Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Mulher filmada batendo no filho morreu degolada?

Falso

Mulher filmada batendo no filho morreu degolada?

É verdade que a mulher flagrada batendo em uma criança no sofá foi capturada e degolada pela população? Será que isso é verdade ou farsa?

O vídeo de uma mulher batendo em um bebê foi bastante compartilhado no Facebook no começo de novembro de 2016 por muitos usuários enfurecidos com a brutalidade das cenas e pedindo pras autoridades tomarem providências. No vídeo, a mulher (que seria nordestina) espanca um bebê, irritada com o choro da criança!!!

Acontece que, algumas semanas após esse vídeo se tornar famoso na web, surgiu a notícia afirmando que essa mesma mulher havia sido encontrada pela população que teria resolvido fazer justiça com as próprias mãos, degolando a agressora de bebês!

A história vem acompanhada da foto de uma mulher morta, com o pescoço cortado!!!

Será que isso é verdade?

Mulher que espancou criança foi encontrada morta com um corte profundo no pescoço! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Mulher que espancou criança foi encontrada morta com um corte profundo no pescoço! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdadeiro ou falso?

Essa notícia é uma invenção criada em cima de outra notícia falsa. Nesse caso, são duas e-farsas: A primeira, é que a mulher flagrada batendo na criança seria brasileira e a segunda é que ela teria sido morta!

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Na verdade, a agressora foi identificada como Aygul Kozhabaevna, que foi presa após ser filmada agredindo seu próprio filho porque, segundo ela, o bebê não parava de chorar. As cenas foram gravadas na cidade de Almaty, no Cazaquistão, em agosto de 2016. Ela estava a passeio na casa de um amigo, que fez a gravação.

Ou seja, ela não é nem brasileira!

Quanto à imagem da mulher morta e com o pescoço cortado, trata-se de um caso ocorrido em 2010, como você pode ver aqui (cuidado! Imagens fortes!):

mulher_batendo2

Mulher foi morta pelo marido em 2010!

Conclusão

A mulher que aparece em vídeo espancando uma criança não é brasileira e não foi morta com um corte profundo no pescoço!

*com a colaboração de Riomar Bruno

Continue lendo
13 Comentários

13 Comments

  1. Lucas

    23 de novembro de 2016 em 23:04

    Ja ouvi dizer também de uma que o homem filmou um cara espancando um cachorro com um pé de cabra e depois foi morto por 300 pessoas em curitiba (parana)

  2. Alan Souza

    24 de novembro de 2016 em 8:36

    Pra variar, os autores da farsa divulgam vídeo falso, atribuindo à agressora ter nascido no Nordeste – como se só lá existissem pessoas violentas. O preconceito com o Nordeste é infinito!

    • Douglas

      24 de novembro de 2016 em 9:46

      Sim, o preconceito contra o Nordeste é infinito porque uma pessoa mal caráter inventou uma notícia falsa.
      Aposto que se fosse no Sudeste, você não estaria reclamando dessa parte

      • Alan Souza

        27 de novembro de 2016 em 23:40

        Aposte à vontade. Adoro ver os outros apostar pra perder…

    • JESSÉ

      25 de novembro de 2016 em 11:48

      Em nenhum momento a Noticia-Falsa esta dizendo que no nordeste só existem pessoas violentas.

      Quem está sendo preconceituoso é vc em ter levantado essa questão, da qual não foi o foco da noticia-falsa.

      Digamos que se a noticia fosse verdadeira, e que realmente essa mulher fosse nordestina. Então de acordo com o seu ponto de vista o autor da notícia deveria de omitir a regionalidade da mulher para não caracterizar xenofobia?

      • Alan Souza

        27 de novembro de 2016 em 23:42

        Você não aceita um comentário contra o preconceito, quer impor sua visão, e eu é que sou preconceituoso. Vai entender…

  3. Lidia

    24 de novembro de 2016 em 12:03

    Gente, acredito que o autor (Riomar ou o próprio Gilmar) se referiu ao Nordeste porque a notícia — digo, pulha — circulou (pelo menos chegou até mim) tanto como se tivesse ocorrido no Nordeste, como se a agressora fosse nordestina e estivesse em visita fora da região de origem. Sim, existe discriminação contra nordestinos em várias partes do país, mas também existe discriminação no Nordeste, principalmente contra sulistas e sudestinos. 🙁

    Quanto à frase “ela não é nordestina e tampouco brasileira”, na verdade, a forma correta seria “ela não é brasileira, tampouco nordestina”, já que, neste sentido, a palavra ‘tampouco’ faz um reforço negativo à primeira parte, ao trecho antes dela. Dizer que a espancadora não é nordestina não quer dizer, automaticamente, que não seja brasileira, pois o Brasil não se limita ao Nordeste. Mas não ser brasileira significa, automaticamente, por exclusão, não ser nordestina. É como dizer “todo brigadeiro é doce, mas nem todo doce é brigadeiro”. 😛

    Outra maneira de colocar “ela não é brasileira, tampouco nordestina” seria “ela não é sequer brasileira, quem dirá nordestina”. Também, não se usa ‘e’ antes de tampouco, mas vírgula ou ‘nem’ (“ela não é brasileira, nem tampouco nordestina”), para reforçar a negativa. 😉

    • Gilmar Lopes

      24 de novembro de 2016 em 13:09

      Pronto! Removi o trecho sobre a nordestina na frase! Agora resumi apenas para “ele não é nem brasileira”!

      Valeu pelos toques!

    • average car insurance rates in Jonesborough TN

      22 de fevereiro de 2018 em 19:19

      Rooo ce que c’est cruel à la fin. On attend les sorties d’octobre avec impatience. Mais vu les bonnes choses déjà sorties, on peut s’attendre au meilleur^^Par contre tu ne parles pas de N.?

    • auto acceptance insurance Chillicothe OH

      22 de fevereiro de 2018 em 19:22

      I been to this place once for the fish noodles, quite good. Didn’t know they had such a good dinner menu. That tofu looks absolutely delicious.

  4. ANDRÉ ROSALVOS

    24 de novembro de 2016 em 16:42

    Pessoas no Cazaquistão dizem “te acalma, te acalma”, como a mulher do vídeo? Acho que, se não for brasileira, é de algum outro lugar do mundo onde se fala português…. :/

    • Douglas

      24 de novembro de 2016 em 22:19

      Já parou pra pensar se for uma frase na língua deles que soa como isso?

  5. Ricardo

    21 de março de 2017 em 15:13

    Puxa vida , por quê será que tem gente que não presta atenção na notícia antes de compartilhar né? A Mulher não é nem do Brasil!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo