Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Cristão mata ateu após discussão sobre a existência de Deus!

Crimes

Cristão mata ateu após discussão sobre a existência de Deus!

Será verdade que o americano e cristão Douglas Yim matou um ateu depois de uma discussão com um ateu sobre a existência de Deus?

A notícia apareceu na web na primeira semana de setembro de 2013, mas fala de um fato que teria acontecido em abril de 2011. De acordo com a manchete, um cristão da Califórnia (EUA) parece ter matado um “amigo” ateu logo após ambos discutirem sobre o fato de Deus existir ou não.

O crime teria ocorrido na casa do assassino, o cristão Douglas Yim – de 33 anos – durante uma disputa de videogame, depois que o ateu Dzuy Duhn Phan (25 anos) começou a brincar com Yim lhe perguntando onde estava o deus dele que não o ajudava a ganhar o jogo.

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

Cristão teria matado ateu depois de uma discussão sobre a existência de Deus! Verdadeiro ou falso? (foto: Reprodução)

Cristão teria matado ateu depois de uma discussão sobre a existência de Deus! Verdadeiro ou falso? (foto: Reprodução)

 

Verdadeiro ou falso?

A notícia é real!

O assassinato ocorreu em abril de 2011, em uma noite regada à maconha, cocaína e álcool. Durante uma partida de videogame, a vítima começou a ganhar do assassino e a gritar por várias vezes “Onde está o seu deus agora?”. E o bate boca começou…

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Quando a discussão ficou mais “animada”, Douglas Yim levantou-se furioso, destruiu a TV e foi até o seu quarto, trazendo de lá uma AR-15.

Dzuy Duhn Phan morreu com 6 tiros.

 

A condenação só em setembro de 2013

O assunto é antigo, mas voltou a aparecer na web em setembro de 2013, quando saiu a sentença condenando Douglas Yim. A defensoria tentou atenuar a situação do rapaz, alegando que ele teria atirado para se defender. O advogado Mario Andrews disse ao júri que seu cliente pensou que Dzuy estava armado (na verdade, ele morreu com o celular na mão!), mas isso não amoleceu o coração dos jurados. De acordo com o jornal da CBS de São Francisco, o estado da Califórnia condenou o “cristão” a 126 de prisão.

Conclusão

Notícia real!

 

Continue lendo
20 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Publicidade

Parceiros:

Voltando a Circular

Publicidade

Topo