15.2 C
São Paulo
domingo, agosto 14, 2022

Primeiro iPhone foi desenvolvido em 1983?

- Publicidade -

Fotos mostram o que parece ser um protótipo do iPhone que teria sido inicialmente desenvolvido em 1983. Será que isso é verdadeiro ou falso?

Há alguns meses, algumas imagens de um telefone com visor digital, tela sensível ao toque e um design bastante futurista para a época (de acordo com o texto que acompanha as imagens, as fotos seriam de 1983) começaram a circular pela internet. Várias publicações na web afirmam que o aparelho seria um protótipo do que viria a ser o iPhone, o smartphone da Apple lançado somente em 2007.

Será que a empresa fundada por Steve Jobs já tinha planos de lançar o iPhone desde 1983? Será que essas fotos são verdadeiras ou falsas?

mac_phone

Uma das imagens que mostram um protótipo do primeiro iPhone da Apple! Verdadeiro ou falso? (foto: Reprodução)
Duas das imagens que mostram um protótipo do primeiro iPhone da Apple! Verdadeiro ou falso? (foto: Reprodução)

 

Verdadeiro ou falso?

O protótipo existiu, de fato! Mas ele não tem nada a ver com o iPhone!

As fotos que circulam por aí são, na verdade, do projeto chamado de “MacPhone”. O conceito de um telefone fixo – com fio – integrado a uma agenda, com uma tela sensível ao toque acesso à internet e (apesar da web ainda não estar ao alcance de todos na época)  foi criado pelo designer Hartmut Esslinger em 1983 quando trabalhava na Apple, mas nunca chegou a ser fabricado.

mac_phone2

Apesar do conceito de “telefonia celular” existir desde 1940, o “MacPhone” era um projeto para um telefone residencial, de linha fixa.

- Publicidade -

 

“i” de “iPhone”?

Em 1983, o iPhone (ou algo similar que começasse com “i”) ainda não estava na lista de criações da empresa de Steve Jobs. O prefixo “i” só surgiu nos produtos da Apple em 1998 com o lançamento do iMac. Em entrevista ao Cult of Mac, Ken Segall – diretor de criação que trabalhou na agência de marketing da Apple (a TBWA\Chiat\Day) – explica que em 1997 ele foi incumbido de criar uma campanha para vender o novo computador Macintosh (O nome “Macintosh” é uma homenagem às maçãs do tipo “McIntosh Red”).

Ken Segall, um dos criadores do prefixo "i"! (foto: Divulgação)
Ken Segall, um dos criadores do prefixo “i”! (foto: Divulgação)

A agência TBWA sugeriu que, como a Apple era uma empresa que “não seguia as regras” e “pensava diferente” das outras fabricantes de tecnologia da época, o slogan “Think Different” (“pense diferente”, em inglês) cairia como uma luva!

 

O primeiro produto “i” da Apple

O lema da Apple foi aceito por Steve Jobs, ao contrário do nome “iMac” sugerido por Ken Segall. Segundo Segall, Jobs havia lhe dito o novo computador era um Mac (para deixar claro que nome tinha a ver com marca Macintosh). Além disso, diz Ken, o nome tinha que mostrar que a máquina havia sido projetada para a internet e poderia ser aplicável a vários outros produtos que poderiam ser lançados no futuro.

Ah! E pra deixar um pouco mais complicada situação de Ken Segall, Jobs impôs mais uma condição: Tinha que ser rápido: A campanha tinha que estar pronta em uma semana!

Steve Jobs com um Mac! (foto: Reprodução)
Steve Jobs com um Mac! (foto: Reprodução)

Segall diz que apresentou cinco nomes para o novo computador da Apple, incluindo o “iMac” (que era o que ele mais gostava) e Steve Jobs rejeitou todos (até o “iMac”). Mas Ken foi tão persistente que acabou “ajudando” na escolha definitiva do nome.

Há muitas interpretações e lendas envolvendo o prefixo “i” nos produtos da Apple, mas Ken Segall explica que a vogal, além de indicar que o produto foi feito para a internet, também significa “individual” e “imaginativo”.

Conclusão

As fotos são reais, mas o protótipo era para um telefone fixo e não para o iPhone!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

1 COMENTÁRIO

  1. As tecnologias estão ai a anos, futo da retro-engenharia de discos voadores danificados.
    O projeto é quase o mesmo, por anos ele foi trabalhado e redesenhado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui