Connect with us

E-farsas

Militantes do MST enviados pelo PT para a Itália apanharam da polícia de lá por protestarem contra o Bolsonaro?

Crimes

Militantes do MST enviados pelo PT para a Itália apanharam da polícia de lá por protestarem contra o Bolsonaro?

É verdade que o PT enviou militantes com bandeiras do MST para a Itália para protestar contra o Presidente Bolsonaro, mas eles acabaram apanhando da polícia?

O vídeo voltou a ser compartilhado através de grupos do WhatsApp e do Telegram no final de junho de 2022, e mostra um grupo de manifestantes segurando placas com palavras de ordem contra o presidente Jair Bolsonaro quando são abordados por vários policiais.

O texto que acompanha as imagens afirma que o Partido dos Trabalhadores (PT) teria enviado os militantes para a Itália para para fazer arruaça naquele país, mas que os policiais de lá bateram sem dó nos protestantes!

Será que isso é verdade?

Texto de uma das versões compartilhadas no final de junho de 2022: “PT enviou militantes pra Itália, com bandeiras do MST para protestar contra o Presidente Bolsonaro… Levaram tanta porrada da polícia italiana! Os arruaceiros achavam estar no Brasil, onde a Mídia Militante os defende… Apanharam que nem boi na horta” (foto: Reprodução/WhatsApp)

Verdade ou mentira?

No dia 1º de novembro de 2021, a polícia da Itália usou canhões de água para conter manifestantes contra Bolsonaro em Pádua. O caso ocorreu durante a visita do presidente do Brasil à região, após a sua participação em uma reunião do G20 em Roma.

Nesse vídeo publicado pelo portal UOL podemos ver o momento do confronto. Note que não há, aparentemente, nenhuma “bandeira do MST” (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) entre os manifestantes:

Nesse outro vídeo do mesmo dia, publicado no Twitter, podemos ver que os policiais também tentaram dispersar os manifestantes com bombas de gás e muita violência:

https://twitter.com/NiEstatNiRei/status/1455218832964993025

Aqui, de outro local:

De acordo com a Revista Oeste, as manifestações contra Jair Bolsonaro foram organizadas por partidos de esquerda e sindicatos italianos como o Partido Democrático (PD), a Refundação Comunista, a Associação de Membros da Resistência Italiana ao Fascismo (Anpi) e a Confederação Geral Italiana do Trabalho (CGIL).

Uma das bandeiras vermelhas que aparecem em alguns trechos do vídeo não é do MST, mas da Refundação Comunista Italiana:

Manifestação do Partido da Refundação Comunista em 2011 (foto: Divulgação/PCR)

A Folha de São Paulo também confirmou que o Partido da Refundação Comunista, italiano, foi um dos organizadores do protesto. Não há nenhuma menção à suposta participação do MST no evento!

Segundo o jornal, Bolsonaro não tinha nenhuma visita agendada à basílica em Pádua. Por isso, não havia ninguém para recebê-lo oficialmente. Nem o mesmo o prefeito Sergio Giordani e nem membros da igreja se dispuseram a encontrá-lo.

Conclusão

É verdade que, em novembro de 2021, policiais italianos reagiram com violência contra manifestantes que protestavam contra a visita de Jair Bolsonaro em Pádua. A manifestação foi organizada por partidos de esquerda e por sindicatos italianos e não encontramos nenhuma prova de que o PT teria enviado manifestantes com bandeiras do MST para o evento!

Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas e, em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar é o autor do livro "Caçador de Mentiras" pela Editora Matrix e da aventura de ficção infantojuvenil "Marvin e a Impressora Mágica"!

Comentários

Mais Checagens em Crimes

To Top