today-is-a-good-day
23.9 C
São Paulo
sábado, maio 18, 2024

O faraó Ramsés II teve que fazer um passaporte para poder entrar na França?

- Publicidade -

Será verdade que as autoridades tiveram que fazer um passaporte para a múmia do faraó Ramsés II para que ela pudesse entrar na França?

A história curiosa surgiu nas redes sociais no final de setembro de 2018 e ganhou milhares de curtidas e de compartilhamentos. De acordo com o texto, a múmia do faraó Ramsés II ganhou um passaporte para poder viajar do Cairo para a França para passar por um tratamento de restauração e de conservação.

Ramsés II passou a ser a pessoa mais velha a ter um passaporte, mesmo tendo morrido em 1213 a.C.

Será que essa notícia é verdadeira ou falsa?

Ramsés II é a pessoa mais velha a tirar um passaporte! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

Ramsés II foi o terceiro faraó da XIX dinastia egípcia e governou entre 1279 a.C. e 1213 a.C, quando morreu – aos 90 anos de idade (aproximadamente). Após ser descoberta, em 1881, a múmia do faraó foi transferida para o Museu Egípcio do Cairo em 1885 e, em 1976 fungos foram descobertos no corpo de Ramsés. Somente um tratamento feito a base de radiação eletromagnética poderia evitar com que o corpo fosse destruído.

O Egito não tinha essa tecnologia na época, então os diretores do museu decidiram enviar a múmia para a França.

Acontece que a legislação francesa exige passaporte para todos que entram e saem do país, vivo ou morto, e não foi diferente com o faraó:

Reprodução/Google Images

De acordo com reportagens da época, o corpo do Ramsés II foi recebido com honras de chefe de Estado ao desembarcar na França, além de uma cerimônia digna de rei para receber a múmia mais importante do Egito.

- Publicidade -

A seguir, um vídeo feito pela equipe do programa Acredite se Quiser:

Exames feitos na múmia revelaram que o faraó sofria de artrite e de má circulação, além de ter cicatrizes de batalhas e fraturas mal curadas. O corpo passou pelo tratamento contra fungos e ficou “novinho em folha”.

Abaixo, uma imagem feita pelo Heritage Daily, simulando como seria o passaporte de Ramsés II se tivesse sido feito nos dias de hoje:

Reprodução/Heritage Daily

Conclusão

A história afirmando que a tiveram que fazer um passaporte para a múmia do faraó Ramsés II poder entrar na França é verdadeira!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla! Autor do livro de ficção Marvin e a Impressora Mágica!

Últimas Atualizações

- Publicidade -Compre o livro Marvin e a impressora Mágica de Gilmar Lopes

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

7 COMENTÁRIOS

  1. O texto fala que as leis francesas exigiam o passaporte, já o vídeo diz que as exigências eram das leis egípcias. Quem era o país burocrático no final das contas?

  2. É verdade?! Não acredito! Assim como eu não acreditava na Área 51! Acreditei no Kentaro Mori e me dei mal. Bom… Bons tempos e Ceticismo Aberto. Que Deus o tenha – o Ceticismo Aberto(igual a um noob, bot com defeito na “trilha” movido a lenha e a fio terra por aqui). rsrs

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui