q vcs desmentiram, mas foi provado q o foquinha manipulou as titulos do vídeo. vcs deixam escapulir viés, nas entrelinhas, esquerdistas. e nessa de hoje enrolaram, enrolaram e deixaram no ar mais dúvidas do q tudo

    • Rei Drogado

      6 de abril de 2020 em 12:42

      Tchau! Não precisa voltar mais, ninguém vai sentir falta da sua burrice, gado.
      MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

  75. Fumizeldo Oropenga Mattos Baboza

    4 de abril de 2020 em 20:52

    Eu tenho um primo que é cunhado de um cara que tem um tio que é irmão de uma mulher que tem um vizinho que cuida de um cachorro de um delegado que conhece o tio avô de uma jovem que entrou em contato com uma colega de trabalho(que está de quarentena) que tem um amigo próximo que tem um irmão que conhece um motorista de Uber que tem um outro irmão que conhece um padre que tem um paroquiano que frequenta a igreja que tem um vizinho que conhece o tio de uma mulher que tomou um tombo e que foi socorrido por uma pessoa, amigo do primo dela, que vive próxima a uma padaria onde um dos funcionário conhece um cliente que faz cirurgia plástica e que conhece uma paciente que disse que tem um tio que teve overdose de medicamentos controlados e foi socorrido por paramédicos, sendo que um desses paramédicos disse a ele, depois da recuperação do mesmo, que conhece um cara, tio de uma menina que disse que o vizinho dela tem um primo que morreu de acidente de bonde, mas que foi dado como morto por Covid19.

    • Maria

      5 de abril de 2020 em 17:04

      @Fumizeldo Oropenga Mattos Baboza , KKKKKKKKKKKKK! 😀

  76. SEBASTIÃO

    5 de abril de 2020 em 10:41

    Isto PROVA que o fato E verdade , pois somente depois que a Familia afirmou o caso , que a Secretaria do estado falou que não contava nas estatistica do Coronavrus, porem o atestado de OBITO foi comprovado que e REAL, ai a secretaria vem dizer que um atestado de obito e um documento SIGILOSO para não confirmar a FARSA.

    • Caçador de Hienas

      5 de abril de 2020 em 20:51

      De acordo com o tipo, linha de de pensamento do Gilmar e da Maria babona boboca, ele só se engana quando crê que está enganado. Por mais que seja provado que seja verdade, o cara e sua “secretária” virtual, um robot do site em questão, admitirão que estão certos de que a verdade é uma farsa. Não adianta, não aprendem nunca para não perderem o rebolado.

      • Rei Drogado

        6 de abril de 2020 em 12:43

        E até agora não provou que o primo do porteiro morreu com a explosão do pneu. Vá pastar, bovino, e deixa o site pra quem tem argumentos.
        MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

      • Maria

        6 de abril de 2020 em 13:10

        @Caçador de Hienas , Bots de Internet geralmente NÃO INTERAGEM com humanos, Internauta n00b (LEIGO). Alguns de vocês são tão LEIGOS que até parece que compraram seus Smartphones e entraram pela 1ª vez na Internet ONTEM! 😉 KKKKKKKKKKKKKKK! 😀

  77. Pingback: Coronavírus: saiba a verdade sobre boatos que circulam pela internet | Agenda Telêmaco Borba

  78. RONI CARDOSO ALVES

    12 de abril de 2020 em 10:30

    Parabéns ao E-FARSAS. É necessário muita responsabilidade para buscar a verdade e é o que fazem. Deveria haver punição para quem divulga mentiras ( especialmente mandatários públicos ). A mentira é um lamaçal ou areia movediça que só os tolos se jogam… Lamentavelmente este governo atual se elegeu com base em mentiras e pretende governar com elas. O problema é simples: alguém pode ser enganado a vida inteira, alguns podem ser enganados por um longo tempo; muitos podem ser enganados por algum tempo; mas é IMPOSSÍVEL enganar a todos o tempo todo. Pelo andar da carruagem este governo terá um fim lastimável e ficará marcado na história como O PIOR DE TODOS OS TEMPOS. E olha que tivermos o governo FERNANDO COLLOR que foi uma tragédia homérica. A CPI da FAKE NEWS voltará assim que terminar esse problema com a COVID e será implacável com a IRRESPONSABILIDADE DE DEPUTADOS MENTIROSOS. CASSAÇÃO A ELES.

  79. carlos marinho

    22 de abril de 2020 em 2:25

    o fato é que o hospital colocou no atestado de obito como sendo covid 19 sem que tivesse prova disso, ai vem um cara dizendo que isso é uma farsa por que na verdade nao morreu do estouro do pneu, cara isso é irrelevante, mas nao é uma farsa por que a denuncia é que estariam colocando em todo e qualquer atestado como causa o covid-19, pode ser uma farsa a historia do pneu mas foi provado que esta sendo colocado nos atestados todas as causas como covid e nao a causa real dos obitos

    • Ana L Fabeta

      22 de abril de 2020 em 12:58

      O fato é que você não leu o post nem as atualizações e se leu, não entendeu porque é um analfabeto funcional e não há provas de que sta sendo colocado nos atestados todas as causas como covid e não a causa real dos óbitos. Mesmo se fosse o caso, seria UM dentre mais de 2 mil, consegue provar que esses todos estão errados? Duvido.

  80. Pingback: Pela primeira vez, Brasil assume topo da lista de hashtags disparadas por bots no Twitter

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo