Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Rede de TV mostrou fraude nas eleições norte-americanas de 2020 e com um eleitor nascido em 1823?

Falso

Rede de TV mostrou fraude nas eleições norte-americanas de 2020 e com um eleitor nascido em 1823?

Rede de TV mostrou fraude nas eleições norte-americanas de 2020 e com um eleitor nascido em 1823?

Imagem compartilhada nas redes sociais mostra uma denúncia da rede de TV FOX sobre votos duplicados e um eleitor nascido em 1823 nas eleições de 2020 nos EUA?

No dia 05 de novembro de 2020, em meio à apuração de votos referentes às eleições presidenciais norte-americanas, inúmeras publicações começaram a se espalhar nas rede sociais com uma imagem aparentemente retirada de um informativo da rede de TV Fox 2. Na imagem, podemos ler que houve a constatação de fraudes na votação apurada na cidade de Detroit – no estado do Michigan:

  • 4.788 registros de eleitores duplicados
  • 32.519 eleitores registrados a mais do que os eleitores qualificados
  • 2.503 mortos registrados para votar e 
  • um eleitor nascido em 1823

Será que essa imagem é real? Houve mesmo essa enorme quantidade de fraudes detectadas na cidade de Detroit em novembro de 2020?

Informe da FOX faz denúncia de fraudes nas eleições norte-americanas de 2020! Será verdade? (foto: Reprodução/WhatsApp)

 

Verdade ou mentira?

A imagem compartilhada com o logotipo da FOX é real, mas não se trata de casos apurados em 2020. Na verdade, as possíveis fraudes foram detectadas em dezembro de 2019, como podemos verificar no site da rede de TV.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

O caso do eleitor nascido em 1823 também foi analisado por outras agências e jornais norte-americanos em dezembro de 2019, como o Washington Examiner.

Segundo o jornal:

“[…]durante as eleições de 2016, Detroit teve 511.786 eleitores registrados, apesar de ter apenas 479.267 residentes em idade de votar, de acordo com o processo. São mais de 32.500 pessoas que deveriam ter sido chutadas da lista. Alguns dos nomes pertenciam a pessoas com 105 anos ou mais, e a fundação sinalizou 4.788 arquivos de registro como possíveis duplicatas ou triplicatas.”

Em julho de 2020, o assunto voltou à tona, como explica o jornal Detroit NewsO jornal também apurou na ocasião que as cédulas de eleitores falecidos não podem ser utilizadas por parentes que as recebem pelo correio, pois é necessária a verificação da assinatura nas cédulas para a validação do voto. 

Vale ressaltar que, em relação ao suposto eleitor que teria nascido em 1823 em Michigan, tudo indica ser um erro de digitação, visto que Michigan só se tornou um estado da Federação em 1837.

Conclusão 

A imagem que mostra suposta fraude nas eleições em Detroit é real, mas trata-se de apuração feita no final de 2019.

Continue lendo
3 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo