“Tá duro, Mussum!” – Xuxa e uma ereção nos Trapalhões! Sera?

Vídeo antigo da participação da Xuxa nos Trapalhões faz sucesso por causa de uma frase dita pela rainha dos baixinhos! Mas será que a Xuxa realmente disse “tá duro, Mussum!”?

Na primeira semana de maio de 2012, o vídeo que vamos mostrar a seguir começou a “bombar” na web. Nele podemos ver uma das inúmeras participações da “Rainha dos Baixinhos”, Maria da Graça ‘Xuxa’ Meneghel, no programa dos Trapalhões:

 

No palco estão Didi, Mussum e a Rainha dos Baixinhos e o programa está entregando o disco de ouro à apresentadora como prêmio à venda de mais de 1milhão de cópias do disco “Xou da Xuxa 2”. Um feito e tanto para a época!

No entanto, durante o bate papo, a moça encosta no Mussum e solta estranha frase:

“Tá duro, Mussum!”

Tá Duro, Mussum! Frase da Xuxa em 1987!

Tá Duro, Mussum! Frase da Xuxa em 1987!

Mas o que tá duro, Mussum?

O que será que ela quis dizer com isso?

Será que o vídeo é verdadeiro ou falso?

Assistindo ao pequeno filme (que já teve mais de 500.000 visualizações em poucos dias!), ficamos propensos a acreditar que se tratava de alguma montagem[bb], alguma brincadeirinha do Não Salvo (um dos blogs humorísticos mais famosos do Brasil) que foi um dos primeiros a postar esse filminho. No entanto, o E-farsas encontrou outro vídeo que foi publicado no Youtube há mais tempo – em 2010 – com o quadro na íntegra:

Perceba que, ao que parece, Xuxa realmente exclamou a frase: “Tá duro, Mussum!”.

O que ela quis dizer?

Aí fica a dúvida. O que Xuxa quis dizer com isso? Ela estaria se referindo à ereção ou estava se referindo a gases?

Nos comentários do Youtube, alguns usuários cogitam a possibilidade do Mussum ter soltado gases no palco (note que ele parece estar abanando para dissipar os odores de sua flatulência!). Xuxa poderia estar se referindo que “Tá duro” aguentar o fedor!

Olhando “com outros olhos”, podemos perceber o comportamento do três em frente à plateia e, sobretudo da moça, chegaremos a outras conclusões mais, digamos, sexuais!

Bons tempos

O filme é um trecho de um programa que foi ao ar em 1987, dentro do programa dominical Os Trapalhões, da TV[bb]Globo. Na época, o humorístico não sofria muito com o “politicamente correto” que vivemos hoje e muitas piadas e quadros que eram exibidos nos Trapalhões[bb]seriam considerados até criminosos se fossem ao ar atualmente!

As crianças assistiam ao quarteto trapalhão sem notar as piadas de duplo sentido e as insinuações homofóbicas, sexuais, sexistas e racistas entre os integrantes. O engraçado mesmo [para nós, crianças] era ver o Didi tentar enganar os colegas, e/ou se dar mal no final do quadro.

Conclusão

O vídeo parece ser genuíno. Agora, saber o que a frase dita por Xuxa[bb]realmente quis dizer, talvez nunca saibamos ao certo!

Site citado

, , , , , , , , ,

Comente pelo Facebook

11 comentários

  1. Inês

    Também vim falar sobre este suposto caso de pastores que cantam durante o resgate e acabam por morrer, me parece q história circula desde 2010.
    abraços e o site é muito bom. Parabéns a todos

  2. Julio Costa Pereira

    Eu fui um dos que viu e comentou o video no Youtube e pra mim ela não se referiu a alguma flatulência, notem que na hora ela solta um gritinho de garota levada.

  3. MARTCHELO

    É eu fico com a interpretação que o Mussum fez pum.
    Ele esta impaciente quando Xuxa a parece ao palco.
    Ele fico com a bunda meia arrebitada balançando de um lado para outro lado.
    Aparenta que ele esta com vontade de fazer coco.
    Xuxa cumprimenta Didi e se aproxima de Mussum.
    Que continua com a bunda arrebitada.
    Da trés beijinho e o Mussum vira as costas e se afasta.
    Apos Xuxa cumprimentar o publico.
    Mussum da o microfone para Xuxa .
    Mussum começa a aplaudir Xuxa .
    Xuxa estica o braço para segurar a mão de Mussum.
    Mussum da uma afastada de Xuxa e Didi .
    Retorna mais aliviado .

  4. Realmente, com esse vídeo mais completo, podemos entender melhor todo o contexto.

    Percebam que o que todos estão achando ser a mão de Xuxa é, na verdade, um detalhe da saia que ela usava, que possui algo como um aro em toda a borda da saia. Esse aro fica bem saliente para trás na hora em que ela faz o comentário e chega a se confundir com a mão dela. Não é a mão. Na verdade, nesse momento, em 1:26, ela está segurando a mão de Mussum por trás, um pouco mais acima do ponto em que o aro da saia parece encostar nele. Em quase 1:27, uma sombra, que é a da mão esquerda dela, passa rapidamente lá de trás e vem para a frente segurar o microfone, que estava na mão direita. Em outro momento ela também segura a mão de Mussum, em 0:18.

    Então, ao que parece, ela estava segurando a mão de Mussum e o aro da saia fez parecer que era a mão dela. Está bem claro que não é a mão dela, mas o aro da saia que encosta nele. E o ato de abanar dele leva mesmo a crer que foi um tal peido que ele liberou. A expressão “tá duro, Mussum” tem o mesmo significado de “tá brabo, Mussum”. Coitado, ele ficou com cara mesmo de “peidei”.

    E a repercussão que tudo isso teve se deve à vontade de todo mundo dar conotação sexual a tudo. Querem encontrar chifre na cabeça de cavalos…

    • As observações que eu fiz sobre o tempo 1:26 e 1:27 só são possíveis de constatar com segurança passando o vídeo quadro a quadro. A sombra da mão dela soltando a mão de Mussum e passando para a frente, para segurar o microfone só tem dois ou três frames, entre os tempos citados. Portanto, é muito sutil, mas é a confirmação definitiva de que ela não estava segurando nada tão duro assim. 😉

  5. Diego

    Cara.. a xuxa tinha mania de apertar a bunda do mussum. Foi isso que ela fez, apertou a bunda dele com a mão esquerda e falou “tá duro” .. ele faz gestos para ela parar de apertar!

  6. Pingback: Retrospectiva: Tudo o que rolou no E-farsas em 2012! : E-farsas.com – 10 anos desvendando as farsas da web!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>