14.4 C
São Paulo
sábado, maio 8, 2021

É verdade que o povo Hunza é vegetariano e nunca envelhece?

- Publicidade -

Qual será o segredo dos hunza? É verdade que nesse povoado as pessoas vivem mais de 120 anos e nunca envelhecem graças a uma dieta vegetariana?

A história dos hunza circula há anos pela web, mas ganhou destaque em setembro de 2014, após inúmeras publicações em diversos sites e blogs, além de ser compartilhada milhares de vezes nas redes sociais.

De acordo com o que está sendo divulgado, o povoado “escondido” na divisa entre a Índia e o Paquistão parece ter descoberto a fonte da juventude! Os hunza nunca ficam doentes ou envelhecem e a média de vida lá é de 120 anos!

O artigo que se espalhou pela web afirma que a longevidade dos hunza se deve em grande parte à sua dieta estritamente vegetariana e à prática de exercícios físicos.

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

Povoado parece ter descoberto a fonte da juventude! Será? (foto: Reprodução/Facebook)
Povoado parece ter descoberto a fonte da juventude! Será? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdadeiro ou falso?

Em primeiro lugar, precisamos explicar que os hunza existem, de fato! O povo é conhecido por esse nome por causa do local onde vive, no Vale Hunza, no Paquistão (ou será que o vale tem esse nome por causa do seu povo? Ajuda aí nos comentários).

Essa é a única parte completamente real da história. O resto é apenas lenda!

Em 1996, um jornalista do New York Times chamado John Tierney resolveu tirar essa história da suposta longevidade dos hunza a limpo e foi conhecer pessoalmente essas pessoas. Depois de alguns meses entre os locais, Tierney concluiu que o povoado vive em seu próprio ritmo e que eles simplesmente não contam os anos como nós fazemos.

Eles possuem outro tipo de contagem de tempo!

Em um trecho do seu artigo, o jornalista afirma que:

[…] O grande segredo da longevidade [dos hunza] acabou por ser a falta de certidões de nascimento. Os analfabetos idosos não sabia quantos anos tinham, e tendiam a atribuir uma década ou duas a mais. Descobri isso comparando suas memórias com os acontecimentos históricos que realmente aconteceram. Os hunza não tem nenhuma pessoa centenária e seu estilo de vida tradicional não é uma fórmula para uma vida longa. O ar da montanha parece puro, mas as pessoas muitas pessoas passam a vida toda em barracos de barro poluído pela fumaça de fogueiras. Sofrendo de bronquite e doenças como a disenteria, tuberculose, malária, tétano e câncer. A falta de iodo na dieta parece ser a causa de grande número de retardo mental. Seus filhos passam fome na primavera, quando seus estoques de alimentos diminuem. A duração média de vida em suas aldeias isoladas, de acordo com um estudo de 1986, é de cerca de 53 anos para homens e 52 para as mulheres. Quanto mais pessoas na área da saúde são aqueles que vivem em aldeias modernos perto das novas estradas. Há caminhões que transportam alimentos, vacinas, antibióticos, sal iodado e fogões com chaminés ventilados.[…]

- Publicidade -

O que o jornalista John Tierney viu e documentou em 1996 serviu para confirmar um estudo anterior, feito pelo pesquisador John Clark, em 1950. No livro Lost Kingdom os the Himalayas, Clark conta a sua experiência de ter vivido entre os hunza por 20 meses e comprova que o povo de lá não está livre de doenças e que, ao contrário do que dizem por aí, eles envelhecem e comem carne.

Diferente do mito, os hunza não são vegetarianos e apenas evitam comer seus animais no verão para terem mais carne à disposição no resto do ano (nos outros 10 meses restantes). A sua dieta é rica em gordura animal durante todas as estações do ano e é maior ainda no inverno.

Mais alguns mitos sobre a longevidade de “povos distantes” podem ser lidos aqui e aqui!

Sobre outros mitos a respeito do povo Hunza, recomendamos uma lida nesse artigo bastante rico (e com referências) publicado no Bible Life (está em inglês, mas nada que um tradutor online não resolva).

Conclusão

O povo hunza não possui a fonte da juventude! Os habitantes da região envelhecem, adoecem, comem carne e a média de vida lá é de 60 anos. O fato de eles viverem “lá longe” contribui para perpetuar a lenda!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

33 COMENTÁRIOS

  1. Da segunda para a terceira linha da citação, onde se lê:
    “atribuir uma década ou mais dois.”
    Creio que o correto seja:
    “atribuir uma ou duas décadas a mais.”

      • HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAVEEE

  2. “O povo é conhecido por esse nome por causa do local onde vive, no Vale Hunza, no Paquistão.”

    Estou comentando aqui direto de Pau Grande – RO. Abç!

  3. Muito importante e óbvio de se dizer que há uma diferença de 46 anos de uma pesquisa pra outra. Logo, é bem esperado que o estilo de vida desse povo tenha mudado e com essa mudança desenvolverem mais doenças e morrerem mais cedo.

      • https://www.youtube.com/watch?v=mgNcKskN52E

        Não, com certeza não se precisa suplementar numa dieta vegetariana equilibrada. Nenhum animal comendo a comida que a natureza provê precisa de fazer suplementação, por que nós então, criados pela mesma natureza, precisaríamos fazer?

        Ômega 3, Vitamina B12, Ferro, Cálcio, Vitamina D, proteína, temos total noção de que podemos conseguir e exatamente onde podemos conseguir todos esses nutrientes na dieta vegetariana.

        Assista o vídeo acima, é breve mais é bacana. Tenho muito material guardado sobre o vegetarianismo à respeito da saúde e de outros ângulos também (sustentabilidade e ética), se tiver interesse…

        • Você quer se comparar com um animal?? Entao ta!!! Um leão pesa em media 190kg e come 35 kg de carne diariamente…eu peso 90 kg acho que deveria comer pelo menos 15 kg de carne por dia pra estar numa dieta “equilibrida”…

  4. Já fui vegetariana e hj cheguei a conclusão q não adianta negarmos nossa essência: somos animais carnívoros e precisamos de carne. Ha pesquisas serias q apontam q o grande vilão do câncer é o carboidrato, em especial o açúcar. Hj minha alimentação é 90% a base de proteína animal e a saúde melhorou 200%.

  5. Não somos animais carnívoros. Não temos garras, força, velocidade nem agilidade para caça. Somos nos máximo carniceiros. E 90% de alimentação animal vai prejudicar seriamente o fígado futuramente.

      • Eu acredito irmão, que somos Frugívoros, e segundo a anatomia comparativa é isso mesmo, somos da mesma família dos primatas antropóides, e nossa fisiologia é muito similar a deles que tem uma dieta baseada primariamente em frutas e vegetais, na escassez destes, talvez de insetos, ovos, e até carne dependendo, eles tem também essa habilidade para se adaptar, como nós.

  6. Mito ou verdade acerca dos hunza,é dificil saber…mas não sendo Hunza,fui vegetariana durante 6anos,posso garantir que tive mais qualidade de Vida,fisico-psico-emocionalmente,que quando carnívora e afins …

  7. Faz cinco anos que não como carne e não tomo nenhum suplemento vitamínico. Ano passado estava com falta de vitamina D por não tomar sol e praticar exercícios físicos que é o que ajuda o corpo a absorver a vitamina. Só fico doente quando abuso de bolo e pão. Carboidratos e açúcares sim são uma desgraça para a saúde. Ser vegetariano não é ruim como os carnívoros costumam proliferar por aí…

  8. Mais uma ilusão que é a realidade se encarrega de demolir! Vivemos sempre esperançosos na busca pela juventude eterna e imortalidade, por isso nos empolgamos com histórias desse tipo. Infelizmente, cedo ou ou tarde, a verdade acaba aparecendo.

  9. *** (#… ESTAS INFORMAÇÕES É UMA DESLAVADA MENTIRA: O JORNALISTA DEVE TER SIDO PAGO PELOS LABORATÓRIOS INTERNACIONAIS PARA DISSEMINAR ESTAS NOTÍCIAS FALSAS: Leiam uma matéria séria e saibam a verdade em:
    “naturalmente puro:Hunza Land : onde a vida começa aos 90 anos… muitos cientistas visitaram Hunza e comprovaram a veracidade deste povo peculiar – entre eles Dr. Seitako Ogura, Ellen E. Banik e muitos outros, na decada de 40… a longevidade deles nada tem a ver com vegetarianismo – eles fumam, bebem o “Pany” uma bebida forte parecida com conhaque – usam carne de carneiro e cabras em pequena quantidade, etc. Os Laboratórios internacionais e a MONSANTO iniciaram a partir da decada de 60 uma propaganda de milhões de dólares para desacreditar o fato real sobre eles: não usam adubos orgânicos e se recusam a tomar injeções e engolir comprimidos. Atualmente milhares de lanchonetes americanas se instalaram por lá. O Rei Jaman Khan permitiu esta loucura e hoje existem poucos homens e mulheres com mais de 100 anos. A população é de 25 mil almas, e uns 12% possuem registros de nascimento para comprovar tal fato. Esta página está disseminando Fake e sigam meu conselho e saibam a verdade. Grato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui