Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Ricardo Boechat foi morto por ter informações sigilosas sobre Adélio Bispo?

Acidentes

Ricardo Boechat foi morto por ter informações sigilosas sobre Adélio Bispo?

Ricardo Boechat foi morto por ter informações sigilosas sobre Adélio Bispo?

É verdade que a morte do jornalista Ricardo Boechat ocorreu após Boechat afirmar que teria informações sigilosas a respeito de Adélio Bispo?

No dia 11 de fevereiro de 2019, um helicóptero caiu no Rodoanel Mário , em São Paulo, tirando a vida do jornalista Ricardo Boechat e do piloto, Ronaldo Quattrucci. Poucas horas após o trágico acidente, várias teorias começaram a surgir na web a respeito do que teria causado a queda do aparelho (e da morte de Boechat).

A principal delas é que um dos amigos do jornalista teria afirmado que que Boechat estava empenhado em uma reportagem investigativa que buscava apurar quem seriam os financiadores dos advogados que defendem Adélio Bispo de Oliveira, o homem que esfaqueou o presidente Jair Bolsonaro em setembro de 2018.

De acordo com a notícia, Boechat já teria conseguido bastante informações sigilosos sobre o atentado contra o então candidato à Presidência e que tudo seria publicado na próxima semana.

Será que isso é verdade ou mentira?

Ele sabia demais? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

Como sempre lembramos aqui no E-farsas, notícias que geram grande comoção nacional são um prato cheio para os criadores de fake news! A morte do jornalista – uma grande perda para o Jornalismo – é o assunto mais comentado desde o dia do acidente e é claro que os boateiros não iam deixar passar mais essa.

A “notícia” surgiu em um site chamado Aos Fatos (que nada tem a ver com a agência de checagem de fatos de mesmo nome) e, mesmo não mostando nenhuma prova, conseguiu que vários outros sites copiassem o mesmo texto.

Como podemos ver a seguir, o domínio aosfatos.com foi registrado no dia 31 de janeiro de 2019 e os nomes e emails de seus proprietários estão ocultos (como sempre ocorre nessa rede de sites criadores de fake news):

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

O texto amplamente compartilhado não dá nenhuma prova sobre o assunto e apenas “joga no ar” as informações inventadas. Tudo na base do “se colar, colou”, tática semelhante ao do rumor que dizia que Jean Wyllys teria fugido do país para não ser preso pelo atentado contra Adélio Bispo. Inclusive, a própria jornalista que espalhou essa fake news se desculpou posteriormente:

É verdade que Jean Wyllys está fugindo do país para não ser preso pela facada em Bolsonaro?

Em entrevista ao jornal Brasil Urgente, o delegado da Polícia Civil de São Paulo – responsável pelas investigações do acidente – falou sobre o momento da queda:

https://www.youtube.com/watch?v=71F1w7ZjWTU

O que se sabe sobre o acidente

Procuramos nos informar através de fontes sérias sobre o que se sabe a respeito das causas do acidente e a resposta é: Nada ainda!

As investigações sobre as causas do acidente estão sendo conduzidas pelo Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa IV), do Comando da Aeronáutica. E tudo o que você ler por aí nos grupinhos de WhatsApp da família é pura especulação.

Conclusão

A notícia afirmando que Ricardo Boechat tinha informações sigilosas a respeito do atentado cometido contra Jair Bolsonaro é falsa! Ela surgiu em um site criado dias antes e que não apresenta nenhuma prova!  

Continue lendo
11 Comentários

11 Comments

  1. Rodrigo Marco

    12 de fevereiro de 2019 em 18:41

    Claro o governo que paga alguns blogs por ae, nunca mentiria para a população, os orgãos, alias isso nunca aconteceu em lugar nenhum no mundo nao é mesmo? Que rapidez o site já vir no debunk… humm

    • Gilmar Lopes

      12 de fevereiro de 2019 em 20:39

      Confesso que queria muito uma graninha pra manter esse site, viu? Aliás, quem quiser doar, taí os links:
      http://picpay.me/efarsas
      http://apoia.se/efarsas

    • Ed Vogado

      13 de fevereiro de 2019 em 10:48

      E apresentar alguma evidência que comprove que “Ricardo Boechat foi morto por ter informações sigilosas sobre Adélio Bispo”, pretende ou vai continuar com ad hominem?

    • Celso Mota

      6 de março de 2019 em 12:42

      Boa tarde.
      Como sou desconfiado com tantas coisas que colocam na internet, prefiro investigar antes de acreditar nas conversas e comentários.

      Eu estava em uma região florestal no estado do Pará a trabalho de pesquisa, e nessa região não tem comunicação telefônica e não tem lá televisão. Então durante o carnaval não soube de nenhuma noticia, mas só foi só eu aparecer na cidade e ficar sabendo que a pessoa que fez o projeto o diabo e Jesus para o desfile carnavalesco no Rio de Janeiro morreu em grave acidente.
      ISSO É VERDADE?

  2. Carlos

    13 de fevereiro de 2019 em 12:14

    Eu ja sabia desde o inicio boechat sabia da trama dos partidos nem a band quis por a materia no ar com medo de retaliação

    • Papo Reto

      13 de fevereiro de 2019 em 14:14

      Fonte: CU. Tá certo.

    • Professor Rateiro

      13 de fevereiro de 2019 em 14:51

      E eu já sabia desde o início que você é um analfabeto funcional que não leu a matéria e não viu que o boato é só isso, um BOATO. Falso. Não é verídico.

    • Alan Souza

      13 de fevereiro de 2019 em 17:10

      Ler a matéria que é bom, né, Carlos…

  3. Marcos Antonio Raymundo

    14 de fevereiro de 2019 em 4:03

    Pior que tem imbecil que mesmo mostrando que a notícia é feita por site que jogam as coisas no ar,sem provas e a pessoa vem aqui e diz que foi sim,se ele tinha provas do atentado,era pra provar que esse atentado foi uma farsa, armada pra ganhar comoção nacional,não ir aos debates e gerar mais raiva do pt e ganhar as eleições sem mostrar nada sobre seu plano de governo.

  4. Lucho

    16 de fevereiro de 2019 em 8:54

    Pois é. Os blogs e youtubeiros políticos não respeitam nada nem ninguém (nem mesmo quem acabou de falecer) para continuar sua sagrada missão de espalhar mentiras e ódio pela Internet e continuar a ser um bando de vagabundos que não trabalham nem estudam. Depois reclamam quando são processados, quando são perseguidos, quando têm suas monetizações cassadas, quando não são recomendados para mais ninguém.

    E está mais do que certo de tudo isso acontecer. Afinal, blogueiros e youtubeiros políticos têm mais. Mas muito mais.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo