Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Governo do Maranhão vem fornecendo kits com cloroquina para tratamento do COVID-19?

Fotos

Governo do Maranhão vem fornecendo kits com cloroquina para tratamento do COVID-19?

Governo do Maranhão vem fornecendo kits com cloroquina para tratamento do COVID-19?

Além do “Kit COVID-19”, que comentamos em nosso artigo anterior, também nos deparamos com uma outra foto no último domingo (arquivo). Ela retratava uma espécie de kit contendo comprimidos de difosfato de cloroquina, azitromicina, além de um suplemento vitamínico (vitamina D3 + sulfato de zinco).

Associada a foto havia a alegação que o kit vinha sendo distribuído, oficialmente, pelo Governo do Estado do Maranhão.

Publicação no Instagram sobre o “kit” de medicamentos que estaria sendo distribuído no Maranhão.

Entretanto, será que esse kit é realmente verdadeiro? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

O “kit” é verdadeiro e está sendo distribuído oficialmente pelo Governo do Estado do Maranhão! Contudo, há algumas diferenças, que valem a pena ressaltar, em relação a ação adotada pela prefeitura de Tucumã/PA.

Em primeiro lugar, segundo o site oficial do Governo do Estado do Maranhão (arquivo), o kit é destinado ao tratamento de pacientes diagnosticados com COVID-19, que estão com sintomas leves. A medida contempla pessoas com comorbidades, sem doença cardíaca, e do 1º até o 5º dia de infecção do vírus.

Captura de tela mostrando uma noticia sobre o kit de medicamentos, que está sendo distribuído pelo Governo do Estado do Maranhão.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Ainda segundo o governo estadual, esse kit faz parte de um “um novo protocolo medicamentoso”, que vem sendo utilizado, desde o dia 12 de maio de 2020, no Ambulatório de COVID-19 do Hospital Dr. Carlos Macieira, em São Luís, capital do estado.

O protocolo teria sido “orientado pela comunidade científica”, e consistiria em um “conjunto de fármacos que combinam Hidroxocloroquina, Azitromicina, um corticoide, vitaminas C e D, além de remédios para febre e dores, como paracetamol e dipirona. Não houve menção a Invermectina, no entanto, de acordo com Carlos Eduardo Lula, secretário estadual de Saúde, esse medicamento faz parte do kit (1, 2).

Em segundo lugar, ao menos segundo Edilson Medeiros, diretor-geral do Hospital Dr. Carlos Macieira, os pacientes são informados da reação adversa que esse conjunto de fármacos pode causar. Assim sendo, aqueles querem (aparentemente é opcional), levam esse kit para tratamento em casa.

O Comentário do Assessor Especial da Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão

O médico Rodrigo Lopes, assessor especial da Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão, ressaltou que estudos recentes mostraram que o uso combinado dos fármacos Hidroxicloroquina + Azitromicina na fase mais grave e moderada da doença não possuía comprovação de sua eficácia.

Hoje as discussões são entorno do uso precoce dessa medicação para pacientes com sintomas leves e na fase inicial da doença, por isso o Maranhão, assim como outros estados, vem adotando o uso dessa medicação, na fase inicial da doença – principalmente nos grupos de risco, desde que com criteriosa avaliação do paciente e aceitação do mesmo em tomar a medicação“, explicou o médico.

No Maranhão, a Secretaria de Estado da Saúde recomendou o uso da cloroquina e hidroxicloroquina para tratamento dos pacientes com Covid-19, desde o início do atendimento aos casos na rede pública estadual.

Conclusão

O “kit” mostrado na foto é verdadeiro e está sendo distribuído oficialmente pelo Governo do Estado do Maranhão. Ele é destinado ao tratamento de pacientes diagnosticados com COVID-19, que estão com sintomas leves. A medida contempla pessoas com comorbidades, sem doença cardíaca, e do 1º até o 5º dia de infecção do vírus. Os pacientes são informados da reação adversa que esse conjunto de fármacos pode causar e, aqueles querem, levam esse kit para tratamento em casa.

Continue lendo

Jornalista, redator, e pesquisador de comunicação social com foco no combate a disseminação de notícias falsas. Colaborador do site de verificação de fatos E-farsas.com desde janeiro de 2019. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos, além de casos supostamente sobrenaturais.

13 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo