17 C
São Paulo
segunda-feira, setembro 27, 2021

Foto de uma criança cercada por homens ganhou prêmio na Parada Gay da Holanda?

- Publicidade -

Será que a foto mostrando uma menina rodeada de homens com roupas de couro é real e que ela ganhou um prêmio de mais estética em parada gay na Holanda?

A imagem surgiu nas redes sociais na segunda quinzena de agosto de 2021 e mostra uma criança rodeada de vários homens vestidos com roupas íntimas de couro. De acordo com o texto que a acompanha, essa foto teria ganhado um concurso na última parada gay ocorrida na Holanda, conquistando o prêmio de “mais estética”.

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

Essa foto tria ganhado o prêmio de mais estética em um concurso da parada gay na Holanda! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

No dia 10 de agosto de 2021, a organização Pride Amsterdam publicou na sua página do Facebook o resultado de um concurso fotográfico que reuniu mais de 13 mil fotos sobre diversidade.

Segundo a entidade, o concurso de fotografia do Pride desse ano foi vencido por Jan van Breda e mais outros dois fotógrafos. Cada um receberá um prémio de 2500 euros. 

A organização do Pride reuniu as fotos mais icônicas, significativas e estéticas dos 25 anos do Pride Amsterdam, evento que reúne o público LGBTQI+ todo ano. 

Na edição de 2021, o Pride Amsterdam foi realizado de 31 de julho a 8 de agosto e contou com eventos que incluíram exibições de filmes e festas de rua, shows de comédia stand-up, jogos, improviso e outras performances para todos os públicos.

Das 13 mil fotos enviadas, cinquenta foram escolhidas para uma exposição ao ar livre ‘Celebrando a Diversidade‘ no Vondelpark (um parque bastante conhecido e frequentado em Amsterdam). Das 50 fotos, três foram escolhidas por um júri de especialistas.

De acordo com a organização do evento, essa foto foi considerada a mais estética e a que melhor representa a diversidade e alegria:

“Esta foto, em sua composição – com a criança em primeiro plano, homens preparando-se para o Desfile do Canal ao fundo, todos ocupados com suas próprias atividades e fascínios – retrata de forma sublime o que espero permanecer evidente: que nós, desimpedidos de preconceitos, e quase desavisadamente, todos podem e podem existir lado a lado “, disse o júri.

A mãe da menina autorizou a foto

- Publicidade -

Segundo Andy Ngô, editor do site de notícias Post Millennial, a mãe da criança autorizou a entrada dos homens em sua casa para se trocar e para tirar as fotos com a sua filha:

De acordo com essa reportagem do site Amsterdams Nieuws, a foto foi tirada em 2008, enquanto os homens se preparavam para fazer um passeio de barco. 

A mãe da menina (que tinha 2 anos na época) se manifestou após começar a sofrer ameaças no Twitter:

“Fiquei quieta por um longo tempo, mas estou realmente farta de todas as reações homofóbicas. Os homens passaram anos trocando de roupa no nosso jardim. Foi uma festa para nós, para o bairro e para as crianças. Foi pura sorte essa cena ter acontecido diante dos meus olhos. Os homens não olharam absolutamente nenhuma vez para as minhas crianças. A foto simboliza para mim que a homofobia é algo aprendido e falado. Se todas as crianças tivessem esses pais.”, disse a mãe da menina 

Em entrevista ao NL Times, o diretor da Pride em Amsterdã Lucien Spee de Castillo Ruiz disse que a exposição mostrou a representatividade e a liberdade:

“Para mim, esta exposição significa muita liberdade. Toda a comunidade está representada. Jovem, velho, trans, pretos, festa, profundidade, luta, tem de tudo. Isso é o orgulho. Orgulho é mais do que os rostos que as pessoas vêem do lado de fora.”

Conclusão

A foto que mostra uma criança rodeada de homens usando roupas de couro é real e foi a vencedora de um concurso promovido por uma entidade que luta pelos direitos LGBTQI+ na Holanda. A fotografia foi tirada em 2008 e foi autorizada pela mãe da menina, que aproveitou um momento de preparo dos participantes de um evento gay para eternizar o momento!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

35 COMENTÁRIOS

    • Essa imagem tem menos pele do que num lugar com um monte de homem de sunguinha. E nem por isso vejo a direita hipócrita e degenerada problematizando crianças no meio deles numa praia ou piscina. Se você se excita vendo homens com roupa de couro, é um fetiche sexual seu, e não da criança. Freud explica!

          • É a lógica dele, quero dizer que não tem nada a ver a “quantidade” exposta na foto e sim o teor, tem criança que frequenta clube de nudismo com os pais, normal, na minha opinião. Mas a roupa usada pelos elementos da foto remete ao sadomasoquismo, não precisa nem entrar no mérito se são gays ou não, desnecessário.

            Eu como pai, evito expor meus filhos pequenos em fotos que possam ser constrangedoras na idade adulta, pois justamente eles não tem escolha nessa idade.

          • Entendo e respeito as suas decisões de como criar seus filhos.
            No caso do meu filho, sempre ensinamos pra ele que devemos respeitar todo mundo, independente da condição, cor, situação financeira etc.
            Sobre a imagem, particularmente não vi nada de errado.

          • O que tem a ver respeitar com participar?!

            Respeito quem pratica nudismo, mas não levaria meu filho em um clube de nudismo.

          • O único “teor” é a quantidade de roupa que eles estão usando. Seja de couro, ou de nylon, os caras da fotos expõem muito menos pele do que homens de sunguinha na praia. Não há nada de errado em crianças próximas à pessoas de biquínis/sungas/maiôs (que todo mundo acha normal), assim como não há nada de errado em crianças próximas à pessoas com roupa de couro (que são vestimentas tanto quanto as supracitadas). Desde que os órgãos sexuais estejam devidamente cobertos em ambos os casos, não há problema algum.

            Se remete ou não ao sadomasoquismo, não importa. Não tem ninguém realizando atos libidinosos ou atentando ao pudor, ou exibindo representações de falos, como você sugeriu.

            Você que enxerga maldade em sua mente deturpada, tanto que de roupa de couro já escalou para pintos de borracha, em uma clara demonstração de projeção. Freud explica.

            E se você quer manter seus filhos longe de possíveis constrangimentos, é um direito seu. O faça e pronto. Porém não queira exigir que todos façam como você. O seu direito termina onde começa o do próximo, se o próximo não liga, você não tem nada a ver com isso. Cada um educa os filhos como quiser, de preferência ensinando-os a respeitar o próximo.

          • Tu deixaria um filho de 5 ou 6 anos participar de um desfile de carnaval no meio de gente seminua? Eu não deixaria os meus, mas claro, cada um com sua opinião.

          • Exato. Cada um com sua opinião. E opinião é como bunda, se vc colocar a sua na janela, não reclama se tomar dedada! Usando analogias que sua mente degenerada compreende. 😉

          • Legal que Freud explica a relação de roupas de fetiche com pintos de borracha, deve ser algo bem complexo de associar mesmo, pessoal do xvideos já descobriu faz tempo.

            E não, o único teor não é a quantidade de roupa, me parece bem óbvio que roupas são símbolos nesse caso, senão estariam como qualquer outra roupa. Volto a dizer, tu está muito preocupado com quantidade de pele. Se fosse um evento religioso também não levaria meus filhos, um por ser ateu e outra por achar perda de tempo, minha opinião, assim como tenho sobre o assunto acima.

            Vejo roupas de fetichistas, digo que são roupas de fetichistas, a matéria original falam que são roupas de fetichistas, para para ti é uma roupa de couro normal.

            E em momento algum “exigi” o que a mãe da criança deveria fazer, dei a MINHA opinião sobre se fosse MEUS filhos, mas parece que você é uma pessoa extremamente intolerante e agressiva com quem discorda de ti.

          • Legal que Freud explica a relação de roupas de fetiche com pintos de borracha, deve ser algo bem complexo de associar mesmo, pessoal do xvideos já descobriu faz tempo.

            Pois é, pelo visto você conhece bem, né? Manja da fonte!

            E não, o único teor não é a quantidade de roupa, me parece bem óbvio que roupas são símbolos nesse caso, senão estariam como qualquer outra roupa.

            Então o problema é a roupa, não a nudez? Entendi…

            Volto a dizer, tu está muito preocupado com quantidade de pele.

            E você tá bem preocupado com simples roupas de couro.

            Se fosse um evento religioso também não levaria meus filhos, um por ser ateu e outra por achar perda de tempo, minha opinião, assim como tenho sobre o assunto acima.

            Perfeito. Então espero que você não dê chilique quando ver uma foto de uma criança no meio de um culto religioso como tá fazendo com a foto da menininha no meio de pessoas com roupas!

            Vejo roupas de fetichistas, digo que são roupas de fetichistas, a matéria original falam que são roupas de fetichistas, para para ti é uma roupa de couro normal.

            Ora, mas eles podem ser fetichistas, satanistas, frentistas ou ginecologistas, desde que não estejam praticando nenhuma obscenidade na frente da menina, não há problema algum. EXATAMENTE como no caso desta foto. Para de procurar chifre em cabeça de ovo peludo, jovem.

            E em momento algum “exigi” o que a mãe da criança deveria fazer, dei a MINHA opinião sobre se fosse MEUS filhos,

            Que bom, porque além de degenerado seria louco.

            mas parece que você é uma pessoa extremamente intolerante e agressiva com quem discorda de ti.

            Foda-se. 😉

          • Não entendi, tu tem preconceito com quem gosta de pinto de borracha? Chama de degenerado? Acho que tu é um falso liberal.

            Não dei chilique nenhum, não levaria meu filho para tirar foto com fetichista e não levaria numa igreja evangélica para ver crente berrando, simples assim.

            Ah e aliás, sou mestre formado em xvideos segundo dan. Entendo tudo de pinto de borracha e roupas de couro, então tu não tem lugar de fala.

          • Não entendi,

            Claramente não, você nunca entende nada.

            tu tem preconceito com quem gosta de pinto de borracha?

            Nenhum.

            Chama de degenerado?

            Tá vendo como não entendeu? Degenerados são os que veem perversidade em tudo. Tipo associar roupa de couro a pintos de borracha. Como você.

            Acho

            Achismo é irrelevante. Como você.

            que tu é um falso liberal.

            Não sou liberal.

            Não dei chilique nenhum,

            Deu sim.

            não levaria meu filho para tirar foto com fetichista e não levaria numa igreja evangélica para ver crente berrando, simples assim.

            Perfeito. Então não leve. E não julgue quem o faz.

            Ah e aliás, sou mestre formado em xvideos segundo dan.

            Nem precisava ter falado.

            Entendo tudo de pinto de borracha e roupas de couro,

            Claramente.

            então tu não tem lugar de fala.

            Tenho sim.

  1. Os hipócritas conservadores sempre se preocupam com as vidas alheias, como se fosse verdade e se incomodam demais com a sexualidade de quem nem conhece, enquanto pastores enganadores fazem as festas até em puteiros de luxo com dinheiro dos pobres fiéis que dão, de forma obrigatória, 10% de seus salários e ainda recebem o perdão de dívidas do desgoverno. E ainda tem que pagar seus vários impostos sem falta, se não estarão lascados, mas fazem isso sorrindo, mesmo sabendo que é para regalias de políticos, especialmente os preferidos deles. Esse país é uma vergonha mundial!

  2. Pela mãe do guarda! Quem problematizou isso? Se o fizeram só pode ter partido de imbecis, aqui nas paradas gays no Brasil famílias vão assistir e muitos pais levam seus filhos ainda crianças.

  3. Esse pessoal regressista tem um fetiche bizarro com crianças. Adoram inserir as pobrezinhas em toda sorte de ambiente improprio com a desculpa de combate ao preconceito. Tipo a mãe que fazia o filho dançar em boates gays vestido de drag queen. E se você reclamar você é o preconceituoso. São uns doentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui