27.3 C
São Paulo
segunda-feira, fevereiro 26, 2024

A Organização Mundial da Saúde pediu desculpas por condenar o uso da hidroxicloroquina?

- Publicidade -

Texto afirma que a OMS pediu desculpas ao mundo todo por ter combatido o uso da cloroquina contra o coronavírus! Será verdade?

A afirmação ganhou força em compartilhamentos nas redes sociais e em grupos do WhatsApp e do Telegram na segunda quinzena de abril de 2023 e revela que a Organização Mundial da Saúde (OMS) teria feito um pronunciamento para todos os povos, pedindo perdão por condenar a hidroxicloroquina durante o período da pandemia.

Segundo o texto, o diretor-executivo da OMS teria dito em entrevista coletiva que a confusão gerada por estudos teria atrapalhado as evidências científicas de que a hidroxicloroquina teria sido a salvação dos milhões de pessoas que morreram em decorrência do coronavírus!

A postagem aponta para um site que contém a transcrição da suposta entrevista coletiva, mas será que isso é verdade mesmo?

Trecho do texto de uma das versões compartilhadas no WhatsApp em abril de 2023: “Agora é tarde. O PRESIDENTE BOLSONARO TINHA RAZÃO, E SEMPRE TEVE RAZÃO. Mais uma narrativa cai por terra, juntamente com essa imprensa velha e decadente. Foram responsáveis em não ajudar a salvar vidas. Colocaram medo, pavor na sociedade, obrigando-as a ficarem em casa, e só procurar socorro quando sentir falta de ar. Resumindo: esperar a morte chegar. Foram genocidas, ajudando que médicos não pudessem prescrever tratamento, pois na concepção não havia comprovação científica dos medicamentos. A verdade sempre desmascara a mentira. O tempo é a razão de tudo debaixo da terra. A sociedade mundial jamais irá lhe perdoar, pela falta de humanidade. Milhões de pessoas morreram por falta do tratamento precoce, impedindo a classe médica de poder salvar vidas. Você foi um dos culpados, que o povo do mundo inteiro jamais irão esquecer. Você é um dos verdadeiros genocidas. OMS pede desculpas por condenar uso da hidroxicloroquina. O capitão Jair Bolsonaro, quando serviu na Amazônia durante dois anos juntamente com todos os soldados tomavam e tomam com sucesso a hidroxicloroquina a muitos anos para evitar a malária, e no começo da crise o hospital Israelense testou este medicamento com sucesso em um paciente autorizado pela família e chegou a divulgar foi quando o PT e a esquerda entraram na justiça endemoniaram a hidroxicloroquina e até ameaçaram prender o santo Presidente Jair Messias Bolsonaro, e a desgraça aconteceu morreram quase um milhão de Brasileiros registrados e não registrados por este Brasil a fora. E agora mais uma vez o santo Bolsonaro tinha razão.” (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Verdade ou mentira?

Apesar dessa afirmação ser bastante compartilhada em abril de 2023, basta uma busca no Google para verificar que o assunto já vem sendo desmentido desde 2020. Nessa matéria do site da Fiocruz Bahia é explicado que a OMS nunca defendeu o uso da cloroquina no tratamento do novo coronavírus.

Na época, outros veículos de comunicação ajudaram a desmentir essa alegação, como o Portal G1, o UOL e o Jornal do Estado de Minas, por exemplo. Esse último checou o assunto em fevereiro de 2022 e concluiu, igualmente, que se trata de uma notícia falsa!

A verdade é que os criadores de desinformação usaram uma coletiva de imprensa real, no momento em que o diretor-executivo do Programa de Emergências da OMS, Michael Ryan, pediu desculpas sobre a recomendação do uso de um dos remédios citados em estudos científicos. No entanto, ele não estava falando da hidroxicloroquina, como você pode conferir no vídeo abaixo, aos 19 minutos:

Como o vídeo está em inglês, aí vai um resumo desse trecho da entrevista:

- Publicidade -

Perguntaram para Michael Ryan se as mudanças em pesquisas científicas podem confundir o público leigo, usando como exemplos uma retratação feita pela revista The Lancet sobre um estudo que indicava que o uso da hidroxicloroquina não funcionava contra a covid-19, além de poder causar riscos cardíacos.

De olho nesse estudo (e por segurança), a OMS suspendeu o ensaio clínico que estava fazendo com a hidroxicloroquina. No entanto, a revista The Lancet retirou os resultados dos estudos por causa de problemas na base de dados usada na análise.

Após isso ocorrer, a Organização Mundial da Saúde retomou os estudos, em junho de 2020.

Depois inúmeros estudos, a OMS foi bastante clara: Hidroxicloroquina não funciona contra Covid-19 e pode causar efeito adverso!

Conclusão

Não é verdade que a Organização Mundial da Saúde pediu desculpas por ter combatido o uso da hidroxicloroquina contra da Covid-19!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla! Autor do livro de ficção Marvin e a Impressora Mágica!

Últimas Atualizações

- Publicidade -Compre o livro Marvin e a impressora Mágica de Gilmar Lopes

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui