Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

O acidente da Malaysian matou 100 pesquisadores da cura da AIDS?

Acidentes

O acidente da Malaysian matou 100 pesquisadores da cura da AIDS?

É verdade que o acidente com o avião da Malaysian Airlines matou 100 cientistas que estavam indo a uma conferência sobre a cura da AIDS?

A notícia começou a se espalhar logo após o comunicado oficial da queda do voo MH17 da Malaysian Airlines, na Ucrânia. De acordo com publicações feitas em diversos sites e blogs, o Boeing 777, que saiu de Amsterdã para Kuala Lumpur no dia 17 de julho de 2014, estava transportando 298 pessoas (15 tripulantes, 280 passageiros e três bebês) quando foi abatido.

Dos 298 mortos estariam 100 pesquisadores especializados em AIDS que estariam indo a uma conferência sobre a possível cura da doença!

Algumas publicações sugerem que o atentado contra o avião da Malaysian Airlines poderia ser um plano arquitetado por magnatas da indústria farmacêutica que não teriam interesse na cura da AIDS!

Será que a queda do voo MH17 matou 100 pesquisadores que poderiam ter descoberto a cura da AIDS?

Tragédia do voo MH17 seria um plano para evitar a cura da AIDS? (foto: Reprodução)

Tragédia do voo MH17 seria um plano para evitar a cura da AIDS? (foto: Reprodução)

 

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Verdadeiro ou falso?

Essa é uma das muitas histórias envolvendo esse terrível desastre do voo MH17 e, enquanto tudo não for investigado com cuidado, muitas outras surgirão!

De fato, logo após a queda do avião, as agências de notícias começaram a publicar as informações a medida em que elas vinham chegando e, a cada atualização, os números foram mudando e se adequando ao que realmente aconteceu.

Entre as vítimas da queda do Boing 777 estavam pesquisadores, e especialistas em AIDS (e/ou executivos e ativistas de ONGs que trabalham pela erradicação da AIDS) que estavam indo a uma conferência em Melbourne (Austrália)  sobre a AIDS, mas os organizadores do evento explicaram, em um comunicado à imprensa, que havia “apenas” seis convidados entre os mortos:

  • Pim de Kuijer, da ONG STOP AIDS NOW!
  • Joep Lange, co-diretor de Colaboração de Pesquisas em HIV Holanda-Austrália (HIV-NAT)
  • Lucie van Mens, Diretora de Suporte no The Female Health Company
  • Martine de Schutter, Gerente do Programa Aids Fonds / STOP AIDS NOW!
  • Glenn Thomas, da Organização Mundial da Saúde
  • Jacqueline van Tongeren, do Instituto de Amesterdam para a Saúde e Desenvolvimento Global

Infelizmente, uma grande perda para o mundo, mas a vida segue e as pesquisas não podem parar. Por isso, a 20ª Conferência Internacional sobre a AIDS está sendo realizada entre os dias 20 e 25 de julho de 2014 normalmente e, de acordo com o site do evento, mais de 12 mil pessoas já participaram (inclusive via video-conferência).

Conclusão

Ao que tudo indica, a queda do avião da Malaysian não foi um plano da máfia farmacêutica para impedir a descoberta da cura da AIDS. Não foram 100 pesquisadores da AIDS que morreram na tragédia. Havia no Boing 777 seis convidados que iriam participar de uma conferência sobre o HIV na Austrália. Apesar da grande perda, o evento prosseguiu normalmente!

Continue lendo
14 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo