19.9 C
São Paulo
sexta-feira, janeiro 21, 2022

Facebook paga R$657 por dia para brasileiros? Golpe!

- Publicidade -

Sites usam o nome do Facebook para enganar desavisados e aplicam golpe roubando dinheiro de quem quer ganhar dinheiro fácil! Cuidado com o conto do vigário moderno!

Em novembro de 2014, uma nova modalidade de golpe surgiu na web. Páginas com cores semelhantes às do Facebook oferecem uma “oportunidade única” sobre um suposto programa chamado “Trabalhe de Casa”.

De acordo com a manchete do site golpista, o Facebook estaria pagando para brasileiros (ou para quem viveu há mais de 7 meses no país) um salário de 657 reais por dia para quem quiser trabalhar em casa!

Para descobrir como começar a trabalhar para a empresa de Mark Zuckerberg, basta que a vítima compre um kit de trabalho em casa, oferecido pela empresa (que usa o nome do Facebook sem autorização) a um preço “baratinho”.

Facebook teria lançado o programa "Trabalhe de Casa"! Cuidado, é golpe!
Facebook teria lançado o programa “Trabalhe de Casa”! Cuidado, é golpe!

Olha o golpe se repetindo

Já mostramos aqui no E-farsas páginas de golpistas que usam um esquema semelhante a esse para enganar os mais desavisados. Em setembro de 2012, desmascaramos o golpe dos sites da mãe que ganha 16.000 por mês para trabalhar pela web!

Como podemos notar, as características de ambos os sites são semelhantes:

  • Prometem uma grana fácil;
  • Usam imagens falsas para tentar convencer o leitor a comprar o tal kit;
  • Usam o nome de empresas famosas pelo mesmo motivo acima;
  • Possuem scripts para fazer o leitor pensar que a oportunidade é única;
  • Exploram o conceito do Golpe do Vigário, onde a vítima acaba caindo pensando em também obter lucro;
  • Tudo isso é feito para tentar conseguir o número do cartão de crédito da vítima;

Analisando o site

Como já fizemos anteriormente, vamos analisar os sites desse novo tipo de golpe, começando pelas fotografias com testemunhos de supostos clientes satisfeitos em terem adquirido o “kit de trabalho em casa”:

Logo de cara já temos a imagem de toda a equipe do Facebook na frente de uma enorme faixa onde podemos ler “facebook work from home” (algo como facebook trabalhe de casa). No entanto, basta uma rápida busca na web para descobrirmos que a fotografia foi adulterada!

A orginal é essa aí abaixo, que mostra a equipe de Zuckerberg comemorando no primeiro dia de negociações das ações do Facebook, no dia 18 de maio de 2012:

- Publicidade -

Equipe do Facebook comemora abertura do IPO da empresa! (foto: Divulgação)
Equipe do Facebook comemora abertura do IPO da empresa! (foto: Divulgação)

Outra foto usada indevidamente é essa, que seria de Lucas Castro. De acordo com o site golpista, Lucas estaria super feliz por ter adquirido o tal kit. No entanto, Lucas Castro não existe e essa fotografia foi roubada de um usuário do Flickr!

Lucas Castro não existe e essa foto foi roubada de um usuário do Flickr!
Lucas Castro não existe e essa foto foi roubada de um usuário do Flickr!

Além disso, a página fraudulenta também usa a imagem de artistas famosos e até uma foto do fundador do Facebook aprovando o tutorial vendido no kit.

Ao clicar em “comprar” a vítima é redirecionada a um site onde é orientada a preencher seus dados pessoais e, inclusive, o número do seu cartão de crédito. Olha o golpe!

Ao tentar sair do site, um script impede o fechamento da página, tentando fazer com que o visitante compre o falso kit!

É difícil sair da página!
É difícil sair da página!

O Facebook desmente

Em sua página de ajuda, o Facebook esclarece que não hão nenhum programa do tipo “trabalhe em casa” e que esse tipo de site é apenas uma forma que vigaristas encontraram de arrancar dinheiro dos incautos.

Como podemos ver na página de suporte do Facebook, golpes semelhantes ocorrem no mundo todo, como na Índia, por exemplo!

Conclusão

Cuidado para nao cair nas armadilhas da web! Se alguma coisa parece ser boa demais para ser verdade, desconfie!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

6 COMENTÁRIOS

  1. Por que será que eu não me surpreendo que esses contos do vigário que prometem grana fácil sem trabalhar e sem investir façam tanto sucesso no Brasil?

    E mesmo essa gente perdendo dinheiro, eles não aprendem.

    No mais, o Zucka, o usuário do Flickr e os artistas deveriam processar o criador desse site por uso indevido e não autorizado de marca e de imagem.

  2. Quem cai neste tipo de golpe são as pessoas que querem ganhar dinheiro fácil, sem esforço, sem trabalhar e sem levar uma vida honesta.
    Quem se dedica na vida não cai nisso.

  3. A questão é a de que quem cai nessas histórias são pessoas que não tomam cuidados básicos e passam desapercebidos por duas situações:
    1º – Para ganhar essa vaga de trabalho primeiramente tem que comprar um tal de kit deles.
    2º – Depois ainda tem que informar os dados pessoais do cartão de crédito.

    Só esses dois pontos causam uma dor de cabeça pra quem cai nesses golpes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui