16.5 C
São Paulo
sexta-feira, junho 18, 2021

Aluna da UFES recolhe vários pinos de cocaína usados no campus! Será verdade?

- Publicidade -

Imagem uma moça com uma grande quantidade de pinos de cocaína e texto afirma que eles foram recolhidos no pátio da Universidade Federal do Espírito Santo! Será verdade?

A publicação foi compartilhada milhares de vezes no Facebook em diversas páginas e em perfis de usuários no Twitter, além de grupos de WhatsApp, na primeira quinzena de maio de 2019. Nela podemos ver uma moça segurando uma bacia contendo uma grande quantidade de pinos de plásticos – daqueles usados para distribuição de cocaína e crack. De acordo com o texto amplamente compartilhado, essa seria uma pequena amostra da quantidade de pinos contendo droga que teriam sido recolhidos na área da Universidade Federal do Espírito Santo!

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

Uma das versões que se espalharam no Facebook: “Aos mal informados, isto é uma mostra de uma pequena quantidade de pinos de crack e cocaína recolhidos na área da Universidade Federal do Espírito Santo. Será que alguém ainda acha que as atitudes do governo são um ‘equívoco’???????

Verdade ou mentira?

Uma busca reversa pela imagem no Google Images e no Tineye não retornou nenhum resultado. Isso é muito estranho, pois se o fato tivesse ocorrido mesmo dentro de uma universidade pública, certamente muitos jornais estariam falando a respeito.

A verdade mesmo é que a foto não foi tirada dentro da Universidade Federal do Espírito Santo ou de qualquer outra universidade brasileira! Para você ter uma ideia, a fotografia sequer foi tirada no estado do Espírito Santo.

A moça da foto é voluntária no projeto EcoFaxina, uma instituição que contou com um mutirão mais de 40 voluntários que, juntos em abril de 2019, retiraram mais de 500 Kg de resíduos sólidos da área de mangue, em Santos – no litoral de São Paulo.

A foto foi publicada no dia 29 de abril de 2019 no perfil oficial da EcoFaxina no Instagram:

https://www.instagram.com/p/Bw2EUzwgDZn/

Atualização 14/05/2019

Como muito bem observado por nossos leitores, esses tubinhos são realmente usados para vender drogas, no entanto os tubos de Eppendorf são originalmente fabricados para o uso em análises clinicas:

“No caso da foto, pode se tratar de descarte inapropriado de material de laboratório poluindo o ambiente e não exatamente uma prova de que a essa área possui muitos usuários de drogas, até porque na falta de grana, usuários desesperados podem trocar uma grande quantidades desses tubos por uma pequena quantidade do produto ilícito.”, alertou um de nossos leitores!

Conclusão

- Publicidade -

A foto de uma moça segurando uma porção de pinos de cocaína usados foi tirada em abril de 2019, em Santos (SP) quando, de acordo com a prefeitura da cidade litorânea, a ONG Ecofaxina reuniu mais de 40 voluntários que recolheram mais de meia tonelada de lixo da área de mangue da região!  

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

15 COMENTÁRIOS

  1. Oi Gilmar, realmente esses tubos sao usados para vender drogas, mas eles nao sao originalmente fabricados com essa finalidade e sim para analises clinicas (tubos de eppendorf). No caso da foto, pode se tratar de descarte inapropriado de material de laboratório poluindo o ambiente e nao exatamente uma prova de que a essa area possui muitos usuarios de droga, até porque na falta de grana, usuarios desesperados podem trocar uma grande quantidades desses tudos por uma pequena quantidade do produto ilicito.

  2. Mesmo que tivessem sido encontrados na universidade vestígios de uso de drogas, os usuários deveriam ser punidos de acordo. Cortar verbas que afetam andamento de pesquisas e até o pagamento de contas de água/luz só porque existem usuários de droga na universidade não faz sentido. Se encontrarem usuários de droga na PM, vão punir o usuário ou punir a entidade PM?

  3. Mais um texto para que os muares venham relinchar todo seu ressentimento por não terem tido a capacidade de passar no vestibular de uma universidade de verdade, acabando por parar num Varejão do Ensino aí qualquer.

    E essa história só mostra que esses quadrúpedes realmente são deglutidores de gramíneas.

  4. Essas postagens são feitas por robôs criados para espalhar esse tipo de nota. As redes sociais estão cheias delas. O problema é que muitas pessoas não investigam a veracidade e acreditam compartilhando a mesma.

  5. Gilmar, gosto muito do trabalho do e-farsas, gostaria de deixar uma dica que descobri recentemente:
    Quando o google não encontrar alguma imagem, tenta pesquisar por ela no Yandex (que é um site russo).
    Várias imagens que precisei de encontrar em alguma outra resolução que o google não acha, nesse Yandex acabo encontrando.
    Abração.

  6. (sou muito bem formado e bem sucedido profissionalmente…ramo aeroespacial) e também administro um maravilhoso salão de festas, alugo para tudo que é faculdade, pode ser particular, federal, estadual etc…(pagando…RS)…Na real, quando é festa de alguma federal!!! haja nóia, tem que ter ambulância de prontidão, senão meu amigo!?..agora entendeu meu comentário companheiro!?

    • PERFEITO! No SEU salão de festas, não no campus da universidade. Se eles querem fazer festas e se matar, fora da faculdade, é problema de cada um deles. Não sei por que se incomoda com isso. 😉

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui