17.7 C
São Paulo
terça-feira, outubro 26, 2021

Policiais franceses jogaram algemas no chão em protesto contra fechamento de comércios?

- Advertisement -spot_imgspot_img
- Advertisement -spot_imgspot_img

Será que o vídeo que mostra policiais jogando algemas no chão é de um protesto contra as ordens de prisão de cidadãos de bem que tiveram seus comércios fechados na pandemia?

O vídeo ganhou força em compartilhamentos nas redes sociais na primeira semana de abril de 2021, e mostra o que parece ser uma manifestação envolvendo policiais e civis em uma praça. Nas imagens podemos ver os manifestantes jogando algemas no chão, em um ato silencioso.

De acordo com o texto que acompanha o vídeo, que também foi compartilhado em grupos do WhatsApp, os policiais estariam mostrando que se recusam a prender quem não fechar os comércios e que não irão obedecer às ordens de recolher mercadorias dos cidadãos que queiram trabalhar durante a pandemia. 

Texto de uma das versões compartilhadas nas redes sociais: “Policiais franceses, civis e militares, em gesto de solidariedade, se rendem à população francesa, entregam as algemas e se colocam contra absurdas ordens de prisão de cidadãos de bem e afirmam que não fecharão comércios.” (imagem: Reprodução/Facebook)

 

Texto de uma das versões compartilhadas em grupos do WhatsApp: “Na França, policiais militares e civis decidem ficar ao lado da população. Não irão fechar comércio e recolher mercadorias de cidadãos. Não irão invadir casas por aglomeração; não irão algemar pessoas por não usarem máscaras; eles decidiram não rasgar a constituição do seu país. Parabéns a força de segurança da França que tem consciência do seu papel constitucional, defender a honra e a dignidade do trabalhador.

Será que o protesto mostrado no vídeo tem a ver com a recusa dos policiais em cumprir ordens para contenção da pandemia?

Verdade ou mentira?

O vídeo é real, mas a história por trás dele não tem a ver com ordens recentes de restrições sanitárias e de lockdown.

Em junho de 2020, centenas de policiais e civis ocuparam algumas das principais ruas de Paris França em protestos contra decisões do ministro do interior francês, Christophe Castaner.

A Polícia não recebeu muito bem as críticas feitas pelo político, que afirmou que a polícia francesa é racista e truculenta. A gota d’água foi o anúncio feito por Castaner, dias antes, da proibição do uso de técnicas de estrangulamento em detenções e a suspensão imediata de agentes quando houver “suspeita comprovada” de racismo, além de outras medidas.

A decisão, considerada pela corporação como uma violação da “presunção de inocência” de seus homens, também parece ter deixado – segundo o que disseram os representantes da Polícia de lá – os agentes sem alternativas para realizar prisões de indivíduos potencialmente perigosos.

Em resposta, os policiais jogaram suas algemas no chão, em um ato silencioso e com o apoio de alguns não-policiais. A ideia do protesto foi a de mostrar que os homens da Polícia não iam mais precisar das algemas, já que não poderiam mais prender ninguém…

Momentos antes, os policiais marcharam pela avenida Champs Élysées em direção à sede do Ministério do Interior, sob gritos de “sem polícia, sem paz”. 

Outros vídeos circularam na ocasião, como o do jornalista Clément Lanot, que publicou as imagens no seu perfil do Twitter:

Em um vídeo publicado no dia 11 de junho de 2020 pela agência francesa de notícias Brut, é explicado que os policiais consideraram lamentável a posição do ministro sobre as técnicas de prisão e interrogatório. Se algumas dessas técnicas fossem retiradas – diz o repórter no vídeo – “isso complicaria sua capacidade de intervir no campo”.  

O ministro deixou o cargo um mês depois.

Conclusão

O vídeo que mostra protesto com policiais jogando algemas no chão não tem relação com lockdown ou outras medidas de contenção da pandemia do novo coronavírus. Trata-se de uma manifestação ocorrida em junho de 2020 contra a decisão de um ministro em proibir a polícia francesa de usar técnicas mais duras para realizar prisões!

- Advertisement -spot_imgspot_img
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!
Latest news
- Advertisement -spot_img
Related news
- Advertisement -spot_img

5 COMENTÁRIOS

  1. Bastante conveniente pegar uma situação e transforma-la qualquer em “notícias” contra lockdown e a favor do ponto de vista de seu político favorito. XD

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui