30.4 C
São Paulo
terça-feira, janeiro 18, 2022

Um artigo do New York Times mostrou que Bolsonaro está certo sobre o Coronavírus?

- Publicidade -

Texto afirma que jornal americano teria mostrado que o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro em relação ao coronavírus está correto! Será verdade?

No dia 25 de março de 2020, seguinte ao do pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro em cadeia nacional a respeito da epidemia do coronavírus, um texto em formato de PDF começou a se espalhar através de grupos do WhatsApp afirmando que um artigo do conceituado jornal New York Times teria mostrado que o presidente brasileiro pode estar certo ao minimizar o perigo da doença.

Intitulado como “Artigo no New York Times mostra que Bolsonaro pode estar certo sobre o Coronavírus”, o documento afirma que o jornal de língua inglesa teria ouvido especialistas e que todos foram unânimes ao dizer que o confinamento geral da população não é uma boa ideia.

“Artigo no New York Times mostra que Bolsonaro pode estar certo sobre o Coronavírus”. Será verdade? (foto: reprodução/WhatsApp)

Será que isso é verdade ou mentira?

No dia 24 de março de 2020, o presidente Jair Bolsonaro falou em rede nacional a respeito da epidemia do novo coronavírus, indo contra as recomendações da Organização Mundial da Saúde e até mesmo do próprio Ministério da Saúde, minimizando os riscos de contágio pelo COVID-19.

Segundo o presidente, o coronavírus apresenta “sintomas semelhantes a uma gripezinha” para a maioria das pessoas e que o isolamento social é um exagero. As declarações geraram inúmeros debates na web, tornando o assunto o mais comentado no dia 25 de março de 2020.

Em meio a isso, surge nos grupos do whatsApp um documento em PDF, alegando que o jornal norte-americano New York Times teria publicado um artigo defendendo a postura do presidente da República Jair Bolsonaro.

Com o título de “Artigo no New York Times mostra que Bolsonaro pode estar certo sobre o Coronavírus”, o PDF é uma cópia adulterada de um artigo do site Brasil Journal que já se pronunciou, alertando aos leitores que uma versão adulterada daquele artigo havia sido espalhada sem a permissão expressa do site:

“ALERTA: Uma versão adulterada deste artigo está sendo usada por pessoas que negam a ciência para defender seu ponto de vista. O Brazil Journal não endossa visões populistas que apresentam soluções simplistas para problemas complexos.”, diz o site de onde foi roubado texto.  

Além da própria explicação do referido site, vale notar que o texto foi publicado no dia 22 de março de 2020, 2 dias antes do pronunciamento do presidente em cadeia nacional. Ou seja, não há – de fato – nenhuma relação com as falas do presidente.

Outro detalhe é que nem no Brazil Journal e tampouco no artigo do New York Times é citado o presidente do Brasil. Quem roubou o artigo e o espalhou em forma de PDF acrescentou o nome “Bolsonaro” para conseguir mais compartilhamentos.

Não há unanimidade

- Publicidade -

Como bem mostra o artigo do Brazil Journal (como o do New York Times), não há unanimidade em relação às medidas que devem ser tomadas em relação à epidemia do coronavírus. A Organização Mundial de Saúde e demais órgãos de saúde recomendam o isolamento social para evitar o contágio, enquanto vários economistas defendem a tese de que o fechamento de todos os estabelecimentos comerciais deva causar um estrago gigantesco na economia mundial.

O próprio New York Times já fez alguns artigos a respeito do pronunciamento de Jair Bolsonaro, mas em nenhum deles em apoio ou crítica ao presidente. O mesmo jornal publicou um pedido direcionado ao presidente dos Estados Unidos solicitando quarentena geral no país.

“O presidente Trump precisa convocar uma ordem de permanência em casa de duas semanas, agora, como parte de uma estratégia nacional coerente contra o coronavírus para proteger os americanos e seus meios de vida”, disse o jornal!

Conclusão

O jornal New York Times não publicou nenhum artigo mostrando que o presidente Jair Bolsonaro está certo em relação ao coronavírus! O texto compartilhado nos grupos de WhatsApp foi roubado de um site e adulterado para dar a entender que a imprensa estrangeira estaria apoiando o nosso presidente!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

29 COMENTÁRIOS

  1. Eu não sei o que o Bolsonaro falou, mas há um artigo no NYTimes que questiona se o isolamento total com grandes impactos na economia é a melhor saida. A saida alternativa proposta seria o lockdown vertical, isolando apenas o grupo de risco. Se o que o Bolsonaro propos foi isso, o que ele propos está sustentando por um artigo do NYTimes sim. O ponto é que artigo não apresenta evidencias conclusivas que um lockdown vertical é a melhor solução e quais os impactos.
    https://www.nytimes.com/2020/03/20/opinion/coronavirus-pandemic-social-distancing.html

    • @Thiago , eu vi um vídeo do Pirulla e Gilmar Lopes do “Fake em Nóis”, intitulada “AQUECIMENTO GLOBAL EXISTE?”, dizendo que quando se trata de CIÊNCIA a opinião pessoal de pessoas leigas e/ou não pertencentes/especializadas no assunto é IRRELEVANTE. A Ciência trabalha com FATOS, ANÁLISE DE DADOS e tudo isso através do MÉTODO CIENTÍFICO. O caso Covid-19 deve ser analizado à luz das CIÊNCIAS MÉDICAS: Medicina, Biologia, Infectologia, Imunologia etc e mesmo as opiniões (num determinado momento) de especialistas no assunto podem estar erradas/equivocadas à medida em que novos dados são descobertos e/ou analizados. 😉

    • A mortalidade no Estado de NY era de 200 na data do artigo. Menos de 15 dias depois já está em 1.941 mortes. Com o isolamento vertical essa estatística não estaria melhor, estaria muito pior. Então, calemo-nos e vamos obedecer o que as autoridades de SAÚDE tem a dizer.
      O próprio Dr Katz postou em seu twitter há dois dias: https://www.nytimes.com/2020/04/01/opinion/coronavirus-viral-dose.html?smid=em-share, que termina assim (quem não sabe Inglês pode usar o Google translate)
      “A complete lockdown of society is the most effective way to stop spread of the virus, but it is costly both economically and psychologically. When society eventually reopens, risk-reduction measures like maintaining personal space and practicing proper hand-washing will be essential to reducing high-dose infections. High-risk sites for high-dose exposure, like stadiums and convention venues, should remain shuttered. Risky but essential services like public transportation should be allowed to operate — but people must follow safety measures such as wearing masks, maintaining physical spacing and never commuting with a fever.

      Now is the time to stay home. But hopefully this time will be brief. When we do begin to leave our homes again, let’s do it wisely, in light of the importance of viral dose.”

  2. No desgoverno do bandido mor do Brasil, o Pixuleco(zeus o tenha), o número de mortes pelo H1N1 foi severo e o mesmo não tomou providência alguma, a mídia(tão bandida quanto o próprio) nada disse, não houve pânico e uma pá de gente morreu. Estranho isso, não?

    • Você checou a veracidade dessa informação (o número de mortes pelo H1N1 foi severo e o mesmo não tomou providência alguma) ou só recebeu no Whatsapp e acreditou?
      E desde quando o erro de um justifica o erro do outro?
      Vocês gadominions conseguirão um dia parar de passar pano para político?
      Quantas perguntas!
      O estranho mesmo é que vocês não param de inventar desculpas para justificar as falhas do “minto”. Isso é estranho.

    • É por que essa é outra fake news. E uma variante do “E o PT?”. Lembre-se o erro de antes não deve justificar o erro atual. Mesmo que essa do H1N1 fosse verídico ( e não é), mesmo assim os erros do Lula não justificam os erros do governo atual.

      • E o PT tava fazendo estádio futebol ao invés de fazer hospitais…Não resolve nada agora mesmo, mas ajuda a entender porque estamos onde estamos.

        • Vale lembrar que Bozo tirou 9 Bi do SUS e comprou 4 navios de guerra por 9,1 Bi.
          Que ele demitiu 10,6 mil agentes comunitários de saúde e extinguiu 14 mil postos de trabalho.
          Que se não fosse ele, teríamos mais de 11 mil médicos Cubanos ajudando o país.
          Não custa lembrar. A culpa NÃO é do PT.

          • KKK. É sim. Mandou embora os MediCubaninhos e limpou muitos mamadores de tetas. Agora é só chorar. KKK. Buá Buá.

          • Exatamente. E acabou com a saúde pública do país, agora estão sofrendo com isso. Chupe e chore, gadomínion adestrado passador de pano!
            MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

    • @Valmor Tandela , os PeTralhas e Esquerdalhas estão praticamente FORA DO PODER, é passado, já era TROQUEM O DISCO! As pessoas mais sensatas estão de SACO CHEIO dessa polarização política e brigas de ideologias, principalmente agora que envolve uma questão de SAÚDE PÚBLICA sob risco de vida para milhares, talvez milhões de pessoas. A questão agora é que Jair Messias Bolsonaro é o ATUAL PRESIDENTE DA REPÚBLICA e nós estamos COBRANDO e interessados em saber quais as providências e, principalmente, AÇÕES EFETIVAS ele está tomando e/ou irá tomar PRA ONTEM! A própria China já deu exemplos: construiu dois gigantescos Hospitais em tempo recorde para atender casos mais graves. O que o presidente Bolsonaro fez e/ou está fazendo até agora? 😐

    • Imbecil, A H1N1 era uma gripe incapacitante para o trabalho para quem pegava e ninguem queria pegar.
      Era letal somente para 0,02%
      Coroovirus MATA, não só idosos. Mata você também.
      Morto não recupera economia.
      EUA dobrou em 24h, de 49 mil para 82 mil e subindo.

  3. Em meio a isso, surge nos grupos do whatsApp um documento em PDF, alegando que o jornal norte-americano New York Times teria publicado um artigo defendendo a postura do presidente da República Jair Bolsonaro.
    _ Não é verdade que o documento afirme que o NYT defenda a a postura do Presidente Jair Bolsonaro. O que está escrito (interpretação desnecessária. Apenas leitura simples) é: “Artigo no New York Times MOSTRA que Bolsonaro pode estar certo sobre o Coronavírus”. Não diz que o jornal defende a postura do presidente Bolsonaro. Aprendam a ler!

    • @Robson Coral , NÃO IMPORTA! Bolsonaro está PERDENDO TEMPO PRECIOSO brigando com a imprensa e opositores, só blablablá. Como disse anteriormente, o que importa no atual momento é se ele está executando AÇÕES EFETIVAS contra essa ameaça que já está em território brasileiro. A China construiu dois gigantescos Hospitais em Wuhan em tempo recorde, os Governadores e Prefeitos do Brasil tomaram a iniciativa (leia-se: SAÍRAM NA FRENTE) decretando e executando quarentena. O que o Bolsonaro fez até agora de efetivo? Essa LETARGIA do Bolsonaro em resolver problemas que ocorrem no país (Queimadas, Vazamento de Óleo, Desemprego etc) já está irritando os brasileiros, incluindo aqueles que votaram nele. A esta altura do campeonato, Fake News, hoaxes, boatos digitais etc não surtirão mais nenhum efeito a favor de Bolsonaro. 😐

  4. Depois que o capitão foi rebaixado a cabo, cabo eleitoral de Dória, Caiado, Witzel e demais governadores, os parlamentares precisam pôr freio, tapas e esporas no cavalão.

    • Interessante analise politica. Me remonta o que aconteceu em 1961 quando JANIO QUADROS era o presidente eleito e o eleito Vice Presidente (eram votos separados um do outro, CF de 1946), Dr. JOÃO GOULART (Aquele das Reformas de Base), eleito estava na CHINA, RUSSIA E CUBA em Viagem. (Na época a noticia que corria a boca pequena, não tínhamos internet, era que a Dona Tereza iria se separar do Jango por que ele andava de braços dados com a China (China nos termos gaúchos, quer dizer a mulher. No caso dele seria “a outra”). Coisas da criatividade do povo brasileiro. Pois bem ao Renunciar ao mandato, o Jânio foi levado por imposição da imprensa e de grupos políticos da época a assumir tal ato. Na tentativa de volta ao Brasil para assumir por direito seu mandato, foi que surgiu o “PARLAMENTARISMO”. Quem na verdade mandava ou tentava mandar era o cunhado do Jango, governador do RS na época. Leonel de Moura Brizola. Ocasião que criou a “Voz da Legalidade”, culminando com a fuga dele e do Jango para fazenda deles no país vizinho do Uruguai. Dai para a frente, todos sabem o que aconteceu. Dizem que a história nada mais é que repetição de fatos passados. Hoje tem asa redes sociais, e as pessoas ficam muito mais vizinheis, a órgãos de segurança. Enquanto falam milhares de besteiras o tempo todo. E pouco adianta usarem nomes falsos, é pior ainda, pois a origem de textos são descobertos por especialistas, atra´vez de busca do ID do computador de origem. A nossa PF que o diga. Portanto como a história se repete, estamos a voltar ao incio do século passado da febre NEGRA de após 1ª Guerra Mundial. Quem sobreviver verá. TENHO DITO.

    • Está no texto, guria. Basta clicar no link sobre a frase “site Brasil Journal”. Isso se chama hyperlink e é algo muito comum na internet.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui