17.2 C
São Paulo
domingo, agosto 1, 2021

Foto mostra que Lewandowski participou de movimento terrorista em 1965! Será?

- Publicidade -

Será que a foto mostrando o ministro Ricardo Lewandowski entre o grupo comunista do Movimento Revolucionário Oito de Outubro, em maio de 1965, é verdadeira ou falsa?

A imagem se espalhou através de grupos do WhatsApp na primeira semana de dezembro de 2018 e rapidamente foi compartilhada também nas redes sociais. Apesar de fazer sucesso recentemente, perfis como o @AvançaBrasil no Twitter já ajudaram a espalhar a informação desde 2016.

Nela podemos ver um grupo de 12 homens e uma mulher e, de acordo com o texto que acompanha a imagem, o sujeito do meio seria o agora ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski.

O texto amplamente compartilhado ainda afirma que Lewandowski fazia parte do Movimento Revolucionário Oito de Outubro, organização comunista que participou da luta armada contra a ditadura militar brasileira e nascida em 1964.

Será que o homem da foto é o mesmo que se tornaria ministro décadas depois?

O ministro Ricardo Lewandowski fez parte de um grupo terrorista? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

O primeiro detalhe nessa história toda é que quem inventou isso sequer teve o trabalho de acertar o nome correto do ministro. Além disso, a foto não é de 23 de maio de 1965, mas de setembro de 1969, quando militantes do MR-8 foram soltos em troca da libertação do embaixador norte-americano Charles Elbrick. O embaixador havia sido sequestrado pelo mesmo grupo e com a ajuda da Aliança Libertadora Nacional (ALN).

Como podemos verificar na legenda dessa mesma foto, no acervo do jornal O Globo, algumas figuras que ficariam conhecidas na política brasileira, como José Dirceu (o segundo, de pé e com os punhos levantados).

Na foto tirada em frente ao avião Hércules 56, da Força Aérea Brasileira, estavam: Luís Travassos, José Dirceu de Oliveira, José Ibrahin, Onofre Pinto, Ricardo Vilas Boas, Maria Augusta Carneiro Ribeiro, Ricardo Zarattini e Rolando Frati. Agachados, estavam João Leonardo Rocha, Agonalto Pacheco, Vladimir Palmeira, Ivens Marchetti e Flávio Tavares. (foto: Reprodução – fonte: http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=909)

A foto foi usada na capa do livro Hercules 56. O Sequestro do Embaixador Americano em 1969, de Silvio da Rin, que conta a história desse sequestro:

- Publicidade -

E o livro acabou virando um documentário:

https://www.youtube.com/watch?v=Eo4DmmQKjRk

Perceba que, em nenhum momento, o nome de Ricardo Lewandowski é citado. É que, na verdade, o homem de óculos apontado como o atual ministro, é o músico Ricardo Villas Boas, como podemos confirmar aqui e em vários livros (para aqueles quem não acreditam na Wikipédia)

Conclusão

O homem que aparece em foto ao lado de integrantes do MR-8 é o músico Ricardo Villas Boas e não o outro Ricardo, o Lewandowski!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui