Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Tecnologia israelense para exames chegou ao Brasil graças ao presidente Jair Bolsonaro?

Falso

Tecnologia israelense para exames chegou ao Brasil graças ao presidente Jair Bolsonaro?

Tecnologia israelense para exames chegou ao Brasil graças ao presidente Jair Bolsonaro?

Recentemente, começou a circular nas redes sociais um vídeo muito peculiar. Nele, é alegado que um aparelho para análise sanguínea, não invasivo (sem tirar uma única gota de sangue do paciente) e de tecnologia israelense, teria chegado ao Brasil graças ao presidente Jair Bolsonaro.

O vídeo é basicamente uma conversa entre um cidadão chamado “Neto” — alegadamente representante de uma empresa de Israel no Brasil —, e o deputado estadual Ed Thomas, do PSB, que está no seu quarto mandato, cuja base eleitoral é de Presidente Prudente e região, interior do Estado de São Paulo. Na parte final do vídeo, Ed Thomas apontou para o aparelho e perguntou se a vinda do mesmo era devido a abertura Brasil-Israel através do presidente Jair Bolsonaro. “Neto” respondeu que sim. Em seguida, foi novamente mencionado que a tecnologia chegou ao Brasil graças ao atual presidente.

Confira o vídeo abaixo, que foi publicado no dia 9 de dezembro de 2019, na página do próprio deputado, no Facebook (1 | 2):

Tecnologia Israelense no Brasil. 👏👏 #Saúde 🇮🇱x🇧🇷

Posted by Deputado Ed Thomas on Monday, December 9, 2019

 

No dia seguinte (10), o deputado Ed Thomas gravou um novo vídeo para dizer que o aparelho não era “fake“. Dessa vez, o vídeo contava com a presença do Sr. Ziv Gilboa, gerente da empresa CNOGA — fabricante do referido aparelho — no Brasil. No final do vídeo, Ed Thomas voltou a dizer que o aparelho não era “fake“, que já se encontrava no Brasil, e mais uma vez agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro.

Confira abaixo esse outro vídeo (1 | 2):

Está aí o aparelho que faz mais de 15 exames sem tirar uma gota de sangue. #TecnologiaNaSaúde 🇮🇱🇧🇷

Posted by Deputado Ed Thomas on Tuesday, December 10, 2019

 

Um Pouco Mais Sobre Ed Thomas

Em maio deste ano, o deputado estadual Ed Thomas passou a apresentar um programa de TV chamado “Ed+ Interior”. O programa é exibido aos sábados pelo “SBT Interior” — uma emissora afiliada ao SBT, e que cobre as regiões de Araçatuba, Presidente Prudente e São José do Rio Preto. Seu primeiro vídeo sobre o aparelho foi gravado durante uma visita a empresa “Nuvem UAV” — fabricante de drones de Presidente Prudente/SP, cuja matéria estava programada para ir ao ar no último sábado (14).

Entretanto, será que esse aparelho realmente existe? Ele chegou ao Brasil graças ao presidente Jair Bolsonaro? Descubra a verdade agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Falso! Embora o aparelho realmente seja verdadeiro, ele não chegou ao país graças ao presidente Jair Bolsonaro! Portanto, a alegação de que o aparelho (ou empresa) chegou ao Brasil devido ao estreitamento de laços comerciais com Israel, promovida pelo presidente, é enganosa.

Como de praxe, a seguir explicaremos direitinho essa história para vocês!

A Vinda da Empresa para o Brasil

De acordo com o site da subsidiária brasileira da CNOGA, a empresa foi fundada em 2004 pelo Dr. Yosef Segman, um inovador tecnológico e empreendedor, que liderou o desenvolvimento de seus produtos desde as fases iniciais através de uma parceria estratégica com a Texas Instruments Inc., para a comercialização na Europa, Ásia e América do Sul.

Embora o site não diga exatamente quando a empresa veio para o Brasil, uma notícia veiculada no site da Câmara Brasil-Israel de Comércio e Indústria, em maio de 2015, apontava que a empresa abriria uma filial no país ainda naquele ano. No texto havia uma declaração do próprio Ziv Gilboa, apontado como gerente da empresa para a América Latina:

A Cnoga definiu o Brasil como país estratégico para lançar a tecnologia e abrirá a empresa ainda este ano.

Notícia veiculada no site da Câmara Brasil-Israel de Comércio e Indústria.

Na época era mencionado a existência de um dispositivo, que realizava um pré-diagnóstico (apenas “touch screen”) e o médico recebia simultaneamente o resultado em qualquer dispositivo móvel.

Os Certificados e Registros Relacionados ao Aparelho

Em julho de 2015 (época do segundo mandato da ex-presidente Dilma Rousseff) foi emitido um certificado de conformidade pela Associação IEx Certificações para dois aparelhos da CNOGA. Um deles era o “Tensor Tip VSM” e outro era o “Tensor Tip MTX”. Diga-se de passagem, a IEx é acreditada pela Coordenação Geral de Acreditação – CGCRE, do Inmetro, para prestar serviços de avaliação da conformidade de produtos que tem em sua prestação de serviços assegurar e garantir a segurança e qualidade desses.

Eis a descrição relacionada ao “Tensor Tip MTX” (desde então ambos passaram por atualizações), que consta no certificado:

O TensorTip não-invasivo da Cnoga Medical é um dispositivo pequeno, leve, portátil, destinado a medir e exibir a pressão arterial (sistólica e diastólica), verificação do SpO2, Taxa de pulso periférico (PPR), Hemoglobina (Hb), Hematócrito, MAP, PCO2, PO2, CO, pH, RBC, A1C e bioparametros. O dispositivo tem dois modos operacionais:

Modo 1: alimentado internamente por baterias recarregáveis 3,7 V Li-Polymer, 670 mAh2;
Modo 2: a unidade é conectada a um dispositivo externo AC / DC plug-in direto de Classe II aprovado (carregador)

Em novembro daquele ano, o chamado “MTX” (Matrix Monitor TensorTip™) foi registrado na China.

No Ano Seguinte…

No início de maio de 2016, um site chamado “Administradores” informava que o aparelho  (o MTX) havia chegado ao Brasil há pouco mais de um ano.

Eis um trecho do que foi publicado:

Nada de tubos e mais tubos de amostra de sangue e agulhas gigantes que dão aflição aos mais sensíveis. Um aparelhinho israelense chamado MTX promete fazer um hemograma quase completo com apenas o toque do dedo.

Desenvolvido pela CNOGA, empresa que chegou ao Brasil há pouco mais de um ano, o MTX realiza exames como monitoramento fisiológico, hemodinâmico, pressão sanguínea, eletrocardiograma, batimentos cardíacos, glicose e contagem de glóbulos, e já possui certificação da Anvisa e Inmetro. Segundo a CNOGA, o dispositivo surgiu para ‘melhorar a qualidade de vida das pessoas, pois é possível saber sobre sua saúde sem precisa sair de casa, sem furos e desconfortos’.

A Aprovação da ANVISA

Aliás, a CNOGA recebeu aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), também em maio de 2016 (1 | 2 | 3), para vender o aparelho no Brasil. Naquela época, um artigo patrocinado pela empresa, no portal “UOL”, já noticiava que eles esperavam lançar os dispositivos TensorTip durante a “Hospitalar” (Feira Internacional de Produtos, Equipamentos, Serviços e Tecnologia para Hospitais, Laboratórios, Farmácias, Clínicas e Consultórios), em São Paulo, ainda naquele mês.

Trecho inicial do artigo patrocinado pela empresa no portal “UOL”.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Outro detalhe interessante é que, segundo a página do Consulado Geral de Israel em São Paulo, a CNOGA já havia participado no ano anterior da “Hospitalar”. Em seu catálogo constavam “monitores portáteis de sinais vitais e glicose”, e já se falava em “exames de sangue sem agulhas”.

Segundo a página do Consulado Geral de Israel em São Paulo, a CNOGA já havia participado no ano anterior da “Hospitalar”.

Enfim, acredito que não reste dúvidas quanto a presença da empresa e do aparelho no Brasil há um bom tempo.

O Aparelho Começou a Ser Implantado na Rede Pública de Saúde a Partir do Governo de Jair de Bolsonaro?

Não! Em julho de 2017 (durante o governo de Michel Temer), foi publicada uma notícia no site oficial da prefeitura de Garopaba/SC, alegando que o município era a segunda cidade no Brasil que estava recebendo um projeto-piloto da empresa israelense CNOGA. Esse projeto-piloto envolvia justamente o medidor de biossinais MTX. A tecnologia já estava sendo utilizada numa unidade de saúde à beira do Rio Negro, na Amazônia e na cidade de Santo Amaro da Imperatriz/SC. A expectativa era que o dispositivo trouxesse benefícios para os atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Que Dizia a Notícia?

Eis o que dizia um trecho da notícia:

O aparelho, trazido pela empresa israelense Cnoga Medical, fornece 14 parâmetros médicos sem invasão e sem dor, além de registrar todas as informações do paciente em um banco de dados online em tempo real. Ou seja, ao fazer a triagem, o paciente já sai com todos os exames impressos para sua consulta com o médico.

A tecnologia já está sendo utilizada na unidade de saúde à beira do Rio Negro, na Amazônia e na cidade de Santo Amaro da Imperatriz (SC), e possui as certificações da Anvisa, Inmetro, ISO e Amar.

Trecho de uma notícia publicada no site oficial da prefeitura de Garopaba/SC. No texto foi alegado que o município era a segunda cidade no Brasil que estava recebendo um projeto-piloto da empresa israelense CNOGA. Esse projeto-piloto envolvia justamente o medidor de biosinais MTX.

Eis o que disse a então secretária de Saúde, Tatiane Ávila Pacheco:

É um divisor de águas na história da saúde pública e a nível de Garopaba. Essa parceria com a CNOGA, que desenvolve alta tecnologia em saúde, vai ser um grande marco da nossa gestão em saúde

Quem Participou da Apresentação em Garopaba?

O texto também dizia, que num prazo de aproximadamente uma semana, dez unidades do aparelho MTX seriam disponibilizadas na cidade. Paralelamente, também ocorreria os treinamentos das equipes que fariam o atendimento ao público. Curiosamente, estiveram presentes: o gerente da CNOGA no Brasil, Ziv Gilboa, o médico cirurgião cardiovascular do Incor Dr. Francês Vidal, o deputado Cesar Souza Junior, o prefeito Sérgio Cunha e o vice, Nilton Raupp, além de outras autoridades municipais.

Autoridades municipais e o gerente da CNOGA no Brasil, Ziv Gilboa, participaram da solenidade.

O “Lançamento” do VSM no Brasil?

Conforme citamos anteriormente, a CNOGA também possui um dispositivo chamado “VSM”! Ele permite a análise de hematócrito (HCT), hemoglobina (HB), porcentagem de células vermelhas (RBC), oxigênio do sangue (SPO2), pressão sanguínea e pressão arterial. Basicamente, é uma versão mais “light” do MTX, visto que realiza até seis exames.

Conforme citamos anteriormente, a CNOGA também possui um dispositivo chamado “VSM”.

Estranhamente, embora o dispositivo já tivesse sido aprovado pela ANVISA e recebido o certificado de conformidade da IEx, na mesma época que o MTX, a CNOGA disse em junho de 2018, que tinha recém trazido o dispositivo ao Brasil. Enfim, de qualquer forma, o dispositivo que aparece nos vídeos publicados pelo deputado estadual Ed Thomas é o MTX. E, ainda que fosse o VSM, ainda assim não teria vindo ao Brasil devido ao governo de Jair Bolsonaro.

Um Erro Grotesco Motivado Por Dinheiro

Ignorando tudo isso que acabamos de informar a vocês, sites como o “InfoMoney” e o “Terradivulgaram, de forma patrocinada, em maio de 2019, um artigo intitulado “Tecnologia Israelense para exames chega ao Brasil“. O autor? Um site especializado em distribuição de conteúdos online chamado “Divulgador de Notícias”, mais conhecido como “DINO”.

Aliás, esse site é alvo de inúmeras críticas no “Google Reviews”.

Artigo do “DINO” no Portal Terra.

Artigo do “DINO” no site InfoMoney.

Segundo o site “Administradores”, o “DINO” seria tão somente publicidade disfarçada de conteúdo. O site ressaltou que a prática é antiga, mas, atualmente, ao invés das empresas gastarem em propaganda, pagam por conteúdo institucional, que pode até gerar visibilidade, mas é bem diferente de matérias de mídia espontânea.

Enfim! Essa não foi a pior parte, visto que o conteúdo distribuído pelo “DINO”, ao menos sobre a CNOGA/MTX, é parcialmente enganoso. Ele dá a entender, explicitamente, que essa tecnologia israelense havia chegado ao Brasil somente em maio de 2019, ou seja, durante o primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro! E, novamente, isso é mentira! Isso denota também que os sites não verificaram o material que estava sendo veiculado em suas plataformas.

Uma Dose de Realidade

Segundo o site de notícias “Correio do Imbé”, a Prefeitura da cidade de Tramandaí/RS apresentou no dia 27 de março de 2019, os aparelhos VSM e MTX da CNOGA Medical! O motivo? Eles seriam implementados nas ações da Secretaria Municipal de Saúde. O evento de lançamento do projeto aconteceu no SAT (Sociedade Amigos de Tramandaí).O evento contou com a presença de autoridades, gestores de saúde, representantes da empresa, e prefeitos de diversos pontos do Estado.

No momento que ele consegue aferir estes parâmetros biométricos e transmitir on line para um médico, para a sua equipe, esse médico poderá identificar em tempo real qual é a situação de saúde do paciente”, disse o então secretário da Saúde, Saltiel.

E, segundo o site “Correio de Tramandaí”, no dia 16 de abril foi realizada a primeira etapa de entrega dos dispositivos. Eles foram entregues aos coordenadores das Unidades Básicas de Saúde (UBS), Equipe de Saúde da Família (ESF), UPA e Centro de Especialidades. A segunda etapa de entrega seria feita aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS).

Portanto, basicamente, o município de Tramandaí foi mais uma cidade brasileira a utilizar os dispositivos da CNOGA, mas não a primeira.

Conclusão

Falso! Embora o aparelho realmente seja verdadeiro, ele não chegou ao país graças ao presidente Jair Bolsonaro! Portanto, a alegação de que o aparelho (ou empresa) chegou ao Brasil devido ao estreitamento de laços comerciais com Israel, promovida pelo presidente, é enganosa.

Continue lendo
6 Comentários

6 Comments

  1. Jorge Penha

    17 de dezembro de 2019 em 10:17

    Esperando os gados comentar 🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

  2. Alexandre

    19 de dezembro de 2019 em 7:04

    Eu não tinha visto essa fale, mas já tinha lido sobre esse aparelho a muito tempo atrás.

  3. CESAR NICOLODI

    26 de dezembro de 2019 em 20:52

    A própria empresa confirma quando é que o aparelho chegou ao Brasil para uso em hospitais.
    https://cnoga.com.br/2018/06/28/dispositivo-israelense-permite-fazer-diagnosticos-e-monitorar-a-saude-apenas-com-as-pontas-dos-dedos/
    O que é que é “fake”, agora?

    • Gilmar Lopes

      26 de dezembro de 2019 em 21:09

      Lê o que está no artigo:
      “Falso! Embora o aparelho realmente seja verdadeiro, ele não chegou ao país graças ao presidente Jair Bolsonaro! Portanto, a alegação de que o aparelho (ou empresa) chegou ao Brasil devido ao estreitamento de laços comerciais com Israel, promovida pelo presidente, é enganosa.”
      Agora veja a data do artigo que você nos enviou (28/06/2018)
      É bom lembrar que na data do artigo citado por você, o Bolsonaro ainda não era presidente!

    • Marco Faustino

      27 de dezembro de 2019 em 7:32

      Olá Cesar,

      Veio aqui apenas para passar vergonha? Nem ao menos leu o artigo? Isso porque, se tivesse lido, e complementando o que o Gilmar disse, saberia que o aparelho já se encontrava no Brasil desde 2015 e passou a ser comercializado em 2016 🙂

  4. Tommy

    16 de janeiro de 2020 em 13:30

    Eu acho que vocês estão sendo muito literais.
    Óbvio que o aparelho já existia. Seria burrice acreditar que ele foi inventado sno pssado e no mesmo ano estaria por aqui.
    O ponto é que foi firmado um acordo commercial bilateral com Israel e, além disso, houve redução no custo de importação de equipamentos hospitalares, assim como de remédios.
    Então a ideia de que o “Bolsonaro trouxe isso” eu acho que refere-se mais ao fato que o governo possibilitou e possibilita que aparelhos modernos como este sejam adquiridos e utilizados no país de maneira sustentável, sem se que seja apenas por hospitais de grief, como Einstein e Sirio.
    Tenho parentes que trabalham no Sirio e a informação que o custo para equipamentos de ponta estão mais “baratos” procede. Tanto que eles estão se modernizando.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo