27.1 C
São Paulo
quinta-feira, dezembro 1, 2022

Arma de energia dirigida foi usada no Iraque e causou a megaexplosão em Beirute?

- Publicidade -

Será verdade que uma arma de energia dirigida foi utilizada no Iraque e causou a megaexplosão em Beirute, no Líbano? Foi exatamente isso que um usuário no Twitter chamado “Whoyagottatweet” tentou sugerir ontem (arquivo)!

O usuário divulgou um vídeo, que já foi visualizado mais de 500 mil vezes, mostrando o resultado de uma suposta “arma de energia dirigida“, onde rapidamente diversos usuários compararam com a explosão ocorrida em Beirute. Assim sendo, esses mesmos usuários começaram a aventar a possibilidade de que a arma utilizada no Iraque teria sido a mesma usada na capital do Líbano.

Confira o tuíte abaixo:

Tuíte do usuário “Whoyagottatweet”.

Assim como o vídeo disseminado pelo usuário:

 

Cabe destacar que esse vídeo também passou a ser disseminado no YouTube juntamente com a #sameweapon (“mesma arma”, em português):

https://www.youtube.com/watch?v=jrCBC4z69qk

Entretanto, será que uma arma de energia dirigida foi utilizada no Iraque e causou a megaexplosão em Beirute? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

- Publicidade -

Falso! Em primeiro lugar, o vídeo disseminado “recentemente” nas redes sociais foi editado para parecer muito mais dramático e impactante do que o original. E por que as aspas? Porque esse vídeo (a versão editada) já tinha sido publicado no YouTube, em 23 de novembro de 2015!

Confira o abaixo:

De qualquer forma, a edição ocorreu a partir de um outro vídeo gravado cerca de dez dias antes, em 13 de novembro de 2015. Segundo o site Gizmodo, naquela ocasião foi registrada a explosão de um carro-bomba ao norte da cidade de Samarra, no Iraque. Portanto, nenhuma relação com qualquer arma de energia dirigida.

Confira abaixo o vídeo original:

Aliás, também encontramos no YouTube uma filmagem mostrando essa explosão por um outro ângulo!

Em segundo lugar, a narrativa sobre uma arma de energia dirigida ser a responsável pela megaexplosão em Beirute é completamente fantasiosa. Não há absolutamente nenhuma evidência que aponte nessa direção, e isso sequer vem sendo cogitado pelas autoridades que estão investigando o caso.

E antes que vocês nos perguntem, aquele clarão é apenas um efeito luminoso/interferência causado na lente da câmera, nada além disso. Ah, mas e a onda de choque? Bem, basta assistir outros vídeos de carros-bomba explodindo, no YouTube, e vocês verão ondas de choque igualmente devastadoras.

Conclusão

Falso! O vídeo disseminado “recentemente” nas redes sociais foi editado para parecer muito mais dramático e impactante do que o original, que por sua vez retrata a explosão de um carro-bomba, em 13 de novembro de 2015, ao norte da cidade de Samarra, no Iraque. A explosão não foi causada por uma arma de energia dirigida.

Além disso, não há nenhuma evidência que aponte para a utilização de uma arma de energia dirigida como sendo a responsável pela megaexplosão ocorrida em Beirute.

- Publicidade -
Marco Faustinohttp://www.e-farsas.com/author/marco
Jornalista e colaborador do site de verificação de fatos E-farsas entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos e casos supostamente sobrenaturais.

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

10 COMENTÁRIOS

  1. E explicando aos noobs, o “blaster” ou seja, aquela bola branca é na verdade a humidade do ar sendo arremessada além da velcidade do som dasa a velocidade da onda de choque atingir essa velocidade. A mesma condensação pode ser vista nos bordos de ataques de aviões antes mesmo de atingir essa velocidade isso por que naquelas extremidades a velocidade vai além a do som e acaba por congelar o ar por segundos criando as nuvens!I! Notem que ha nuvens de chuva na região. em lugares muito humidos como a região amazonica por exemplo vemos essas trilhas de condensação nos giros de helices

  2. E explicando aos noobs, o “blaster” ou seja, aquela bola branca é na verdade a humidade do ar sendo arremessada além da velcidade do som dasa a velocidade da onda de choque atingir essa velocidade. A mesma condensação pode ser vista nos bordos de ataques de aviões antes mesmo de atingir essa velocidade isso por que naquelas extremidades a velocidade vai além a do som e acaba por congelar o ar por segundos criando as nuvens!I! Notem que ha nuvens de chuva na região. em lugares muito humidos como a região amazonica por exemplo vemos essas trilhas de condensação nos giros de helices

  3. Sem entrar no mérito da “hipótese” apresentada, a manifestação do E-farsas, pouco mais de um dia após o ocorrido, é precipitada, diante da evolução dos armamentos nos últimos dez anos.
    Isso não é condizente com a credibilidade do site que (esta sim) levou o tempo necessário para ser formada.
    Aguarde e verá.
    Abs.
    Julio

    • Traduzindo: “Acreditei na arma mágica e fantasiosa, fui enganado por um vídeo manipulado, e agora que o E-farsas mostrou que fui enganado, não vou dar o braço a torcer e vou manter meu posicionamento equivocado até o fim, porque não sou humilde o suficiente pra admitir que estava errado e fui enganado.”

    • Meu jovem. Independente da existência ou não de uma arma de energia, a Questão aqui é sobre a veracidade do vídeo. Portanto, a manifestação do E-farsas não foi precipitada. Basta um trabalho de interpretação de texto.

  4. Sem entrar no mérito da “hipótese” apresentada, a manifestação do E-farsas, pouco mais de um dia após o ocorrido, é precipitada, diante da evolução dos armamentos nos últimos dez anos.
    Isso não é condizente com a credibilidade do site que (esta sim) levou o tempo necessário para ser formada.
    Aguarde e verá.
    Abs.
    Julio

    • Traduzindo: “Acreditei na arma mágica e fantasiosa, fui enganado por um vídeo manipulado, e agora que o E-farsas mostrou que fui enganado, não vou dar o braço a torcer e vou manter meu posicionamento equivocado até o fim, porque não sou humilde o suficiente pra admitir que estava errado e fui enganado.”

    • Meu jovem. Independente da existência ou não de uma arma de energia, a Questão aqui é sobre a veracidade do vídeo. Portanto, a manifestação do E-farsas não foi precipitada. Basta um trabalho de interpretação de texto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui