22.1 C
São Paulo
quinta-feira, maio 13, 2021

A Polícia Federal apreendeu 15 mil títulos de eleitor clonados com militantes?

- Publicidade -

É verdade que a Polícia Rodoviária Federal apreendeu um trio de militantes com mais de 15 mil títulos de eleitor clonados durante uma batida policial em São Luís?

A notícia acompanhada do momento da prisão surgiu em vários sites e blogs – e também em grupos do WhatsApp – no começo de outubro de 2018, e revela o trabalho da Polícia Federal que teria conseguido atrapalhar os planos de militantes em estragar as eleições da capital maranhense São Luís.

Segundo o texto, Polícia Rodoviária Federal teria levado para a cadeia dois homens e uma mulher na BR 135, após encontrar na bagagem de um deles três volumes contendo mais de 15 mil títulos de eleitor clonados. Um dos passageiros, de acordo com a notícia, já possuía passagem na polícia por tráfico de drogas e os 3 foram encaminhados para a delegacia de polícia civil de São Luís.

Será que isso é verdade?

A polícia prendeu militantes com mais de 15 mil títulos de eleitor? (foto: Reprodução/WhatsApp)

Verdade ou mentira?

A notícia surgiu justamente no dia do primeiro turna das eleições de 2018, bem numa época em que o povo está questionando a lisura do sistema eleitoral, gerando medo e incertezas desnecessárias na população.

O texto não dá muitos detalhes do ocorrido e, além disso, é cheio de erros como o nome da cidade, que possui acento no “Luís” e também, logo no título o autor da “notícia” se esquece do plural na palavra “clonados”:

Fora esse site (que é conhecido aqui no E-farsas por inventar e espalhar muitas fake news), não encontramos nenhuma outra fonte a respeito. Nenhum jornal – seja ele local ou nacional – falou sobre isso.

O Gshow Play é o mesmo site que inventou a notícia que dizia que o cantor que chamou Jesus de “travesti” tinha sofrido um acidente de carro (como um “castigo divino”) e também aquela afirmando que um homem teve o pênis explodido no motel, dentre outras já desmentidas aqui no E-farsas!

A foto usada na fake news

- Publicidade -

Pra quem não se lembra, já desmentimos no E-farsas, em 2016, uma fake news afirmando que o então presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão, teria sido preso pela Polícia Rodoviária Federal com uma mala cheia de dinheiro. A foto usada nessa notícia falsa (e agora, usada novamente em 2018) foi tirada de uma reportagem de maio de 2016, de um venezuelano que foi parado pela polícia rodoviária com R$ 350 mil em uma mala. O homem foi liberado, pois não foi constatado nada de ilícito nesse caso.

O autor dessa notícia falsa de 2018 fez uma colagem da foto do policial revistando a mala do venezuelano com uma imagem roubada do site de notícias Alagoas 24 Horas, de uma reportagem de setembro de 2010. A imagem usada para ilustrar a matéria foi tirada depois de uma apreensão de documentos falsos nas eleições de 2008, em Alagoas.

Conclusão

A notícia afirmando que a Polícia Rodoviária Federal teria apreendido um trio com mais de 15 mil títulos falsos é falsa!  

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

1 COMENTÁRIO

  1. “Denúncia” que vem com emoji, é merda. Pode descartar.

    Especialmente quando publicada por gente que combate a #globolixo e a imprensa-golpista-burguesa-conservadora-reacionária-autoritária-elitista-racista-branca-de-olhos-azuis, mas que usa do nome dela para publicar suas besteiras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui