20.5 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 18, 2022

Katy Perry é uma menina que foi morta nos anos 90?

- Publicidade -

É verdade que a cantora norte-americana Katy Perry é a modelo JonBenét Ramsey, que teria sido assassinada aos 6 anos em meados da década de 1990?

A descoberta surgiu no final de 2014 e voltou a ser compartilhada nas redes sociais em fevereiro de 2016! De acordo com um vídeo, a pequena JonBenét Ramsey, que fazia sucesso nos concursos de beleza nos Estados Unidos, é a mesma linda moça que se tornou a famosa cantora Katy Perry anos depois.

A questão é que JonBenét Ramsey morreu em 1996, vítima de estrangulamento e traumatismo craniano, com apenas 6 anos de idade. O crime, de acordo com a teoria, não teria sido solucionado até hoje e chocou o país inteiro na ocasião!

A teoria afirma que a pequena modelo não teria morrido e teria se transformado na cantora pop. Como Katy Perry costuma usar símbolos de renascimento, como borboletas, isso seria uma pista – além do fato da própria Perry citar a pequena JonBenét Ramsey em sua autobiografia – que a artista está querendo dar dicas sobre o seu passado obscuro.

Será que essa história é real? Katy Parry é mesmo a menina que teria morrido na década de 1990?

O vídeo com a denúncia foi publicado no YouTube em dezembro de 2014 e já foi visto mais de 1,8 milhão de vezes:

https://www.youtube.com/watch?v=FPpH-_k3PQU

 

Verdade ou farsa?

Essa história é uma das teorias das conspirações mais sem noção que se espalharam pela web nos últimos anos! Em primeiro lugar, porque umas das “provas” que os criadores dessa teoria tem é que as sobrancelhas de ambas são idênticas!  

Além disso, Kate Perry nasceu em 1984, 6 anos antes de JonBenét Ramsey, e podemos ver diversos vídeos da cantora de quando ela era criança (perceba que ela era bem diferente da minimodelo):

- Publicidade -

 

O canal que publicou essa teoria conspiratória é “especializado” em inventar “evidências” como essa com várias outras personalidades, mostrando que aquilo é claramente algo em que não podemos levar à sério!

Como afirmou o rumor que foi espalhado pela web, o crime cometido contra JonBenét não foi solucionado mesmo, mas o corpo da menina foi encontrado em dezembro de 1996, no porão da casa da família. Uma autópsia confirmou que a menina morreu, de fato!

Conclusão

Katy Perry não é JonBenét Ramsey, que teria sido morta na década de 1990! O rumor foi criado por um canal do YouTube especializado em criar teorias conspiratórias iguais a essa!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

14 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns novamente ao site. Mais uma farsa comprovada!

    Só acho que tem um detalhe. Não, seria melhor dizer Década de 90? Não anos 1990. Afinal, 1990 é um ano.

  2. O caso da menina Joan Benet ramsey, foi o típico caso de assassinato com ritualistica satanica, os chamados SRA, por favor verifique autores como fritz springmeyer, e muitos outros que tratam do assunto, inclusive tive o DESPRAZER de ver as fotos forenses da autopsia e analise da menina, que foi primeiramente estrangulada com cordas de nylon, e depois fizeram punções com algum objeto perfurante nos dois lados do pescoço para poder extrair sangue ( procedimento descrito no livro sejam sabios como as serpentes, de fritz springmeyer.

    segue o link para o site das fotos ( sim é horrivel, mas tem ritualistica nesse assassinato)
    http://crimeshots.com/CrimeScene1.html

    onBenet Ramsey Murder: Ritual satânico Sacrifício Eu estava vivendo apenas algumas milhas de distância da Ramsey em 1996/12/26, e ler todos os relatos de jornais, assistiu todas as entrevistas e especiais de TV, bem como a leitura do relatório, almofadas de Polícia do examinador médico (relatórios de investigação), depoimentos, que visitam o local e assim por quarto. Também entrevistei pessoas associadas com a de Ramsey pessoalmente e profissionalmente e tinha encontrado Patsy Ramsey em várias ocasiões diferentes. A Ramsey matou sua filha – Se Eles não fazê-lo diretamente, eles sabem quem fez e testemunhou o crime.

    Aqui estão alguns fatos incontestáveis ​​a partir dessa data, como eu, e muitos, muitos outros Observado eles e como relatado pelos jornais Boulder e Denver, CNN e as estações de Denver Televisão e Rádio:

    criança Não havia pegadas ou trilhas de QUALQUER na neve quando a polícia de Boulder chegados, algo mais tarde confirmada por tanto a polícia, vizinhos e detetives que chegam cedo – (1) Houve uma queda de neve do app 2 “na noite do assassinato de JonBenet. em cena.

    Não havia nenhum intruso fez na noite, fez indivíduos individuais, ou valor, já estavam na casa, algo que o Ramsey estavam bem cientes de:

    fonte: http://educate-yourself.org/cn/jonbentramseysatanicritual.shtml

  3. no caso dessa criança, Jonbenet, acho que foi a mãe ou o pai que cometeu esse assassinato…porque é impossível alguém entrar na casa sem deixar nenhum rastro, encontrar a criança, matá-la no porão da casa, sair tbm sem deixar rastros e ninguém ter percebido nada…quer dizer, o suposto assassino, conseguiu entrar na casa sem arrombar nem nada, foi até o quarto da criança (que bandido sabido, conhecia a casa toda por dentro, pois sabia onde ficava o porão e tudo?) e fez tudo isso e pasmem, ninguém da família percebeu nem ouviu nada????? Tem algo podre no reino da dinamarca…

  4. É muito triste para um país de primeiro mundo como o EUA, que algumas pessoas acabam tendo esse tipo de atitude de disseminar a mentira a troco de nada, tem certos comportamentos que vai de encontro com a cultura e a evolução tecnológica do povo de lá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui