today-is-a-good-day
17.8 C
São Paulo
sábado, abril 20, 2024

Quem recebe algum benefício do Governo na Dinamarca é proibido de votar?

- Publicidade -

Publicações afirmam que a lei dinamarquesa proíbe que as pessoas que recebem algum auxílio do governo votem nas eleições para evitar a compra de votos! Será verdade?  

A afirmação voltou a circular através das redes sociais no final de março de 2023, por meio de um recorte de uma publicação feita em espanhol, sobre uma lei que estaria em vigor na Dinamarca.

Segundo o que diz na postagem, qualquer pessoa que receba algum tipo de assistência social do governo dinamarquês é impedida de votar naquele país. A medida, de acordo com o texto, visa evitar que os cidadãos virem eleitores cativos que votariam nesse ou naquele candidato de acordo com o benefício concedido.

Será que isso é verdade ou mentira?

Tradução de uma das versões compartilhadas nas redes sociais no final de março de 2023: “Na Dinamarca, qualquer pessoa que receba algum tipo de assistência social é impedida de votar. Desta forma, evita-se que os cidadãos se transformem em clientelismo político e que sejam eleitores cativos. Eu compartilhei isso se você quiser que a mesma coisa aconteça na Argentina.” (Tradução: Google Translate, Foto: Reprodução/Twitter)

Verdade ou mentira?

Apesar do assunto voltar a ser compartilhado no final de março de 2023, basta uma busca no Google pelo texto em espanhol para nos deparar com publicações desse mesmo texto feitas em 2019. Ou seja, não se trata de algo recente.

Quanto ao conteúdo, trata-se de uma informação falsa!

Em maio de 2022, a Embaixada da Dinamarca na Argentina publicou em seu perfil no Facebook uma nota desmentindo essa afirmação. Conforme explicado pela instituição, na Dinamarca, você não perde o direito de voto quando recebe assistência social!

A Embaixada também explicou que a Constituição dinamarquesa é bem clara em relação ao direito de voto: basta ter nacionalidade dinamarquesa, ser residente permanente no país e ter 18 anos ou mais.

Lei antiga já não está mais em vigor

Antes de 1933, quem recebia o benefício do governo chamado “Auxílio aos Pobres” não podia votar na Dinamarca, mas a Reforma Social de 1933 introduziu várias outras assistências sociais que substituíram o Auxílio aos Pobres. Finalmente, “Poor Relief” (ou “Auxílio aos Pobres”) foi oficialmente removido da lei dinamarquesa em 1961.

- Publicidade -

Quando essa desinformação voltou a circular, em maio de 2022, o texto era assinado por um perfil de um jornalista, no Twitter. No entanto, agências de checagem de língua espanhola apuraram, na época, que tratava-se de uma conta falsa, pois o jornalista não possuía nenhuma conta nas redes sociais.

O nome do jornalista foi usado indevidamente para dar mais credibilidade para a afirmação inverídica.

Conclusão

Não é verdade que quem recebe benefícios sociais do governo na Dinamarca não pode votar nas eleições daquele país! A afirmação inverídica circula desde 2019 nas redes sociais e utiliza o nome de um jornalista para conseguir mais credibilidade!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla! Autor do livro de ficção Marvin e a Impressora Mágica!

Últimas Atualizações

- Publicidade -Compre o livro Marvin e a impressora Mágica de Gilmar Lopes

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui