Conecte com a gente

E-farsas.com – Desvendando farsas da web desde 2002!

E-farsas.com – Desvendando farsas da web desde 2002!

A Associação dos Cadeirantes de Ribeirão Preto não tem rampa de acesso?

Construções

A Associação dos Cadeirantes de Ribeirão Preto não tem rampa de acesso?

Foto mostra que a sede da Associação dos Cadeirantes de Ribeirão Preto tem uma escada em sua entrada e não é adaptada para seus membros! Será verdade?

A imagem surgiu nas redes sociais na primeira semana de março de 2018 e foi inúmeras vezes compartilhadas no Twitter e também no Facebook, além de se espalhar também nos grupos de WhatsApp. Na fotografia podemos ver o que parece ser a sede da Associação dos Cadeirantes de Ribeirão Preto, cidade que fica no interior de São Paulo – a 315 km da capital do estado. Mas o que chama a atenção na foto é que o local não tem rampas de acesso!

Será que uma associação criada para ajudar o usuário de cadeira de rodas não foi adaptada para isso?

Será que essa imagem é verdadeira ou falsa?

Será que a associação de cadeirantes de Ribeirão Preto não tem acessibilidade? (foto: Reprodução/Twitter)

Verdade ou mentira?

A primeira coisa que fizemos ao receber essa imagem (e que você também pode fazer quando se deparar com algo semelhante) foi procurar a entidade citada nessa imagem. Como já era de se imaginar, não há nenhuma “associação de cadeirantes” em Ribeirão Preto.

O que existe é a Associação de Amigos dos Deficientes de Ribeirão Preto (ADAD). De acordo com o site da instituição, a ONG nasceu da iniciativa dos paratletas de uma equipe de basquete da região:

“A ADAD surgiu em 2010 com a iniciativa dos paratletas da equipe de Basquete Sobre Rodas e com o apoio e assessoria de uma pessoa muito importante e especial, a Sra. Bete Miranda, que contribuiu para a criação da ONG[…] No início, a instituição atuou com trabalhos sociais, angariando fundos para compras de cestas básicas, com bazares e vendas de pizza, ajudando pessoas com deficiências e necessidades especiais.”

Segundo o Google Maps, a ADAD fica nessa esquina, em Ribeirão Preto. O local não se parece em nada com a fachada da foto compartilhada.

Em resposta ao site Revide, Jonathan Carvalho, vice-presidente da Associação de Amigos dos Deficientes, afirmou que várias pessoas mandaram e-mails questionando a veracidade da imagem:

“Recebemos vários e-mails sobre esse assunto, pelo nosso conhecimento se trata de uma falsa imagem. Não temos conhecimento de nenhuma associação de cadeirantes de Ribeirão Preto, pois sempre buscamos parceiros para a mesma causa nossa”, afirmou.

Sobre a foto

Algumas análises mostram que a imagem que se espalhou pela web em março de 2018 possui traços de adulteração. Perceba que as letras que formam no nome da associação fictícia se comportam diferente do resto dos detalhes da foto quando aplicamos um simples filtro no arquivo:

Podemos ver também, na ampliação abaixo, que as letras parecem ter sido coladas por cima da foto original:

Além disso, a colagem foi feita sem que fossem respeitadas as devidas proporções e perspectivas. Note na imagem abaixo que o letreiro está alinhado apenas pela janela. Quem fez essa montagem não se preocupou em alinhar as letras com o chão na cena.

Veja na outra imagem como seria o letreiro com os pontos de fuga sendo devidamente respeitados:

Atualização 19/03/2018

Nossos brilhantes e prestativos leitores nos informaram que a foto foi tirada na rua Conde Afonso Celso, 1782  – em Ribeirão Preto, São Paulo! Confira abaixo no Google Maps:

Conclusão

A foto de uma associação de cadeirantes de Ribeirão Preto que não tem rampas de acesso é falsa!

Continue lendo
7 Comentários

7 Comments

  1. Valcir Uzuele

    17 de março de 2018 em 12:40

    Não se deveria buscar os responsáveis pela fraude? Pois está postagem acarreta perda e danos morais e financeiros.
    Porque simplesmente avisar ao leitor que se trata de notícias falsas?
    O Brasil, virou “terra de ninguém”.

    • Bauher

      18 de março de 2018 em 12:12

      Quem deve buscar os responsáveis é a pessoa que teve os danos, não ‘qualquer’ um que viu a postagem…

  2. Ednaldo

    17 de março de 2018 em 20:00

    Associação do capeta não tem lógica não ter rampa mais errado e quem usa sem noção cadeirantes , é difícil paga está bosta e não tem retorno isso é crime cade prefeitura.

    • Anderson

      19 de março de 2018 em 8:22

      Não tem logica é vc comentar sem ler a materia antes.

    • Eduardo

      19 de março de 2018 em 9:30

      Geração “só a cabecinha”.

  3. Rodrigo

    19 de março de 2018 em 9:16

  4. Valter Schulz

    25 de março de 2018 em 13:39

    Mas ainda sim, na foto do local real esta bem perigoso, não tem nem corrimão e nem algo para aumentar a aderência nos degraus, em dia de chuva deve ser um perigo só!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Voltando a Circular

Publicidade

Topo