Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Os bebês Rugrats não existem. Fruto da imaginação de Angélica

Os Rugrats - os Anjinhos

Cinema / TV

Os bebês Rugrats não existem. Fruto da imaginação de Angélica

Texto que circula pela web afirma que no desenho “Os Anjinhos” os bebês não existem e são fruto da imaginação da Angélica, que é a única que consegue conversar com as crianças. Será verdade?

Essa história apareceu na web em 2011 e diz, com suas variações, o seguinte:

Os bebês Rugrats não existem e eles são produtos da imaginação da Angélica porque a mãe dela a ignora e o relacionamento dela com o pai é superficial e parasita. Por isso ela é a unica que fala com os bebês. Na verdade, Chuckie morreu junto com a mãe dele, por isso Chaz é tão nervoso. Tommy era um natimorto (feto que morreu dentro do útero ou durante o parto), o que levou Stu a sentar no porão para fazer brinquedos para seu filho que nunca teve a chance de viver, e os DeVille tiveram um aborto. Angélica não conseguia decidir se a criança não-nascida seria um menino ou uma menina, então ela simplesmente inventou o mesmo personagem em sua cabeça duas vezes, com diferentes gêneros.” Por isso o nome do desenho no Brasil é Os Anjinhos, pois crianças mortas ‘viram anjos’.

Os Rugrats - os Anjinhos

Rugrats - os Anjinhos. Texto afirma que os bebês não existem e são fruto da imaginação da Angélica!

Mas será que essa história é verdadeira ou falsa?

O desenho “Rugrats – Os Anjinhos” é uma série animada produzida pela Nickelodeon em 1991. Mais tarde, em 1998 foi retornada à produção até o ano de 2005. O tema principal de Rugrats é mostrar como os bebês e as crianças[bb]pequenas veem o mundo ao seu redor. Uma das personagens, Angelica Pickles, tem três anos de idade e consegue se comunicar com os bebês e com os adultos. A série fez enorme sucesso nos Estados Unidos e ainda é exibida aqui no Brasil na TV Cultura.

Analisando o texto

O autor desse texto que ronda a web afirma que a personagem Angélica é a única que fala com os bebês[bb]! Falso. Nesse episódio que separamos a seguir, os adultos falam com as crianças.

[iframe: width=”590″ height=”430″ src=”http://www.youtube.com/embed/CCW7ztmWvbQ” frameborder=”0″ allowfullscreen]

Em uma das cenas, o vovô chega a pegar um dos nenês no colo:

Cena de Rugrats - um dos bebês é pego por um adulto!

Cena de Rugrats - um dos bebês é pego por um adulto! (reprodução do Youtube)

 

Nesse outro episódio (segunda parte), Angélica nem aparece e os anjinhos interagem com o ambiente. É estranho isso acontecer se os bebês existem somente dentro da cabeça da garota…

[iframe: width=”420″ height=”315″ src=”http://www.youtube.com/embed/ZuT5DvdQjk8″ frameborder=”0″ allowfullscreen]

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Mais adiante, o texto conta que:

Por isso o nome do desenho no Brasil é Os Anjinhos, pois crianças mortas ‘viram anjos’”.

É bom frisar que o nome “Rugrats, os Anjinhos” só existe aqui no Brasil. Em outros países onde o desenho é exibido, o nome é apenas “Rugrats” (que é uma gíria para “crianças” em inglês). Por que só os brasileiros “sacaram” que o desenho tratava de crianças natimortas?

Na versão desse boato em inglês não é mencionada a palavra “anjinhos”. Portanto, foi acrescentada na tradução.

Versão do boato sobre os Rugrats em inglês

Versão do boato sobre os Rugrats em inglês

 

Outro fato que denuncia a farsa é que não há fontes. De onde o autor tirou essa notícia? Quem contou isso para ele?

Aliás, quem é o autor?

Não sabemos! A maioria dos boatos eletrônicos é assim. Não há como saber sua autoria.

Possível influência

Um artigo intitulado “Rugrats: Televisão para pedófilos” afirma que o desenho animado incentiva a pedofilia e é uma ameaça à família americana. Para quem quiser dar uma lida, a postagem está em inglês num site possivelmente mantido pela Igreja Batista. Ideias como essa podem ter influenciado na criação dessa falsa história sobre Os Anjinhos.

Conclusão

História falsa! Apenas mais uma das inúmeras teorias descabidas sobre desenhos animados de sucesso que circulam pela web!

Sites citados

Continue lendo

Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

18 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Publicidade

Parceiros:

Apoio Técnico!

Voltando a Circular

Publicidade

Topo