Parafuso de 300 milhões de anos encontrado na Rússia!

28
14906
Parafuso com mais de 300 milhões de anos teria sido encontrado na Rússia! Verdadeiro ou falso?

Será verdadeira a noticia do parafuso de 300 milhões de anos encontrado na Rússia? Veja o que descobrimos!

Na primeira semana de abril de 2013, a história apareceu em diversos blogs e fervilhou nas redes sociais: Cientistas russos teriam encontrado, em 1998, um parafuso de ferro incrustado em uma rocha de mais de 300 milhões de anos!

O achado, segundo o que foi informado na notícia, mede aproximadamente 2 centímetros de largura e estaria assombrando pesquisadores, pois a descoberta provaria a existência de alguma civilização inteligente antes mesmo dos dinossauros (ou que o tal parafuso tenha caído de algum disco voador, no passado)!

Abaixo, uma imagem do parafuso de 300 milhões de anos:

Parafuso com mais de 300 milhões de anos teria sido encontrado na Rússia! Verdadeiro ou falso?
Parafuso com mais de 300 milhões de anos teria sido encontrado na Rússia! Verdadeiro ou falso?

 

Verdadeiro ou falso?

De fato, ao que tudo indica, a foto é real! Apesar disso, a história não é bem essa

A notícia foi publicada inicialmente em um tabloide grego em agosto de 2012. Outros sites e blogs reproduziram a história, mas não encontramos muitas referências diferentes das citadas pelos gregos. Aliás, o tabloide não da muitas pistas de onde foram tiradas as informações.

O fóssil do pequeno parafuso teria sido descoberto em uma escavação em 7 de outubro de 1996 por um grupo de “cientistas” chamado Kosmopoisk , uma organização russa que financia pesquisas sobre OVNIs , criptozoologia e outras ciências e/ou personagens da pseudociência paranormal (além de diversos “assuntos misteriosos”).

A organização possui mais de 2.500 membros ativos em quase uma centena de grupos espalhados em 25 países e já organizou mais de 250 expedições desde 1980. A natureza científica da Komopoisk é meio obscura e entre seus projetos estão o anúncio do desenvolvimento de uma máquina do tempo feita por seu líder, Vadim Chernobrov.

Também não se sabe o motivo do achado ter sido divulgado somente no ano passado.

Afinal, o que é o parafuso?

Muito se falou sobre o parafuso por aí, mas a verdade é que o objeto não tem nada de extraterreno ou de sobrenatural. O achado nada mais é do que o tronco de um fóssil de Crinóidea.

crinoid

Os crinoides fazem parte da classe de equinodermos que inclui os organismos conhecidos como crinoides, lírios-do-mar e comatulídeos. São animais marinhos que ocupam todas as profundezas até aos 6000 metros e se alimentam por filtração.

crinoides2
Foto acima (coleção da Associação Araguaia de Antropologia e Meio Ambiente): Fóssil de equinodermo crinoide Orcovico-Siluriano encontrado na região de Barra do Garças.

Sabe-se que os primeiros registros de crinoides datam do período Ordoviciano, que começou há 488 milhões anos e terminou 443 milhões de anos atrás.

Na imagem abaixo podemos ver que o fósseis do organismo possuem diversas formas e o formato de parafuso é uma das mais comuns:

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

 

Outros fósseis de crinoides encontrados em setembro de 2008, por alunos em um parque em Indiana – EUA:

Foto: reprodução: http://drydredgers.org/trip200809p1.htm
Foto: (reprodução: http://drydredgers.org/trip200809p1.htm)

 

Conclusão

Não há nada de misterioso, extraterreno ou inexplicável no tal parafuso. Trata-se apenas do caule de um organismo marinho fossilizado.