23.4 C
São Paulo
domingo, setembro 19, 2021

Pais dos meninos que se beijaram em “festa do Pabllo Vittar” vão ser presos?

- Publicidade -

É verdade que os pais dos menores que aparecem em vídeo se beijando em uma festa de aniversário com a temática Pabllo Vittar serão presos?

A notícia estourou em diversos sites e blogs na segunda metade de novembro de 2017, logo após o vídeo polêmico de uma festa de aniversário viralizar nas redes sociais. De acordo com o texto, os pais dos menores que aparecem se beijando em uma festa com o tema do cantor Pabllo Vittar estão sendo investigados pelo Ministério Público de São Paulo e que mandados de prisão já estariam sendo expedidos!

Será que essa notícia é verdadeira ou falsa?

Pais dos meninos que aparecem se beijando em festa inspirada no cantor Pabllo Vittar serão presos? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou farsa?

No dia 22 de novembro de 2017, o site Mixturando Web publicou um vídeo de uma festa de aniversário, viralizando rapidamente nas redes sociais. O que chama atenção no filminho de apenas um minuto de duração é (além da temática “Pabllo Vittar”) que dois meninos se beijam durante o “Parabéns a Você”.

Segundo o texto publicado pelo Mixturando, os garotos teriam 12 e 14 anos e, por isso, muita gente estaria criticando o vídeo.

O vídeo em questão foi publicado inicialmente no perfil @FizCausar no Twitter, no dia 22 de novembro de 2017. O perfil foi criado no mesmo mês de novembro de 2017 e fez apenas 3 postagens, sendo o vídeo dos garotos se beijando o último vídeo a ser publicado.

Não descobrimos quem são os autores do vídeo, mas o mesmo site que ajudou a espalhar o vídeo publicou no mesmo dia outra notícia, afirmando que o Ministério Público já teria descoberto que os pais dos meninos moram em Caragatatuba (interior de São Paulo) e que o Conselho Tutelar daquela cidade estaria ajudando nas investigações.

O site não dá nenhuma prova do que está noticiando e também não encontramos nenhuma publicação nos principais jornais brasileiros que comprovariam essas afirmações. Entramos em contato com o Conselho Tutelar de Caraguatatuba, mas ainda não tivemos retorno.

Jurisprudência

Em junho de 2012, o Tribunal de Justiça de São Paulo absolveu um homem de 30 anos que foi acusado de estupro de vulnerável após ser flagrado pela Polícia Militar beijando uma menina menor de 14 anos de idade.

- Publicidade -

Para a 4ª Câmara de Direito Criminal, o ato não pode ser considerado como de “conotação libidinosa”, pois a menor confirmou em juízo que conheceu o homem por um colega e disse que após conversar bastante com ele por telefone, resolveu se encontrar com ele por livre e espontânea vontade.

Grupos Gays condenam a divulgação do vídeo

Em nota enviada ao site Varela Notícias, o Grupo Gay da Bahia (GGB) classificou como criminosa a divulgação do vídeo:

“A exploração dessas imagens nas redes, parece ser passível de punição legal a quem fez. As famílias devem acompanhar especialmente para salvaguardar as imagens desses menores, isso para que essas imagens deles não sejam exploradas de forma criminosa para objetivos promocionais de terceiros inescrupulosos que querem vender gato por lebre!”

O Grupo também questionou a veracidade do vídeo e alertou para o perigo de se acreditar em tudo o que se vê na web!

Conclusão

Não há nenhuma prova de que os pais dos meninos que aparecem no vídeo se beijando serão presos! Caso haja alguma novidade no caso, iremos atualizar esse artigo!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui