Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

É verdade que o 13º salário é como uma jabuticaba que só existe no Brasil?

É verdade que o 13º salário é como uma jabuticaba que só existe no Brasil?

É verdade que o 13º salário é como uma jabuticaba que só existe no Brasil?

Descubra aqui se é verdade ou mentira que o décimo terceiro salário é como uma jabuticaba por só existir no Brasil!

A dúvida surgiu após declaração polêmica do General da reserva Hamilton Mourão afirmando que “o 13º salário é como uma jabuticaba por só existir no Brasil“.

A afirmação do candidato à vice-Presidência foi feita durante uma palestra para lojistas no Rio Grande do Sul, no dia 27 de setembro de 2018, e deixou muita gente em dúvida.

Afinal, o 13º salário existe somente no Brasil?

Verdade ou mentira?

O general da reserva Hamilton Mourão, candidato à vice na chapa de Jair Bolsonaro, comparou durante uma palestra com empresários que o direito dos trabalhadores ao 13º salário com uma jabuticaba, por – segundo ele – existir somente no Brasil.

Acontece que essa afirmação é falsa!

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

O candidato não procurou estudar o assunto e errou. O benefício do décimo terceiro salario foi instituído no governo de João Goulart, em julho de 1962 e regulamentado em novembro de 1965.

Além do Brasil, Portugal, México (onde foi apelidado de Aguinaldo) e Panamá (onde é pago em 3 parcelas no ano) são alguns exemplos de países que tem leis regulamentando o pagamento.

Na Alemanha e na Áustria, o 13º não é previsto em Lei Federal, mas é feito com base em acordos entre empresários e trabalhadores.

Nos Estados Unidos não há o pagamento de décimo terceiro, mas é uma tradição das empresas pagarem um bônus de natal a seus funcionários (um valor muitas vezes bem abaixo do salário do funcionário).

Conclusão

O Brasil não é o único país onde o funcionário recebe décimo terceiro salário!  

Continue lendo
73 Comentários

73 Comments

  1. Demetrius

    28 de setembro de 2018 em 16:25

    O E-Farsas deve tá tendo um trabalhão esse dias…

    • Gilmar Lopes

      30 de setembro de 2018 em 9:53

      Nem me fala!

      • ISAAC VIEIRA CARDOSO NETO

        10 de outubro de 2018 em 14:09

        Só eu fiquei curioso sobre a jabuticaba. Ela realmente só existe no Brasil????

        • Carl Friedrich Philipp von Martius

          10 de outubro de 2018 em 17:30

          Não.

    • thiago

      2 de outubro de 2018 em 19:42

      E-Farsa usando um argumento ridículo comparando bônus de natal com 13 … E-farsa deve ser do presidiário.

      • Juliano Amaral

        10 de outubro de 2018 em 15:48

        Ué, mas o nome do 13º salário é justamente Gratificação Natalina.

      • GR

        17 de outubro de 2018 em 8:19

        Além disso, no mundo existem 193 países, segundo a ONU. Dentre esses, apenas 5 pagam o 13o e quando previsto em instrumento normativo. Apenas o Brasil paga por previsão em lei. Portanto, a notícia não é tão falsa…

  2. Bruno

    28 de setembro de 2018 em 16:33

    Vocês do e-farsas estão de parabéns. Site super confiável trazendo informações dentre esse emaranhado de fake news que está a internet.

  3. Luciano Silva

    28 de setembro de 2018 em 17:09

    Fora que a tradição nos Estados Unidos é o pagamento semanal e não mensal. Isso, pelo que comentam, resolve a questão do 13º por lá.

    • Augusto

      30 de setembro de 2018 em 15:16

      Luciano, perfeita observação. O décimo terceiro salário não é um bônus, mas sim uma correção ( um ajuste de “contas”). O salário mensal apenas paga por 4 semanas de trabalho, o equivale a 28 dias. O saldo dos dias de cada mês são somados e pagos no final do ano como um décimo terceiro salário.

      • Eduardo

        2 de outubro de 2018 em 22:27

        Augusto, na verdade o 13º não é uma correção, pois o mês não tem 4 semanas, mas sim 4,3. inclusive isso já foi tema aqui no e-farsas. Segue o link: http://www.e-farsas.com/o-13%C2%BA-salario-nunca-existiu.html

        • Antonio

          17 de outubro de 2018 em 12:52

          Quantas semanas tem o ano? O único mês com 4 semanas é o de fevereiro, entre os anos bissextos. Por que você ganha a mesma coisa em fevereiro e nos meses com 31 dias? O sistema americano é mais justo nesse ponto. O 13º só é vantajoso para o Governo. O imposto de renda é retido na fonte e não retorna em hipótese alguma, Mesmo que você tenha tido uma enorme despesa médica, ele fica com o governo.

  4. Leonardo de Mendonça

    28 de setembro de 2018 em 18:29

    Se eu ganhasse 1500 dólares (mínimo dos EUA), pagasse 300 num ps4 e 60 num jogo, eu nem ligava pra 13º, agora aqui no brasil eu ganho 1200, um ps4 custa com sorte 1500, e lançamentos já chega a 200, isso foi um exemplo básico, pode comparar qualquer coisa, celular, eletrodoméstico, comida, etc.

  5. Milton

    28 de setembro de 2018 em 18:51

    Com certeza o Brasil não é o único país com 13º….mas mencionar como parâmetro o caso da Alemanha, Áustria e EUA onde ocorre um pagamento de um bônus/salário por LIVRE e ESPONTÂNEA vontade dos envolvidos (algo como um INCENTIVO, RETRIBUIÇÃO ou mesmo uma RECOMPENSA) foi de uma extrema desonestidade (ou estupidez) intelectual.

    • Everton

      4 de outubro de 2018 em 11:18

      E esse bônus é pago aqui tmb como plr. Participação de lucros e resultados.

    • GUBBER CARVALHO BITTENCOURT

      8 de outubro de 2018 em 21:39

      Concordo, e a conclusão teria que ser parcialmente verdade ou falsa. Aqui no México e no panamá. Costume de abono não é decimo terceiro e pronto.

    • Paulo

      17 de março de 2019 em 13:22

      O Brasileiro prefere ganhar mal e ter muitos benefícios artificiais do q um salário justo sem o devidos benefícios.

  6. Aquiles

    28 de setembro de 2018 em 18:52

    Faltou complementar que muitos países não pagam um décimo terceiro salário, mas paga salários em regra na forma de repasses semanais ou quinzenais, evitando assim a discrepância na quantidade de semanas ao longo dos meses. Isso porque se dividirmos os 365 dias do ano por 7 dias da semana, teríamos pouco mais de 52 semanas, o que equivale a 13 meses de 4 semanas. Daí a necessidade de um décimo terceiro salário para compensação.

  7. Miltonn

    28 de setembro de 2018 em 18:54

    Com certeza o Brasil não é o único país com 13º….mas mencionar como parâmetro o caso da Alemanha, Áustria e EUA onde ocorre um pagamento de um bônus/salário por LIVRE e ESPONTÂNEA vontade dos envolvidos (algo como um INCENTIVO, RETRIBUIÇÃO ou mesmo uma RECOMPENSA) foi de uma extrema desonestidade (ou estupidez) intelectual.

    • Antonio

      17 de outubro de 2018 em 12:54

      Quantas semanas tem o ano? O único mês com 4 semanas é o de fevereiro, entre os anos bissextos. Por que você ganha a mesma coisa em fevereiro e nos meses com 31 dias? O sistema americano é mais justo nesse ponto. O 13º só é vantajoso para o Governo. O imposto de renda é retido na fonte e não retorna em hipótese alguma, Mesmo que você tenha tido uma enorme despesa médica, ele fica com o governo.

  8. Milton

    28 de setembro de 2018 em 18:58

    Com certeza o Brasil não é o único país com 13º….mas mencionar como parâmetro o caso da Alemanha, Áustria e EUA onde ocorre um pagamento de um bônus/salário por LIVRE e ESPONTÂNEA vontade dos envolvidos (algo como um INCENTIVO, RETRIBUIÇÃO ou mesmo uma RECOMPENSA) foi de uma extrema desonestidade (ou estupidez) intelectual.

  9. Almir Sabatini

    28 de setembro de 2018 em 20:44

    O candidato a vice presidente na chapa do Bolsonaro, se ficasse calado ,seria um poeta.

  10. Eduardo

    28 de setembro de 2018 em 22:32

    Na maioria dos outros países não há porque o soldo é semanal. O 13º não é um benefício, é uma compensação por dias trabalhados e não recebidos, já que o salário pago mensalmente cria distorções. A base para cálculo de salário são 22 a 24 dias trabalhados, 5,5 ou 6 dias/semana, considerando um mês com 4 semanas ou 28 dias. Só que a maioria dos meses têm 30 ou 31 dias. Por esses dias a mais você só recebe no fim do ano no chamado 13º salário.

    Portanto, sim, seria muito melhor o fim do 13º e o pagamento semanal. É uma jabuticaba, mas não é nem de longe um problema para empresariado. Pelo contrário: é até vantajoso aos patrões e prejudicial ao trabalhador, já que o trabalho não pago no ato e recebido no fim do ano não tem a correção da inflação

  11. Wellington67

    28 de setembro de 2018 em 22:54

    Mexico, Portugal e Panamá então já é uma tendência mundial. Aonde amanhã no Sudão?
    Venezuela tem bem mais direitos, nós precisávamos ser mais igual a Venezuela

    • suzy

      30 de setembro de 2018 em 12:24

      Muitos direitos, principalmente o de se expressar KKK. Se eu fosse vc eu ia morar lá, só não vale vim fugida de la por causa da ditadura, igual os venezuelanos que estão em Roraima atrás de melhoria de vida.

    • DAVID

      30 de setembro de 2018 em 19:53

      meu DEUS FALW ISSO NEM BRINCANDO….COMO SE VCS TRABALHASSEM 365 DIAS

  12. gil

    28 de setembro de 2018 em 23:11

    esse mourão é idióta o décimo 13′ não é nenhuma gratificação esse dinheiro é do trabalhador por direito pois no ano tem 4 meses com 5 semanas então sendo assim o 13′ seria só uma devolução do nosso dinheiro trabalhado

  13. Alípio Martins

    29 de setembro de 2018 em 0:50

    Mas no México, quando você recebe o Aguinaldo, é Benino ou Benina?

    • Gilmar Lopes

      30 de setembro de 2018 em 9:50

      huahuahuhauhauhauhauhauhauah

  14. Bruno Leonardo

    29 de setembro de 2018 em 0:54

    Não vi farsa nisso, ele não fez uma alegação literal, foi modo de dizer. Praticamente só existe no Brasil. De quase 200 países no mundo, vocês só apontaram 3 além do Brasil, estamos na contra-mão da tendência mundial. E para quem acha que 13º é uma “conquista do trabalhador”, entenda que o empresário só faz cortar 10% do seu salario todo mês e juntar tudo no final do ano, 12/12 e o trabalhador ainda sai perdendo com a inflação do ano, pois o montante recebido não é acrescido de nenhum tipo de reajuste. Péssimo negócio para o trabalhador, o governo só sabe fazer graça com o chapéu dos outros mesmo…

    • William Riga

      1 de outubro de 2018 em 14:42

      Perfeita colocação, Bruno!

    • Elciro Nasser

      3 de outubro de 2018 em 15:44

      Isso é verdade, meu caro!!! Mas uma vez instituída, não merece nem ser discutida. Imagine hipoticamente, o governo destituir. Logo ficaria a mercê do empresário compensar o trabalhar pela não obrigatoriedade. Logicamente que não iria creditar imediatamente no salário mensal do proletário(kkk, proletário) 1/12 avos daquilo que acha que deve retornar ao trabalhador. Tudo aconteceria por força de mercado. Imediatamente as empresas absorveriam esta não despesa, geraria caixa, geraria investimento e por consequência disso um maior faturamento e lá no fim da corda, quem sabe, a gente (kkk, proletário de novo) iríamos usufruir em aumento salarial real em função da não obrigatoriedade. Mais postos de trabalho é sim verdade, com isso mais empregos; uma vez a pleno emprego a tendência do mercado de empresas é pagar maior salário ou seja lá a forma de remuneração ao colaborador.. Maaass,, estamos no Brasil e vamos saborear essa jabuticaba.

  15. João Gabriel Gomes Nogueira

    29 de setembro de 2018 em 1:06

    Isso é uma reportagem bem construída sem oportunismo e sensacionalismo. Precisamos de mais jornais assim.

  16. Rafael

    29 de setembro de 2018 em 8:26

    E a jabuticaba?
    Só tem no Brasil?

    • Felipe

      29 de setembro de 2018 em 20:39

      Essa é a verdadeira pergunta que eu vim aqui para ver respondido. Estou decepcionado.

    • Alan Souza

      5 de novembro de 2018 em 17:01

      Não. É encontrada em vários outros países das Américas do Sul e Central, como Argentina, Paraguai, Uruguai, Bolívia, México e Venezuela. O ato de se referir como “jabuticaba” a algo que só existiria no Brasil já é errado em si mesmo…

  17. Paulo Arruee

    29 de setembro de 2018 em 8:40

    Ele tem que parar de falar besteira e se focar na campanha se não vai acabar prejudicando nosso presidenciavel.

  18. Aluisio Melo

    29 de setembro de 2018 em 10:03

    Na Alemanha, quem ganha altos salários, recebe apenas dois por cento do salário
    México e Panamá, são dois cucaráchos como o Brasil e somos os únicos onde o GOVERNO obriga esse pagamento. Uma bela jabuticada.
    todos

  19. Regina Maria de Paula

    29 de setembro de 2018 em 10:12

    Faltou acrescentar que tem previsão constitucional, em cláusula pétrea (que não se modifica nem com emenda). Mas como ele quer fazer uma outra CF, esse não seria o problema. Cheio de boas intenções.

    • Gilmar Lopes

      29 de setembro de 2018 em 17:11

      Excelente!

      • Bauher

        30 de setembro de 2018 em 3:42

        Na verdade o 13° não é pétrea, já explicaram isso.

        • Luís Henrique Nicotti

          4 de outubro de 2018 em 22:36

          De acordo com o artigo 60 da Constituição, há quatro cláusulas pétreas: a forma federativa do Estado; o voto direto, secreto, universal e periódico; a separação dos Poderes; e os direitos e garantias individuais. O 13° salário, que aparece no artigo 7° da legislação, se encaixa em garantia individual.

        • Luís Henrique Nicotti

          4 de outubro de 2018 em 22:43

          De acordo com o artigo 60 da Constituição, há quatro cláusulas pétreas: a forma federativa do Estado; o voto direto, secreto, universal e periódico; a separação dos Poderes; e os direitos e garantias individuais.

    • LEANDRO DENER

      29 de setembro de 2018 em 19:14

      O 13° não está em cláusula pétrea.
      O Bolsonaro está equivocado.

  20. luiz

    29 de setembro de 2018 em 13:50

    Tudo o que foi ilustrado nesta reportagem não configura o 13. salario do Brasil. Então o tal Mourão está certo. Lembrando que Mexico e Portugal estão quebrados.

    • Felipe

      29 de setembro de 2018 em 20:40

      Portugal quebrado? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  21. Carlos Augusto jorge

    29 de setembro de 2018 em 14:00

    Veja que o 13o não existe nesses países citados matéria como existe no Brasil. Portanto a afirmação do Mourão não é falsa e foi descontestualizada da fala na palestra. No BRASIL os empresários além do salário ainda pagam todos os encargos como o INSS e os trabalhadores o INSS e o Imposto de Renda na fonte. Nós países citados o ABONO DE NATAL não tem encargos e nunca é equivalente a um mês do salário, portanto não são iguais aos do Brasil. Matéria foi tendenciosa.

  22. Rud

    29 de setembro de 2018 em 17:27

    E foi um ¨comunista¨ que o criou. É ruim, hein ?

    • Luís Henrique Nicotti

      4 de outubro de 2018 em 23:02

      Instituído por um Comunista
      Regulamentado por um Militar.

  23. Douglas

    29 de setembro de 2018 em 18:30

    Concederam o 13º mas diminuíram o salário do funcionário público, kkk, é Brasil…kkk

  24. Anderson

    29 de setembro de 2018 em 19:35

    Ta na hora de extinguir a função de vice-presidente.

  25. Pedro Lucio Ribeiro

    30 de setembro de 2018 em 10:09

    Putz! Se acabarem com o 13º, ninguém tem como pagar IPTU, IPVA, matrícula escolar etc e tal.

    • Gilmar Lopes

      30 de setembro de 2018 em 10:45

      Pois é! Quando surgiu o 13º, o jornal O Globo deu a manchete: O Décimo Terceiro vai acabar com a Economia brasileira. Só que a previsão se mostrou errada, visto que o brasileirinho acostumou a não guardar esse dinheiro e gastar para pagar contas e para comprar presentes.

      • Marcelo

        5 de outubro de 2018 em 17:53

        O discurso dos empresários sempre é que qualquer coisa que aumente os custos de produção vai aumentar os preços e acabar com a economia, mas quando seus custos diminuem (redução/extinção de tributos como a CPMF ou de impostos) os preços não são reduzidos nem mais empregos são gerados, tudo isso vira pró-labore.

  26. DAVID

    30 de setembro de 2018 em 19:54

    meu DEUS FALW ISSO NEM BRINCANDO….COMO SE VCS TRABALHASSEM 365 DIAS

  27. Rogério Floriano

    30 de setembro de 2018 em 20:49

    Essa é a verdade
    Se os empresários pagassem os dias trabalhados, não existeria a falsa impressão de um bônus chamado de 13°salário.
    Talvez esteja aí um erro de interpretação da grande maioria dos trabalhadores que não sabem disso.

  28. Nelson Ooka

    1 de outubro de 2018 em 13:13

    Gilmar, parabéns pela volta da atividade no canal do You Tube.
    O 13o salário como é no Brasil, só existe aqui. Os bônus natalinos e/ou de fim de ano nos outros países não são atrelados ao valor do salário como aqui no Brasil, mas de acordo com a produtividade da empresa e dos funcionários podendo ser maior ou menor que um salário mensal – no Japão, EUA e Alemanha.

  29. carlos

    1 de outubro de 2018 em 14:22

    Como dizia Romário para Pelé, esse general calado é um poeta.
    Isso sem contar que muitas empresas já especificam o salário que vão pagar levando em conta que o funcionário vai receber o 13º. Por exemplo, em vez de nos pagar 12 salários de 1500 nos pagam 13 de 1384,00. Logo não existe esse salário mais.

    • Alexandre Magno da Silva

      2 de outubro de 2018 em 14:48

      Oh Ivo foi exateexatamente o que o general falou . Não existe sorvete grátis

  30. mauricio menezes

    2 de outubro de 2018 em 11:34

    Sou frequentador desse site. Muito interessante e util. Já falei do e-farsas várias vezes no rádio e na TV… Mas as vezes dá uma preguiça ver… Sugeria que vocês fossem mais objetivos. Tudo bem que a idéia é fazer o usuário navegar no site… Mas as vezes a mesma pergunta é repetida 3 ou 4 vezes.. até encontrar a resposta demora… fica a sugestão!

  31. Viviane

    2 de outubro de 2018 em 22:05

    Olha os Países que tem o 13º salário…
    Brasileiro se contenta com POUCO!

    É serio que vcs preferem um 13º salário, do que um SALÁRIO MÍNIMO DIGNO?E um imposto absurdo?

    • Gilmar Lopes

      2 de outubro de 2018 em 22:38

      O ideal é que se tivessem ambos! Não dá pra ser?

  32. bardico

    3 de outubro de 2018 em 11:09

    fala explorada à exaustão fora de contexto…palestra para lojistas, enfatizou os encargos pesados sobre estes, cuja solução apontada nao seria acabar com o 13 salário, mas desonerar para poderem pagar melhores salarios(do 1º ao 13º) e contratar mais, gerar mais emprego e renda, sem contar que ha juristas que defendem que é clausula pétrea. em síntese ninguém quer acabar com o salario mínimo…o que e mais relevante e infinitamente mais preocupante e explorado na ordem inversa é que 14,5 milhoes de brasileiros não recebem nem o 1º, 2º 3º…12º e muito menos o 13º salário, fato que pode se agravar se continuar na mesma.abaixo a corrupção e os tendenciosos que a pretesto de desmistificarem supostas farsas as criam e tentam propagá-las.

  33. Ramon

    4 de outubro de 2018 em 22:48

    O que eu entendi é que o 13 salário não tem em quase nenhum país, como nossos maravilhosos direitos trabalhistas. O Mourão n deu a entender que n existia em nenhum país.

  34. Diego

    7 de outubro de 2018 em 13:18

    Adendo sobre 13º salário:

    Em boa parte do mundo, estabeleceu-se pagamento semanal. Os países que estabeleceram pagamento mensal (vide Brasil) consideraram por base 4 semanas de trabalho. Mas, como o ano possui 52 semanas (e não 48), há o pagamento do 13º para equiparar o total de semanas ao ano (nesse cálculo, é como se o ano possuíse 13 meses de 4 semanas).

    Na verdade é algo simples. O complicado é quem não entende nada disso e vir falar besteira, sobre acabar com isso ou instituir 14º e 15º salário.

  35. FELIZ

    16 de outubro de 2018 em 20:14

    É engraçado a sua desonestidade nessas notícias, Gilmar.
    Essa conversa de Fake News sempre foi besteira, a grande mídia não é uma disseminadora de Fake News como dizem. Ela sempre foi divulgadora de notícias enviesadas! Não precisa ir muito longe para conferir isso.

    A grande notícia que saiu nas redes sociais e midía era a de que o Mourão acabaria com o 13º salário, que Bolsonaro acabaria com o 13º salário. Mas o que o apurador de notícias falsas totalmente isento que só apura a verdade faz? Faz a matéria atacando o candidato e o vice (ignorando completamente a principal notícia).

  36. Harald Ozolins

    16 de outubro de 2018 em 22:12

    Acontece que Jabuticabas existem tanto no Brasil como no México, logo, existem também no Panamá que fica entre os dois. Portugal é uma exceção e uma exceção comprova a regra. Já na Alemanha não é um direito trabalhista, logo, está fora de contexto.

  37. meio ambiente

    23 de outubro de 2018 em 19:09

    Nada mais justo esse 13 ao trabalhador brasileiro. Absurdo mesmo é o salario de um politico no Brasil. Ganham muito pra fazer quase nada e ainda roubam descaradamente do povo brasileiro.

  38. ELDER H DE SOUZA

    30 de outubro de 2018 em 23:07

    Ele falou isso por causa de João Gular, quem decretou isso, como:
    “coisa de comunista brasileiro”; mas a forma como se paga aqui no brasil é injusta, o patrão sempre ganha algumas horas a mais no final do mês, então o decimo terceiro acaba compensando! sacanagem foi o comunista chamar isso de gratificação natalina!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo