17.5 C
São Paulo
sexta-feira, setembro 30, 2022

Cartilha ensinando o uso de drogas para crianças foi distribuída no governo Lula?

- Publicidade -

É verdade que o Ministério da Saúde do governo Lula distribuiu nas escolas uma cartilha ensinando como as crianças devem usar drogas?

O vídeo de dois minutos de duração foi publicado pelo perfil da ex-ministra Damares Alves no Twitter no dia 02 de agosto de 2022 e mostra imagens com instruções do uso de drogas e, segundo o que diz Damares, seriam trechos de uma cartilha que teria sido distribuída pelo SUS para ensinar aos jovens como consumir drogas.

A ex-ministra também afirma no vídeo que a tal cartilha teria sido distribuída durante o governo Lula, mas será que isso é verdade mesmo?

Verdade ou mentira?

Apesar do vídeo ter sido publicado no começo de agosto de 2022, o assunto nele tratado já é repetido por Damares Alves há quase uma década! Em 2013, a então advogada já fazia apresentações em igrejas evangélicas mostrando – através de informações comprovadamente falsas – que o “governo esquerdista” estaria colocando em prática seu plano de sexualizar criancinhas.

Note no vídeo abaixo, publicado em abril de 2013, que Damares gerava pânico exibindo imagens fora de contexto e dados sem nenhum embasamento ou provas (aos 17 minutos):

Na ocasião, vários sites desmentiram a afirmação feita pela advogada a respeito de cartilhas estarem sendo distribuídas para crianças pelo Ministério da Saúde. O blog De Olho no Discurso, por exemplo, dissecou cada slide da “palestra” de Damares e descobriu que nenhuma das cartilhas apresentadas por ela havia sido distribuídas para crianças.

Nós, aqui no E-farsas, também desmentimos em 2016 a história que afirmava que uma cartilha ensinando sexo com animais para crianças estaria sendo distribuída pelo MEC.

Quanto aos slides referentes ao uso de drogas, especificamente, ela sequer chegou a ser distribuída pelo SUS, que negou na ocasião ter produzido ou apoiado tal cartilha.

Matéria da Band explica

- Publicidade -

Em junho de 2009, o Jornal da Band produziu uma reportagem explicando que a cartilha, que viria a ser citada por Damares Alves anos mais tarde, havia sido criada pelo Programa Nacional de DST/aids para ser distribuída para profissionais de saúde para auxiliar na diminuição do contágio de HIV e outras doenças pelo compartilhamento de seringas e objetos usados no consumo de drogas. No entanto, a cartilha nem chegou a ser distribuída:

Confusão em 2011

Um caso atípico aconteceu em 2011, na cidade paulista de Sorocaba, quando essa cartilha foi parar nas mãos de crianças de uma escola da cidade. O prefeito sorocabano, na época, era Geraldo de Moura Caiuby, do PSDB (partido de oposição ao Governo Lula).

Ao ser cobrada por explicações, a Prefeitura de Sorocaba emitiu uma nota:

“Se caiu nas mãos de pessoas que não eram o público-alvo, a gente está investigando como isso aconteceu e vai estar conversando com as equipes para ter mais cuidado. Também dizer por que eventualmente caiu na mão de alguma pessoa que não é usuária, que lê aquilo e vai fazer com que ela comece a usar droga, eu acho que é uma visão totalmente ingênua do problema”, afirmou a secretária municipal de Juventude de Sorocaba, Edith di Giorgi

Atualização 08/08/2022

Na primeira versão desse artigo, havíamos afirmado que a ex-ministra teria dito no vídeo compartilhado em agosto de 2022 que a cartilha havia sido distribuída em escolas primárias. Alteramos nosso texto para deixar claro que Damares não disse textualmente o termo “escolas primárias”, apesar de deixar subentendido isso (e de ter dito isso nos vídeos anteriores).

Atualização 1908/2022

No dia 17 de agosto de 2022, o TSE ordenou a retirada dos vídeos difamatórios publicados por Damares de todas as redes sociais. A decisão completa pode ser lida aqui!

Conclusão

É falsa a afirmação que diz que o governo Lula distribuiu cartilhas ensinando jovens como usar drogas!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui