Foto mostra que Lewandowski participou de movimento terrorista em 1965! Será?

4
31924
O ministro já

Será que a foto mostrando o ministro Ricardo Lewandowski entre o grupo comunista do Movimento Revolucionário Oito de Outubro, em maio de 1965, é verdadeira ou falsa?

A imagem se espalhou através de grupos do WhatsApp na primeira semana de dezembro de 2018 e rapidamente foi compartilhada também nas redes sociais. Apesar de fazer sucesso recentemente, perfis como o @AvançaBrasil no Twitter já ajudaram a espalhar a informação desde 2016.

Nela podemos ver um grupo de 12 homens e uma mulher e, de acordo com o texto que acompanha a imagem, o sujeito do meio seria o agora ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski.

O texto amplamente compartilhado ainda afirma que Lewandowski fazia parte do Movimento Revolucionário Oito de Outubro, organização comunista que participou da luta armada contra a ditadura militar brasileira e nascida em 1964.

Será que o homem da foto é o mesmo que se tornaria ministro décadas depois?

O ministro Ricardo Lewandowski fez parte de um grupo terrorista? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

O primeiro detalhe nessa história toda é que quem inventou isso sequer teve o trabalho de acertar o nome correto do ministro. Além disso, a foto não é de 23 de maio de 1965, mas de setembro de 1969, quando militantes do MR-8 foram soltos em troca da libertação do embaixador norte-americano Charles Elbrick. O embaixador havia sido sequestrado pelo mesmo grupo e com a ajuda da Aliança Libertadora Nacional (ALN).

Como podemos verificar na legenda dessa mesma foto, no acervo do jornal O Globo, algumas figuras que ficariam conhecidas na política brasileira, como José Dirceu (o segundo, de pé e com os punhos levantados).

Na foto tirada em frente ao avião Hércules 56, da Força Aérea Brasileira, estavam: Luís Travassos, José Dirceu de Oliveira, José Ibrahin, Onofre Pinto, Ricardo Vilas Boas, Maria Augusta Carneiro Ribeiro, Ricardo Zarattini e Rolando Frati. Agachados, estavam João Leonardo Rocha, Agonalto Pacheco, Vladimir Palmeira, Ivens Marchetti e Flávio Tavares. (foto: Reprodução – fonte: http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=909)

A foto foi usada na capa do livro Hercules 56. O Sequestro do Embaixador Americano em 1969, de Silvio da Rin, que conta a história desse sequestro:

E o livro acabou virando um documentário:

https://www.youtube.com/watch?v=Eo4DmmQKjRk

Perceba que, em nenhum momento, o nome de Ricardo Lewandowski é citado. É que, na verdade, o homem de óculos apontado como o atual ministro, é o músico Ricardo Villas Boas, como podemos confirmar aqui e em vários livros (para aqueles quem não acreditam na Wikipédia)

Conclusão

O homem que aparece em foto ao lado de integrantes do MR-8 é o músico Ricardo Villas Boas e não o outro Ricardo, o Lewandowski!

4 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here