20.6 C
São Paulo
sexta-feira, maio 27, 2022

O menino Luca morreu de parada cardíaca após ser vacinado?

- Publicidade -

Publicação compartilhada nas redes sociais afirma que um menino de 10 anos de idade teria morrido de parada cardíaca após ser imunizado contra a COVID! Será verdade?

A foto de um garoto passou a ser espalhada através de grupos de WhatsApp na segunda quinzena de janeiro de 2022 e texto que a acompanha afirma que ele se chamava Luca e que teria morrido aos 10 anos de idade.

O texto ainda diz que o garoto teve um infarto e sugere que a fatalidade teria ocorrido após ter sido vacinado contra o novo coronavírus!

Será que isso é verdade?

Texto de uma das versões que acompanham a foto de um menino: “Luca 10 anos, uma vida inteira pela frente , menino de ouro filho de amigos especiais !! Nos deixou sem termos muito o que fazer, amo a vida mas às vezes ela nos deixa tristes, revoltados, tento entender p aceitar, mas não tem como aceitar algo assim, se meu coração está assim imagino o coração dos pais! que Deus leve esse anjinho p perto dele p que ele continue a brilhar lá em cima como brilhou aqui nesse piano! Vocês acham normal e comum criança de 10 anos vir a óbito em consequência de um infarto #PicadinhaDaMOrte” (foto: Reprodução/WhatsApp)

Verdade ou mentira?

Apesar dessa história ganhar força no final de janeiro de 2022, encontramos publicações semelhantes no começo de dezembro do ano anterior, como essa versão feita no Facebook no dia 04 de dezembro de 2021.

Naquela ocasião, a ANVISA ainda não havia liberado a aplicação de vacinas contra a COVID-19 em crianças menores de 12 anos. De acordo com o site do Governo Federal, a aprovação só ocorreu no dia 16 de dezembro de 2021, e o Ministério da Saúde incluiu essa faixa etária no calendário de vacinação no dia 06 de janeiro do ano seguinte.

Portanto, a morte do menino não tem nenhuma relação com a vacina, visto que ele sequer havia sido imunizado.

O caso já havia sido desmentido no dia 20 de janeiro de 2022 pelo site Metrópoles, após a ex-deputada federal Cristiane Brasil ter espalhado essa publicação como se a causa da morte do garoto tivesse alguma relação com as vacinas. Segundo o Metrópoles, a família disse que o menino foi internado em novembro com taquicardia, sofreu uma parada cardíaca e falência múltipla dos órgãos, falecendo 13 dias depois de ter sido internado. Os médicos apontaram que ele sofreu uma miocardite de origem desconhecida.

A ex-parlamentar disse ao site que reconhece o erro e pediu desculpas, se comprometendo a retirar as postagens de seus perfis nas redes sociais:

“Peço desculpas pelo equívoco e pensei que já tinha sido resolvido. Mas hoje mesmo já sai tudo. Recebi de um grupo que não costuma errar. Mas esse foi um furão. Já até conversei com eles que precisamos ter ainda mais cuidado para não acontecerem equívocos como este”, alegou a ex-deputada ao Metrópoles.

Conclusão

- Publicidade -

A morte do menino Luca não tem nenhuma relação com vacinas contra a COVID-19! VACINEM SEUS FILHOS!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui