20.4 C
São Paulo
terça-feira, novembro 30, 2021

O General Villas Bôas decretou intervenção militar no Brasil?

- Publicidade -

Áudio atribuído ao general Eduardo Villas Bôas chama o povo em apoio à intervenção militar que se irá se instaurar no final do mês! Será verdade?

O suposto pronunciamento teria partido do general do Exército Brasileiro Eduardo Villas Bôas e se espalhou através de grupos do WhatsApp no final de maio de 2018. No áudio, o general alerta o povo sobre uma intervenção militar que se dará no final do mês!

O motivo da intervenção, segundo a voz, seria causado pelo presidente que se instituiu através de um golpe e, por isso, o Exército iria substituir todos os ministros por oficiais das Forças Armadas!

Juntamente com o áudio, um documento do Exército confirmaria a intervenção militar.

Será que esse áudio e esse documento são reais?

https://youtu.be/wRmoeBUVD88

Verdade ou mentira?

Procuramos algum documento do Exército que confirme a veracidade desse áudio e da imagem compartilhada, mas não encontramos nada a respeito. O general não disse nada que confirme isso nem mesmo no seu perfil oficial no Twitter. Diferente do que o áudio afirma, o general Villas Bôas twittou que deseja a solução para o fim das greves o mais rápido possível, e que a diretriz do Exército é o foco no bem-estar social e na “perene negociação para evitar conflitos entre os atores diretamente envolvidos“.

É difícil acreditar que o Exército iria usar apenas o WhatsApp para “avisar” uma possível intervenção…

Uma busca nos principais jornais do país sobre a possibilidade do Exército ter feito alguma declaração sobre intervenção e, igualmente, não encontramos nada a não ser declarações como a do chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Ademir Sobrinho, afirmando que não está preocupado com mobilizações pedindo a intervenção militar no País.

“Não temos nenhuma concordância com isso. Seguimos o que está na Constituição”, afirmou o almirante em entrevista ao Terra.

Analisando o “documento”

- Publicidade -

Uma rápida análise no documento que acompanha o áudio já revela que quem redigiu o texto ali contido errou em vários aspectos. Um deles é o nome do próprio general, que possui um acento circunflexo no “o” do “Bôas“.

Além disso, palavras como “republica” estão grafadas erradas (sem a acentuação, por exemplo).

A voz atribuída ao general

Para desmentir isso com mais certeza ainda, compare a voz espalhada pelo áudio através dos grupos do WhatsApp com a voz do próprio general (afirmando ser contra a intervenção militar) e perceba como são diferentes:

https://youtu.be/ZnpvV5evoa8

 

Conclusão

O áudio e o documento atribuídos ao general Eduardo Villas Bôas falando sobre intervenção militar são falsos!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

7 COMENTÁRIOS

  1. Meu Senhor o povo tá sofrendo e pagando as contas que não lhe cabem.
    O que falta para as forças armadas defenderem nossos direitos? Agora já não acredito em porra nenhuma.

  2. a voz é de um cara jovem
    e fala merda uma atrás da outra…
    mas os apoiadores dessa merda são tão cegos (e surdos) que acham genial um lance desses

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui