21.3 C
São Paulo
domingo, janeiro 16, 2022

Wagner Moura recusou interpretar Sérgio Moro e o chamou de mau-caráter?

- Publicidade -

É verdade que o ator Wagner Moura recusou interpretar o juiz Sérgio Moro numa nova série sobre a Operação Lava-Jato e ainda o chamou de mau-caráter?

A notícia foi publicada em diversos sites e blogs desde o dia 16 de outubro de 2016 e rapidamente se espalhou através das redes sociais. De acordo com o texto, o ator brasileiro Wagner Moura teria sido convidado para interpretar o juiz Sérgio Moro em uma nova série para a Netflix que contará os detalhes da Operação Lava-Jato mas teria recusado o convite!

Ainda, segundo o que foi publicado, o ator teria declarado ao diretor José Padilha que não interpretaria o juiz pois “Moro é um mau-caráter”!

A declaração de Wagner Moura gerou inúmeros comentários e críticas nas redes sociais, como essa imagem abaixo, mas será que essa notícia é real?

"Não interpreto mau-caráter", teria dito Wagner Moura sobre Sérgio Moro! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)
“Não interpreto mau-caráter”, teria dito Wagner Moura sobre Sérgio Moro! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

 

Verdade ou farsa?

Essa notícia foi publicada em diversos sites, mas foi na coluna do jornalista Lauro Jardim, no portal do jornal O Globo, é que o assunto ganhou força, no dia 16 de outubro.

No dia seguinte, um post do humorista Rafinha Bastos no feito no Twitter colocou mais lenha na fogueira, acrescentando a frase atribuída a Wagner Moura sobre o caráter do juiz Sérgio Moro:

A twittada de Rafinha Bastos foi curtida mais de 6 mil vezes, além de servir de material para outros sites, que levaram a “brincadeira” de Rafinha à sério!

- Publicidade -

O fato é que Wagner Moura não recusou nenhum convite para interpretar Moro e tampouco chamou o juiz de “mau-caráter”. O próprio diretor José Padilha desmentiu essa história, afirmando que nem chegou a convidar o ator.

O colunista Lauro Jardim teve que fazer uma atualização em sua postagem, explicando que o diretor negou ter convidado Wagner Moura:

Jornalista fez uma atualização em sua matéria, explicando que o diretor José Padilha não convidou Wagner Moura!
Jornalista fez uma atualização em sua matéria, explicando que o diretor José Padilha não convidou Wagner Moura!

Além disso, há declarações dadas por Wagner Moura em diversas entrevistas afirmando que fará uma pausa no trabalho por “alguns anos” após o término das gravações da segunda temporada de Narcos, série onde Moura interpreta o traficante colombiano Pablo Escobar.

Atualização 21/10/2016

No dia 20 de outubro de 2016, o ator Wagner Moura negou ter dito essa frase. Em entrevista à Folha de São Paulo, Moura disse que:

“Nunca disse essa frase absurda. Qualquer bobagem, dita por qualquer um, viraliza na internet e é imediatamente assumida como verdade sem que ninguém se preocupe em saber a fonte da informação. Que momento triste”

Conclusão

De acordo com o diretor José Padilha, não houve nenhum convite para que o ator Wagner Moura interpretasse o juiz Sérgio Moro em uma nova série para a Netflix!      

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

23 COMENTÁRIOS

  1. Quando ele interpretou Pablo Escobar ele sabia que se tratava de um criminoso.
    Agora fazer Moro virar Herói nacional ninguém é obrigado.

    Tudo uma questão de interpretação.

    • Isso nem vem ao caso. É bobagem. O fato é que Wagner Moura não só jamais disse isso como nunca sequer foi convidado pra interpretar o juiz Moro. O resto é blá-blá-blá inútil desse fla x flu que virou o Brasil, onde as pessoas estão cada vez mais binárias, sem condições de raciocinar em cima do que quer que seja, movidas só a frases feitas e conceitos prontos.

  2. Quem gerou o boato foi um colunista do Jornal O Globo, mas foi o Rafinha Bastos quem quis botar lenha na fogueira inventando que Wagner Moura falou que não interpreta mau caráter.

  3. É incrível como essa história de esquerda e direita no Brasil toma uma proporção tão absurda. Todos os dias tem algo para viralizar na internet.
    Quando aparece algo, já venho direto aqui conferir.
    Parabéns pelo trabalho.

    • Tem documento registrado em cartório com testemunha do Pablo Escobar??? Tem foto dele assinando a declaração com caneta Bic transparente com o papelzinho com seu nome dentro??? Ora, então não me venha com churumelas!!!!!
      Esse povo não aguenta o tranco

    • Tem documento registrado em cartório com testemunha do Pablo Escobar??? Tem foto dele assinando a declaração com caneta Bic transparente com o papelzinho com seu nome dentro??? Ora, então não me venha com churumelas!!!!!
      Esse povo não aguenta o tranco

  4. O que mais assusta é que tem Débil mental que acha que tudo acaba em futebol! Esses são so PALHAÇOS que pagarão caro por acreditar que a “isquerdia” e a “direitcha” são só “denominações”… são os mesmos cagões que na hora que o bicho pegar vai fala qualquer bosta pra tirar o seu da reta!!!

  5. O que mais me impressiona nesse fla x flu que virou essa briga de direita/esquerda no Brasil, é que 99% das pessoas que se posicionam como sendo de um ou de outro na verdade não tem a mínima noção do que seja direita ou esquerda.

    Tem um exemplo aqui mesmo: um comentarista disse que se o Wagner Moura deixaria de ser de esquerda se interpretasse o juiz Moro. De onde uma pessoa dessa tirou que o Moro é de direita?

  6. É óbvio que isto é uma farsa. Muito fácil de se identificar mesmo para aqueles com pensamento comum. Porém também é muito fácil você identificar quando a pessoa é mal caráter. Esse defeito na índole se caracteriza quando desprezamos a lei para defender nosso ponto de vista mesmo sabendo que é errado. A constituição é o código penal só permitem a prisão em primeira instância quando houver flagrante fora isso a presunção de. Inocência é garantida enquanto houver possibilidade de recursos sabendo disso e defendendo a prisão em segunda instância ele é sim um mal caráter. O que ele deveria dizer é que as a lei deve mudar ou o STF julgar os últimos recursos que seu adversário político tem lá para mandá-lo para a cadeia definitivamente. Desobedecer as leis em favor próprio é desvio de caráter

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui