Pesquisador descobre que a fosfoamina cura câncer! Será?

Share Button

Uma descoberta feita por um químico aposentado promete curar o câncer com o uso de uma substância simples de ser produzida! Será verdade isso?

No dia 26 de agosto de 2015, uma reportagem mostrou que o químico Dr. Gilberto Orivaldo Chierice acredita ter descoberto a cura para o câncer com uso de Fosfoetanolamina sintética (fosfoamina) e que essa substância só não está à venda por causa da burocracia do país causada pela ANVISA.

Será que isso é verdade? Finalmente foi descoberta a cura para o câncer?

Químico aposentado acredita ter descoberto a cura para o câncer! Será? (foto: Reprodução/Facebook)

Químico aposentado acredita ter descoberto a cura para o câncer! Será? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdadeiro ou falso?

O Dr. Gilberto Chierice é um químico aposentado que tenta há anos fazer com que as suas pesquisas sejam transformadas em um medicamento para a cura do câncer. Seu currículo mostra que ele é mestre e doutor pela USP, o que lhe dá confere uma certa credibilidade em seus estudos. No entanto, na entrevista que ele deu para o G1 podemos perceber que Gilberto apenas acredita que encontrou a cura para o câncer, o que é muito diferente de provar que descobriu a cura!

Conforme mostrou o professor (e também químico) André Carvalho, do Ceticismo.net, a entrevista do pesquisador é repleta de “eu acho”, “eu creio”, “eu acredito”. Sabemos que na Ciência não há espaço para achismos e, principalmente em se tratando de saúde, é preciso provas concretas de que algo assim realmente funcione para que possa ser vendido para a população.

A pesquisa do doutor Gilberto Chierice chegou a ter publicações científicas, mas as conclusões dos artigos não são nada promissoras. Na revista Anticancer Research, por exemplo, o artigo publicado foi “Anticancer effects of synthetic phosphoethanolamine on Ehrlich ascites tumor: an experimental study” (Efeitos anticancerígenos da fosfoetanolamina sintética no tumor ascítico de Ehrlich: um estudo experimental) e a a conclusão do trabalho foi apenas esse:

“Este estudo sugere que a fosfoetanolamina sintética é um potencial remédio anticâncer”

Ou seja, uma conclusão nada conclusiva e é preciso termos cuidado com isso!

Só porque um artigo foi publicado em uma revista científica não significa que ele foi aprovado e que o seu conteúdo é válido. O legal da Ciência é que tudo o que é afirmado deve ser provado para ser aceito.

O oncologista Felipe Ades explica em seu site as razões pelas quais a fosfoamina não pode ser considerada um medicamento para a cura do câncer. Segundo o doutor Ades, a fosfoetanolamina só foi estudada em laboratório e nunca houve estudos em pacientes com câncer.

O gráfico abaixo mostra as fases pelas quais a substância deve passar até se tornar um medicamento que possa ser vendido no balcão das farmácias (o que demora anos). A fosfoetanolamina não passou da primeira fase, ficando apenas na pesquisa de laboratório:

Gráfico mostra as fases de uma pesquisa científica para a produção de um medicamento! (reprodução/)

Gráfico mostra as fases de uma pesquisa científica para a produção de um medicamento! (reprodução/Felipe Ades)

Afirmar que uma substância matou células cancerígenas em laboratório é muito diferente de se provar que isso funcione também dentro do organismo. As diversas fases de testes são justamente para determinar se o medicamento é mais tóxico ou menos tóxico do que a própria doença.

Um bom exemplo disso é a água sanitária, que no laboratório mata todas as células com câncer, mas se for injetado na veia do paciente mata o coitado na hora!

Aqui nesse link você pode ver mais detalhes sobre as fases de pesquisa para a produção de remédios.

Não existe “o” câncer

Conforme podemos verificar em diversas publicações na web, não existe apenas um tipo de câncer e, por isso é quase impossível que seja desenvolvido apenas um único remédio para todos os tumores!

O pesquisador da fosfoamina afirma que muitas pessoas foram curadas por esse “remédio”, mas não há nenhum estudo feito a respeito. Não se sabe (nem mesmo ele, que pesquisou, sabe) quantas pessoas foram curadas (e quantas não se curaram) ou quantas até morreram por deixar de lado o tratamento convencional para se tratar apenas com esse comprimido. Como o próprio G1 mostrou aqui nessa outra reportagem, nem todas as pessoas “tratadas” com esse “remédio” notaram melhora na saúde e algumas até pioraram.

A máfia da indústria farmacêutica

Muitas publicações sugerem que o químico que pesquisou o uso da fosfoamina no combate ao câncer só não conseguiu a autorização para produzir o remédio por causa da tal máfia das indústrias farmacêuticas, que estaria boicotando o doutor para continuar lucrando com tratamentos do câncer (ao invés de curar a doença de vez). Mas cabe um esclarecimento aqui:  

De acordo com o Instituto nacional do Câncer, foram registrados 14 milhões de novos casos de câncer no mundo em 2012 e estima-se que até até 2030 haverá mais de 21 milhões de pacientes com câncer no mundo.

Imagina um mercado desse tamanho para a indústria farmaceutica!

Supondo que uma caixa de comprimidos com a cura para o câncer fosse vendida por R$ 500 cada e que apenas 40% desses pacientes pudessem comprar, a “famigerada máfia da indústria do remédio” lucraria cerca de 2,8 bilhões de reais por ano!!!

Acreditem, eles lucrariam muito (mas muito mesmo) mais com a cura do câncer. Afinal, todo ano são milhões de novos pacientes!

Além disso, a empresa que tiver a patente da cura do câncer terá sua marca reconhecida mundialmente e, por consequência, suas ações irão disparar, aumentando em muito os dividendos entre seus acionistas. Os ganhos iriam ser inestimáveis!

Atualização 02/09/2015

No dia 1º de setembro de 2015, a Fundação Oswaldo Cruz fez uma publicação no site da instituição explicando que o medicamento feito a partir da substância química fosfoetanolamina, apresentado como uma alternativa terapêutica para diversos tipos de neoplasias (câncer) por cientistas do Instituto de Química da Universidade de São Carlos (USP), ainda necessita de uma série de estudos para ser considerado eficaz ou seguro para o uso clínico.
A Fiocruz também esclareceu que, em novembro de 2013, a Vice-presidência de Produção e Inovação em Saúde da Fundação realizou uma reunião com a equipe da USP para conhecer o projeto de desenvolvimento do medicamento, mas o grupo manifestou a intenção de identificar um laboratório para a produção, em escala industrial, das cápsulas contendo o sal de etanolamina, que já teria sido utilizada em pacientes com diversos tipos de neoplasias e teria apresentado resultados bons resultados.
Ainda, sobre a patente da substância, a Fiocruz destacou que não realizou o pedido da mesma aos pesquisadores da USP e que esse não é o procedimento administrativo necessário para a realização dos estudos em questão.
O texto completo pode ser lido aqui!

Fim da atualização 02/09/2015

Atualização 14/10/2015

No dia 13 de outubro de 2015 a Universidade de São Paulo (USP) emitiu uma nota de esclarecimento a respeito dessa polêmica envolvendo o nome da instituição. Com o título de “Fosfoetanolamina não é remédio”, a entidade explica que, por liminares judiciais, a Universidade foi obrigada a fornecer o produto para os que a solicitam, mas:

“Essa substância não é remédio. Ela foi estudada na USP como um produto químico e não existe demonstração cabal de que tenha ação efetiva contra a doença: a USP não desenvolveu estudos sobre a ação do produto nos seres vivos, muito menos estudos clínicos controlados em humanos. Não há registro e autorização de uso dessa substância pela Anvisa e, portanto, ela não pode ser classificada como medicamento, tanto que não tem bula.”

A USP afirma ainda que compreende a angústia de pacientes e familiares acometidos de doenças graves, mas que o uso de “fórmulas mágicas, poções milagrosas ou abordagens inertes” podem ser ainda mais prejudiciais ao interessado!

Alem disso, adverte a universidade, os pacientes e seus familiares aflitos se convertem em alvo fácil de exploradores oportunistas.

O IQSC também se pronunciou

O Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da Universidade de São Paulo (USP) também veio a público para esclarecer que a substância fosfoetanolamina foi estudada de forma independente pelo Prof. Dr. Gilberto Orivaldo Chierice, que já foi ao Grupo de Química Analítica e Tecnologia de Polímeros e, atualmente está aposentado.

O IQSC explicou também que não dispõe de dados sobre a eficácia da fosfoetanolamina no tratamento dos diferentes tipos de câncer em seres humanos e que está produzindo e fornecendo a fosfoetanolamina em exclusivamente para atender a demandas judiciais individuais, mas que a substância não acompanha bula ou informações sobre eventuais contraindicações e efeitos colaterais.

Fim da atualização de 14/10/2015

Atualização de 03/11/2015

De acordo com matéria publicada no dia 02/11/2015, no site do Jornal O Globo, o Ministério da Saúde comunicou a criação de um grupo de trabalho para estudar a eficácia do uso dessa molécula. Seis grupos de pesquisa do país na área de fármacos e medicamentos irão se aprofundar ons estudos da fosfoetanolamina como remédio auxiliar no combate à doença. O governo não forneceu um prazo para o término dos estudos!

Fim da atualização de 03/11/2015

Conclusão

É preciso muito cuidado em relação a todas as promessas de curas para doenças graves com substâncias simples. Houve mesmo uma série de testes envolvendo o uso de fosfoamina no combate das células cancerígenas, mas o estudo foi feito apenas em laboratório (in vitro) e nunca passou para a fase de testes em animais e/ou em humanos.

Correção: Conforme foi bem observado por diversos leitores atentos, a pesquisa com a fosfoetanolamina foi testada em camundongos para um tipo específico de câncer, como podemos ver nessa pesquisa feita pelo doutor em Microbiologia Átila Iamarino:

 

Share Button
Conspirações, Saúde
, , , , , , , ,

Comente pelo Facebook

356 comentários

    • Claudiomar

      Pergunto, porque ninguém noticia sobre a polícia prender os supostos estelionatários, haja vista que existem DEPOIMENTOS de pessoas, conhecidas dos pesquisadores, que teriam melhorado com o tal produto?? Estranho haver somente notícias descredenciando as afirmações dos pesquisadores e nenhuma informações sobre prisões das testemunhas, já que alguem estaria ganhando dinheiro ilicitamente. Parece que as coisas não são o que parecem. Se alguem está afirmando que houve melhora com o produto e as “autoridades” não confirmam ou desmentem, então há crime. Porque não há nenhuma notícia sobre investigação policial ???????

      • Adriana veras

        Eu fiz um tratamento contra C.A de mama há três anos e esse é um dos cânceres mais estudados. Li uns dois depoimentos nesses links de escritórios de advocacia e esses depoimentos estavam bem contraditorios, características, diagnóstico estavam bem fora do que ocorre de fato…questionei e as supostas pacientes nunca responderam…aagora não vi nenhum depoimento acompanhado de biópsias, exames parecer médico

    • Marco Túlio

      É uma FILIAL porque é um site de NEO ATEUS TODDYNHOS “REPRESENTANTES DA SCIENCE”.

      Resposta óbvia e simples, você mesmo pode tirar suas próprias conclusões.

    • Cesar, desculpa usar o seu comentário pra fazer uma pergunta mas é que é o do topo da lista; então, a pergunta é a seguinte:

      Se o e-farsas desmascara farsas de diversos sites e publicações, me deu uma curiosidade de perguntar quem desmarscara as farsas do e-farsas?

      No caso desta reportagem, ao meu ver, se aplica perfeitamente.

      • Gilmar Lopes
        Author

        O E-farsas está aberto para quem quiser contestar. A ideia é essa mesmo, que o leitor passe a questionar tudo o que vê na internet, inclusive o que lê no E-farsas.
        Não somos os donos da verdade e nunca tivemos essa pretensão. Pedimos que os leitores bebam de outras fontes, pesquisem e sempre questione antes de repassar desinformação pela rede.

        • Euller

          Olá Gillmar Lopes… Veja o link que deixo junto à esta mensagem, pois um jurista mostra que o “medicamento” vem sendo pesquisado à mais de duas décadas, e já foi testado em mais de 800 pessoas e mostrando boa eficácia… Ai me pergunto… O por que a ANVISA não libera o medicamento…? Isto sim é uma mostra de que há sim interesses por traz…

          http://caiogf.jusbrasil.com.br/noticias/234312566/fosfoetanolamina-sintetica-a-chance-de-cura-do-cancer-negada-pelo-estado

        • Rodnei

          Quanto ao faturamento que teria a industria farmaceutica Doutores, vcs tem ideia de quanto custa uma sessão de quimioterapia? Vocês sabiam que tem sessoes quimio que chegam a custar até 100 mil reais cada sessão? Visitei um instituto de oncologia, onde só o medicamento para uma sessão custava 96 mil reais…. ou seja, vocês ainda acham que com o comprimido a 500 reais eles ganhariam mais? Pesquisem mais sobre isso…

        • Armando

          Caro Gilmar, realmente chegou a hora de questionarmos a postura do e-farsas. É claro que não sabe, mas já utilizei suas avaliações muitas vezes, como forma de endossar uma conclusão e tentar brecar o alastramento de boatos que induzem os internautas ao erro. É um trabalho importante, porém, como no caso do Dr. Drauzio Varella, colocou sua credibilidade em dúvida. Jamais poderá negar aquilo que ironizou com o título de “A máfia da indústria farmacêutica”, pois qualquer criancinha sabe que isso não é lenda. Sua avaliação econômica sobre o interesse da indústria farmacêutica numa possível cura do câncer, chega a ser patética. Os números da receita com quem nunca é curado, por ter sido classificado como portador de uma moléstia CRÔNICA, é muito maior, sem comparações. Não levou em conta que os pesquisadores não cumpriram algumas etapas simplesmente por tentarem manter a patente em mãos não ambiciosas, sem lucrarem com isso, muito ao contrário. Os testemunhos de pessoas que comprovaram a eficácia, é enorme, inclusive de entes queridos, porém, graças a atitudes irresponsáveis como essa sua, muitos provavelmente não viverão tempo suficiente para conhecer o desfecho desse embate. Valeu a pena mais esse minutinho de fama? Está livre da doença, ou seus entes queridos, ou vão ter de procurar a substância às escondidas? Cara, dessa vez você foi inconsequente. Busque mais subsídios, veja o lado humano da questão. O que fizeram com a imagem dos pesquisadores é cruel, e aposto que vão ter sérias consequências, ou no país da impunidade, ou em outro plano.
          Respostas como o que usara “Ganhos vitalícios? Qual é a vantagem em deixar um paciente morrer?”, são infantis, descaradamente ridículas. Repito, qualquer criança sabe que ninguém morre de um minuto para o outro com essa doença. Pode até detectar muito tarde, mas normalmente, a quantidade de pessoas e indústrias que lucram com a mesma, por um bom tempo, é monstruosa.
          Sinceramente, gostaria que pesquisasse mais o assunto e adicionasse novos “pontos de vista”.

          Ah, e por falar em crueldade, imparcialidade etc, a conclusão de sua “avaliação” é acompanhada do box com:
          Realização: Roche, Johnson&Johnson, Medical Brasil
          Apoio: ABRAPRECI, New Content.

          Precisamos de seus serviços, o parabenizo pela iniciativa e pelo sucesso, mas gostaria que tudo fosse feito com credibilidade, com imparcialidade, com lisura. Grato.

          Como vc pode questionar o que um Adm. de Empresas e profissional de TI com mais de 30 anos de experiência na área, teria a ver com o assunto, que apesar de estudar muito sobre questões relacionadas à saúde, não tem formação na área, então segue o link de alguém que creio merecer credibilidade.

          http://www.esquerda.net/artigo/farmac%C3%AAuticas-bloqueiam-medicamentos-que-curam-porque-n%C3%A3o-s%C3%A3o-rent%C3%A1veis

          “As farmacêuticas bloqueiam medicamentos que curam, porque não são rentáveis”
          O Prêmio Nobel da Medicina Richard J. Roberts denuncia a forma como funcionam as grandes farmacêuticas dentro do sistema capitalista, preferindo os benefícios econômicos à saúde, e detendo o progresso científico na cura de doenças, porque a cura não é tão rentável quanto a cronicidade.

          • Gilmar Lopes
            Author

            Boa sorte nas suas pesquisas e o E-farsas incentiva o questionamento e o pensamento crítico.
            Agora é preciso deixar claro que inconsequente mesmo é recomendar um medicamento que nem é um medicamento para pessoas que estão desesperadas por uma cura sem nem saber quais são os efeitos dessa substância!
            Já perdi amigos pra essa doença terrível (amigos jovens, inclusive) e muitos deles até tentaram tratamentos alternativos sem sucesso, infelizmente!
            O próprio dr Drauzio perdeu um irmão para o câncer. Não acredito que ele tenha deixado o próprio irmão morrer só por causa do lucro.
            Acredite: A empresa de descobrir a cura para o o câncer (isso se houvesse apenas um tipo de câncer) vai ficar multibilionária. Imagine só as ações dessa empresa, como subirão no mercado…

          • Naherty Estevam

            Não existe um único tipo de câncer, mas todos têm algo em comum – a disfunção mitocondrial que leva ao crescimento acelerado.

            Esse bordão de “não existe um único tipo de câncer, logo o câncer não pode ser curado” é papo de vendedor de quimioterapia. Alias, Dráuzio Varella é oncologista e ganha dinheiro aplicando quimioterapia em sua clínica em frente ao Sírio Libanês.

            É muito inocência MESMO achar que a cura do câncer é mais rentável do que a situação hoje. Muita inocência. Um paciente de câncer é uma máquina de fazer dinheiro. As sessões são caríssimas (de 10.000 a 100.000 reais) e o paciente tem que arcar com uma série de medicamentos adicionais, todos caríssimos (injeções de granulokine para subir a imunidade, anfibióticos, antiflamatórios, etc.), quando não continuar tomando um monte de remedies todos os dias para o resto da vida.

            A má-fé do artigo é escancarada quando vemos que o autor não se importou em nenhum momento sequer em explicar o funcionamento da fosfoetanolamina. Se limitou a atacar infantilmente os pesquisadores (cientistas de verdade, gente que estudou o assunto e foi pra faculdade fazer pesquisa, ao contrário do autor, que pesquisa videos de ETs no Youtube).

          • Fernando Porro Ferrari

            Concordo plenamente com seu comentário.uma pesquisa de vinte anos e ele é tratado como um aventureiro tem algo errado AI!

        • Lucas Sousa

          Olá Glmar Lopes, bom dia. Gostaria de sua resposta sincera a uma pergunta: Caso você tivesse acesso a essa substancia você daria para um familiar seu que estivesse com câncer, por exemplo seu pai?

          • Gilmar Lopes
            Author

            Eu daria até gasolina de avião se me dissessem que cura, mas não deixaria de lado o tratamento convencional!
            Também , seria muita irresponsabilidade minha incentivar o uso de “medicina alternativa” em um site de tanta visibilidade e credibilidade como o e-farsas, né?

        • Eugênio lima

          Boa noite,
          fazendo um pequeno comentário quando você diz ”que não é o dono da verdade eu prometo não acessar mais esse site que há meu ver é a maior farsa do século XXI. E ficar desmerecendo cientistas/pesquisadores brasileiros e batendo palma para Obama que vai gastar milhões de dólares para descobrir a cura do câncer. Isso só significa que alguém, e isso não é farsa, já roubou a fórmula é deu de presente para os gringos. E você perde tempo em alimentar com informações inúteis o nosso povo. Palavra NÃO ACESSO MAIS ESSE SITE.

        • ana

          Seria bom se pesquisasse e colocasse o outro lado da moeda. Mais elegante! Tem muita matéria boa sobre o assunto. Cuidado do IG e Drauzio. Eles esorregam…. Hoje em dia Domingo Espetacular dá um banho no Fantástico. Parabéns a Record! Logo o Império Global ruirá. Não dá para aceitar num Pais sério, uma família ligada a comunicação ( e portanto ao achaque/chantagem ) possa ser a mais rica ( na soma dos seus sobrenomes ).

        • DIOGO

          SOBRE O QUE DISSE REFERENTE AO LUCRO DE 2 BILHOES,ELE DIMINUIRIA COM O TEMPO,E COMO A FORMULA É MAIS BARATA E ”DEFINITIVA” ,PERDERIAM MTO DINHEIRO E INVESTIDORES,ENTRETANDO MANTER O USO CONTINUO DOS MEDICAMENTOS ATUAIS DE PREÇO ELEVADO,LUCRAM MAIS.SE VC PODE VENDER ALGO QUE A MESMA PESSOA TERA A NECESSIDADE DE COMPRAR DE NOVO ,É MAS VANTAJOSO,E VALE RESSALTAR Q NOS DIAS DE HJ AS PESSOAS SAO MTO CAPITALISTAS,E O OBJETO E META DAS INDUSTRIAS É SEMPRE O LUCRO

          • Gilmar Lopes
            Author

            Enquanto isso, as pessoas continuam usando esses “remédios” que não funcionam, né?

      • E você é um puro favelado usuário de facebosta que só usa Internet pois fez gato da Internet do traficante que manda aí na tua favela.

        Maldita inclusão digital!

  1. Sócrates

    A matéria ia bem, até argumentar contra o potencial financeiro de se manter as pessoas doentes. É estúpido achar que qualquer entidade com fins lucrativos prefira um grande ganho ESTÁTICO a ganhos VITALÍCIOS! Isso não acontece nem em pequenos varejos, nem em grandes indústrias de ramo nenhum!

        • Fernando

          Quem viu a reportagem, viu o testemunho de pessoas praticamente curadas, da senhora desenganada pelps medicos em. Menos de um mes querendo capinar o quinta, vc a receberam qto p fazer essa matéria?

      • Naherty Estevam

        Você não entendeu. Um paciente de câncer que faça tratamentos paliativos é uma fonte de dinheiro para a indústria farmacêutica. Ele pode ficar décadas sendo obrigado a comprar e tomar medicamentos todos os dias. Um paciente curado, evidentemente, não é conveniente para quem faz dinheiro tratando doença. Isso é algo tão óbvio que é difícil acreditar que você não tenha sido capaz de chegar a essa conclusão.

        • Mateus

          Por isso a malvada industria farmaceutica não cura nenhuma doença, todas são apenas tratadas de forma paleativa, como o cancer com a quimioterapia. Só que não, né? A malvada industria farmaceutica lhe fornece remédio para sarar praticamente todas as suas doenças, algumas poucas são as exceções, como o câncer e o HIV.
          Quimio é uma cura, muitas pessoas são curadas, até porque muitas vezes a quimio é utilizada para combater o resto do cancer apos uma retirada cirúrgica, quando tal cirurgia é possível. Acontece que tem efeitos negativos muito grandes, muito notáveis, pois a radiação também atinge as células saudáveis, isso, ás vezes, acaba matando antes de curar. Além disso, existem muito tipos de cancer e eles não se comportam da mesma forma, tanto que uma vez curado de um cancer, você deve fazer exames de rotina por alguns anos (5 anos, se não me engano) para ter certeza que o cancer não vai voltar.

          • Donna

            Apenas um adendo: a “malvada indústria farmacêutica” pode ter posturas extremamente antiéticas para manter seus lucros, mas não é esse o caso, tanto no caso da AIDS quando Câncer é de fato muito mais vantajoso ter uma pílula mágica e vendê-la caro. O grande problema tanto da AIDS quanto do câncer, é que não existe “a” AIDS, nem o “o” câncer, essas doenças possuem muitas formas diferentes o que torna difícil a cura através de um único medicamento. Além do mais, me pasma o fato de ninguém fala da “malvada indústria farmacêutica” quando o assunto automedicação, ou testes antiéticos em pessoas e animais, mas é só falar de câncer e homeopatia e o povo pira…

      • Renato Cardoso

        Depende de quanto tempo ele demorar para morrer. Se o câncer matar em um dia, prejuízo total. Se matar em meses ou anos – períodos muito comuns, os lucros seriam astronômicos. Só que não seriam; eles SÃO astronômicos.
        Há mais casos de medicamentos que, uma vez tendo suas patentes vendidas para laboratórios, NUNCA vieram ao mercado.

      • Fabrício Casavéchia

        Gilmar seu comentário para na parte “Imagina um mercado desse tamanho para a indústria farmacêutica!” foi ridículo meu amigo!!! Pro N motivos:

        – Essa substancia, a Fosfoetanolamina, nem arranharia o valor de R$ 500 é um composto elaborado a partir de outras substancias encontradas em produtos de dona de casa! A industria farmacêutica venderia esse “medicamento” por menos de R$ 20 e ainda assim teria um lucro monstruoso.
        – Eu trabalho em hospital especialista em câncer e minha esposa também, vejo gente se tratando e morrendo de câncer todos os dias e posso te afirmar com toda certeza do mundo que tratar um paciente de câncer é infinitamente mais lucrativo do que cura-lo. Como alguém disse num outro comentário, o paciente pode ficar em tratamento por décadas!
        – Mas nem precisaria disso…. Além dos tratamentos caríssimos como quimioterapia e radioterapia (que mais matam do que tratam) ainda tem os exames: iodoterapia, pet scan e cintilografia que são absurdamente caros, também tem as cirurgias para remoção de tumores e reconstituições (cirurgias plasticas) que também tem valores exorbitantes, o transplante de medula óssea, se você for fazer sem convênio médico lhe custaria uma bagatela de 480 mil reais!!!!! Sem falar dos medicamentos caríssimos que você teria que tomar para o resto de sua provável curta vida!

        E você ainda vem me dizer que seria mais rentável uma demasiada cura do câncer do que um tratamento!? Ou essa matéria realmente foi comprada ou você nos deu um show de ignorância!

        Existe uma probabilidade que bera aos 100% de que este professor de química e sua equipe realmente esteja sendo boicotado pra Anvisa e outros departamentos e olha que me considero uma pessoa bem cética e geralmente dou risada de supostas teorias da conspiração.

        • Roberto

          Fabricio, voce disse certo, manter o paciente e tomar tudo que ele tem sem esperança de cura só empurrando com a barriga, é o que a máfia faz, o povo tem que se unir , a comunidade médica que está trabalhando para o bem tem que se unir, juizes , advogados, politicos todos unidos para acabar com esse cartel de medicamentos….

        • Rodnei

          Visitei um instituto do cancer e conversei com uma farmaceutica que me disse que havia um paciente que estava fazendo um tratamento onde cada sessão usava um medicamento que custava 96 mil reais…96 mil reais por sessão…. e esses caras vem me falar que caixinha por 500 reais seria melhor pra eles kkkkk… piada

      • Luiz

        Caro Gilmar,

        A indústria tem fim lucrativo e não filantrópico.

        Não fosse assim, por que o governo brasileiro iria quebrar a patente de remédios contra a AIDS? O próprio laboratório responsável iria fornecer a preços mais em conta para não “deixar um paciente morrer”.

        Citando um caso totalmente oposto, porque a indústria de cigarros se manteve (e se mantém) durante anos fabricando um produto que sabidamente matava as pessoas?

        Não há provas de que esse medicamento cura o câncer, mas também não há provas do contrário pois ele simplesmente não foi testado! Pode ser uma farsa? Pode. Pode ser algo revolucionário? Também. Mas isso só vai se saber quando for posto à prova, e aí tem-se que se saber quem está mentindo nessa história, se o pesquisador, a universidade ou a ANVISA.

        Estou lendo um livro que cita o trabalho do Dr. Emil J. Freireich, que testou um tratamento diferente, que hoje é conhecido como quimioterapia. Ele sismplesmente foi ousado e testou a aplicação de medicamentos simultaneamente, atitude totalmente impensável na época haja vista os danos que essa ação poderia causar.

        Enfim, se você faz as coisas sempre da mesma maneira, terá sempre os mesmos resultados.

      • Giovani

        A verdade é que o tratamento contra o câncer é muito caro e dá muito dinheiro. Duas coisas me incomodam. Médicos ricos e médicos que não curam. Clínicas que faturam 200 mil dia agora irão tratar o câncer como dor de cabeça. Óbvio que haverá muita resistência contra essa substancia mas os testemunhos de curam se multiplicam a cada dia. Contra esses fatos não há argumentos. Chegou a hora, não tem volta. A substância age de forma simples e quem acaba curando o câncer é o nosso sistema imune. Lamentamos os que partiram por essa doença, mas temos que correr rapido para que nao partam mais ninguem. Vamos deixar nossas vaidades de lado.

      • Edu

        A vantagem de deixar um paciente morrer você diz Gilmar? o.O

        Sério? É óbvia a resposta..

        Remédio para o tratamento = muito mais tempo sendo usado, sendo consumido, médicos ganhando com o tempo que o paciente está em tratamento, etc… Quando não há reincidência, pois geralmente volta

        Remédio para a cura = paciente toma, se cura. Não precisa de um longo tratamento, não precisa de varios remédios durante um período grande

        Então custo de tratamento de câncer é altíssimo.
        E a cura é muito barata…

        E nos dias de hoje é melhor ganhar dinheiro a custo de vidas humanas, do que deixa-las viver e ir a falência…

        ISSO é REALIDADE… matéria tendenciosa essa… vocês devem estar tirando um por fora pra fazer isso.. porque tem muito mais fontes de pesquisas sobre o assunto, comprovando sua eficácia, num primeiro momento… enfim…

      • Nijayr

        Deixar morrer? Tá de brincadeira?

        Não é questão de deixar morrer, mas sim de beneficiar-se da cronicidade que a quimioterapia proporciona. Ou tu és muito inocente ou muito mal intencionado. Prefiro acreditar na primeira opção, por isso vou desenhar

        A fosfoetanolamina CURA em 9 meses de tratamento, em média. Há quem faça quimioterapia por DÉCADAS.

        Que tal uma aulinha de matemática básica pra entender que a fosfo pode ser a ruína de grandes laboratórios e investidores.

        Quimioterapia mais barata: R$ 7000 algumas vezes por mês, por anos seguidos= algumas centenas de milhares de reais.

        Fosfoetanolamina: R$0,10 por pílula ; 3 pílulas diárias; Por 9 meses (270 dias) = R$ 81,00

        Entendeu, ou vai ser necessário desenhar literalmente?

    • Tião

      Caro sócrates. Já viste qual é a “taxa de cura” pro câncer de acordo com a OMS. É viver 2 anos após “extintos os sintomas”. É ÓBVIO que a máquina da saúde quer deixar as pessoas doentes de propósito.

  2. maria

    Se o escritor do texto acima estivesse com câncer terminal, tomaria este remédio ou deixaria que os médicos lhe aplicassem a eutanásia assistida, ou seja, lhe enchesse de morfina até seu coração parar?

  3. Célia/RJ

    O autor desse artigo(Pesquisador descobre que a fosfoamina cura câncer! Será?) só esqueceu de mencionar que para as indústrias farmacêuticas começarem a produzir a fosfoamina sintética terão que esperar pelo menos 20 anos, conforme a Lei nº. 9.279/96 (Lei da Propriedade Industrial – LPI) para a quebra de patente. Até lá, haja prejuízos na ausência da comercialização dos demais fármacos paleativos para o câncer!

    • Octavio

      A industria farmaceutica lucra muito com as medicações e nao tem escrúpulos em retardar a pesquisa. Existem muitos casos documentados. Um exemplo simples é que quase nenhum laboratório pesquisa mais antibióticos porque toma-se 15 dias no máximo e se cura. Com isso milhares de pessoas morrem todos os anos de sepsis devido à resistência bacteriana e sem antibióticos novos isso vem piorando ano a ano a ponto de existirem infecções incuráveis hoje. A quimioterapia é a menina dos olhos da indústria, um tratamento de 3 meses com mabitera chega a 100 mil reais. E é um cliente potencial por mto tempo. Pesquisas em areas de cura virtualmente não existem, apenas tratamentos para controle da doença. É o mesmo que escolher entre vender uma lâmpada que nunca queima e uma que todo ano você tem que trocar. Trabalho nesse meio por isso conheço bem o negócio. Outro exemplo de como a indústria está preocupada com a saúde das pessoas é que de todo o investimento feito 80% é para propaganda, congressos, presentes para os medicos que mais receitam seus produtos, etc e apenas 20% é pesquisa. Quando se descobre uma substância, muitas vezes se descobre versoes menos eficazes também. Ó laboratório lança as versões menores, primeiro porque a patente dura 7 anos, depois quando os outros laboratórios puderem comercializar o medicamento, com preços menores eles lançam no mercado a versão original com melhores resultados clinicos e preço mais alto. Poderia escrever por horas aqui sobre o assunto.

      • Marcos

        Perfeito Octavio… É isso mesmo…
        Essa pesquisa feita na USP de São Carlos é séria e a falta de reconhecimento das autoridades acabam com anos de pesquisas e estudos…

        • Michel Pires

          Bom dia!
          No Mínimo este Gilmar é mais um comprado, ou mais um dono de farmácia que faz de tudo para não diminuir seus lucros com a desgraça alheia!!!!

  4. Como podemos ver no vídeo o Cientista tentou por diversas vezes contato com a ANVISA, MINISTÉRIO DA SAÚDE e outros órgãos, e não obteve sucesso para avançar com seu experimento, como que quer E-FARSA, que a CURA esteja totalmente concluída, sem apoio ele não vai conseguir, o papel dele ele fez, agora falta o governo ajudar!

  5. Thiago Abreu

    Olá,

    Discordo de alguns pontos de sua matéria. Uma busca no PubMed demonstra artigos com a fosfoetalonamina sintética em estudo in vivo, como por exemplo: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23516420, demonstrando seu amplo espectro de ação deste composto em células cancerígenas. Os artigos com este composto que surgem no PubMed possuem o Sr. Chierice como um dos autores.

    Outro ponto: você demonstrou o quanto as indústrias farmacêuticas ganhariam produzindo a cura. Agora, quanto elas ganham com os mesmos pacientes fornecendo os medicamentos que apenas prolongam sua vida, como acontece hoje? Isso você não demonstrou. Pra finalizar: para os seus cálculos, o que você considerou para obter um valor de capital ganho por ano, já que só forneceu valores totais de novos casos em 2012 e em 2030?

    Até mais! Continue com o bom trabalho.

      • Watson

        Por acaso não viu a matéria no G1 nãe pessoas desenganadas que utilizaram o medicamento tiveram significativa melhores. Então não pode falar que não foi testada em humanos.

        • Gilmar Lopes
          Author

          O próprio pesquisador não sabe quantas pessoas teriam se curado! Igualmente, não se sabe a quantidade de pessoas que não se curou. Isso não é teste.

          • Claudio

            Não posso esperar que um site de e-farsas esteja fazendo críticas a um trabalho científico de mais de dez anos e com uma total falta de responsabilidade. Para se criticar nesta área, precisa-se um mínimo de conhecimento. Isto é sério. Não é somente mais um espaço para mostrar o próximo HOAX da Internet. Precisa de respeito e um mínimo de responsabilidade para atacar artigos ou publicações desta natureza. Aqui não é o espaço correto para isto.

          • Naherty Estevam

            Endosso tudo que o Claudio disse. Você está sendo irresponsável. Se você mesmo admite não ter como saber quantas pessoas se curaram ou não, você não pode dizer se se trata de uma farsa ou não. É uma substância com potencial para combater o câncer. Só isso. Você só poderá dizer se funciona ou não com a regulamentação do mesmo. Chamar de “farsa” é charlatanismo, ignorância ou má-fé. Deixe a ciência pros cientistas.

          • Bruno Moreira Guedes

            Gilmar e demais participantes da discussão, primeiramente parabéns pelo site, e pelos argumentos do pessoal que está participando. Agora vamos ponderar um pouco tudo que está sendo dito.

            Primeiramente, tenho que concordar com o Gilmar em um aspecto: um EXPERIMENTO é válido se, e somente se todas as variáveis envolvidas puderem ser controladas. E é fato que o que foi feito AINDA não atinge estes requisitos.

            No entanto, classificar a afirmação de algo ainda em progresso como “FARSA” é um tanto pesado. Já imaginou se começarmos a taxar como “farsa” todo resultado de pesquisas em estágios iniciais? Bola fora!

            Não estou dizendo que a postura do senhor que coordenou a pesquisa foi correta, ao afirmar a eficácia e fazer testes em desacordo com os procedimentos médicos – afinal, ele não é médico.

            Mas é IMPOSSÍVEL DE IGNORAR que alguma coisa está errada em nosso sistema quando o sujeito: 1) desenvolve algo, 2) pesquisadores do Instituto Butantã fazem testes do que foi desenvolvido em organismos vivos e concluem que há potencial para o funcionamento em humanos (sim, o artigo do link do Gustavo menciona testes em ratos, se você olhar o artigo inteiro verá), 3) envia a um hospital para testes clínicos (vide matéria do G1, sobre o envio ao hospital de Jaú), 4) não recebe nenhum feedback do hospital, e 5) não encontra nenhum outro hospital disposto aos testes clínicos depois disso.

            Observe que a etapa 4 já denota que há algo muito errado acontecendo com relação a isso. De quem é a culpa? Não sei! Mas considerando o resultado em animais, não há justificativa para não haver o teste em humanos e pelo menos um feedback disso.

          • Gilmar Lopes
            Author

            Obrigado pela ajuda!
            Não sei se consegui me expressar direito, mas não disse que a pesquisa é farsa! O que estou tentando alertar aqui é que o tal comprimido que andaram distribuindo por Aí NÃO É a cura do câncer!

          • Bruno Moreira Guedes

            Gilmar, se me permitir a ousadia vou te dar um conselho de quem adora o site, e que evitará maus entendidos futuros.

            O site se chama e-farsas. Tudo o que estiver aqui, com uma matéria fazendo críticas será interpretado como farsa, mesmo que não seja exatamente o que queiras dizer.

            Sei que não tens culpa do critério superficial dos internautas, mas se eu fosse dar um chute, diria que 90% deles irá jogar o conteúdo da notícia no Google, ver o resultado do e-farsas listado, se desanimar e tomar aquilo como falso, fechando a janela de navegação sem nem sequer clicar. É o efeito colateral da credibilidade que tens na internet hoje (e eu acho isso muito legal, gosto muito do site). Não quero nem imaginar os percentuais de pessoas que fazem a leitura até o final, que compreendem o texto, ou que chegam a ter o tempo de ler os comentários para acompanhar esse desenvolvimento que estamos tendo aqui (que é parte importante da compreensão do todo da discussão), até por que não és responsável pela educação em nosso país, hehehe.

            Enfim, trago isso tentando ser construtivo, espero que não leve a mal, continuo adorando o site e sou teu fã. Só relembro que segundo o estudo dos pesquisadores do Butantã, o tal remedinho tem alto potencial de ser a cura do câncer, então dizer que “não é” é tão precipitado e perigoso quanto a postura do pesquisador ao dizer que “é” antes dos testes clínicos. Lembremos que este é um estágio bem inicial, mas que pouquíssimas pesquisas o atingem quando o assunto é câncer.

          • Gilmar Lopes
            Author

            Acontece que, às vezes, acabo descobrindo depois de horas (ou até dias) que aquilo é verdade e não vou jogar aquele trabalhão fora, né?

          • Yourick

            Na verdade Bruno, tecnicamente é uma farsa sim, pois eles vendem isso como um medicamento que cura o câncer, mas essa afirmação é duplamente falsa.

            Primeiro, como já dito o câncer não é uma doença só, mas um conjunto de doenças com alguns aspectos em comum, mas muitos outros aspectos bem diferentes, logo é farmacologicamente impossível que um medicamento cure ‘o câncer (pelo menos com a ciência atual), mas apenas algumas variações muito parecidos das diversas doenças categorizadas como câncer. Um exemplo simplório desta questão é quanto as vacinas contra gripe, que não é eficaz para todas as gripes.

            Segundo o medicamento não é só uma molécula sintetizada que o paciente ingere, sem me alongar muito, além dos estudos com a molécula contra as células neoplásicas, cobaias e humanos, é necessário um estudo da forma de administração desta molécula, o omeprazol por exemplo só pode ser ingerido em formato de capsula pois a qualquer contato com água ele já começa a degradar rapidamente, em quantos outros medicamentos só podem ser apresentados como capsulas, drágeas e etc, essa pesquisa é de suma importância para que o medicamento chegue a doença a ser tratada, esse estudo é feito exclusivamente por farmacêuticos e não foi feito neste caso, no final das contas essas cápsulas vendidas podem nem fazer efeito algum além de placebo.

            No final a fosfoamina é uma molécula inibidora de alguns tipos de célula específicos, portanto não é a cura ‘do câncer’ e muito menos é um medicamento. Logo, uma farsa.

        • Pedro

          Ele errou em dizer APENAS in vitro. Foram realizados alguns testes também em ratos. Porém, ainda está muito longe de se ter algum resultado em humanos. Não muda o objetivo do artigo.

  6. JESSÉ

    Gostei dessa parte da matéria.

    “Um bom exemplo disso é a água sanitária, que no laboratório mata todas as células com câncer, mas se for injetado na veia do paciente mata o coitado na hora!”

    hehehehehe

    • Luciana Nunes

      Esse comentário foi muito infeliz, visto que muitos pacientes estão fazendo tratamento com a substância e inclusive ganharam ações na justiça para continuar o tratamento. Houve curas. A comparação não poderia ser mais absurda!

      • Gilmar Lopes
        Author

        No entanto, estamos vendo somente os casos em que a melhora ocorreu sem levar em conta aqueles pacientes que não tiveram nenhuma melhora!
        Alguns casos podem ser considerados apenas como decorrência do efeito placebo.

        • Naherty Estevam

          “Alguns casos podem ser considerados apenas como decorrência do efeito placebo” – Meu Deus. Você tá falando de câncer, criatura, não de síndrome do pânico. Tumor não necrosa graças ao “efeito placebo”. Se um tumor desaparece, como ocorrido com vários pacientes que tomaram essa substância, é porque algum efeito efetivamente ocorreu.

          O simples fato de existirem relatos de cura deveria ser o suficiente pra você compreender o tamanho da sua irresponsabilidade. E essa frase sobre “efeito placebo” demonstra de forma cristalina que você não faz a menor ideia do que está falando.

          • JESSÉ

            Tbém existem relatos de cura do câncer por orações, cirurgias espirituais, oferendas à entidades. Isso quer dizer que as pessoas devem abandonar seus tratamentos convencionais para estes outros. Já que existem vários casos de comprovação de cura de câncer e outras doenças por estes métodos?

            Esse pessoal nos comentários estão muito acéfalos.

            Prefiro uma noticia real desanimadora do que uma noticia falsa e animadora.
            A verdade, por mais que não seja o que esperamos e queremos será sempre melhor do que uma mentira ou uma meia verdade.

            Existem muitas, diversas, pesquisas e pesquisadores tentando encontrar a cura para o câncer e outras tantas doenças. E no caso do câncer infelizmente ninguém ainda não chegou nem perto de achar uma real cura para o câncer.

            Prevenção por enquanto é o melhor “Remédio”, evitem substâncias que podem causar o câncer como o cigarro. E caso alguém venha a ter câncer, não dispense o tratamento convencional, mesmo que queira utilizar um tratamento alternativo (pois todos tem o direito de crer no que quiser) , não dispense o tratamento convencional.

        • ldkk

          1) Efeito placebo não se confirma em experimentos in vitro, muito menos em experimentos in vivo como está muito bem mostrado nos trabalhos! Cuidado com as afirmações não fundadas.

          2) Num dos trabalhos publicados pelo professor “Anti-Angiogenic and Anti-Metastatic Activity of
          Synthetic Phosphoethanolamine” a nova substância sintetizada pelos pesquisadores ( fosfoetanolamina) mostrou-se mais eficaz na redução de metastases do que um medicamento já presente no mercado (Sutinibe – Sutent, produzido pela pfizer). Este teste foi feito IN VIVO em animais de laboratório. Detalhe : Uma caixinha de 28 comprimidos deste Sutent custa entre 16.000 e 20.000 reais!!

          Cada um analisa, faça as perguntas e tire as conclusões.

          O fato é : A fosfoetanolamina (do Professor Gilberto) tem um grande e incontestável potencial para se tornar um medicamento anti-cancer. Isso vc não pode negar. Certamente te faltaria argumentos embasados para isso.

          Concordo com o comentário da pessoal que colocou o seguinte: O professor e os pesquisadores já fizeram a parte deles. A ANVISA e as autoridades tem que fazer a parte deles. É de se estranhar muito que eles não estejam fazendo. Será que a indústria farmacêutica está por trás disso?? cada um avalie e responda!

          Para concluir, eu penso o seguinte: Entre deixar um paciente em quimioterapias intermináveis sem resultados ou mesmo deixar o paciente terminal num tratamento paliativo até morrer é melhor tomar a Fosfoetanolamina.

        • camargo

          efeito placebo em câncer? vc quer dizer uma cura definitiva do câncer por auto convencimento do paciente que o medicamente está fazendo efeito?

          Vc já pesquisou o índice da OMC para a cura do câncer (todos os cânceres) através dos tratamentos convencionais e legais?

          se um paciente usando a fosfoetanolamina morrer, não estará se desviando muito do caminho do tratamento convencional e é muito importante levar em consideração, o que ainda não foi citado aqui, é que os pesquisadores querem terminar a pesquisa dentro dos critérios científicos e usando pacientes em fases terminais (mandados para casa para morrer) e que aceitem livremente a terapia. Em relação à patente, o que eles não querem é que o medicamento seja usado para enriquecer alguns e não chegar à população, ou que suma, o que é ainda mais comum.

          é um absurdo não se levar a sério o potencial de eficiência deste medicamento, comparado com o que encontramos no mercado.

          recentemente assisti uma palestra de um nome renomado da oncologia na odontologia (sou dentista) e é triste, muito triste, ver que a estatística diz que mais de 90% das pessoas diagnosticadas com essa doença vão morrer. Muito triste.

      • JESSÉ

        O que o seu comentário tem haver com o meu comentário querida?

        Eu to falando da água sanitária, se vc acha que a água sanitária salva do câncer comece vc a injetar água sanitária na veia.

        Em nenhum momento comentei a favor ou contra a tal “substância” que vc fala em seu comentário.

        Alias, nem da água sanitária eu to falando contra ou a favor, eu apenas achei essa frase da matéria engraçada.

        Do mesmo modo que agora eu to achando o seu comentário sobre o meu, engraçado. kkkkkkkkk

  7. Gustavo

    Há um aspecto bioquímico no câncer que pode ser visto como um fator que unifica o metabolismo de todas as células cancerígenas: o uso da glicogênese (quebra anaeróbica da glicose) como fonte de energia. Logo, a afirmação feita pelo site (“…não existe apenas um tipo de câncer e, por isso é quase impossível que seja desenvolvido apenas um único remédio para todos os tumores!”) não está respaldada no campo da bioquímica celular, uma vez que existe em todo e qualquer tipo de câncer uma extrema dependência desta via anaeróbica para obtenção de energia.

      • Rodrigo

        Cara, você sabe que esse medicamento age junto com o sistema imunológico? E que serve como um marcador apenas? E que a própria defesa do corpo ataca as células cancerosas? E que mesmo não havendo cura em alguns casos teve melhoras? E q existe vários exames comprovado a eficácia do medicamento? E que tem vários relatos e comprovações voltada a esse medicamento? Cara pesquise mais antes de chegar as suas próprias conclusões em um artigo…

      • floriano

        se esse medicamento não curou todos os pacientes que experimentaram,eu te pergunto e os convencionais curam???ou continuam matando milhares todos os dias?

      • alan

        Como você sabe, Você é Químico, físico, Oncologista, Pesquisador sobre o assunto ou coisa parecida? O problema da maioria das pessoas é que elas insistem em discutir sobre assuntos que na maioria das vezes desconhecem por completo. A inexistência da prova não é prova da inexistência, apesar de não ser o caso nesta questão até porque existem relatos abundantes de pessoas que afirmam através de exames que ficaram curadas através do tratamento com esta droga, em contrapartida é obvio que tem todo uma série de tramites científicos a serem seguidos para que se possa confirmar qualquer coisa a respeito da real eficacia do tratamento. Para concluir quero dizer que para quem esta em fase terminal afetado pela doença não faz diferença alguma se o medicamento faz ou não efeito, eu por exemplo não morreria sem tentar me salvar.

      • Nijayr

        Tu és formado em que pra afirmar isso?

        Se não for em alguma área biológica, tua afirmação não passa de uma falácia desprovida de conhecimento de causa.

        Provavelmente não sabe nem oque é uma mitocôndria é quer opinar em assuntos dos quais não tem o menor conhecimento.

        Desculpe-me, mas isso é sim é uma FARSA!

      • fernando

        Imagine só a quantidade de pessoas que morrem todos os anos através dos tratamentos convencionais!

        tomará q você tenha um câncer tratamento o tratamento convencional e morra. Enquanto isso alguém com o mesmo câncer que vc certamente pegara! irá ser curado através de tratamento com a fosfo.
        certemente será câncer de próstata, que é onde sua opinião
        Citada acima se enquadra. ou seja é tudo uma bosta, vc e esse e-farsas
        tenha uma morte lenta e dolorosa beijos

        • Gilmar Lopes
          Author

          Caramba! Foi forte essa, hein? É tipo uma praga que você está jogando em mim?
          Já comentei aí mais pra cima que se eu ter câncer um dia vou aceitar beber até gasolina de avião se me disserem que isso cura a doença. Agora, o que não posso é recomendar que as pessoas usem esses tratamentos que não funcionam.
          Quer ver um exemplo: Você sabe qual é a dose recomendada desse “remédio”? Um comprimido por dia? Um por semana?
          Ninguém sabe, porque não há testes a respeito!

          • Eu™

            Esse é o típico exemplo de “amor ao próximo”. Só que ao contrário.

            Famoso caso de argumentum ad hominem onde o indivíduo não possui nenhum embasamento sobre o que está sendo discutido, nenhum conhecimento, mas insiste em apresentar um ponto de vista… ofendendo o interlocutor.

            Típico comportamento apedeuta.

  8. Milton Crevelaro

    Não deixo de ler nenhum do seus artigos e só tenho que parabeniza-lo pelo seu trabalho profícuo em nos mostrar a realidade, mas às vezes você peca com o seu ceticismo, que é o caso desse estudioso. Essa máfia existe mesmo e não é somente nesse setor, pois para esses mafiosos, “quanto pior … melhor”. Não têm escrúpulos … não importam quantas pessoas irão morrer … o que importa a eles é um “superfaturamento” como comentaram alguns colegas acima. Precisamos dar mais credibilidade a esses estudiosos para que continuem com suas pesquisas em prol da humanidade. Gilmar, deixe essas pessoas trabalharem. Um comentário seu na rede social tem muito peso, a ponto de fazê-lo (espero que não) refrear suas pretensões. Que tal cuidar de outros assuntos, (que inclusive solicitei a você) e estes sim o POVO QUER SABER: 1 – Podemos realmente confiar nos RESULTADOS DAS URNAS ELETRÔNICAS ?; 2 – E NOS RESULTADOS DAS LOTERIAS DA CAIXA ? (Se quiser, repito a você, como fiquei desconfiado dos sorteios realizados aqui em Ji-Paraná (RO); e outros mais. Abraço

  9. Herbert R Santos

    Maria e outros,Estão certos. Só quem passa por isso sabe o que é não receber um medicamento por meros protocolos. O altor deste site, com certeza não teve esposa ou outro parente passando por esta doença. Vai morrer….Porque então não tentar?

    • JESSÉ

      Ninguém aqui ta sendo contra um medicamento que pode salvar vidas meu amigo, o que o Gilmar ta falando, é que as pesquisas que envolve este suposto medicamento revolucionário, não apresentou resultados estatísticos de cura satisfatório, para que se possa distribuir em farmácias para a população.

      Eu espero, e torço para que as pesquisas com essa “substância”, realmente passe por todos os testes e comprovações de cura desse mal, que é o câncer. E que chegue o mais breve possível para a população de forma segura e eficaz.

  10. Ravi

    Tudo bem, respeito a sua opinião e ponto de vista. Só acho que deveria ser imparcial ao apresentar as matérias no site. Uma coisa é analisar que o medicamento não passou por toda as exigências de um estudo científicos e tal. Mas pra ser imparcial não deveria nem defender ou tão pouco condenar, publicando como se fosse uma farsa. Se ainda não foi comprovado, também não pode ser classificado como farsa. E para emitir uma conclusão final sobre um assunto devemos primeiro considerar todos os fatores de ambas as partes.

  11. Otavio

    Antes de publicar essas bobagens, deveriam avaliar se existem casos de cura com o uso da fosfo. E não defender interesses de laboratórios. De fato existem inúmeros casos de pessoas que estão se curando e tendo boa qualidade de vida com uso da fosfo. O direito à vida está acima de qualquer interesse comercial e econômico de laboratórios e farmácias. Liberem logo o uso da fosfo para quem quiser utilizá-la. É isso que devemos lutar.

      • Naherty Estevam

        Certamente nada, já que não é um “remédio”, é uma substância desenvolvida por pesquisadores. Ela não é comercializada.

        É muito mais provável que você, sim, tenha sido pago por alguém pra escrever esse lixo.

        • erico

          Vc poderia então provar que o que está falando é verdade e que “alguém pagou o e-farsas para escrever esse lixo”.
          Já que disse que é mais provável, então prova aí.

      • André

        Essa pergunta derrubou toda s sua argumentação anterior. Você acha possível comparar o poder econômico desse cientista com o da indústria farmacêutica?
        Isso foi brincadeira, certo?

  12. Willy

    O ponto positivo é que o dito tratamento surtiu efeito para algumas pessoas. Entendo que não tenha apresentado resultado para todos, mas alguns obtiveram melhora e isso já é positivo. Aliás, se salvassem uma única vida, já teria sido muito positivo. Acho que merece atenção sim e deveria haver mais pessoas envolvidas nesse tipo de pesquisa. Como bem disseram, não deve-se abandonar o tratamento convencional, mas esse tratamento pode ser auxiliar, não acham?

  13. Paulo Gurgel

    Prezado Gilmar, acompanho o e-farsas há muito tempo e gosto muito dos seus textos, mas como pesquisador acredito que você foi muito infeliz na redação deste artigo em particular. Procurarei ser objetivo:

    Você comentou de placebo (nos comentários) e já viu algum estudo de placebo que reduziu câncer?
    Segundo (1), nenhum placebo causaria redução de um tumor. A substância em questão todavia já mostrou resultados positivos, em alguns casos, que seja, na redução de alguns tipos de tumores. Alguma ação positiva ela parece ter.

    Você cometeu grave ofensa aos pesquisadores ao afirmar que um estudo publicado não é aprovado ou tem seu conteúdo validado. Embora algumas revistas realmente pequem em sua qualidade, idealmente um estudo para ser publicado foi revisado por pares, pesquisadores e de reconhecido grau de conhecimento sobre o assunto, que concordam que o texto é suficiente, ou seja, concordaram com a hipótese, com os experimentos e com os resultados apresentados (adequados ao que foi proposto)

    Não só isso, nem todo artigo é a conclusão de um estudo, ainda mais em se tratando de um assunto tão complexo (na verdade nunca é, pois sempre é válido acrescentar informação nova). É comum que artigos preliminares, de trabalhos em andamento, porém bem fundamentados que mostrem indícios de resultados sejam aceitos para publicação. Isso permite que outros pesquisadores ampliem os estudos e corroborem ou refutem a hipótese proposta.

    A presença do artigo em seu site é pertinente, de fato ainda não podemos dizer que a cura do câncer foi descoberta. Tem muita pesquisa ainda a se fazer até que o medicamento possa ser finalmente registrado e aprovado. Porém seu texto foi, infelizmente, tendencioso a refutar os resultados científicos obtidos até o momento e não na linha do mero esclarecimento do estágio em que se encontra a pesquisa. Desta forma, foi um desserviço à sociedade, contra o esclarecimento que seu site tem por objetivo fazer.

    A relevância dos resultados até então apresentados é mostrar à comunidade científica, olha, continuem pesquisando essa substância pois ela parece muito promissora e tem potencial pra vir a se tornar um tratamento eficaz. Ainda mais, pode vir a ser concluído que é eficaz num determinado grupo de tumores, e em outro grupo, não.

    (1) http://www.cancer.net/navigating-cancer-care/how-cancer-treated/clinical-trials/placebos-cancer-clinical-trials,

    • Gilmar Lopes
      Author

      Concordo com grande parte do que diz, mas a ideia aqui não é desmerecer o pesquisador e, sim, a de alertar a população de que não é só porque apareceu no G1 significa que foi descoberta a cura pro câncer!
      Muitas pessoas estão desesperadas por uma cura milagrosa que qualquer rumor de uma possível cura já faz com que elas parem com o tratamento convencional para se aventurar com chazinhos milagrosos (e estéreis).
      É preciso ter cuidado com isso, ainda mais quando se trata de saúde!
      Valeu!

      • Naherty Estevam

        “Muitas pessoas estão desesperadas por uma cura milagrosa que qualquer rumor de uma possível cura já faz com que elas parem com o tratamento convencional para se aventurar com chazinhos milagrosos (e estéreis).”

        Ok, meu querido. Faça o seguinte então: quando surgir uma notícia sobre “chazinho milagroso”, você ataca com seu “ceticismo seletivo” (esse ceticismo que diz que a indústria farmacêutica é boazinha e que pesquisadores da USP são charlatães…).

        Mas você está atacando uma substância desenvolvida por cientistas renomados e uma universidade igualmente renomada. Coloque-se no seu devido lugar e simplesmente compreenda que você não sabe do que está falando.

        • Gilberto Machel

          meu, tenho que responder apenas pra comentar que vc está cobert@ de razão Naherty! Caramba, como é difícil explicar alguma coisa tão simples pra alguém que não quer entender. Deve ter uma razão razoável (certamente PESSOAL) pela qual o Gilmar escreveu este texto. O que aconteceu Gilmar, alguma pessoa muito querida sua MORREU por tomar algum “chazinho milagroso” e abandonar o tratamento convencional? Verdade, deve ser isso mesmo né. Não estou querendo te ofender, mas tenho certeza de que algum motivo importante tem pra vc estar tão irredutível, mesmo com todos os argumentos contra vc. Repare que tudo o que vc faz em seu texto é por sob suspeição o trabalho dos pesquisadores, mas evidentemente vc não tem nenhum argumento propositivo. Por exemplo, desafio vc a PROVAR que a substância é inócua ou até mesmo maléfica. Em termos jurídicos isto se chama “ônus da prova”. Se vc acusou alguém (de “charlatanismo” ou qualquer coisa parecida, como É O CASO), você tem a OBRIGAÇÃO DE PROVAR O QUE ACUSA, e nunca o contrário. Devo lembrar-lhe, caro colega, que TODO MUNDO É INOCENTE ATÉ QUE SE PROVE O CONTRÁRIO, de acordo com nossa lei máxima. Então, por favor, seja minimamente COERENTE e defenda o que resta da sua “honra” com algum argumento (PROVA IRREFUTÁVEL, como vc gosta de exigir dos seus RÉUS) a favor da sua tese: a saber, “a FOSFOETANOLAMINA não é uma cura possível para o cãncer”. Estamos todos ansiosos pela sua PROVA CABAL e até que vc consiga nos demonstrar isso, consideraremos o seu texto uma simples e total prova da sua IGNORÂNCIA (nos dois sentidos: 1. o de quem ignora os fatos sobre os quais pretende falar; e 2. o de quem, por falta de conhecimento, humildade e/ou sabedoria, age de maneira grosseira, descuidada ou propositalmente maléfica para com seus semelhantes). ESTOU ESPERANDO…

          • Gilmar Lopes
            Author

            Olá!
            Felizmente, ainda não tive nenhum caso próximo de câncer, mas acredito que quando se está com essa doença, a pessoa deve ficar tentando todas as simpatias e chazinhos mágicos para continuar viva. Eu mesmo, como já disse, se descobrisse estar com câncer tomaria até combustível de avião se me falassem que isso cura a doença!
            Agora vamos ao seu argumento sobre o ônus da prova: Acredito que quem tem que provar que o remédio funciona é quem está afirmando! Estou imaginando aqui o absurdo que seria para eu provar que o medicamento não funciona:
            Eu teria que pegar vários doentes em diferentes estágios e diferentes tipos de câncer e (numa situação controlada) ministrar apenas o tal medicamento (que nem é um medicamento ainda) nessas pessoas. Além disso, precisaríamos de um grupo de controle (nos quais só ministraríamos placebo). Depois de algum período, iríamos contabilizar quantos morreram e quantos ainda continuaram vivos!
            Isso me parece anti-ético, né?
            Agora, vamos fazer ao contrário (pela maneira correta): O pesquisador descobre uma nova maneira de sintetizar a fosfoamina (ela já existe no organismo e já foi sintetizada em laboratório em 1930 por outro pesquisador) e deseja testar esse produto em humanos. Após inúmeros testes para se verificar a não-toxidade da substância, o pesquisador finalmente consegue testar em doentes! Aí, sim!
            Agora ele poderá acompanhar quais dos doentes tiveram melhoras e quais não melhoraram.
            Reparou que o método científico é bem melhor e mais humano?
            Espero ter respondido a sua pergunta. Obrigado pelo contato!

  14. Carlos

    O e-farsas é a maior farsa da internet, esse site deveria ser fechado, certamente esse site é financiado pelos mesmos que querem que essa notícia seja falsa.

    Quem escreve ou é dono deste portal, deveria ter vergonha de sair na rua, espero sinceramente que os responsáveis pelas mentiras que são escritas neste site, sejam punidos por qualquer tipo de justiça, que seja a justiça popular. Esses medíocres estão tremendo de medo de perder o poder, e seu valioso futuro financeiro, o mundo está meus senhores, a internet é a revolução da sociedade, não tem mais volta, a informação está disponível para todos, não tem mais volta.

    Acho que deveríamos fazer uma campanha para produzir o remédio em larga escala, por pessoas autônomas e distribuir o remédio de graça, para todos que necessitem, não entendo como podemos ficar parados e estáticos com esse evento, esse tipo de assunto deveria levar todos para as ruas, para lutar para que o remédio seja produzido pelo governo e doado para as famílias com câncer, senhores um Brasileiro descobriu a cura do câncer, vocês podem acreditar nisso.

    Os argumentos de que a substancia não foi provada, que podem gerar outros problemas, senhores existe algo pior que a pessoa estar com câncer, existe alguma coisa pior para acontecer com essa pessoa? Existe problema pior do que acontecer com as pessoas que são submetidas ao processo de cura atual do câncer, é praticamente um assassinato o tratamento do câncer, e mais uma pequena parte da população tem condições de realizar o tratamento, porque é um rio de dinheiro, a pílula do Dr. Carlos sai por 0,10 centavos de reais, alguém consegue me explicar porque esse remédio ainda não está sendo produzido e distribuído para todas as pessoas com câncer no mundo todo??????

    ACORDA BRASIL – ACHAMOS A CURA DO CANCER – VAMOS PARA A LUTA PARA LIBERAR ESSE REMEDIO AGORA, INICIEMOS UMA CAMPANHA JÁ!!!!

    • JESSÉ

      Então quer dizer que vc se responsabilizaria caso esse medicamento seja liberado sem comprovação real e científica de cura?

      Digamos que seja liberado do jeito que vc quer. e digamos que todas as pessoas acabem morrendo devido ao uso desse “remédio”. Você se responsabilizaria?

  15. Andrei Amaral Fagundes

    Gilmar Lopes Agora você acaba de arrumar briga com muitos profissionais kkk A análise é inconclusiva e não tem nenhum embasamento científico, vc se baseou apenas nos fatos fornecidos pela matéria, isto é, se baseou numa reportagem; O que não lhe dá respaldo para afirmar que é FALSO, assim como faltam atributos para afirmar que seja VERDADEIRO, acha mesmo que a indústria farmacêutica ou “máfia da doença” iria permitir a veiculação de um estudo mais aprofundado? Os mesmos que prenderam o cara iriam permitir e assumir que o estudo completo seja divulgado atestando que ele está certo?! Seria um tiro no pé. De uma coisa sei: Onde tem censura, tem uma verdade que incomoda ou proibida. Ou você é muito ingênuo ou age de má fé nas suas “análises”. Faz assim: Pega a matéria onde a Rede Globo diz que o ÓLEO DE CANOLA faz bem e faça uma análise pra ver se é verdade. Vai lá dizer que LAIR RIBEIRO está errado. Fuder o sistema ninguém quer né?

    • Gilmar Lopes
      Author

      Não lembro de ter dito que é falso! O que disse é que é exagerando e precipitado se dizer a fosfoamina cura o câncer e que a matéria do G1 dá a entender algo que não é, de fato!
      Falaremos sobre o óleo de canola em breve. Valeu!

      • Suelen

        Gilmar, você tem alguem proximo que você ame o bastante sofrendo com essa doença onde só Deus, até então, É A CURA?!?!

        Se sim?! Você deve saber que os familiares e a propria pessoa faria qualquer coisa para tentar a cura, mesmo que isso signifique acelerar a data do óbito. Porque mesmo sabendo que a guerra da vida sempre perde a gente luta até o fim e o SE sempre vai existir.

      • Naherty Estevam

        Você quis desqualificar o trabalho de gente ESPECIALISTA que estudou o assunto e trabalha com a substância há décadas – ao contrário de você que pesquisou o assunto no Google 20 minutos pra escrever isso.

        Você publicou isso em um site chamado “e-farsas”, como se estivesse efetivamente desmentindo uma farsa. Você não está. Você está apenas atacando gratuitamente cientistas e pesquisadores, com base em semântica infantiloide e uma sucessão de falácias óbvias.

        Faça um favor a sociedade e retire esse texto. Você está lidando com vidas.

        • Raphael Brasco

          Interessante, você só fica criticando o autor da reportagem, enquanto ele nunca disse que é uma farsa, e sim que não foi comprovado e feito os testes necessários para se regularizar a substância. Dizendo que o autor recebeu dinheiro para fazer essa reportagem, você não tem ética nenhuma, ou algum respeito.
          Se você tivesse câncer, com grande probabilidade de cura, abandonaria os tratamentos convencionais, para se tratar com uma substância que não sabe realmente se irá te curar ? Ou que no final pode acabar causando malefícios ao seu corpo ? Que talvez usado a longo prazo, pode causar reações ainda piores ?
          Eu gostaria muito que isso fosse verdade, pois tenho parentes nessa situação, mas entregar algo a um paciente desesperado pela cura, que aceitaria qualquer tipo de coisa para se livrar dessa doença, não seria irresponsável ? Lê a notícia e realmente leia inteira, não as partes que você quer ouvir 🙂

      • Naherty Estevam

        “O que disse é que é exagerando e precipitado se dizer a fosfoamina cura o câncer” – E incluiu um monte de desqualificação simplória e mistificação para poder chegar a essa afirmação. Em um comentário comparou até a “chazinho milagroso”. Aliás, não acertou sequer o nome da substância.

        Sabe por que eu não me meto a dar palpites sobre astrofísica?

        Porque eu nunca estudei esse assunto.

        Você deveria procurar fazer o mesmo.

      • É Gilmar, esse é um grande problema de quem tenta buscar a verdade e divulgar, lidar com o povo. Por isso muitos preferem evitar a dor de cabeça. Sua matéria teve um pequeno erro por não ter sido simples e objetiva (eu sei que está o máximo simples e objetiva que pode, mas para população em geral deveria ter mastigado mais) , fazendo muitos não compreenderem sua opinião, e concordo com um dos comentários acima, devia separar matérias assim em um site diferente, pelo nome mesmo”farsas”. Agora a incompreensão popular essa não tem jeito, acho que é por isso que o André (creio que esse seja o nome) do ceticismo.net parece ser tão irritado kkk. Parabéns pelo site, continue desvendando hoax e treine um pouco mais a paciência para ir contra a ignorância que cobre este país. A luta contra a ignorância tem que ser constante.

      • Thiago

        Ai pessoal, o cara tá certo.. ele não falou que o remédio não funciona, ou que o cara é um charlatão.. só foi dito que não existem provas científicas que o remédio funcione. …”É preciso muito cuidado em relação a todas as promessas de curas para doenças graves com substâncias simples. Houve mesmo uma série de testes envolvendo o uso de fosfoamina no combate das células cancerígenas, mas o estudo foi feito apenas em laboratório (in vitro) e nunca passou para a fase de testes em animais e/ou em humanos.”… O problema é que hoje em dia as pessoas teimam em achar teorias da conspiração em tudo e todos. Só porque a matéria é cética quanto ao remédio, o cara já é taxado de trabalhar a favor das industrias farmacêuticas.. Pensem um pouco.. vocês acham que as empresas farmacêuticas lucram mais com remédios para câncer ou com os bilhões de analgésicos, antigripais, remédios para digestão e afins, que são vendidos todos os dias sem receita ou controle?? O remédio pode ser a cura para o câncer? Pode, mas antes precisa ser testado exaustivamente. E antes que venham me julgar, já tive caso de câncer na família. E a pessoa foi curada graças a essa Industria Farmacêutica do mal…

    • JESSÉ

      Leia novamente a conclusão da matéria.

      “Conclusão
      É preciso muito cuidado em relação a todas as promessas de curas para doenças graves com substâncias simples. Houve mesmo uma série de testes envolvendo o uso de fosfoamina no combate das células cancerígenas, mas o estudo foi feito apenas em laboratório (in vitro) e nunca passou para a fase de testes em animais e/ou em humanos.”

      E com relação aos óleos, todos estes refinados são um veneno para o organismo querido, Soja, Girassol, Oliva (azeitona), Canola (alias, não existe a planta Canola kkkkkkk).

      • Gilberto Machel

        amigão, só o fato (FATO) de que FORAM FEITOS TESTES EM ANIMAIS (conforme pode ser lido detalhadamente na patente registrada pelos pesquisadores da USP) já desqualifica TOTALMENTE A SUA “CONCLUSÃO”:

        “Conclusão
        É preciso muito cuidado em relação a todas as promessas de curas para doenças graves com substâncias simples. Houve mesmo uma série de testes envolvendo o uso de fosfoamina no combate das células cancerígenas, mas o estudo foi feito apenas em laboratório (in vitro) E NUNCA PASSOU PARA A FASE DE TESTES EM ANIMAIS e/ou em humanos.” – Grifos meus, ok.

        bão, se essa é a CONCLUSÃO CABAL do texto do amigo aí em cima, então acho que não se fala mais nisso, certo. Vamos combinar que quem mente deliberadamente não pode fazer qualquer afirmação sobre a VERDADE e querer ser ouvido de forma idônea? (sim ou não?)

        pra encerrar amigão: CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS (foram realizados testes em animais, só pra começar a conversa…)

  16. RAQUEL FARIAS

    Minha sobrinha faleceu domingo de cancer do colon do útero. No hospital em Pernambuco deram dosagem de quimioterapia, mas o pior que tava faltando remédio, ou seja um composto, então as pessoas só tomavam uma parte, acredito que só fez baixar a imunidade. A cura do câncer tem que ser defendida. Tentei encontrar o remédio, mas já era tarde. Irei defender qualquer estudioso que passar mais de 10 anos pesquisando e defender que o remédio seja bem barato. Os mafiosos não vão querer que a cura seja assim tão simples, como vão ganhar seus trilhões? Defendo os pesquisadores da USP, ou qualquer Universidade que ajude a humanidade. obrigada Dr. Gilberto por alertar a sociedade.

  17. Rodrigo

    http://prisaoplanetaria.com/2014/02/17/nobel-de-medicina-a-cura-de-doencas-nao-e-lucrativa-para-a-industria-farmaceutica/

    “Fiquem espertos! Não acreditem no que vocês leêm, principalmente nesse site..
    Eles conhecem a cura! O cancer é uma indústria de 95,5 bilhões de dolares (ano). Você não acha realmente que eles queiram parar de ganhar todo esse dinheiro, acha?? ACORDA!”

    Existem milhares de casos de câncer curado usando óleo de canabis (só procurar no google ou youtube)
    Há 4 anos atrás minha tia curou o cancer dela em estagio final usando óleo de canabis.
    Depois disso, eu nunca mais fui o mesmo, sempre procurei alertar as pessoas sobre a farsa que é esse mundão $$$…

    Bora acordar galera. Fosfoamina é outra opção forte de cura. E claro a alimentação sempre influencia também.

  18. Ronaldo Moraes

    Acho certo toda atitude de duvidar de qualquer coisa imposta pela mídia. Porém, certa imparcialidade se faz necessária. Seu artigo estava até indo bem quando resolveu comparar um ganho estático, como foi dito em algum comentário acima, com um ganho “vitalício”. Realmente, o senhor acha que o laboratório ganhar 500 reais por paciente uma única vez, é melhor que ganhar milhares mensalmente, por anos, por cada paciente???? Não faz o menor sentido!!

    Outra coisa, para o senhor alegar com tanta propriedade e sabedoria que não existe “O” Câncer, espero que tenha tanto estudo quanto o cientista. Pois o que ele relatou me fez muito sentido afinal, todo câncer trabalha genericamente da mesma forma, dividir e atacar. E para acabar com qualquer tipo de câncer é necessário achar o que todos eles tem em comum. Veja bem, eu concordo que não há um tipo de câncer só, mas não é por isso que eles não têm nada em comum.

    Outra questão, realmente não foi feito nenhum teste em humanos, pois como você disse, foram distribuídas cápsulas para várias pessoas mas sem o estudo estatístico de falha/sucesso. Mas, para fazer um estudo, é necessário que a Anvisa ou outros(s) órgão(s) aprove a aplicação deste remédio em seres humanos. E o que o cientista reclamou foi justamente essa criação de impecilhos sem motivos aparentes por parte destes órgãos. Imagine, faz sentido para você um órgão falar que para autorizar a aplicação in vivo, você antes precisa ter provas de que o remédio vai funcionar ou pelo menos não vai fazer mal ao paciente? Como provar isso sem fazer testes in vivo? Isso meu caro, é o empecilho citado pelo cientista.

    Lembrando da imparcialidade, se o cientista diz ter grandes esperanças, e que pensa em divulgar/vender seus estudos para que o medicamento seja fabricado internacionalmente, e além disso, diz que a cura é para humanidade, não pertencendo a bandeira nenhuma, por quê, eu repito, por quê ele ainda não divulgou um estudo completo, incluindo passo a passo para fabricação desta substância em cápsulas, pronta para ser vendida/distribuída para o mundo inteiro??? O que ele está esperando? Cogitarem sugerir seu nome para o Premio Nobel? Que divulgue logo para todos os países do mundo SEM LICENSA QUALQUER de uso ou fabricação, sem querer ganhar nada em troca! Seu nome já vai estar no estudo, se ele merecer ele vai ganhar algo! Assim todos os países poderiam pesquisar melhor, avançar nos estudos e quem sabe chegar a regulamentar e fabricar os remédios!

  19. Suelen

    Gilmar, você tem alguem proximo que você ame o bastante sofrendo com essa doença onde só Deus, até então, É A CURA?!?!

    Se sim?! Você deve saber que os familiares e a propria pessoa faria qualquer coisa para tentar a cura, mesmo que isso signifique acelerar a data do óbito. Porque mesmo sabendo que a guerra da vida sempre perde a gente luta até o fim e o SE sempre vai existir.

  20. Conheço pessoas que se curaram com a FOS, conheço um dos pesquisadores que tem exames comprovante o antes e depois da FOS… Esse sitezinho deve ser subsidiado por algumas instituições que tem medo que certas verdades venham a tona.

  21. Claudio

    Tenho um amigo que é pos-doc em Farmácia. Trabalhou em um laboratório na Suíça por mais de oito anos e depois nos EUA por três anos. Há aproximadamente um ano, lhe perguntei qual era sua linha de pesquisa e me respondeu que era MS. Disse a ele: Abra os olhos pois esta doença está com os dias contados e o tratamento (com duas abordagens fortes) é muito barato. Me respondeu dizendo que até acreditava nestes tratamentos mas sua pesquisa na área de fármacos era de altíssimo nível e já tinham investido um grana nesta área.
    Resultado: Acabou de voltar para o Brasil pois o laboratório foi fechado e a pesquisa abandonada. Outras surpresas como esta virão muito em breve.

  22. José Silva

    O que não pode-se dizer que é uma farsa né. Os pesquisadores estão justamente tentando através de meios legais, avançar nas fases de testes deste medicamento. Porém os órgãos (in) competentes, só aceitam se os pesquisadores abrirem mão da patente. Hora se tudo é uma farsa, pra que abrir mão das patentes? Porque é necessário ceder todos os direitos sobre uma fórmula para um órgão do governo? Aí tem coisa com certeza. Não é apenas a indústria farmacêutica, pense o quanto tem gente ganhando dinheiro com quimioterápicos. A indústria do câncer existe e é muito mais complexa que a própria doença.

  23. Rafael

    A “quimio” não cura, apenas retarda e prolonga o sofrimento, afinal, corpos sepultados não consomem medicamentos caros. É um veneno cujo objetivo é apenas retardar o efeito natural do tumor para permitir o próprio consumo medicamentoso. Acreditem, cidadãos, há interesses muito maiores em se impedir a cura de doenças letais. Mas sabem o que é o mais lucrativo para a indústria farmacêutica? A DOR e o sentimento de perda dos entes queridos, pois é esta dor que a faz lucrar e não a doença em si, percebam.
    Meu velho partiu com um tumor no esôfago e naturalmente, foi muito impactante a notícia. Infelizmente, o estágio estava muito avançado e com comprometimento metastático no fígado. Conversamos em família, deixamos de lado, cada um de nós, nossos orgulhos e egoísmos e tomamos a decisão, consentida pelo meu próprio pai, em realizar apenas o tratamento para o combate a dor e focarmos no bem estar natural enquanto pudéssemos, inclusive, se necessário, requerer um estado de coma induzido.
    Sou o filho mais velho e conversando com o especialista, foram ofertadas as drogas padrão e também novas drogas — creiam, “quimio” em pastilhas orais — e que rejeitamos juntamente com meu pai. Lhe foi argumentado que com o tratamento quimioterápico teria, ao menos, mais 12 meses de vida.
    Em uma conversa séria [uma das derradeiras] com meu pai, a sós, debatemos sobre esta questão de se ter mais 12 meses ou mais, ou menos e concluímos que faríamos a pergunta decisíva ao especialista: “A quimio produziria a cura em 12 meses?”.
    Assim a fizemos e a resposta, naturalmente esperada, foi a de que era apenas um paliativo visando prolongar a vida. Meu pai, corajoso (ele era Bombeiro do Estado de São Paulo e salvou muitas vidas) disse ao especialista que se era para ter 12 meses a mais para um tumor terminar de cumprir seu propósito destrutivo e o medicamento retirar dele as últimas esperanças de permitir que usufruísse aquilo que ele tanto salvou em mais de 30 anos de carreira como Bombeiro Militar (a felicidade das famílias que tiveram entes salvos), então ele preferiria combater apenas a dor, mas não destruir o restante que ele tinha de bom, físico e psicologicamente.
    04 de agosto de 2012 foi a descoberta do sinistro e em 28 de agosto de 2012 honramos seu sepultamento, com honra de herói, como pai, como marido e como servidor da sociedade.
    Durante os 24 dias que duraram este caminho, apenas 06 deles foram dolorosos ao meu velhinho, a dor foi controlada com medicamento e ele dizia, que sob controle, o incômodo não era superior a uma dor de dente. No derradeiro dia do meu pai neste mundo, em um leito hospitalar, ele estava lúcido, feliz, sorridente, assinando documentos, resolvendo questões com minha mãe e os advogados, ele tinha fé, espiritualista, que a cura poderia vir por caminhos inesperados, mas preferia deixar tudo como estava, inesperadamente.
    Às 15.38h, perante minha mãe, seu organismo inicia um processo de colapso respiratório (não fumava e não havia metastase nos pulmões) e em questão de 60 segundos — agradeço a Deus por apenas 60 segundos — sua alma, entregava.
    Posso afirmar, que nossa família assistiu a 24 dias de coragem, destemor e fé inabalável, porém mais do que isso, assistimos a partida de nosso ente querido sem sofrimento, sem envenenamento, sem entubamento, sem desespero, sem esgotamento e principalmente, feliz.
    Sei que os dramas de muitas famílias e pessoas, infelizmente, são diferentes e muitas das vezes, muito sofridas e não venho compartilhar esta experiência com objetivo de diminuir o sentimento dos meus semelhantes em relação a seus entes queridos e nem repudiar o como cada pessoa batalha contra esta grave moléstia.
    É um processo, apenas, em que nós decidimos não envenenar nosso pai, com seu próprio conssentimento, claro, preservando o que ainda era vivo e saudável pelo tempo em que o destino lhe contabilizou restar. Já vimos a ação da “quimio” em pessoas muito próximas e decidimos proteger a única coisa que restava ao meu pai que era a dignidade e lucidez do fechamento de suas cortinas, não lutaríamos para definhá-lo em um leito ou uma UTI com a química destruindo tudo para destruir um tumor que não seria destruído, talvez muitos interpretem errôneamente, mas ele não desistiu de sua vida, apenas continou vivendo com o que podia de melhor e da melhor maneira possível para o processo.
    Em nosso drama, mais tempo era sinônimo de mais sofrimento e nossa família não lhe daria isso, não lhe daria sofrimento, como também, coletivamente, aprendemos que o real valor de uma vida não é o que ela representa patrimonialmente a nós e sim a qualidade do que ela significa emocionalmente para os nossos entes queridos.
    Fomos obrigados pela autoconsciência, todos os seus cinco filhos e esposa, a não tê-lo como um bem, um objeto que não queremos perder. O valor de nosso pai era muito maior e mais importante do que nosso temporal sentimento de perda.
    O vimos como um anjo, um guerreiro que cumpriu bem seu papel e agora deveria voltar para um lugar de onde veio, não importando qual seja este lugar Não o seguramos, não impomos nossos interesses pessoais de tê-lo próximo, a custa de sua dignidade e principalmente, não oferecendo-lhe sofrimento em nome do que queríamos para nós.
    Todos nós, o ajudamos naquilo que ele queria para si mesmo, consciente de que não havia, ainda, formas de cura, decidiu não sofrer e se nem disto fosse possível escapar, que fosse pelo menor tempo possível.
    Nossa família se mobilizou para proteger sua dignidade e lucidez. No final, e respeitando a fé, crença ou até mesmo, o ceticismo de muitos, não foi o tumor cancerígeno que levou nosso pai e o libertou das amarguras deste mundo. Foi um colapso cardíaco e respiratório fulminante inesperado, mas que entendemos, hoje, ter sido a providência divina dada a ele como benefício por tantas vidas que ele ajudou ou individualmente, salvou em 30 anos de serviços como Bombeiro.
    Ele terminou seus dias bem, sorrindo e sem mágoas desta vida e nós, sua família, continuamos as nossas vidas sabendo que fizemos bem a nossa parte em pensar apenas no melhor para ele e não no melhor para nós, independente do resultado final.
    O processo como um todo dói, é verdade, mas aprendi que cada dia sempre será um último dia para os que realmente amam a vida e neste sentido, cada dia com nossos entes queridos, independente dos dramas, sempre é um bom dia para se amar e batalhar pelo bem daqueles a quem amamos verdadeiramente.
    Sou um dos que, seja qual for a inovação tecnológica, desejo apoiar, incentivar e batalhar com o que tenho de melhor em minha vida e carreira para que medicamentos ou processos sejam mais eficazes e realmente tragam a cura definitiva para o sorriso dos semelhantes que não conseguem se identificar com o nosso drama pessoal.
    Não digo que a “quimio” seja uma má opção, cada família ou cada paciente tem o dever de conhecer seus benefícios e malefícios para tomar a melhor decisão que julgar para o momento, mas apenas digo, como outros aqui, que não dá para manter tudo apenas com “quimio” e que devemos batalhar por novas opções, funcionando ou não, mas tentando sempre a cura e não o paliativo que tanto faz lucrar uma indústria que é desumana.
    Questiono-me, qual o futuro de uma espécie que em nosso próprio mundo, no mundo que é nosso por natureza, temos que pagar para nascer, pagar para viver e pagar pela dignidade de morrer?
    Uma reflexão, não desistam de batalhar e de procurar inovações, apoiem os que pesquisam, os que atuam e os que trabalham para curar e não para medicar.

    • Angela

      Rafael, vc me fez derramar lágrimas agora. Já vi a minha volta várias pessoas que nos deixaram por essa doença, hoje tenho uma amiga que já retirou da mama, agora operou do intestino, e que tem tb no pulmão. e vai começar radioterapia, Bem, estou triste, muito triste…. Mandei à ela a matéria da cura pela fosfoamina, do pesquisador da
      usp porque acredito nela. Essa matéria do e-farsas está muito errada, isso não é mentira e eles não podiam realmente brincar com isso. Obrigada por seu depoimento e reflexão.

  24. Veja o óbvio! Pense por si mesmo!

    Ninguém disse que o remédio é a cura! Disse que pode ser a cura! O que se quer é justamente testar o possível remédio! Com o devido respeito, se a intenção é só avacalhar, melhor não escrever. Farsa é aquilo que não é! Acredito que há má vontade sim! O teste já deveria ter sido realizado!

  25. Naherty Estevam

    Esse texto sim é a perfeita definição da palavra “charlatanismo”. Um indivíduo que NUNCA pisou uma faculdade de bioquímica, farmácia ou medicina na vida, que NUNCA abriu um livro de química ou oncologia, achando que está em condições de desqualificar uma pesquisa conduzida há 20 anos na melhor universidade da América Latina por alguns dos maiores especialistas em câncer no nosso continente.

    O assunto é sério. Você não tá falando de “disco voador” ou “hoax de fantasma”. Você tá lidando com vidas. O que você publica pode influenciar uma pessoa a não lutar pela liberação desse medicamento ou a não buscá-lo como forma de se tratar. Tenho uma irmã que acaba de ingressar com uma liminar para obter esse medicamento e, francamente, me ENOJA a forma irresponsável com que você está abordando esse assunto aqui. Estamos fazendo um esforço hercúleo de coletar assinaturas, contatar Anvisa, hospitais e universidades do país inteiro para conseguir disponibilizar esse medicamento a quem precisa. Aí vem você, um amador, leigo, que não sofre do problema, nem estudou o problema, nem é da área, e diz “é tudo farsa”. Se não quer ajudar, não atrapelhe, ok. Vai falar de disco voador que pra isso você está mais habilitado. Pra falar de medicina, ESTUDE PRIMEIRO.

    • Raphael

      Sinceramente, nem vou ler mais seus comentários, você só comenta para atacar. Age de má fé, acha que sabe tudo. Sinceramente, preferia ter câncer a viver perto de você, pessoa ridícula.

  26. Ivana

    O óbvio não é de difícil entendimento, por isso pergunto: o que é mais lucrativo para a indústria farmacêutica e demais (radioterapia)? Onde se prolonga o tratamento, muitas vezes longo, até o óbito? Medicamentos que as grandes corporações detém a patente e impõem o preço que bem entendem? Quanto custa um aparelho de radioterapia e quanto custa cada sessão? Abrir mão deste lucro por uma molécula de simples sintetização e de conhecimento de todos? Vamos sair desta matrix!!

  27. Lia

    Meus caros, li a reportagem do G1 e fiquei bastantes (MUITO) esperançosa com essa nova medicaçao de cura.
    Gostaria de descrever aqui minha decepçao ao site Efarsas, não entendi o porquê de o administrador deste site editar um texto tendencioso pondo em dúvida um trabalho de mais de uma década de pesquisas com testemunhas de.pessoas q foram.curadas e outras q apresentaram melhoras.realmente significativas no tratamento dessa maldição chamada câncer.
    Como desqualificar praticamente como uma possível farsa uma pesquisa q sequer tem a chance de ser apoiada pelos órgãos de saúde e pesquisas deste país?
    Os pesquisadores estão praticamente sozinhos na tentativa de q essa medicação deixe de.ser. vista apenas como uma provável cura do câncer pela indústria farmacêutica.
    Graças a Deus na minha família não há registros de câncer, mas tenho pessoas próximas q sofrem ou já perderam entes para essa doença.
    Incrivelmente, vejam bem amigos, mesmo esse medicamento demostrando resultados positivos descaradamente através de várias testemunhas, nosso sistema podre e capitalista venceu mais uma.vez.

  28. Geraldo

    Por favor, assistam o vídeo abaixo, do Oncoguia. Observem a mudança conceitual havida na oncologia, que passa a admitir que o sistema imunológico é capaz de combater o câncer, por meio dos imunoterápicos, semelhantes a este de São Carlos.
    É exatamente a proposição oposta à quimioterapia, uma vez que esta é imunodepressora. Pensem, como podem admitir a quimeo, que “para matar quem está te matando quase te mata”, e obstar outras substâncias menos agressivas ou até inofensivas?
    Não obstante, apesar de parca pesquisa, a Merck já colocou seu produto no mercado em alguns países. Já a pesquisa de São Carlos, com quase 20 anos, é provável que nunca seja sequer comercializada.
    Há muito dinheiro envolvido nisto, e não é nada pessoal, são apenas negócios.

    Novidades no tratamento oncológico – Sobre Congresso de Chicago/2015.
    Link: https://youtu.be/RG2cqEJozuY

  29. G.REUSLEAL

    E-Farsas RETRATE-SE PORFAVOR!!! A única CURA aconteceu, deveriamos NÒS exigirmos que nos provem contrário ESSE PAÍS NÃO AGUENTA MAIS A VERGONHA DA CONIVENCIA !!! LUTE FAÇA ALGO… Pessoas perdem cabelos dentes para prolongar uma vida de agonia! Familias falem…O DÓLAR SEMPRE VENCE!! SeJa EXEMPLO E DIVULGUE O ERRO DE CONTRIBUIR PRA SE ENGAVETAR A ESPERANÇA!!! teu mais humilde leitor… R E T R A T E – S E !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  30. Beto

    Péssima matéria, escrita por um babaca que não tem a minima formação necessária para debater sobre o assunto e não sabe o que está falando. “Jornalismo” de quinta categoria, está cada vez pior esse site.

  31. Juliano

    Achei seu comentário sobre a Máfia da Indústria Farmacêutica totalmente furado. Existem medicamentos quimioterápicos que chegam a custar R$30.000,00 por mês de tratamento e a pessoa deve tomá-lo por 3 – 5 anos. Faça as contas de quanto custará o tratamento no final. E nem se tem a garantia da cura, muito pelo contrário. As quimioterapias da vida são muito mais caras do que R$500,00/mês e muitas vezes o paciente tem que fazê-la pelo resto de sua vida (5-10-20 anos). Fora outros medicamentos que vão ser tomados em conjunto, muitas vezes apenas para diminuir efeitos colaterais. Sou farmacêutico e amo minha profissão, mas para mim a Indústria Farmacêutica é tão podre quanto nosso Congresso em Brasília (ou mais). Imagina você chegar com um produto que o padeiro da esquina consegue sintetizar, se tiver as instruções corretas (porque era isso que o cara de Pomerode fazia), feito a partir de Ácido fosfórico e Monoetanolamina (materiais baratos e abundantes) ao custo de R$0,10 a cápsula. Só consigo ver um interesse para indústria farmacêutica nisso, o de comprar a patente para que o produto nunca seja produzido. Abs.

  32. Eduardo Ramos

    Olha, assim como no ceticismo.com acho muito estranho a conclusão à cerca dos artigos, em especial essa parte “chegou a ter publicações científicas, mas as conclusões dos artigos não são nada promissoras.”, e essa conclusão para mim não faz sentido e pelo visto você tirou ela deste trecho:

    “Este estudo sugere que a fosfoetanolamina sintética é um potencial remédio anticâncer”

    Ora, isso mostra como você nunca deve ter publicado um artigo na vida. Essa é a única conclusão possível a ser escrita a cerca de qualquer nova substância, mesmo que esta apresente efeitos magníficos e cure 99% da doença em questão. Faço doutorado em matemática na Usp de São Carlos. Li as pesquisas e as teses de mestrado à cerca do tema e o que posso dizer é que na conclusão de um artigo você sempre verá escrito que o estudo apenas sugere a nova substância como um potencial remédio, assim como métodos matemáticos e estatísticos, por melhores que sejam os resultados, se é algo novo, estará uma conclusão quase igual, o que não significa em nenhum momento que não sejam promissores.

    Durante o texto dá também a impressão de que os testes foram feitos apenas “in vitro” e não “in vivo”, o que não é o caso, como pode ver em teses de mestrado feitas sobre o medicamento. No caso, foram feitos testes sobre ratos com melanoma, e os resultados deram em volumes de tumor até 70% menores do que nos ratos que não receberam o medicamento. No artigo que cita os testes também foram feitos sobre ratos com outros tipos de tumor, com aumento considerável de tempo de vida.

    Por fim, quem acompanha de perto sabe que os professores em questão tentaram em muito progredir para as novas fases dos testes, pedindo para 4 hospitais várias vezes para a Anvisa, que negaram o pedido. Inclusive iniciaram, mas o hospital cancelou os testes.

    Disseram que só fariam os testes se eles abrissem mão da patente. Ora, isso seria até um descaso com a Usp, que financiou as pesquisas, e como eles disseram abrir mão da patente seria dar a liberdade de cobrarem o que quisessem pelo remédio, que obviamente era o objetivo, pois cobrar perto de 0,10 centavos (que é o preço de produção) por cada medicamento não renderia benefício nenhum às farmácias.

    http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17147/tde-15122012-123717/pt-br.php

  33. Eduardo Ramos

    Por fim, note que os indivíduos que encontraram essas substâncias não são mega-empresários, são como eu e você, com a diferença que estudam química em uma das melhores faculdades do país na área, com nota máxima na Capes, e que descobriram um novo composto químico promissor na cura do câncer.

    Para que essas substâncias sejam testadas e transformadas em medicamento é necessário muito investimento em cima. As farmácias por exemplo já sabem todos os trâmites, sabem quem molhar a mão ou quem ativar para fazer os processos caminharem, e principalmente, eles é que produzem os remédios.

    Agora imagine se você é um grande empresário da indústria farmacêutica. Você investiria mesmo em uma droga com preço de banana que substitui uma droga super cara já sendo vendida por você? Lembre que isso não é de graça, você vai gastar muito para fazer essa substância chegar aos trâmites finais. Enfim, não preciso ser empresário para ver que isso é um péssimo negócio, e que gastaria e perderia milhões com essa brincadeira.

    E é por isso que quem recorre da decisão da portaria está ganhando, pois não faz sentido proibirem que você use uma substância que não se mostrou tóxica e se mostrou muito eficaz na cura de algo apenas por questões empresariais e burocráticas.

  34. Luís Rafael

    Os pesquisadores não disseram que o remédio cura o câncer, as pesquisas é que indicam que o remédio tem potencial para o tratamento do câncer.

    O que os pesquisadores estavam buscando é um hospital para testes clínicos, que segundo os mesmo, não conseguiram.

    Desmerecer os pesquisadores na matéria é no mínimo injusto.

  35. Roberto

    So fico me perguntando: O que um site como esse ganha para destruir o sonho de uma vida saudavel e feliz de dezenas de Milhoes de pessoas? O cara consegue uma possivel cura da maior praga do milenio, aí vem um rapaz que quer ganhar mais credito por difamar um senhor tao generoso. Obrigado senhor Gilberto Orivaldo Chierice!

  36. paulo

    Parabéns, só para complementar:

    1) A substancia existe naturalmente nos seres vivos, sua descoberta data de 1936
    2) A substancia foi produzida sinteticamente pela 1a vez em 1970
    3) O referido professor apena desenvolveu uma nova metodologia de produzi-la em laboratório, nova rota de síntese.
    4) A referida substância não possui patente
    5) Realizar testes clínicos ou fornecer a pessoas droga não aprovada é crime
    6) Testes clínicos para serem realizados precisam de aprovação da Anvisa e do Comitê de Ética em pesquisa da própria USP
    7) A Anvisa não verifica a patente de uma droga para conceder registro

    Tudo mais é apenas um hoax.

    • Marcelocetico

      “Realizar testes clínicos ou fornecer a pessoas droga não aprovada é crime”.

      Interessante, eles não aprovam por dizer que não há testes clínicos que comprovem a eficacia, logo os pesquisadores não podem realizar os testes clínicos.

      Mas para sua informação temos isso:

      “A fosfoetanolamina sintética é uma molécula fosforilada artificialmente, com síntese inédita realizada pela primeira vez pelo nosso grupo, diferindo-se das moléculas atuais pelo seu nível de absorção de aproximadamente 90%, com diversas propriedades antiinflamatórias e apoptóticas. O objetivo principal desse estudo e avaliar os efeitos antitumorais “in vitro” e “in vivo” da fosfoetanolamina sintética em células de melanoma B16F10 implantados em camundongos Balb-c. Foram utilizados grupos de 60 camundongos Balb-c, fêmeas com aproximadamente 20 g, tratados com água e ração “ad libidum”. A atividade citotóxica do composto foi testada em linhagens tumorais pelo método colorimétrico MTT, e determinada à concentração inibitória (IC50%), sua toxicidade foi também testada em linfócitos T normais, em ensaios de proliferação celular, estimulados por mitógeno. Os animais portadores de tumores foram tratados após o 14º dia do implante tumoral com solução aquosa (i.p) de fosfoetanolamina sintética e o grupo controle recebeu solução salina, e foram avaliados os seguintes parâmetros: volume tumoral, área e número de metástases em órgãos internos. Foi também realizada a comparação da fosfoetanolamina sintética em relação aos quimioterápicos comerciais Taxol e Etoposideo separados nas diferentes fases do ciclo celular. Os resultados do tratamento com a fosfoetanolamina sintética “in vitro” mostraram que o composto induz citotoxicidade seletiva para as células tumorais com IC50% de 1.69 ug/ml sem afetar a capacidade proliferativa de células normais. Os animais portadores de tumores dorsais de melanoma B16F10 apresentaram significativa redução carga tumoral, mostrando inibição da capacidade de crescimento e a metastatização. A avaliação hematológica não demonstrou alterações relevantes após a administração da fosfoetanolamina sintética pela via intraperitoneal nos animais portadores de melanoma. Conclui-se que a fosfoetanolamina sintética diminuiu significativamente o tamanho de tumores de forma seletiva, sem alterações em células normais, com vantagem em relação aos quimioterápicos comerciais, pois a mesma não apresentou os terríveis efeitos colaterias dos mesmos. Neste trabalho ficou evidente a capacidade inibitória da fosfoetanolamina sintética na inibição da progressão e disseminação das células tumorais.”

      http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/82/82131/tde-12022008-135651/pt-br.php

      E ocorreram testes em um hospital, mas estranhamente não divulgaram os resultados.

  37. Ainda bem que existe o e-farsas, porque nós precisamos ser cautelosos ao ver as noticias na internet, quanto a cura do câncer não sei se isso vai ser possível nos próximos anos, tomara que os estudos progridam nos próximos anos para que muitas pessoas possam se beneficiar disso, E quanto ao comentário do Luiz Rafael, eu acho que o Gilmar em nenhum momento desmereceu os pesquisadores, ele só precisa mostrar a verdade, e a verdade é que ainda não existe cura para o câncer, pelo menos não ainda.

  38. Eduardo Ramos

    Além de todos pontos que coloquei, outra atitude irrisória deste artigo é isto:

    “Conforme podemos verificar em diversas publicações na web, não existe apenas um tipo de câncer”

    E citar uma matéria do universo racionalista como publicação. Ora, o autor da publicação em questão faz licenciatura em física. Acha que isso é lá credencial para você citar como fonte? Agora ser cético é credencial por acaso? Qualquer marmanjo escrevendo coisa na internet agora é autoridade no assunto pelo visto.

    Se a autoridade no assunto eram das fontes, que citasse diretamente. Mas o pior ainda é que as fontes são apenas sites governamentais sobre assunto e um artigo do wikipédia (sim, misericórdia) sobre o tema. Faça-me o favor né?

    • Herbert

      Exato!!

      Sou cético, e vejo céticos argumentando contra um grupo de cientistas da USP. “Argumentando”.

      Ler que ser professor na USP dá uma “certa credibilidade” sangrou meus olhos…

      Ficou parecendo jornalista da globo falando de economia, política à parte.

  39. Valter

    Eh preciso muito cuidado tb ao comentar que a Industria farmaceutica lucraria mais com a cura do cancer do que com remedios de combate aos sintomas, lembre-se que os remedios sintomáticos são muito mais dispendiosos aos pacientes do que a cura, mesmo que uma cartela da cura custasse 500 ou 5000 reais, sou diabetico e tenho um gasto mensal de cerca de 300 reais em medicamentos, e isso ja faz 18 anos, se surgisse um medicamento à 5 mil reais o comprimido pra cura da diabetes creia, seria muito mais barato que meu custo mensal, logo, sim, a industria farmaceutica lucra muito com doenças incuráveis!

  40. Eduardo Ramos

    Um grande problema no jornalismo é dos jornalistas não terem experiência nenhuma nas outras ciências e fazerem burrada quando divulgam coisas no assunto. Em geral os canais de ceticismo conseguem furar um pouco essa barreira em temas elementares da ciência, mas nesse caso em questão vocês estão fazendo exatamente o que os outros jornais fazem: falar sem propriedade e sem pesquisar seriamente sobre a coisa.

  41. Marcos Kennedy

    Independentemente da eficácia ou não da fosfoamina, fiquei pasmo com a fragilidade dos contra argumentos. Inclusive, com uma “pulga atraz da orelha” por terem ignorado a questão mais relevante do tema, qual seja, PORQUE AS PESQUISAS NÃO AVANÇAM NO RITMO QUE DEVERIAM, PROPCIANDO, EM FIM, OS TESTES EM ORGANISMOS VIVOS?

    • Eduardo Ramos

      Marcos. Leia as teses e os artigos feitos sobre essa substância. Já foram feitos testes em organismos vivos, no caso em ratos em todas as publicações. Veja a seguinte tese por exemplo, em que os ratos que foram submetidos aos medicamentes tiverem um tamanho de tumor até 70% menor dos que que não foram:

      http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17147/tde-15122012-123717/pt-br.php

      A questão de não ter ido para a etapa de teste em humanos não é falta de vontade dos pesquisadores. Eles começaram inclusive a testar no hospital Jaú de São Carlos (como pode ler nas reportagens), mas o hospital não quis continuar. Depois procuraram 4 hosptiais e a fiocruz. A fiocruz por exemplo considerou o medicamento “bastante interessante” e fez um acordo para fazer a pesquisa, só que seria necessário “providenciar um termo de cessão dos direitos patentários”, e, obviamente os pesquisadores não aceitaram, pois é uma exigência absurda, com o único intuito de encarecer o remédio e lucrar com sua venda. Veja a resposta na íntegra:

      http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2015/08/e-mail-mostra-interesse-da-fiocruz-em-capsula-de-combate-ao-cancer.html

      Enfim, os pesquisadores procuraram vários hospitais e tentaram muito falar com a Anvisa, agora, eles são apenas estudante de química, imagine você numa situação dessa se saberia fazer o projeto prosseguir. Dessa forma, não depende deles agora a questão.

  42. Jáder Barroso Neto

    Pesquisador descobre que a fosfoamina cura câncer! Será?

     1 de setembro de 2015  86 comentários

    O raciocínio do texto abaixo destacado não se sustenta:
    “A pesquisa do doutor Gilberto Chierice chegou a ter publicações científicas, mas as conclusões dos artigos não são nada promissoras. Na revista Anticancer Research, por exemplo, (…) ‘Este estudo sugere que a fosfoetanolamina sintética é um potencial remédio anticâncer’ (..)”
    O que queria o autor? A afirmação categórica que a fosfoetanolamina sintética cura todos os tumores cancerígenos de todos os seres humanos?
    Não é assim que se apresentam conclusões de estudos científicos. Mesmo que um pesquisador estudasse milagres de Jesus Cristo, ao seu lado, só poderia afirmar que testemunhou Lázaro saindo andando de uma tumba, mas que não pode afirmar nada a respeito da saúde pregressa do Lázaro no interior da tumba.
    Ora, tenham dó!

      • Marcelocetico

        Que você criticasse o jornal e não a pesquisa que foi sim feita e foi testada em animais e humanos, mas que por motivos maçônicos, os resultados do uso da substância no hospital de São Carlos, não vieram a público.

  43. Carlos

    O E-FARSAS não é dono da verdade e só mostra um lado. Não acreditem em tudo que falam, principalmente neste ramo. Essa pesquisa tem mais de 30 anos, além disso, tenho amigos que trabalham na área e que avaliaram a pesquisa concluindo que ela é promissora.

  44. Herbert

    O E-Farsas é muito bom em explicar hoax, montagens e afins. Mas tentando explicar que na ciência não há achismo, se perdeu num assunto técnico demais para a proposta do site. Na levei cerca de 40 minutos para entender o assunto, lendo desde o lattes do Dr. Chierice, passando por publicações em periódicos e o status mundial das pesquisas.
    O texto do E-Farsas ficou parecendo exatamente um hoax. Fez afirmações sem embasamento, como esse cálculo maluco sobre o ganho da indústria com a “venda de uma caixa com a cura do câncer por 500$”, citou UM oncologista, que é quem mais lucra com a doença, desmereceu um químico mestre na maior universidade do país, NÃO CITOU que foram feitos experimentos em humanos SIM, porém não houve o retorno do hospital na época. Enfim…pareceu e muito um texto encomendado.
    Continuo seguindo o site, mas acho que se complicou nesta!

    E sobre a parte do “há de se ter muito cuidado quando se fala sobre a cura de doenças graves e blá blá blá…” acho que a maioria dos leitores daqui dispensa qualquer comentário acerca disto.

    Abs

  45. Sher Duarte

    Esse e-farsas tá com um discurso muito suspeito e tendencioso. Se pessoas obtiveram resultados satisfatorios pq que nao permitir que outras pessoas experimentem? Só quem teve algum caso de cancer grave na familia entende o desespero dos familiares em nao haver outras opçoes alem dos tratamentos pesadissimos que definham e debilitam o paciente. Para mim esse site perdeu de vez sua credibilidade depois dessa. Só sendo muito alienado para se basear nas respostas dadas aqui.

    • Gilmar Lopes
      Author

      Concordo com você que o desespero faz o ser humano tomar medidas descabidas, às vezes. Eu mesmo, se tiver câncer, vou aceitar tomar até urina de camelo se me disserem que isso ajuda no tratamento! O que não posso fazer aqui é apoiar que o paciente deixe os tratamentos convencionais para se aventurar com esses “remédios” não comprovados.
      Dizem que Steve Jobs parou com o tratamento convencional para se tratar apenas com “remédios naturais” e olha no que deu…

      • Marcelocetico

        Que falácia ridícula. O paciente é livre até para decidir fazer um tratamento ou não. Quem é você para ditar se a pessoa decide ou não continuar com tratamento A,B ou C.

        E pelo que sei todos vão morrer, com tratamento “convencional” ou não. O seu negócio é defender o status quo, o mesmo status quo que lucra com a venda de drogas, com guerras, com alimentos nojentos e com tratamentos inúteis.

      • Naherty Estevam

        “Dizem que Steve Jobs parou com o tratamento convencional para se tratar apenas com “remédios naturais” e olha no que deu…”

        Quando vir um comentário assim na internet, pode ter certeza: o autor não faz ideia do que é o câncer e como é o tratamento.

        Filhão, Steve Jobs parou com o tratamento convencional DEPOIS DE SER DESENGANADO.

        Coloque-se na situação. Seu médico chega pra você e fala: então, f*deu. Não tem mais o que fazer, a quimioterapia não tá servindo pra nada, apenas pra debilitar você ainda mais e te matar mais rápido, não dá pra operar, radioterapia não surte efeito. O “tratamento convencional” vai ser te dar morfina enquanto você definha e espera a morte, ok?

        Steve Jobs morreria tendo continuado ou não com o tratamento convencional, porque o tratamento convencional já havia sido aplicado sem sucesso. Aí você ainda vem querer chutar o defunto e responsabilizá-lo pela própria morte porque ele quis tentar continuar vivendo.

        Cara, você é muito mais babaca do que eu achava.

        • Gilmar Lopes
          Author

          Vamos imaginar que você não tenha entrado aqui na minha casa pra me ofender, ok? Vamos continuar a debater no campo da troca de ideias.
          Steve Jobs teve a chance de operar do seu problema no pâncreas ainda no estágio inicial do câncer, mas não quis: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2011/12/111215_jobs_amigo_pu.shtml e também aqui: http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,steve-jobs-adiou-cirurgia-diz-biografo-imp-,788890
          além disso, Jobs também optou por suas “terapias naturais” desde antes de ficar doente!
          Podemos notar então que estamos falando de coisas diferentes aqui. Esse comprimido dito milagroso estava sendo distribuído para quem tinha câncer independente do tipo e do estágio da doença. Não importava se a pessoa estava à beira da morte ou se estava com um início do tumor.
          Não há nenhum dado (o próprio químico disse não ter esses dados) de quem sarou ou de quantos melhoraram.
          Há diversos estudos sendo feitos com diferentes componentes e compostos químicos no combate ao câncer, como o veneno de sapo que parece está sendo promissor para alguns tipos específicos de câncer. No entanto, não vemos ninguém brigando pelo direito de sair lambendo sapo por aí, né? Mais informações aqui: http://ceticismo.net/2015/12/01/veneno-de-sapo-e-promessa-de-remedio-contra-o-cancer-cade-as-manifestacoes/
          Obrigado pelo contato!

          • Naherty Estevam

            Steve Jobs tinha câncer pancreático, cujo prognóstico de sobrevida é de no máximo cinco anos. Ele não fez o tratamento convencional e vivou 8 anos assim mesmo. Citar Steve Jobs como um vítima de tratamentos milagrosos é uma grande babaquice de gente que nunca sequer se interessou em ler o básico sobre o assunto.

            Não, não vemos ninguém brigando pelo direito de sair lambendo sapo por aí. E? O que isso tem a ver com pessoas brigando para tomar um comprimido de um composto sintético originalmente presente nas membranas plasmáticas das células dos mamíferos? Pois é. Nada.

            Aliás, interessante saber que sua fonte é esse site desse sociopata que administra o “ceticismo.net” sem um pingo de educação que chama todo mundo que não concorda consigo de retardado. Tô entendendo melhor agora a “qualidade” da sua página.

          • Gilmar Lopes
            Author

            Não lembro de ter te ofendido! Vou reler os comentários aqui para ver se te ofendi em algum momento…

            É… não parece que te tratei mal em momento algum aqui no site. Se fiz isso, desculpe-me.

            Bom, deixando claro aqui que cada um faz o que quiser da vida. Se a pessoa quer se tratar com chazinhos, que fique à vontade. A função do E-farsas é a de mostrar o que é verdade e o que é farsa na web. Existe mesmo um pesquisador que estudou os efeitos de uma substância conhecida da ciência há um tempo, mas ainda não havia sido sintetizada da forma que ele fez. Não há nenhuma prova de que esse produto funcione nem qual seria a dosagem correta para cada pessoa.

            Obrigado e esperamos ter ajudado em algo!

          • Naherty Estevam

            Não disse que você me ofendeu. Disse que a sua inspiração (“ceticismo.net”) é um site que tem a fama em toda a internet de ser administrado por um sujeito com sérios problemas mentais e que xinga todo mundo que não diz amém pras besteiras que ele fala, além de selecionar apenas os comentários favoráveis em sua página, censurando todos os outros.

            Olha o tipo de gente em quem você busca informação. Não é à toa que tá apanhando feio aqui. Ceticismo.net? Melhore, amigo.

          • Gilmar Lopes
            Author

            O Ceticismo.net não é uma inspiração. O E-farsas não “bebe em apenas uma fonte” e todos os artigos possuem links para diversos sites para validar o que estou falando. Pode notar que em nenhum texto do E-farsas há a expressão “eu acho”.
            O Ceticismo.net segue uma linha diferente da do E-farsas e apesar de eu achar ele bem bacana, não me inspiro nos textos do André para escrever os meus (até porque o E-farsas é mais antigo que o Ceticismo.net)

          • Jose

            Steve Jobs morreu de um câncer tratável, segundo seu biógrafo. Ele se recusou a realizar a cirurgia no início, pois não queria ter seu corpo violado.

  46. bruna Martins

    É gente estou com um sobrinho de 19 anos morrendo de câncer, sabe o que mais me dói? É ver a burocracia neste país chamado Brasil, onde tudo que se faz só pensam em dinheiro, e quando isso tem pessoas morrendo. Eu acredito que a cura do câncer já tem mas aqui neste mundo, pessoas já viraram comércio que tudo se envolve dinheiro. Um tratamento no hospital do câncer é caríssimo e bem lucrativos. Onde se falta o ser humano, jamais se revela a cura.

  47. Cassio

    A melhor parte são os comentários.

    Cheio de “especialistas” que conhecem a “malvada” indústria farmacêutica e seus planos de deixar a gente doente pra sempre…
    Se bobear,é o mesmo tipo de gente que acredita no plano dos Iluminati,que tem Aliens disfarçados na casa branca dos EUA,que fala que o homem nunca foi à Lua,que homeopatia é tratamento médico e etc…

    E pior,o melhor argumento deles é dizer : “queria ver se vc tivesse um parente com cancêr e/ou queria ver se vc estivesse com cancêr”.
    Aliás ,já que vamos validar tratamentos dessa maneira,porque não validar tratamentos à base de oração?
    Já que de acordo com vários relatos,a oração salvou a vida de muitas pessoas. Larguem a quimio,a radioterapia e comecem a orar só.
    Ou vc pode também,se tratar com cogumelos do sol,que tal?

    As pessoas apenas não conseguem aceitar que AINDA não encontramos a cura. Só.

    • Marcelocetico

      O que as pessoas não aceitam é que uma substância que foi testada em animais, foi usada em pessoas com câncer e que se mostrou eficaz seja impedida de continuar a ser estudada. Estranhamente essa substância é utilizada com grande eficiência em bovinos. Nós ratos testados os tumores diminuíram 70%.

      E estranhamente os pacientes tratados em SP relataram significativa melhora, no entanto os pesquisadores não tiveram respostas oficiais do hospital. E porque a FioCruz queria patentear a substância ou ao menos o método de obtenção da mesma?

  48. antonio olavo

    Não sou do ramo científico mas, fico imaginando – que risco pode correr um paciente em estado terminal tomando esse remédio a base de fosfoetanolamina sintética, associado aos tratamentos convencionais? Então sejamos céticos e práticos, se não tomar a morte é certa, se tomar talvez haja a possibilidade do médico que assina este artigo estar errado e aí ele obtém a cura. Entre a morte certa e uma pequena chance de cura, o que devemos escolher? Não seria mais humano deixar o paciente escolher? Afinal quem está vivendo o drama é ele, então, acho que ele deveria ter o direito de escolha enquanto os cientistas se aprofundam nas pesquisas.

  49. carlos monari

    Gilmar você está se precipitando em dizer que a pesquisa de um dr. em quimica é uma farsa. A própria FIOCRUZ informou que a fosfoamina sintética tem um excelente potencial.

  50. Pinheiro Neto

    Excelente texto, muito bem explicado. Cansei de toda essa balela pseudo-científica que promete cura e baseia-se exclusivamente no achismo. Se tem relatos de cura, que juntem todos os exames que comprovem a cura e publiquem em revistas científicas. Façam os estudos de acordo, há diversas fontes de financiamento por aí. O que não pode é extrapolar um resultado obtido em testes de bancada para a vida real. Abraço.

  51. Thiago M. Da Silva

    É por isso que as coisas não mudam e o Brasil esta nessa situação . Embora não seja comprovado a total eficacia em pacientes portadores da doença , não se pode desmerecer o trabalho de quem vem estudando a mais de 20 anos uma forma de melhorar a qualidade de vida e até mesmo curar uma das doenças mais grave do mundo . Ninguém exalta que a duas décadas profissionais da USP vem desenvolvendo essa formula e distribuindo bem dizer gratuitamente esse medicamento (por que a dez centavos a capsula ) valor bem diferente do que foi divulgado nessa reportagem , da pra ver que ninguém quer ficar rico , mais sim trazer alivio e uma luz no final do túnel aos pacientes necessitados e também ter o direito e o merecido reconhecimento por esta bem feitoria .
    Eu apoio esses brilhantes profissionais que dedicam anos da sua vida e carreira por uma bela causa Humanitária .

  52. Gilberto Machel

    meu, tenho que responder apenas pra comentar que vc está cobert@ de razão Naherty! Caramba, como é difícil explicar alguma coisa tão simples pra alguém que não quer entender. Deve ter uma razão razoável (certamente PESSOAL) pela qual o Gilmar escreveu este texto. O que aconteceu Gilmar, alguma pessoa muito querida sua MORREU por tomar algum “chazinho milagroso” e abandonar o tratamento convencional? Verdade, deve ser isso mesmo né. Não estou querendo te ofender, mas tenho certeza de que algum motivo importante tem pra vc estar tão irredutível, mesmo com todos os argumentos contra vc. Repare que tudo o que vc faz em seu texto é por sob suspeição o trabalho dos pesquisadores, mas evidentemente vc não tem nenhum argumento propositivo. Por exemplo, desafio vc a PROVAR que a substância é inócua ou até mesmo maléfica. Em termos jurídicos isto se chama “ônus da prova”. Se vc acusou alguém (de “charlatanismo” ou qualquer coisa parecida, como É O CASO), você tem a OBRIGAÇÃO DE PROVAR O QUE ACUSA, e nunca o contrário. Devo lembrar-lhe, caro colega, que TODO MUNDO É INOCENTE ATÉ QUE SE PROVE O CONTRÁRIO, de acordo com nossa lei máxima. Então, por favor, seja minimamente COERENTE e defenda o que resta da sua “honra” com algum argumento (PROVA IRREFUTÁVEL, como vc gosta de exigir dos seus RÉUS) a favor da sua tese: a saber, “a FOSFOETANOLAMINA não é uma cura possível para o cãncer”. Estamos todos ansiosos pela sua PROVA CABAL e até que vc consiga nos demonstrar isso, consideraremos o seu texto uma simples e total prova da sua IGNORÂNCIA (nos dois sentidos: 1. o de quem ignora os fatos sobre os quais pretende falar; e 2. o de quem, por falta de conhecimento, humildade e/ou sabedoria, age de maneira grosseira, descuidada ou propositalmente maléfica para com seus semelhantes). ESTOU ESPERANDO…

  53. ISTO DEVE SER MENTIRA, MAS TEM UNS 10 MIL SITES QUE PUBLICARAM:

    Eles estão aparecendo em quartos de hospital para pacientes agonizantes, tocando em suas testas e curando-os de câncer terminal !
    Esse é o incrível relatório de 14 doutores altamente respeitados e membros do Pyrenees Hospital de Los Ninos em Andorra, Espanha.
    Eles viram extraterrestres de 1.5 m de altura usar sua “magia” em quatro crianças doentes terminais no período de um mês.
    “Eu não pude acreditar em meus olhos”, disse a enfermeira noturna Lupe Montoya que estava trabalhando no setor de oncologia do hospital das crianças durante a primeira visita alienígena.
    “Eu estava preenchendo relatórios quando vi duas pequenas criaturas caminharem na minha direção.
    No princípio eu pensei que duas das crianças estavam fora de suas camas e assim eu me levantei para levá-las de volta para os seus quartos.
    Mas quando me aproximei vi eles não eram humanos.
    Tinham uma cor castanha, com cabeça e olhos amendoados grandes.
    Eles não pareciam com nada encontrado nesse planeta.
    Eu tive medo porque eles pareciam muito misteriosos.
    Mas ao mesmo tempo eu sentia um tipo de inteligência amorosa nesses estranhos olhos”.
    A enfermeira Montoya diz que as criaturas entraram no quarto de Juan Lopez, um menino de 7 anos, que esperava-se que morresse de leucemia dentro de uma semana.
    Ela alertou o guarda de segurança e chamou o Dr. Tomas Ruiz que estava cuidando de outro paciente.
    “Quando caminhamos em direção ao pequeno Juan, seu quarto estava banhado de uma luz dourada brilhante”, disse o Dr. Ruiz.
    Os alienígenas estavam ao lado da cama.
    Parecia existir um laço místico entre eles e o menino.
    Um dos seres tocou a testa de Juan, com suavidade, com seu dedo longo e ele foi cercado imediatamente por uma luminosa aura.
    Quando os alienígenas deixaram o hospital, os doutores radiografaram e examinaram Juan.
    Ele estava completamente livre do câncer.
    Desde aquela noite, Maria Munoz, 9 anos, Anita Pena, 8 anos e Hector Gomez, 9 anos, todos diagnosticados como doentes terminais, também foram curados pelas criaturas desconhecidas.
    Os 14 membros do staff do hospital viram os seres executar os milagres.
    “Há um padrão para essas visitas”, diz Dr. Ruiz. “Elas sempre acontecem ao redor 1h da manhã, os alienígenas sempre entram em pares e sempre curam com um toque na testa”.
    Dr. Dego Garcia, famoso metafísico e pesquisador dos aparecimentos de alienígenas há mais de 30 anos, diz que há muito tempo as Montanhas dos Pirineus são conhecidas por sua grande atividade de OVNIs.
    Fonte:http://arquivoconfidencial.blogspot.com.br

  54. Miguel Ely

    O “e-farsas” cometeu um erro gravíssimo de analise nesta parte matéria:

    “De acordo com o Instituto nacional do Câncer, foram registrados 14 milhões de novos casos de câncer no mundo em 2012 e estima-se que até até 2030 haverá mais de 21 milhões de pacientes com câncer no mundo.

    Imagina um mercado desse tamanho para a indústria farmaceutica!

    Supondo que uma caixa de comprimidos com a cura para o câncer fosse vendida por R$ 500 cada e que apenas 40% desses pacientes pudessem comprar, a “famigerada máfia da indústria do remédio” lucraria cerca de 2,8 bilhões de reais por ano!!!”

    Eu rebato com o seguinte:

    Imagina esses mesmos 5,6 milhões sendo tratados com um “remedinho que NÃO CURA e sim PROLONGA a vida” por mais uns 5 ou 10 anos.
    Seriam 5,6 milhões de clientes fiéis todos os meses durante vários anos.
    Os mesmos 2,8 bilhões por ano se transformariam em 33,6 bilhões em apenas um ano e em cinco anos daria 168 bilhões garantidos para a indústria farmacêutica.
    Se CURAREM as pessoas com R$ 500,00 faturam 2,8 bilhões e se PROLONGAREM a vida em mais 1 ano teriam 33,6 bilhões, representando assim uma eventual CURA, um PREJUÍZO de 30,8 bilhões a Indústria Farmacêutica.
    Resumindo tudo: Sem uma cura elas faturam 1200% a mais em um ano além de não correrem o risco de algum país querer quebrar a patente em poucos anos e terem que competir com outros laboratórios, além das ditas ações caírem, pois até lá já terão desenvolvido outro PALIATIVO, talvez com menos efeitos colaterais e prolongar por mais tempo os lucros.

    Simples assim… Para o autor da matéria meditar…

    • Gilmar Lopes
      Author

      Seu argumento também é válido, mas se a gente ver apenas pelo lado do lucro imediato, mas como eu disse no artigo logo nos próximos parágrafos, a empresa que conseguisse a cura do câncer (supondo que houvesse apenas um tipo de câncer) teria o valor de suas ações aumentadas infinitamente! Isso é o que os acionistas querem: que suas ações aumentem.
      Indo pelo lado do achismo aqui, acredito que a pessoa que se curasse de um câncer nunca ia deixar de depender da máfia da indústria farmacêutica, pois ainda existem outras doenças que também precisam de remédios.
      Também acho que o remédio contra o câncer, quando existir, vá custar muito mais que R$500 cada dose. Coloquei esse valor apenas para ficar fácil de se fazer as contas, mas se eu tivesse com câncer, pagaria o tanto que me pedissem (faria até uma faquinha na internet se preciso).
      Outra questão que não estamos levando em conta aqui é: Qual é a vantagem das farmácias em deixar seus pacientes morrer?
      Esse espaço foi feito pra isso mesmo, para que possamos trocar ideias sobre os assuntos publicados, mas não vejo razão para alterar o meu texto nesse caso. Valeu!

      • Naherty Estevam

        “Qual é a vantagem das farmácias em deixar seus pacientes morrer?”

        Das indústrias farmacêuticas?

        Depende. Eles levam quanto no processo?

        Se estiverem que escolher entre curar alguém por 10 centavos a cápsula três vezes ao dia (nove reais por mês) e matar alguém com quimioterapia (60.000 reais por aplicação) no médio prazo, não tenha dúvidas que irão optar por matar alguém com quimioterapia no médio prazo.

  55. DIEGO DA COSTA DA SILVA

    Parabéns Gilmar pela matéria, só algo que me deixa triste é o analfabetismo científico das pessoas, é incrível como que tudo termina em conspiração. O pesquisador não age com critérios básicos, como solta uma notícia dessa amplitudes sem dados simples, quantos pedidos de registro chegam a anvisa por dia de produtos que curam câncer? Garanto que não são poucos, por isso a sérios critérios a serem seguidos pois se não vira bagunça. Sobre a conspiração da indústria farmacêutica, uma descoberta desta comprovada cientificamente qualquer ser humano deste planeta financiaria esse cara. Não existem conspirações em nível como este, nada segura segura o avanço da tecnológico da ciência.

  56. Polaco

    o artigo descreve todos os tramites para descobertas e usos que novos medicamentos para cancer ou não, só que as pessoas pela carga emocional de receberam o diagnostico de cancer ou tumor(es) que quer abraçar qualquer tratamento sem ao menos ter havido teste em animais, para depois passar para teste clinicos em humanos com QUANTIFICAÇÃO para se confirmar se são obtidos os resultados esperados!

  57. Alan Giongo

    Acredito que todo o esforço não deve ser desperdiçado, se houve melhoras e vitórias devenos trabalhar os dois tratamentos, afinal, queremos a cura , não é? A menos que saja mais intere$$ante manter o paciente com medicamentos caríssimos por mais 2 ou 5 anos… Me lembra um ditado …. Pimenta no dos outros é refresco… Quem vive da doença não quer a cura.

  58. Senhor de Idade

    O autor diz …..”não existe apenas um tipo de câncer e, por isso é quase impossível que seja desenvolvido apenas um único remédio para todos os tumores! ” Aí eu retruco, realmente não existe só um tipo, porém a cura é promovida por uma maneira única: a defesa imunológica do organismo…. Para mim ficou bem claro o papel da FOS sintética – ela age apenas como um sinalizador. Aí está a maravilha da atuação das cápsulas. A FOS sintética levanta a bola e a defesa imunológica do organismo completa o serviço. Vale dizer que quanto mais elevado o sistema imunológico, mais rapidamente acontece o milagre. Então, se existir uma maneira de elevar os macrófagos na corrente sanguínea o restabelecimento da saúde certamente prospera…E acho que isso é a razão do não interesse por um estudo que viria avalizar a enorme importância da FOS, que nem medicamento é, mas é o “GPS” que sinaliza para os macrófagos do sistema endotelial matar as c. cancerosas. E ai? Ficaria evidente que os remédios não curam as doenças ditas incuráveis e sim mantém os pacientes cronicamente dependentes dos mesmos.

    • Carlos Alves de Souza

      Senhor de Idade, meus parabéns pelo comentário, realmente a FOS não cura, mas mostra a células doentes que estão camufladas entre as células sãs. Pois sem a FOS nosso organismo não as achariam e
      os medicamentos não teriam os efeitos desejados.

  59. Marlon

    Lamento ler esse tipo de texto, CONHEÇO pessoas curadas por esta pesquisa.

    Apenas procure por Carlos de Pomerode SC.

    Outra coisa é que isso não é cura de nada, essa substancia fortalece as mitocondrias das celulas e cabe ao organismo lutar contra a doença. Até pessoas com problema de tiróide usam as capsulas.

    Se quisessem curar a Aids por que se investe tanto no coctel de drogas? O que as farmacias querem é que possamos conviver com a doença e tomando remedios caros.

  60. Mauricélia

    Já que a fosfoetanolamina ocorre naturalmente em nosso corpo como componente de lipídios de membrana (as esfingomielinas), por que estão tratando-a como remédio? Não seria mais correto considerá-la como um suplemento, tal qual a L-carnitina? Por que proibir um suplemento? Só porque ele supostamente cura o câncer?

  61. Tal

    Que materia ridícula!!! Parece ter sido financiada pela propria tal mafia! Supondo que exista essa mafia, poderia dizer q ouvi a voz dela nessa matéria…
    Lamentavel…

  62. Douglas

    Meu comentário é verdadeiro, tenho câncer no fígado, fazia químio a 8 meses para descobrir que estava pior.
    Comecei a tomar o fosfoamina a 15 dias, já engordei estou com ânimo, consigo comer de tudo e o mais importante estou com vontade de viver.
    E tem gente preocupada se vai funcionar, lei uma baboseira dessa e principalmente quanto podem ganhar com meu cancer.
    Que loucura quanto custa sua vida. Seu inceto

  63. Angélica

    CONCORDO COM O CLÁUDIO AÍ, O INTERESSANTE PRA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA NÃO É CURAR… SIM, SERIA UM LUCRO EXORBITANTE DE 2,8 MILHÕES COM O REMÉDIO, MAS ESSE, CURARIA E DEPOIS PRONTO. PRA INDÚSTRIA O MELHOR É NÃO CURAR… É MUITO MAIS LUCRO.

  64. Ricardo Bazzan

    O Ser Humano é visto como uma Mercadoria que tem que dar Lucro para Alguém , conheço Pessoas que tomam várias Medicações e nunca ficam boas as vezes pioram . sera que realmente estão tomando Remédios que fazem algum efeito ou farinha travestida de Medicação , não podemos nos esquecer estamos no Brasil o País das Máfias.

  65. Augusto Cesar

    Esta é a primeira matéria do E-Farsa que discordo pois, usou respostas parecidas com a do governo genéricas exigindo provas etc.

    Foram filmadas pessoas que se curaram em site G1 exames comprovando tudo bem não é 100% ? Concordo mais tem também antibióticos testados exaustivamente que não funcionam com algumas pessoas.

    O que custo liberar este medicamento para pessoas que tem cancer sem perquisitiva de outros tratamentos ?

    Sim para mim existe uma mafia de medicamentos tanto é que se perceberem estamos no seculo 21 e não se acha mais a cura para nada apenas tratamentos paliativos para tudo.

  66. Nicole

    Lendo os comentários neste site eu fico triste, pois só demonstra o quão longe o Brasil ainda está de se tornar uma potência científica. Pessoal não entende nada de nada, acredita em teorias da conspiração bizarras, acredita que uma reportagem na globo prova que tal “remédio” contra o câncer é eficaz.

    Se o cientista quer desenvolver sua droga contra o câncer deveria fazer os testes necessários, se não o faz é porque provavelmente ninguém o leva a sério.

    • Giovani

      A verdade é que o tratamento contra o câncer é muito caro e dá muito dinheiro. Duas coisas me incomodam. Médicos ricos e médicos que não curam. Clínicas que faturam 200 mil dia agora irão tratar o câncer como dor de cabeça. Óbvio que haverá muita resistência contra essa substancia mas os testemunhos de curam se multiplicam a cada dia. Contra esses fatos não há argumentos. Chegou a hora, não tem volta. A substância age de forma simples e quem acaba curando o câncer é o nosso sistema imune. Lamentamos os que partiram por essa doença, mas temos que correr rapido para que nao partam mais ninguem. Vamos deixar nossas vaidades de lado.

  67. Rafael

    A conclusão está parcialmente equivocada quando menciona que o estudo da fosfoetanolamina “nunca passou para a fase de testes em animais e/ou em humanos.” porque alguns estudos como os listados abaixo utilizaram experimentos in vivo utilizando camundongos, ratos:

    FERREIRA, Adilson Kleber, “Alquil fosfatado sintético precursor dos fosfolipídios de membrana celular com potencial efeito antitumoral e apoptótico em modelos de tumores experimentais”, Tese de Doutorado, São Paulo, 2013

    VERONEZ, Luciana Chain, “Atitivade da fosfoetanolamina sintética em malanoma murino experimental”, Dissertação de Mestrado, Ribeirão Preto, 2012.

    MENGUELO, Renato, “Efeito antiproliferativos e apoptóticos da fosfoetanolamina sintética no melanoma B16F10”, Dissertação de Mestrado, São Carlos, 2007.

    PS, Esta é uma conclusão muito mal escrita para quem pretende criticar conclusões parcialmente traduzidas de artigos publicados em revistas internacionais.

    • Gilmar Lopes
      Author

      A fosfoamina é conhecida há algumas décadas e o que se conseguiu agora foi uma maneira diferente de sintetiza-la. Não sou eu quem está afirmando que não houve testes clínicos, se você ler as atualizações do artigo vai ver os links da USP e do IQSC onde as entidades estão afirmando que os estudos ainda não foram feitos dentro das normas e que a pesquisa foi feita de forma independente pelo próprio químico aposentado.

      • Rafael

        Caro Gilmar,

        Olhando os comentários percebo que você abandonou as discussões a respeito de testes em animais ou pior ainda, você utilizou técnicas evasivas como mudar de assunto e fazer comparações absurdas.

        Te incomoda o fato de os testes de fosfoetanolamina sintética em animais seguindo a metodologia científica terem mostrado bons resultados?

        Há ainda muitas etapas para se provar cientificamente se o uso é ou mão efetivo na cura do câncer em seres humanos, conforme você mesmo demonstrou com bastante didática. Mas no momento já é possível afirmar que a fosfoetanolamina sintética é um tratamento potencial em humanos. Porque esta conclusão científica te incomoda?

        Quando você vai assumir que os testes com fosfoetanolamina sintética foram feitos em animais? Não vai corrigir sua conclusão?

  68. ” Karl Popper, filósofo da ciência, cunhou o termo “previsão arriscada” para descrever o processo pelo qual cientistas verificam teorias não testadas. Boas teorias, sugeriu, geram previsões arriscadas. Elas pressagiam um fato ou evento imprevisto que corre o risco de não ocorrer ou de ser incorreto. Quando esse fato imprevisto se revela verdadeiro ou quando o evento ocorre, a teoria ganha credibilidade e força. A lei da gravitação de Newton foi confirmada foi confirmada espetacularmente quando ele previu, com exatidão, a volta do cometa Halley em 1758. A teoria da relatividade de Einstein foi comprovada em 1919 pela demonstração que a luz de estrelas distantes é ‘curvada’ pela massa do Sol, exatamente como previsto por suas equações”. Siddhartha Mukherje em O imperador de todos os males: uma biografia do câncer.
    Com certeza a previsão do Cientista Gilberto Chierice é arriscada. Porém, enquanto a Anvisa ou qualquer outra entidade pública ou privada não verificar a veracidade de tal teoria, não podemos sair por aí dizendo qualquer coisa. Afinal, ninguém ainda provou o contrário do que a teoria de Gilberto prevê ( a cura do câncer). Particularmente, espero que, assim como a lei de Newton e a teoria de Einstein, as previsões de Gilberto se revelem verdadeiras.

    • Gilmar Lopes
      Author

      O ruim dessa arriscada previsão é que, enquanto isso, um montão de gente já está tomando o “remédio” sem nenhuma garantia e sem nenhuma noção dos possíveis efeitos colaterais.
      Tomara que o sr. Gilberto esteja certo.

      • antonio carlos

        O que você os críticos da distribuição gratuita da droga parecem ignorar, ao argumentar com falta de testes e aprovação so orgãos oficiais etc…, é que as pessoas que buscam esse tratamento estão MORRENDO porque todos os medicamentos certinhos e oficiais etc… FALHARAM.
        Quando tudo falha é natural e legítimo que as pessoas busquem ajuda em tratamentos “alternativos”.
        NINGUÉM pode ter o poder e a pretensão de impedir que alguém lute para sobreviver.

  69. Fernando

    Matéria totalmente tendenciosa. Parece que o autor fez apenas para chamar a atenção e capturar cliques. Calculo negocial leigo. Deixou de fora os resultados positivos que foram encontrados, com que intenção? O pesquisador em nenhum momento afirmou que encontrou a cura para o cancêr. “Resultados positivos contra a doença” é o que foi dito. Fico indignado com pessoas assim, querendo ganhar audiência com um assunto tão importante para as pessoas. Você é mau meu caro, deveria sentir vergonha. Não vou perder mais meu tempo nesse site.

  70. thiago

    Sugestao: apague este artigo. Desapegue. Ego inflado não faz bem. Ou existe algum interesse monetário para manter o artigo? Pensei que a ideia do site fosse revelar farsas intencionais. Se continuar assim, daqui a pouco terá um artigo sobre a existência ou não de Deus.

  71. Nelson Ferraz

    Será que alguém poderia me explicar porque uma USP, com uma das melhores e mais modernas faculdades de medicina do país, não assumiu de forma integrada uma pesquisa desse porte e com esse potencial?

  72. Adriana veras

    Fiz tratamento contra a câncer de mama, tudo indica que estou curada, e as pessoas que fizeram tratamento comigo também estão bem, com exceção de uma. Há 15 anos o prognóstico era bem pior. Minha fisioterapeuta oncológica que é naturalista falou que todas suas pacientes que foram atrás de tratamentos alternativos ou sem comprovação não estão vivas pra dizer se funcionou, inclusive uma prima minha que foi atrás desses tipo de tratamento.

  73. Olá Gilmar, gostei do post e concordo contigo, com uma ressalva:
    – Atacar os “eu acho”, “eu creio”, “eu acredito” do pesquisador não vejo como válido, até por que se falasse com convicção para impor, não validaria a hipótese de cura. Mas, concordo que aparentemente nem mesmo o pesquisador acredita que a tal substância é a cura.

    É difícil tentar invalidar uma publicação científica, para pessoas que acreditam 100% em uma matéria do G1. Mas, você fez isto bem no seu post.

    Abraço.

  74. Allan Pereira

    Até o momento essa substância não foi testada nem em estudos de fase 1.
    Desconheço que existam inclusive qualquer estudo em humanos.
    Atualmente existem várias drogas sendo estudas e são tão ou mais promissoras do que esta.

    Quanto a tal teoria da conspiração de indústrias farmacêuticas, o governo, através de agências de fomento, pode perfeitamente bancar um estudo sem a participação da indústria. É de enorme interesse do estado que surja um tratamento barato e eficaz – daria um enorme alívio ao orçamento da saúde!!

    Acho uma pena que existam pessoas se aproveitando do desespero de pacientes e familiares com câncer. Muitas pessoas andam lucrando com assessoria jurídica para liminares.

    Todos os remédios que tomamos, seja para curar uma pneumonia ou tuberculose, seja para tratar uma pressão alta ou diabetes, têm que passar por estudos que servem tanto para comprovar eficácia quanto segurança.

    O que precisa ser feito é levar as pesquisas adiante. Relatos do tipo “o amigo de um amigo meu”, “meu vizinho”, não contam como ciência.

    De relatos assim a internet está lotada com coisas como aveloz, limão, bicarbonato, etc…

    Estou torcendo muito para que toda essa atenção midiática estimule pesquisas sérias com essa substância que parece ter sido sim promissora em estudos pré-clínicos. Mas até lá melhor evitá-la visto que não sabemos nada sobre seus efeitos colaterias.

  75. Roselane

    Só em Santa Catarina tem mais de 3000 pessoas que fizeram uso da fosfoetanolamina sintética, acho que já da pra fazer um estudo clinico como quer o Ministério da Saúde e Anvisa.

  76. Maxuel Barbosa

    Meu pai está com Câncer de Próstata com metástase, seria voluntario para os testes só em pensar que esse medicamento poderia curar meu Pai!!!!!

  77. Susana

    Gilmar, embora a conclusão do seu artigo seja pela dúvida quanto à eficácia ou não da fosfoetanolamina no combate ao câncer, eu achei ele um pouco tendencioso no sentido de que essa substância seria uma farsa. Principalmente quando você fala da indústria farmacêutica, pois é evidente que a doença é muita mais lucrativa do que a cura. Mas entendo que a discussão deve se concentrar em pressionar os órgãos competentes a dar prosseguimento o mais rápido possível aos estudos. Não tenho conhecimento técnico para dizer se é possível um medicamento ser eficaz no combate a todos os tipos de câncer, mas pelo que foi demonstrado até agora essa substância parece ter um grande potencial para, no mínimo, prolongar a vida do paciente com qualidade, coisa que os tratamentos atuais não fazem. Entrando na fase de testes em humanos, muitas pessoas seriam voluntárias, principalmente aquelas que já não têm mais opções de tratamentos pela medicina tradicional. Entendo sua preocupação em deixar claro que não há provas suficientes da eficácia da fosfoetanolamina, mas o doente deve ter direito de escolher se quer se submeter a um tratamento alternativo ou experimental, por isso sou a favor da distribuição do “remédio”.

  78. Carlos Azevedo

    Agora eu pergunto para alguns aqui!!! …. vocês acham que as Farmácias Globais Internacionais vão deixar de lado os medicamentos que eles já colocaram e ganham muito dinheiro no mercado????? Eu acho isso PATÉTICO demais para compreender que alguns aqui não sabem o que a MÁFIA MUNDIAL dos medicamentos vão perder???
    Para se ter uma ideia, o ano passado a Farmácia Internacional, faturou cerca de U$ 250, bilhões de dólares somente do câncer de próstatas, AGORA uma pessoas aqui não querem ver ou são totalmentes cegas, existem outros medicamentos e também da MEDICINA ALTERNATIVA para cura de câncer, realmente estou vendo que o brasileiro são MUITOS CEGOS MESMOS!!!!!

  79. Pingback: Fosfoetanolamina – calma e cautela | O Templo dos Guerreiros

  80. Simões

    Gilmar, amei o seu site e o seu jeito ponderado de conduzir o assunto.Apenas acho que o nome do seu site parece ser tendencioso porque ele firma sempre na idéia FARSAS. Sugiro-lhe um nome ; Faça ou não farsa . Agora ,como foi dito acima, anime as pessoas a usar o medicamento, por uma série de motivos razoáveis e eles serão as próprias testemunhas para tudo. obrigado.

  81. Comparar Fosfoetanolamina com água sanitária é rupestre e desonesto. Os estudos in vitro mostram qua a substância mata células cancerígenas, sem agredir as sãs. E há um estudo in vivo, também. Portanto, sim, a fosfoetanolamina tem ação anticancerígena, mas não tem o estudo duplo-cego. Seguem os estudos. O risco que há é devido ao baixo custo: Remédios para câncer custam milhares de reais e medicamentos baratos não despertam o interesse de empresas farmacêuticas. Fato incontestável. Por isso não pagam mesadas para maus profissionais médicos. Seguem os estudos.

    Há mais de 600 estudos sobre a substância, mas este é o único “in vivo” que achei. Falta apenas o duplo-cego que, a depender da indústria farmacêutica e da Fiocruz, nunca ocorrerá. A substância é citotóxica e induz a morte de células tumorais por apoptose e bloqueia a expansão de clones CD34+/CD117+, CD34+ and Gr-1+. Como só há um estudo in vivo, é bastante sugestiva a atividade da droga em humanos. Dizer que trata-se de tratamento sem nenhuma comprovação de atividade antitumoral é mentira e quem afirmar isso é, por consequência, mentiroso ou desinformado.

    Fontes:

    Synthetic phosphoethanolamine has in vitro and in vivo anti-leukemia effects, http://www.nature.com/bjc/journal/v109/n11/abs/bjc2013510a.html

    Anticancer effects of synthetic phosphoethanolamine on Ehrlich ascites tumor: an experimental study, http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22213293

    Synthetic phosphoethanolamine induces cell cycle arrest and apoptosis in human breast cancer MCF-7 cells through the mitochondrial pathway, http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23773853

    Anti-angiogenic and anti-metastatic activity of synthetic phosphoethanolamine. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23516420

    Synthetic phosphoethanolamine induces cell cycle arrest and apoptosis in human breast cancer MCF-7 cells through the mitochondrial pathway, http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23773853

    Anti-Angiogenic and Anti-Metastatic Activity of Synthetic Phosphoethanolamine,
    http://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0057937

    Synthetic phosphoethanolamine a precursor of membrane phospholipids reduce tumor growth in mice bearing melanoma B16-F10 and in vitro induce apoptosis and arrest in G2/M phase. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22902646

    Anticancer effects of synthetic phosphoethanolamine on Ehrlich ascites tumor: an experimental study.
    http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22213293

  82. Daiane

    Essa parte da eficácia eu entendi. O que eu não entendi ainda é porque não foram feitos mais testes?

    O resultado preliminar é ruim?

    Lobby?

    Os alienígenas não deixaram?

    Não aceitaram xerox sem autenticação?

    Afinal, tem que ter um motivo!

  83. Alguem

    O nível dos comentários aqui ultrapassa toda a acefalia do planeta terra,depois que o PT se elege om povo não sabe porque. Se esse medicamento realmente curasse o câncer,de verdade mesmo a ponto do autor do medicamento comprovar isso,o mesmo não precisaria da autorização da Anvisa e de órgão nenhum,era super simples de resolver a situação. 1) ele poderia pedir uma autorização da própria Anvisa para vender o remédio como natural e com o remédio no mercado como um remédio alternativivo,seria autorizado bem facilmente, 2) Outra alternativa ótima seria o descobridor do remédio procurar mercado em outros países,como Cuba,Coreia do Norte e China que são países comunistas e que não respeitam o mercado internacional,afinal de contas,Castro teria muito interesse em um remédio barato,fácil de fazer e que cura o câncer,pois assim ele poderia vender o tratamento do câncer para o mundo inteiro e ganhar dinheiro para manter seu regime explorador,e as pessoas com câncer,a grande maioria iria vender tudo o que tem e não tem para viajar a Cuba e trata da doença,afinal de contas,ninguém no mundo quer morrer,ficar doente ou preso,e assim que medico e advogado ganha dinheiro,isso e pura logica. ninguem faz nada de graca no mundo. 3) Tem um outro time de idiota eleitor do PT que alega que o inventor do remedio nao quer ganhar dinheiro com o remedio (kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk essa eu ouvi esses dias na hora do almoço). O cara vendendo o remedio,e ele consegue fazer isso mesmo sendo proibido,pois se nao fosse assim,nao existiria tantas drogas no mundo feitas somente para matar as pessoas e com o dinheiro que ele ganharia de quem pode pagar,e teria uma porção de pessoas no globo terrestre disposta a pagar por isso,ele poderia doar uma boa parte do remedio,que e o que acontece com muitos remedios para cancer bem mais caro. E para enterrar de vez o quilo de bosta dos comentários. Existe inúmeros tratamentos para diversas doencas que custam acima de 10 mil reais,e sabe quem banca esses tratamentos na maior parte das vezes? o próprio governo que esta proibindo o remedio por causa dos malvados da industria farmacêutica. E como todos sabemos,o interesse do estado,por mais que seja pessimo administrador e arrecadar o maximo e gastar o minimo com a populacao,com o remedio nesse custo que alegam o remedio da cura do cancer,o mesmo iria economizar um dinheirao e se sair como o bonzinho na historia. EEEEEEEEEEEEEEE bando de petista..,aprendam.

  84. carlos

    o cara (bosta um cumentário) e nem tem coragem de por o próprio nome, textos enormes repletos de idiotices.

    A penicilina nada mais é que uma substância com efeito bactericida produzida por um fungo. Ela foi acidentalmente descoberta em 1928 por Alexander Fleming, suas culturas de Staphylococus tinham sido contaminadas por um bolor… O bolor era o fungo produtor da penicilina e revolucionou a medicina. Quem já nasceu ouvindo mp3 não sabe o significado.

    Tem ALGUEM que fala sobre ganhar dinheiro, existe algo chamado caráter que o dinheiro não compra, um pesquisador da USP com um currículo respeitado precisa de tanto dinheiro assim? Nessa altura do campeonato com todos esses anos de carreira o cara quer reconhecimento, quer ser imortalizado pela “CURA do CÂNCER” vender pra CUBA, kkkk quem acreditaria que foi um brasileiro que descobriu?
    Nem o Brasil Reconhece totalmente que o brasileiro Santos Dumont inventou o avião.
    Fala sobre o Governo economizar comprando um remédio definitivo, o maior consumidor de remédios do brasil é o governo, toda vez que acontece corte na saúde a industria farmacêutica demite alguém que iria comprar um carro, a montadora demite alguém que ia comprar uma moto, a montadora de moto demite alguém que ia comprar uma casa, a construção civil demite alguém que iria comprar um celular… será que se o governo economizasse 30% nos remédios os laboratórios continuariam com todos seus funcionários?

    Sempre existe um começo, essa vez é do câncer.

  85. Renato de Souza

    Passou uma reportagem sobre essa substância domingo 18/10/15 no Domingo Espetacular, lá mostrou que por meio de ação judicial já tem várias pessoas usando comprimidos da Fosfoetanolamina sintética mesmo sem aprovação da ANVISA, resta saber se essa substância tiver bom resultados se vão fazer outra reportagem ou vão ocultar.

  86. Bom pessoal na minha opinião, para quem tem câncer ainda mais em estado avançado sem perspectiva de vida, pouco importa se o medicamento fara efeito positivo ou não , o paciente quer arriscar pois muitos não aguentam mais com tanto sofrimento e dor, eu acredito nas noticias que fala sobre algum tipo de cura pois as pessoas já estão desacreditadas porque somos enganados com farsas e mentiras constantemente. porque as pesquisas não avançam? Alguém primeiro quer tirar proveito de tudo isso, os remédios tem que ser gratuitos o governo tem que FORNECER GRATUITAMENTE a saudê e um direito de todos a corrupção tem que ser exterminada do pais. O que eu acho estranho e que a rede RECORD faz a matéria com bons olhos e a GLOBO tenta camuflar uma possível cura porque sera?

  87. ana

    Eu tenho uma pergunta e uma sugestão: Vamos lá!
    pergunta: por que não é proibida a venda de bebida alcoólica? todo mundo sabe que mata, já foi provado e comprovado (cirroses hepáticas, assassinatos, crimes no trânsito), e por aí vai …
    – falo da bebida alcoólica porque tem até propaganda e muito bem feita. –
    sugestão: vamos deixar de questionar “sobre a morte da bezerra” e deixar as pessoas com câncer comprar
    o seu remédio alternativo, natural ou placebo, ou paliativo ou qualquer outro nome. As pessoas tanto podem
    ser curadas como não ser, e daí? eu tenho um tio que bebia muito era arruaceiro, teve cirrose e só morreu com
    76 anos.
    Agora o meu comentário é o seguinte: essa celeuma toda em desacreditar essa substancia e até proibir a venda
    deixa bem claro que a fosfoetanolamina faz efeito, talvez não para todos os tipos de câncer, mais eu investiria
    nela, sem sombra de dúvidas.

  88. alexandro

    Na verdade nada da em nada nesse País chamado brasil porque nós não somos unidos nem para salvar vidas,pelos comentarios que vimos,é um a favor e muitos contras, eu só penso que quando um pessoa está desenganado pelos médicos e alguem falar que tomou um medicamento e curou o seu cancer nós não devemos tomar.Quanta ingnorança nós vemos no povo brasileiro,é por isso que os politicos deita e rola em cima dos brasileiros, tudo que é para prejudicar a sociedade os politicos querem liberar o mais rapido,por exemplo a maconha essa nao precisa de anvisa, só precisa de alguns demonios engravatados em Brasilia…peço desculpas pelas expressoes mais só não é contra essa safadesa quem não tem um pai querido,uma mãe querida,irmãos e etc.

  89. EMIDIO SANTOS DE OLIVEIRA

    GILMAR LOPES, VOCÊ É CAMARÃO? BUSQUE INFORMAÇÕES COM OS FAMILIARES E COM OS PACIENTES QUE ESTÃO TENDO PROGRESSO NOS TRATAMENTOS. PERDI UM IRMÃO COM ESTA DOENÇA, E SEI DOS EFEITOS COLATERAIS, E ESTOU VENDO UMA INDUSTRIA FARMACEUTICA FALIDA E MUITOS ONCOLOGISTAS SEM PACIENTES. UMA VEZ NÃO SENDO TOXICO, É MELHOR QUE UMA QUIMIOTERAPIA OU RATIOTERAPIA, QUE MATA O PACIENTE MAIS RAPIDO DO QUE A PRÓPRIA DOENÇA. ANTES DE DESCREDENCIAR ALGUMA COISA, BUSQUE MAIS INFORMAÇÕES!!!

  90. CARLOS EDUARDO

    Não é substância milagrosa Gilmar, na quimica “nada se cria tudo se transforma ” agora essa briga não é de hoje se a anvisa estivesse preocupada com nossa saúde não estaria testando o suposto medicamento? Que Impedimento proide o estudo e testes?
    Vejo um interesse político em tudo isso de um lado um pesquisador científico querendo aparecer e ser imortalizado e de outro lado vejo um governo orgulhoso que não quer admitir que perdeu pra alguém (ninguém), a briga é pela patente e no momento que ele der a patente ninguém garante que a verdade prevalecerá seja qual ela for.

    Qual será o efeito colateral daqui a 10 anos em uma pessoa está condenada a viver no maximo 5 anos?

    O efeito colateral é viver mais do que se deve?

  91. Olá
    li quase todos os comentários e me surpreendi com a quantidade absurda de pessoas ignorantes e mal informadas. Tenho inveja do Gilmar Lopes por ter tanta paciência em ler e tentar responder essas pessoas. Sério, no dia que publicarem um estudo feito em humanos, comprovando a eficácia desse composto químico eu mudo de opinião. Mais acreditar em relatos ai é outra coisa. A internet está cheia de relatos ( sasi, ETs , sereias , Slender Man) não é??

  92. Roberto

    Eu sugiro a todos céticos que assistam o filme ‘Código de Honra’ (Puncture, em Inglẽs), um filme que quase ninguém viu, infelizmente. O produto que ele inventou nesse filme, baseado em caso real, foi só uma seringa mais segura que as tradicionais e nenhum hospital nos EUA queria comprar essa seringa.

  93. André

    Há muitas pessoas aqui que conhecem pacientes que se curaram usando a fosfoetanolamina. Proponho que provemos que a substância funciona mesmo. Vamos fazer, aqui, uma lista das pessoas que se curaram, colocando as seguintes informações: 1) nome da pessoa curada; 2) dose que usou e por quanto tempo; 3) exame inicial que comprova o diagnóstico de câncer; 4) exame final que mostra que a pessoa está curada ou que o tumor se reduziu.
    Vamos fazer essa lista aqui, e divulgar para o Brasil e para o mundo. Mas precisamos fazer também o seguinte: uma lista das pessoas que usaram a fosfoetanolamina e que não se curaram, ou que pioraram, ou que morreram. Alguém conhece pacientes nessa situação? Precisamos provar que os que usaram tiveram um resultado melhor do que os que não usaram ou que fizeram os tratamentos convencionais da indústria farmacêutica (quimioterapia, radioterapia etc). Então, vamos fazer também a seguinte lista: a) nome da pessoa que não se curou, ou que piorou, ou que morreu; b) dose que usou e por quanto tempo; 3) exame inicial que comprova o diagnóstico; 4) exame que mostra que a doença piorou (ou o atestado de óbito, mostrando que morreu).
    Se conseguirmos fazer isso, vamos provar para os céticos que a fosfoetanolamina realmente funciona. É o único meio. Sem isso, vamos ficar só na discussão inócua, agressiva e inconclusiva.

  94. Pingback: A fosfoetanolamina, post hoc ergo propter hoc « Um Olhar Cético

  95. Giovani Zanetti

    E agora povo da pirâmide. A fosfoetanolamina segue avançando. Todos os dias seguem mais e mais testemunhos de cura. Vamos rever os conceitos? Quantas pessoas precisarão morrer para que se cumpra os protocolos?

  96. rod

    Leio sobre ciência e saúde a trinta anos aproximadamente. Por mais que eu deseje que essa nova substância seja realmente eficaz me espanta a falta de formação científica e a crendice da maioria dos leitores desse site. Não vou nem perder meu tempo explicando. Leiam o livro “O MUNDO ASSOMBRADO PELOS DEMONIOS ” de Carl Sagan pra começarem pelo básico. O autor do site está de parabéns. Não pode se deixar levar pelo desejo e pela emoção . Na verdade fiquei até mais entusiasmado com as possibilidades desse remédio pois se um site crietrioso como este não conseguiu derrubar completamente os potenciais do remédio apenas atestou os fatos de que ele tecnicamente não pode ser ainda chamado de remédio e que não. tem ainda estudos científicos consistentes. E chega de maniqueísmo e fetichismo pseudo esquerdista intelectual de achar que existe UM grande culpado de tudo, como a industria farmaceutica.É um assunto multifacetado’é óbvio que pode existir situações de máfia da industria, mas não se resume a isso. A maioria de voces já estaria morto se não fosse a indústria famaceutica. Quem nunca tomou um antibiótico ? Na hora que a coisa aperta mesmo corre todp mundo pros braços da ciencia.

  97. paat

    Vocês têm um link mostrando o Prof. Dr. Chierice falando diretamente para a câmera ou só reportagens escritas por outras pessoas afirmando que ele disse isso ou aquilo, acredita nisso ou naquilo? A reprodução e generalização desenfreada de desinformação na internet leva muitos a emitirem opiniões baseadas em…. opiniões e não fatos. Só fatos corroborados por evidências podem ser chamados de Ciência. O e-farsas não faz jus ao método científico até publicar um vídeo com o autor do fato falando sobre o fato sem edição do conteúdo ou opinião de outrem que não o autor do fato.

  98. Tiago F.

    Uma dúvida: se a síntese da substância foi estudada na USP, e por pesquisadores da USP, a patente não deveria ser compartilhada com a USP? Pelo que lembro das regras de registro de inovação intelectual da USP, se uma inovação é feita como resultado da pesquisa de um funcionário e/ou usando instalações da universidade, então a patente deve ser compartilhada com a USP (e se não me engano a USP deve ser a titular da patente). E se houve uso de verba FAPESP esta também deve ser convidada a fazer parte da patente. Será que essas patente dos pesquisadores foram feitas nesses moldes? Ou eles ignoraram essa parte?

  99. Marcelo

    Tendencioso e parcial todo o texto e simples de entender o motivo financeiro basta ouvir relatos de pessoas em tratamentos a tratamentos que custam R$ 15000 a 20000 por mes.

  100. Guilherme

    Pessoal, recomendo o texto imparcial do médico Dr. Gustavo Vilela:
    https://www.facebook.com/drgvilela/photos/a.667797306572762.1073741829.565566203462540/1085668321452323/?type=3
    É muito esclarecedor. Ele cita esse artigo: http://www.health-science-spirit.com/EAP.html, que apresenta resultados dos estudos com a fosfoetanolamina, também chamada de CALCIUM EAP. Essa substância tem sido usada há muito tempo na Alemanha e Estados Unidos para tratamento de outras doenças, como esclerose múltipla, asma e diabetes. Portanto, não deve apresentar efeitos colaterais, além de que tal molécula já está presente naturalmente em nosso organismo.
    Vocês podem acessar um artigo da Nature (open access) do qual o professor Chierici é colaborador: http://www.nature.com/bjc/journal/v109/n11/pdf/bjc2013510a.pdf
    Na verdade, não foi ele quem descobriu os efeitos da substância; ele a sintetiza em seu laboratório e outros colaboradores fizeram os testes nos quais foram observados os efeitos “anticancerígenos”, inclusive relacionados ao Instituto Butantã.
    Sugiro que utilizem o site da Plataforma Lattes (http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/busca.do) para pesquisarem sobre os responsáveis pela pesquisa e depois que procurem ler seus artigos científicos como fontes confiáveis.

  101. FABRÍCIO

    Interessante é vc discutir os possíveis efeitos colaterais da FOSFOETANOLAMINA.

    Pois saibam que quem ja tomou a pilula nunca reclamou de nenhum efeito colateral, ao contrário da quimioterapia e radioterapia em que vc faz uma sessão num dia e passa os próximos dias passando mal e a eficácia de cura é pequena, pois acontece até do paciente morrer em decorrência do tratamento com quimio ou radio.

    Eu vejo que vai ser uma grande batalha para finalmente aprovarem a fosfo como medicamento, pois iria falir toda a indústria farmacÊUTICA de quimioterapia.

  102. Fernando

    Hj deixo de ler este site. Vc é um irresponsável e deve estar a mando de alguém. Deus te perdoe… ah não. .. Deus tb deve ser uma farsa pra vc.

    • Michel Pires

      concordo com vc Fernando, somos dois primeira e ultima vez, vamos divulgar isso nas redes sociais para que outros não percam tempo com pessoas compradas…… fala tanto em provas em um artigo ele diz que perdeu amigos buscando curas alternativas, não fale, de provas… bom dia!
      Não indico este site para ninguém vamos divulgar isso nas redes sociais.

  103. Sabemos que o governo tem interesse como sempre financeiro de lucro assim como os Laboratórios.
    Se você sabe que esta com qualquer tipo de Câncer deve ter o livre arbitre-o ou você pode decidir se usa ou não pois até médicos também tem certos interesses do medicamento demorar para chegar pois eles não estão com Câncer e não fazem tratamento com quimioterapia.
    SOU A FAVOR DE LIBERAR FOSFOETANOLAMINA PARA QUALQUER ADULTO OU PAIS QUE SE RESPONSABILIZEM POR SEUS FILHOS MENORES .
    VAMOS DAR ESPERANÇA A TODOS POIS O QUE JÁ É CERTO E QUE VÃO MORRER ENTÃO QUE SEJA COM ESPERANÇA DE CURA EU SOU UM QUE ACEITO USAR O MEDICAMENTO

  104. garimpo77

    Depois de tudo que li, desde o primeiro post sobre o assunto, minha conclusão é que o e-Farças não é mais uma fonte confiável (se é que algum dia foi). Seria muito mais interessante o site não se manifestar sobre o assunto… pelo menos enquanto a dúvida permanecesse…. mas a argumentação utilizada é muito tosca…. Conclusão: tenho que rever todos os assuntos que algum dia eu tenha me referenciado por este site, pois acho que venho sendo iludido durante este tempo inteiro (há anos).

  105. Derik

    Só para esclarecer algumas coisas: 1. O Dr. Gilberto Orivaldo Chierice não distribuía as cápsulas aleatoriamente a pacientes com câncer. Quando a equipe de pesquisadores chegaram à síntese que criava a “apoptose” nas células cancerígenas em testes com animais e publicaram os estudos, os testes em seres humanos começaram a ser feitos no Hospital AMARAL CARVALHO em Jaú, através de um convênio entre este Hospital e a USP, registrado em Cartório e assinado pelo Diretor do Hospital e o Reitor da USP na época. O Dr. Gilberto fornecia as cápsulas ao HOSPITAL, que fazia o acompanhamento e indicava a dosagem correta para cada paciente, obedecendo o convênio firmado, afinal, ele era empregado da USP. Seguindo todas normas esrabelecidas pelo ministerio da saude pois na epoca não havia a anvisa. Quando o Convênio acabou foi que os pacientes que recebiam as cápsulas do hospital começaram a ser encaminhados ao Instituto de Química de São Carlos porque, como haviam melhorado, tinham medo do que poderia acontecer com a descontinuidade do uso da substância e o Dr. Gilberto só as entregava mediante receita médica contendo a prescrição e laudo médico atestando que se tratava de pacientes em estado terminal, cuja quimioterapia, radioterapia, cirurgia, enfim, tratamentos convencionais, já não trariam qualquer benefício. Medicos encaminhavam os pacientes a ele, inclusive do hosp. Sirio Libanes.Eram pacientes que foram mandados para casa para esperar a MORTE. 2. Ninguém barrou a USP de produzir as cápsulas. A própria USP, por não ter condições de atender a demanda, baixou uma portaria proibindo a distribuição das cápsulas, daí o surgimento das liminares. 3. Você tem razão quando diz que não existe um câncer, mas sim, diversos tipos de câncer. E vou além. Há ainda, subtipos para cada tipo de câncer. Porém, a fosfoetanolamina não cura o câncer, não mata o câncer, nada disso. O que ocorre é que existem dois tipos de células em nosso organismo: as aeróbicas e as anaeróbicas. A aeróbica é a célula normal e a anaeróbica é a célula cancerígena. A fosfoetanolamina sistética age como um marcador de células anaeróbicas (cancerígenas), seja ela de que tipo de câncer for porque, apesar de termos diversos tipos de células cancerígenas, todas elas tem uma coisa em comum. São células anaeróbicas e é aí que a fosfoetanolamina age trazendo, inclusive, o benefício de não marcar células normais. 5. Os pesquisadores NUNCA tentaram ou pretenderam “burlar” a lei. Pelo contrário, o que eles sempre pediram e pedem, já que o HOSPITAL AMARAL CARVALHO não disponibiliza o resultado dos testes clínicos já feitos, é que SEJAM FEITAS AS FASES CLÍNICAS. Eles precisam de hospitais, laboratórios, enfim, da estrutura para que isso seja feito. Alguns Institutos procuraram os pesquisadores e propuseram ajudar em troca da patente, entretanto, os pesquisadores se negaram porque fizeram um acordo entre si de que nenhum deles iria lucrar com o composto e mais: eles só aceitam fazer os testes clínicos com parceiros que assinem um documento devidamente registrado se comprometendo a, caso essa substância se torne um medicamento, que seja distribuído pelo SUS, gratuitamente a qualquer paciente que venha dele precisar. Infelizmente os parceiros que se apresentaram não concordaram com isso e, por esse motivo, até agora, não conseguiram realizar os testes clínicos. 6. O Dr. Gilberto Orivaldo Chierice NUNCA disse para as pessoas pararem de fazer a quimioterapia. Ele apenas alertou que a fosfoetanolamina só traria resultados em pacientes com o sistema imunológico saudável. E, ainda, há relatos de pacientes que, mesmo fazendo quimioterapia, mantém o sistema imunológico forte, portanto, os dois tratamentos podem ser complementares. 7. Não comprem a fosfoetanolamina disponível no mercado. Ela é altamente tóxica e pode matar instantaneamente. Ela é industrial, usada para a fabricação de cosméticos. Quanto aos suplementos e vitaminas vendidos no exterior que leva fosfoetanolamina em sua composição, esclareço que tem síntese diferente da desenvolvida pelos pesquisadores brasileiros. Não fosse isso, não teríamos algumas centenas de estrangeiros tentando entrar com liminares no Brasil para conseguir a substância. 8. A fosfoetanolamina não é tóxica. Temos o laudo de toxicidade emitido pelo CEATOX, Centro de Toxicidade da UNESP de Botucatu addinada por dois especialistas em toxicologia, que comprova isso, devidamente documentado. E, a fosfoetanolamina sintética está presente no leite materno, logo, não há como dizer que é uma substância que pode MATAR. E, para terminar, como sei que você é uma pessoa de bom senso e que se preocupa com o ser humano, peço que não apague meu comentário porque é um comentário de quem também se preocupa, e muito com a vida das pessoas. Quero aqui retransmitir o apelo dos pesquisadores: SENHORES, NÃO SE DEIXEM LEVAR POR NENHUMA MÍDIA. PROCUREM, PESQUISEM, OBSERVEM COM RACIONALIDADE. NÃO DEIXEM SEUS TRATAMENTOS E SEMPRE SIGAM AS ORIENTAÇÕES DE SEUS MÉDICOS. A FOSFOETANOLAMINA É INDICADA APENAS PARA AQUELES PACIENTES A QUEM NÃO RESTA MAIS NADA, A NÃO SER A MORTE. Não deixe que as palavras dos pesquisadores sejam deturpadas pela mídia. Assistam a Audiência Pública ocorrida no SENADO no dia 29/10, disponível na TV SENADO e os Senhores verão que os médicos, a ANVISA e o Ministério da Saúde, depois de ouvirem os pesquisadores, resolveram apoiar a pesquisa e, inclusive, colocaram a fosfoetanolamina sintética no topo de prioridades de aprovação para novos medicamentos. É isso pessoal. Espero ter colaborado com informações verdadeiras e obrigado por permitir que os fatos sejam elucidados de maneira verdadeira. Um abraço!

    • fulvia

      Caro Derik. Obrigada por ter esclarecido quase todas as minhas duvidas a respeito desse assunto. Confesso que li algumas mensagens e já estava desistindo devido a quantidade de asneiras, com algumas poucas exceções. Mas depois disso resolvi também exprimir minha humilde opinião: Ninguém mais acredita no ser humano. Quem acredita que alguém queira doar a cura do câncer sem efeitos colaterais e sem ganhar dinheiro algum com isso????? É mesmo difícil pra nossa humanidade podre acreditar em algo assim. Tem a vaidade, o ego, o fato de que essa pessoa entrará para a historia como a mais importante do nosso século…, . Mesmo assim, difícil acreditar. Mas eu acredito. Como também acredito que esse comprimidinho tão pequeno possa trazer a esperança na vida de quem já tentou de tudo e não há mais nada a fazer a não ser a angustia de esperar morrer. E ainda mais grave, essa espera não ser mais vida e sim sobrevida. Não quero tentar entender como funciona a cabeça das pessoas responsáveis pelo dinheiro das industrias farmacêuticas, me dá medo…
      Deixando de lado esse desabafo pessoal.. ainda gostaria que me esclarecessem a seguinte duvida. As pessoas que se beneficiaram com o uso da substancia estão se organizando para mostrar os resultados de seus exames médicos antes do uso e depois do uso? Ou não seria ainda suficiente para acelerar o processo de testes pelo governo???? E alguém poderia me dizer se há possibilidade desse medicamento servir para cães? (espero não me arrepender de ter perguntado isso…)

  106. João Kliemann

    “Supondo que uma caixa de comprimidos com a cura para o câncer fosse vendida por R$ 500 cada e que apenas 40% desses pacientes pudessem comprar, a “famigerada máfia da indústria do remédio” lucraria cerca de 2,8 bilhões de reais por ano!!!”

    Depois que você cura alguém, essa pessoa não será mais seu cliente. Agora imagine poder vender o TRATAMENTO por R$ 500 MENSAIS até que a pessoa morra! Supondo que um paciente em tratamento dure em média 6 meses, você, podendo escolher, iria preferir receber 2.8 bilhões por ano ou 16.8 bilhões por ano?

    Essa cura pode até não funcionar, mas o incentivo financeiro para que ela não seja encontrada a cura é inegável.

    • Gilmar Lopes
      Author

      Não se trata apenas da venda direta do produto! Imagina só o valor das ações da empresa que descobrir a cura para o câncer?
      Também acredito que não irá acontecer assim: Tomou o remédio e sarou. Como são diversos tipos de câncer que existem, também haverá uma enorme variedade de remédios e os tratamentos ainda assim serão continuados e o paciente ainda continuará dependendo do remédio.
      Vai por mim, “eles” sempre darão um jeito de lucrar em cima.
      Se a máfia das indústrias farmacêuticas não permitissem avanços na área da saúde, nunca iriam permitir as vacinas, né?

      • Naherty Estevam

        Sabia que enfrentamos hoje no mundo o risco de epidemias em função de bactérias ultra-resistentes?

        Sabe porque as bactérias estão ficando ultra-resistentes?

        Porque há praticamente 50 anos, a indústria farmacêutica não desenvolve mais novos antibióticos. São medicamentos muito eficazes e de baixo custo. Por esse motivo, os grandes laboratórios não se interessam. Os antibióticos estão ficando resistentes e mesmo assim nenhum laboratório no mundo hoje trabalha com pesquisa de desenvolvimento de novos antibióticos. Nenhum. E essa situação ocorre há décadas.

  107. Antônio celso

    Ola.
    Pelo que entendi é igual a insulina.
    O organismo produz a insulina mas nos diabéticos de forma insuficiente.

    fosfoetanolamina é um composto químico orgânico presente naturalmente no organismo de diversos mamíferos.

    ela possui ainda uma função sinalizadora, ou seja, a fosfoetanolamina informa o organismo de algumas situações que as células estão passando.

    Pode ser que a pessoa cancerosa precise de uma dose extra de
    fosfoetanolamina.

  108. manoel

    Até agora nao recebi resposta de ninguém.

    Queria chamar a atencao sobre essa pesquisa
    http://stemcell.stanford.edu/CD47/

    Nessa pesquisa de Stanford, foi encontrada uma proteina que é produzida por todas as celulas cancerigenas (o site menciona como “quase” todas oque é bem forte para uma instituicao como essa).
    E esta em fase I (teste com humanos) algo que almeja curar todos os tipos de cancer conhecidos.
    No entando voce afirma isso ser impossivel.

    • Gilmar Lopes
      Author

      “Quase” é diferente de “todas”!
      Entenda: O câncer não é um vírus e tampouco é uma doença no sentido clássico da palavra. O câncer é o crescimento desordenado de células do próprio paciente e isso é o que torna difícil o seu tratamento. Além disso, existem inúmeros tipos de cânceres e de variações do mesmo câncer. Um remédio que cure todos os cânceres… só na ficção!

      • Naherty Estevam

        Existem dezenas tipos de pneumonia, mas é possível tratar todas elas com dois tipos de antibióticos – um viral e um bacteriano.

        A sua “explicação” sobre remédio para todos tipos de câncer só existir na ficção é uma babaquice. Entendo que é um discurso que cabe bem a vendedores de quimioterapia como Dráuzio Varella. Mas no meio científico, dizer algo assim é um disparate.

        Existem diversos tipos de câncer. E todos eles são formados por células anaeróbicas, com deficiências metabólicas e energéticas. Se for possível agir nessa característica comum, o que impediria a existência de um remédio genérico para o câncer?

        • Rodrigo Pimentel

          “Existem dezenas tipos de pneumonia, mas é possível tratar todas elas com dois tipos de antibióticos – um viral e um bacteriano.” – Antibiótico VIRAL ? Vírus são imunes a TODO E QUALQUER TIPO de antibiótico,por uma razão muito simples: o(s) mecanismo(s) de ação desses fármacos. Eles agem apenas contra CÉLULAS (seja por alteração da parede celular, alteração da replicação de material genético nuclear, alteração da codificação do RNA mensageiro,etc) e os vírus não são células e sim estruturas orgâncias simples formadas por um envelope protéico e um filamento de RNA ou DNA. E só pra constar : existem cepas bacterianas TOTALMENTE imunes a antibióticos. Nunca ouviu falar em resistência ?

          “Existem diversos tipos de câncer. E todos eles são formados por células anaeróbicas, com deficiências metabólicas e energéticas” – Pelo contrário,as células cancerosas têm um alto metabolismo e por isso mesmo possuem ALTA DEMANDA DE OXIGÊNIO E NUTRIENTES.

          “… o que impediria a existência de um remédio genérico para o câncer?” – Justamente por existirem diversos tipos de neoplasias,cada um com suas características histológicas, comportamento invasivo e replicação celular,não existe um método comum que permita a erradicação do tumor. Seria preciso primeiro inventar um sinalizador que fosse captado por células tumorais de qualquer tipo e linhagem (os marcadores descobertos até hoje possuem um baixíssimo poder de captação e só funcionam em alguns tipos de tumores) e depois “ensinar” o sistema imune a destruir essas células ( o que também é impossível em caso de tumores avançados,pois o paciente morreria antes ou seria envenenado pelos metabólitos tóxicos liberados pela destruição do tumor e pelas próprias células de defesa).

          Vai ler um pouco antes de postar besteira,falou ?

      • Naherty Estevam

        “O câncer não é um vírus e tampouco é uma doença no sentido clássico da palavra. O câncer é o crescimento desordenado de células do próprio paciente e isso é o que torna difícil o seu tratamento.”

        Falou, falou e não disse nada. O que o fato do câncer ser o “crescimento desordenado de células do próprio paciente” implica em ser impossível trata-lo com um único remédio?

        Ah,. lembrei. Você não sabe. o Dráuzio Varella só contou a primeira parte. Ahahahahahahhahahaha.

        É piada, só pode.

        “Um remédio que cure todos os cânceres… só na ficção!”

        Disse o grande oncologista forma… ah não… esqueci. Você nunca nem leu um livro sobre o assunto e quer pagar de el fodon.

        • Gilmar Lopes
          Author

          Desculpa a minha ignorância, mas não entendi o que você quis dizer com esse seu comentário!
          O câncer não é uma doença no sentido clássico da palavra e já disse aqui que o E-farsas não é o dono da verdade. Mas é preciso cautela quando o assunto é a cura milagrosa para algum mal que aflige a população.

          • Naherty Estevam

            “Mas é preciso cautela quando o assunto é a cura milagrosa para algum mal que aflige a população.”

            E quem está falando em “cura milagrosa” aqui além de você?

            As pessoas que desenvolveram esse composto são cientistas com estudos publicados em periódicos internacionais relevantes, empregados nas principais instituições científicas do país e donos de uma patente de síntese de um composto orgânico. Não são monges, milagreiros, benzedeiros ou algo do tipo.

            Concordo contigo. É preciso cautela. E é cautela que está te faltando. Você não tem nenhum elemento para fazer as afirmações fantásticas que fez nesse artigo.

            O fato de acreditar que as palavras de Dráuzio Varella são a verdade revelada (“não existe cura pro câncer porque existem vários tipos de câncer”) demonstra claramente que te falta leitura e conhecimento sobre o assunto.

            Você tem acompanhado as mais recentes inovações, pesquisas e novos fármacos no tratamento do câncer? Não reparou que a maioria dessas pesquisas e novos medicamentos e terapias partem da possibilidade de tratamento de forma genérica? Não reparou que cada vez mais, mundialmente, se consolida a ideia de que a quimioterapia é um tratamento bárbaro, antiquado, caro, atrasado e ineficaz?

            Há DÉCADAS cientistas do mundo inteiro dizem que a cura para o câncer virá do estímulo ao sistema imunológico do paciente. Sabe qual é o nome da “nova fronteira” do tratamento ao câncer na qual os cientistas se debruçam hoje? Chama-se imunoterapia. É um tratamento genérico, já disponível no Brasil. Assim como a fosfoetanolamina, ele é aplicado para todos os tipos de câncer. Assim como a fosfoetanolamina, seu princípio é o fortalecimento do sistema imunológico do indivíduo, para que o próprio organismo do doente possa combater a doença. É um exemplo, o mais notável, mas a maioria das pesquisas feitas em centros avançados do mundo inteiro hoje apontam como saída para o problema dos tratamentos ineficazes contra o câncer que dispomos hoje é essa: tratamento genérico, aplicado a todos os tipos de câncer, e que estejam voltados ao estímulo do sistema imunológico.

            Você está muito, mas MUITO mal informado e insiste em continuar desinformando o seu público.

            Não, NÃO TEM nada de absurdo na ideia de um único medicamento que combata todos os tipos de câncer. Tanto não tem que tratamentos desse tipo já existem e são os mais pesquisados e elogiados hoje em dia.

            É claro que oncologistas tradicionais, fechados nas sus bolhas de concepções equivocadas e antiquadas sobre a medicina clássica não irão concordar com esse tipo de desenvolvimento. Especialmente quando são donos de clínicas de quimioterapia. O discurso de que “não dá pra curar câncer com um remédio só”, hoje em dia, só serve pra vender mais remédio.

            Informe-se. Custa nada.

          • Gilmar Lopes
            Author

            Agora, sim! Elevamos o nível da conversa. Gostei!
            O tempo dirá se o medicamento (que está sendo tratado como milagroso em muitas publicações por aí) funciona mesmo ou não.
            Caso funcione, aí sim esse senhor poderá ganhar até um Nobel. Caso fique provado que ele não funciona, muitos dirão que ele funciona sim, mas que a máfia da indústria farmacêutica não deixou ele ser produzido.
            Aliás, até agora, os testes feitos in vitro e em alguns camundongos ainda não foram reproduzidos e não foram confirmados por outros laboratórios.
            Sobre a droga ser tratada como milagrosa, não sou eu quem está afirmando, mas foi um termo cunhado pelas redes sociais. Afinal, uma pílula que promete curar todos os tipos de câncer só pode ser milagrosa, né? Apenas para provar que esse adjetivo não foi cunhado por mim, aí vai uma lista de links cujo o termo “milagroso” foi usado, mesmo que de forma pejorativa:
            http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/noticia/2015/10/medicos-contestam-medicamento-milagroso-para-tratar-cancer-4882112.html
            http://epoca.globo.com/vida/noticia/2015/10/fosfoetanolamina-sintetica-oferta-de-um-milagre-contra-o-cancer.html
            http://www.agorapb.com.br/2015/11/fosfoetanolamina-medicos-contestam.html
            http://brasileiros.com.br/2015/10/httpbrasileiros-com-br201510o-futuro-da-droga-milagrosa-da-usp-e-de-seus-usuarios/
            http://qgnoticias.com/blog/home/fosfoetanolamina-pilulas-milagrosas-contra-o-cancer-serao-enviadas-pelo-correio-diz-usp/
            http://www.boasnoticiasam.com/#!Governo-vai-investir-na%C2%A0pesquisa-da-fosfoetanolamina-o-rem%C3%A9dio-milagroso-contra-o-c%C3%A2ncer/cjds/563940130cf28330832b8c2a
            http://minecraftzone.com.br/blogs/entry/11-falando-sobre-fosfoetanolamina-a-milagrosa-cura-para-o-c%C3%A2ncer/
            http://www.alexandreloch.com.br/2015/10/15/as-pilulas-milagrosas-da-usp/
            http://www.brasilpost.com.br/2015/10/14/fosfoetanolamina-remedio-cancer-usp_n_8297136.html
            http://www.jornaldeluzilandia.com.br/txt.php?id=39381

          • Naherty Estevam

            Então, nenhum desses links que você apontou onde aparece o uso da expressão “pílula milagrosa” é de um veículo científico, especializado no assunto oi foi escrito por profissionais do ramo. São matérias de jornais convencionais, escritas por leigos.

            Esse é o problema. Você está se informando no G1, na Época, na Veja. Não no British Journal of Cancer, na Nature, etc.

            O primeiro passo para conseguir respostas é procurar no lugar correto.

          • Gilmar Lopes
            Author

            Então, é justamente isso que estou dizendo: Muitas pessoas se guiam pelo que ouviu falar ou que leram nesses veículos de massa (G1, Portal R7 e outros) e nenhum desses portais tem caráter científico.
            Coloquei os links para mostrar que o adjetivo “milagroso” está sendo usado por aí e que não foi invenção minha!
            A Nature já se pronunciou duas vezes a respeito da fosfoetanolamina e de toda essa aura de cura envolvendo esse “remédio” aqui no Brasil (não são artigos científicos – até porque é bem capaz que essa “descoberta” não dê em nada e a Nature não vai se interessar em publicar um artigo científico de um remédio que não funciona, mas foram publicados na revista):
            http://www.nature.com/news/brazilian-courts-tussle-over-unproven-cancer-treatment-1.18864?WT.mc_id=TWT_NatureNews
            http://www.nature.com/news/drugs-on-demand-1.18873?WT.mc_id=TWT_NatureNews
            Além disso, tem esse artigo bacana do nosso amigo Átila Iamarino – do Nerdologia:
            http://scienceblogs.com.br/rainha/2015/10/fosfoetanolamina-cura-do-cancer/

          • Naherty Estevam

            “Afinal, uma pílula que promete curar todos os tipos de câncer só pode ser milagrosa, né?”

            Não.

            Por que seria? Qual é o seu interesse em mistificar a cura do câncer?

            Explique o que há de tão impossível em existir um remédio que sirva para combater todos os tipos de câncer. Você está repetindo isso como um papagaio e até agora não explicou o por quê.

          • Naherty Estevam

            Suponho portanto que você considera que a imunoterapia – que é aplicada a todos os tipos de câncer – não seja um tratamento real, e sim “milagroso”.

            É isso?

          • Naherty Estevam

            “Um remédio que cure todos os cânceres… só na ficção!”

            E um remédio pra cada tipo de câncer? Existe?

            A quimioterapia que vocês tanto defendem é o quê?

            Você sabe qual é o princípio de funcionamento da quimioterapia?

            Onde encontro o registro das quimioterapias na Anvisa? E a documentação dos testes clínicos dos quimioterápicos nos organismos dos pacientes?

            Pois é. Não encontramos. Por que quimioterapia não é remédio, é coquetel de drogas que é improvisado e aplicado ao paciente/cobaia sem qualquer tipo de estudo prévio, na base da expectativa que funcione, sem nenhuma garantia real de benefício.

            O médico vai lá, mistura cinco medicamentos e injeta na sua veia. Faz exames. Constatou que não adiantou, o tumor aumentou 30%. Aí ele tira 2 dos cinco medicamentos e substitui por outros. Aplica de novo. Faz exames. Descobre que não adiantou, tumor continuou crescendo. Aí o médico vai e começa tudo de novo.

            Quimioterapia é isso. É método de tentativa e erro.

            E vocês se fingindo de preocupados com fosfoetanolamina. É de revirar o estômago.

  109. O câncer é uma doença que precisa ainda de muito estudo, pois tem muitas variações, o que torna muito difícil um tratamento único e 100% eficaz. Só penso que devem ser consideradas todas as possibilidades, independente de quem tenha criado, só que ai afeta o interesse financeiro de muitas pessoas.

  110. edson brunhara

    Como disse o Dr. Renato Meneguelo, um dos mentores da fosfoetanolamina sintética, durante sua apresentação na audiência da Comissão de Seguridade e Justiça, na Câmara Federal, em 12/11/2015, a ANVISA libera a comercialização do cigarro, que tem, sabidamente, mais de 4.000 substâncias tóxicas e cancerígenas, por R$8,00 o maço!!! O cigarro é uma fábrica de câncer! A mesma ANVISA não libera a “fosfo” porque estudos clínicos em pacientes ainda não foram executados e o “remédio” é distribuído GRATUITAMENTE! Á contradição do sistema, que é intencionalmente mal-intencionado! Felizmente, acredito que até julho/2016, a “fosfo” estará sendo produzida em escala semi-industrial nos laboratórios do governo para uso em pacientes onde não há o que ser feito com rádio ou quimio terápicos. A própria lei já permite que pacientes em estado terminal, assumam os riscos de terapias e medicamentos ainda em teste. O próprio Meneguelo nunca disse que o paciente terminal ou não, deixasse a rádio ou quiioterapia de lado depois que começasse a consumir a “fosfo.” E o Sr. Meneguelo tem que ter proteção policial! Todos os envolvidos no desenvolvimento da “fosfo” são alvos legítimos dos urubus da indústria farmacêutica.

  111. Silvio

    Uma pessoa com câncer em estado terminal precisa se preocupar com efeitos colaterais? Ela tem o direito de escolher tomar esse remédio. Quem pensar o contrário deve ter a capacidade de ressuscita-lo se for comprovada a eficácia da fosfoetalonamina futuramente. Deixem as pessoas decidirem…. Existem inúmeros relatos de pessoas atestando a sua eficácia. Não precisa de divergência. Deixa os céticos terem um diagnóstico de câncer, quem sabe eles não se tornem crentes!!!!!

    • Gilmar Lopes
      Author

      Imagino que se eu estivesse nessa situação eu tomaria até gasolina de avião se me dissessem que isso cura o câncer. Mas devemos imaginar que nem todos estão no mesmo estágio da doença e que nem todo o câncer é igual.
      Além disso, não se sabe quais são os efeitos colaterais.
      Será que esse “remédio” cura mesmo?
      Qual é a dose recomendada?
      Se o paciente se cura mesmo, será que a doença voltará a ocorrer?
      Ainda não sabemos nada disso!

  112. Jean Pierre

    Acerca do comentário do autor do site e informação: “acredito que quando se está com essa doença, a pessoa deve ficar tentando todas as simpatias e chazinhos mágicos para continuar viva”.

    Com a devida licença, caro Gilmar, vejo muita arrogância e deboche no comentário acima, quando fala em tomar “chazinhos”. Seu diminutivo trás interpretações irônicas, menosprezando o sentimento daqueles que passam pelo árduo caminho da busca contra a cura do câncer.

    É lamentável ler suas respostas, diversas vezes sem fundamento algum, e, o pior, sem preparo e sarcástico.

    Ademais, falar aqui em debate com comentaristas do seu site em “ônus da prova”, chega-se ao mais puro absurdo, haja vista que quem trás uma informação é seu próprio site e todos têm o direito de obtê-la de maneira verídica e fundamentada, sob pena de seu próprio sítio eletrônico ser veiculador de uma farsa em si mesmo, isto é, se diz que a substancia em estudo é uma farsa, então, você é quem deve trazer argumentos contundente e não achismos.

    • Gilmar Lopes
      Author

      Não há comprovação científica de que esses chazinhos funcionem! Irresponsabilidade minha seria dizer aqui que o paciente deve sair do tratamento convencional para se tratar com curandeiros e charlatões. Não quero carregar na consciência a culpa de ter ajudado a matar pessoas ingênuas!

      • Naherty Estevam

        “Não quero carregar na consciência a culpa de ter ajudado a matar pessoas ingênuas”

        Aahahhahahahahahah. Você tá é se lixando se pessoas ingênusas vão morrer por sua culpa ou não. Você quer é o dinheiro dos likes, fazer grana à custa de polêmica com paciente de câncer.

        • Gilmar Lopes
          Author

          Eu é que estou correndo atrás de likes ou esses charlatões é que inventam poções milagrosas para sugar dinheiro de suas vítimas?
          Pensa bem: Quem é que está ganhando dinheiro desonestamente aqui, amigo? Eu ou esses curandeiros?
          Perceba que não afirmei em nenhum momento que o pesquisador está sendo desonesto. Apenas acredito que ele esteja indo por um caminho errado distribuindo esse “medicamento” sem nem saber se isso funciona!

          • Naherty Estevam

            Sim, VOCÊ é quem está correndo atrás de likes. Não vi nenhum dos pesquisadores te desqualificando. Estou vendo VOCÊ CHAMANDO-OS DE CURANDEIROS, mesmo sem ter nada para embasar essa injúria e difamação.

            Você é o tipo de sujeito que só aprende a respeitar os outros tomando um belo deu m processo nas costas. E tá merecendo.

          • Gilmar Lopes
            Author

            Estou chamando de curandeiros aqui nos comentários porque aqui sou apenas um leitor como todos. Aqui eu posso dizer o que acho e acho que a medicina alternativa se funcionasse mesmo se chamaria apenas “medicina” em a palavra “alternativa” na frente!
            Lembrando que praticar medicina sem licença é crime!

  113. Oscar Alho

    Gilmar!

    Excelente matéria!

    Pena que as pessoas não entendem, pios não raciocinam, e acreditam muito em teoria da conspiração! =\

    Parabéns pelo site e continue assim!

  114. ULISSES

    Os pesquisadores dizem,estamos testando desde 1990 em pessoas,entao vem um medico vendido ,na mesma reportagem da rede bobo,dizendo,so foi testado em animais.A industria farmaceutica ganha trilhoes por isto nao vao aceitar nunca.Veja esta reportagem e saibam e farsa eh uma FARSA………………………………….http://g1.globo.com/globo-news/jornal-globo-news/videos/t/assunto-em-debate/v/grupo-que-vai-testar-substancia-que-ajudaria-no-combate-ao-cancer-deve-se-reunir/4587667/

  115. flavio

    ser médicos fala que vc so tem 3 meses de vida mesmo vc fazendo o tratamento
    vc sabendo desse remédio fosfoetanolamina que ja curou mais de 600 pessoas vc não entraria na justiça pra consegui esse medicamento de qual que jeito mesmo sem registro pela avisa

  116. Paulo

    Vc devia ser mais serio e levar em consideração as inúmeras pessoas que se utilizaram da substancia fosfoelatolamina sinteca e obtiveram bons resultados em pouco tempo. a reportagens e testemunhos espontâneas no you tube por exemplo. porque será que ha tantos doentes interessados em utilizar a substancia ou continuar utilizando? Cara, na minha opinião vc não é honesto.

    • Gilmar Lopes
      Author

      O tempo vai mostrar quem está certo! Tomara que eu esteja errado e esse “medicamento” seja a salvação do povo, mas por enquanto ainda não se sabe nada sobre o componente. Por exemplo, quem sabe qual é a dosagem recomendada?

    • Eu™

      >Vc devia ser mais serio e levar em consideração as inúmeras pessoas que se utilizaram da substancia fosfoelatolamina sinteca e obtiveram bons resultados em pouco tempo.

      E você devia ser mais cético e duvidar de relatos sem evidências. E aprender a escrever também ajudaria. O que seria uma “sinteca”?

      > a reportagens e testemunhos espontâneas no you tube por exemplo.

      Claro, afinal se está no Youtube é verdade. Seguindo sua lógica então, o Dr. Dráuzio está correto, afinal está no Youtube. E aí? https://www.youtube.com/watch?v=o9dOi65pKMQ

      > porque será que ha tantos doentes interessados em utilizar a substancia ou continuar utilizando?

      Porque é a última esperança dessas pessoas. Dizem que óleo de cobra cura câncer, eles podiam tomar também! Não significa que funciona.

      >Cara, na minha opinião vc não é honesto.

      http://climatologiageografica.com.br/nao-nao-e-apenas-sua-opiniao-voce-simplesmente-esta-errado/

      “Não, não é “apenas sua opinião”. Você simplesmente está errado!”

  117. Marcos

    Gilmar, meus parabéns pela matéria. O brasileiro não está muito familiarizado com o pensamento científico. Conclui-se isso apenas por ver o desperdício de tempo em argumentar os “eu acho, eu penso, eu creio”. Desejo que continue o seu excelente trabalho de desmistificação em nosso idioma.

  118. sonia stevens

    Estou realmente muito feliz por minha vida; Meu nome é Sonia Stevens Eu nunca pensei que eu vou viver na Terra antes do ano acabar. Eu tenho sido vítima de uma doença mortal (HIV) nos últimos 5 anos; Eu tinha passado um monte de dinheiro indo de um lugar para outro, de igrejas para as igrejas, os hospitais têm sido cada minha residência dia. verificações constantes até ter sido meu hobby não até o mês passado, eu estava procurando através da internet, eu vi um testemunho de como DR. Ben ajudou alguém na cura de sua doença HIV, rapidamente eu copiei o seu e-mail que é ([REMOVIDO PELO MODERADOR]) .Eu falei com ele, ele me pediu para fazer algumas certas coisas que eu fiz, ele me disse que ele está indo para fornecer o ervas para mim, o que ele fez, então ele me pediu para ir para exame médico depois de alguns dias após o uso do remédio herbal, eu estava livre da doença mortal, ele só me pediu para deixar o testemunho por todo o mundo, fielmente am fazê-lo agora, irmãos e irmãs por favor, ele é grande, eu devo a ele na minha vida. se você está tendo um problemas semelhantes apenas e-mail ele em [REMOVIDO PELO MODERADOR] ou simplesmente WhatsApp-lo em: [REMOVIDO PELO MODERADOR].He também pode curar doenças como câncer, diabeties, Herpes. Etc. Você pode alcançar-me no e-mail: [REMOVIDO PELO MODERADOR]

  119. Roberta

    O tratamento com a fosfoetanolamina ERA GRATUITO!!!!!!! o professor estava DOANDO as cápsulas!!!! as pessoas curadas são PROVAS que o medicamento funciona!!!! E SEM NENHUM EFEITO COLATERAL!!!! Por que os testes requeridos pela ANVISA estão demorando tanto pra sair do papel??? a resposta é obvia: porque não há interesse na cura do câncer e muito menos com um medicamento barato!!! há interesse que se mantenham as drogas caríssimas pra remediar a doença, quimioterapias e radioterapias com mais efeitos colaterais do que benefícios!!! nisso há interesse neh!!! acorda povo!!!

  120. Sharon Taylor

    Deus abençoe Dr Abai por sua obra maravilhosa na minha vida, eu fui diagnosticado de HIV desde 2013 e eu estava tomando minha medicação, eu não estava satisfeito que eu precisava para obter o HIV fora do meu sistema do corpo, eu procurei sobre algum possível cura para HIV eu vi um comentário sobre como ele curado HIV com a fitoterapia, entrei em contato com ele e ele me guiou. Eu pedi soluções, ele começou o remédio para a minha saúde, ele me enviou o medicamento através de correio POST. Tomei o medicamento como prescrito por ele e dezenove dias depois eu estava curado de HIV, o Dr. Abai realmente você é grande homem, você precisa de sua ajuda também? Por que você não visite o seu website: [editado pelo moderador do site]

  121. Pingback: Fosfoetanolamina e a cura do câncer - @CanalDoOtario

  122. Pingback: A USP, o câncer, e a “cura” (#Pirula 117) | Remedios Caseros

  123. Leonardo Tristão

    Até que se prove os reais efeitos desta substância, ficarão todos neste debate interminável.
    Podem haver ou não efeitos sobre a doença, mas falar de cura nessa estágio é tolice.
    Mas confesso que quando descobri o assunto, lembrei do filme “Clube de compra de Dallas”. Para quem não o conhece, recomendo.

    E ao Gilmar, primeiramente parabéns pelo trabalho! A principio achei que esta matéria não se encaixava ao seu site, mas após ver o quanto ele repercutiu aqui dentro, vi que ela cumpriu bem o propósito principal de questionar e pesquisar as noticias que vemos e ouvimos em qualquer meio de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *