Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Será verdade que um ventríloquo utilizava o corpo de uma criança como boneco?

Falso

Será verdade que um ventríloquo utilizava o corpo de uma criança como boneco?

Será verdade que um ventríloquo utilizava o corpo de uma criança como boneco?

Rotineiramente, somos questionados a respeito de inúmeros assuntos em nosso grupo no Facebook. Desta vez, um usuário nos indagou sobre a veracidade de uma história macabra: um ventríloquo teria entrado para a história ao utilizar o cadáver de um menino como boneco!

Como fonte, o usuário compartilhou um artigo datado de julho de 2016, do site “Minilua” — basicamente um site de curiosidades gerais (arquivo). O artigo é bem extenso, mas vamos tentar resumi-lo da melhor forma possível para vocês!

A História do Suposto e Horrendo Ato Macabro

Segundo o site “Minilua”, na década de 1920, o ventriloquismo tornou-se um show muito importante nos Estados Unidos. E, nesse período, surgiu um artista que se tornou famoso em pouco tempo. Seu nome era McCarthy, cujo boneco, o Edgar, representaria um menino de cerca de 9 ou 10 anos de idade. As mãos do boneco eram muito reais, ele tinha uma boca muito expressiva, e era muito diferente de um boneco de ventríloquo comum. Além disso, seus olhos refletiam um vazio estranho e até mesmo assustador.

Diga-se de passagem, McCarthy nunca deixou ninguém chegar perto de Edgar. Muitos acreditavam que o boneco falava sem mover os lábios por causa de feitiçaria e sua fama era atribuída a uma possível influência demoníaca. A situação chegou a um tal ponto, que muitos pais proibiram seus filhos de frequentarem seus shows.

Trecho inicial do artigo publicado no site “Minilua”.

Numa determinada noite, durante uma turnê por Nova York, uma pessoa bateu na porta do quarto de McCarthy, mas ninguém respondeu. Então, a polícia foi chamada para verificar o local. Ao entrarem, os policiais se depararam com o ventríloquo morto por diversas facadas, com o pescoço quebrado e com os olhos arrancados! Para completar, ao seu lado havia um baú fechado.

O Boneco Era um Menino de Verdade?

No interior do baú os policiais encontraram justamente o Edgar! Ao examinarem o boneco, eles perceberam que não se tratava de um boneco, mas de um menino de verdade! Quer dizer, pelo menos o corpo, visto que ele possuía uma máscara de látex horrível cobrindo seu pequeno e pálido rosto.

Enfim! Nunca se soube quem matou McCarthy, qual era a identidade verdadeira da criança, nem como ele manteve um corpo em perfeito estado durante vários meses. E, para finalizar, o site “Minilua”, que por sua vez não apresentou NENHUMA fonte para corroborar com essa história, disse:

Seja qual for a verdadeira identidade da criança, devemos reconhecer que este é um caso verdadeiramente assustador e doentio

A Viralização da História

Ao fazermos uma rápida pequisa por esse caso no Google, vimos que alguns sites repercutiram essa história depois que ela foi publicada pelo “Minilua”. Como exemplo, podemos citar o “1News“, “Diário da Amazônia“, “Mundo Sombrio” e “O Verso do Inverso“.

Trecho inicial do artigo publicado no site “1News”.

Trecho inicial do artigo publicado no site “O Verso do Inverso”.

Assim como o “Minulua”, nenhum site se importou em ir realmente atrás da verdade por trás desse caso. O “1News”, por exemplo, se limitou a finalizar o artigo dizendo:

Essa é uma história de muitos anos atrás que não pode ser confirmada, porém ela tem assustado internautas nas redes sociais tão logo começou a circular em diversos veículos da mídia

Já o “Mundo Sombrio” terminou da seguinte forma:

Será apenas uma lenda urbana ou será real? Você decide no que acreditar!

Verdadeiro ou Falso?

Falso! Toda essa história não passa de uma creepypasta originalmente inventada por um blogueiro mexicano chamado “Syd Rodriguez”. Denominada “La leyenda del ventrílocuo“, a história completamente ficcional foi publicada por Syd, em seu blog (“Dark Syd Of The Moon”), em 29 de fevereiro de 2012!

Toda essa história não passa de uma creepypasta inventada por um blogueiro mexicano chamado “Syd Rodriguez”!

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Eis o que ele escreveu sobre sua história:

Isso já aconteceu comigo antes de começar uma história e, durante o processo, ela se estendeu muito além do que costumo escrever regularmente. Sei que aqui é o Blogger, não o Twitter, onde há um limite de 140 caracteres. Na verdade, as mensagens curtas não são boas para mim, não gosto muito de escrevê-las, tampouco é possível publicar seis folhas de texto. Então, é melhor publicá-la como uma página, e caso alguém queira dar uma olhada… Seja bem-vindo!

Essa é uma história que me serve como pontapé inicial para escrever histórias de terror, que é um projeto que tenho em mente há muito tempo. Contudo, como nunca escrevi uma, preciso praticar primeiro. Este é o começo desse projeto, que em breve será lançado. É uma história ambientada em 1920, especificamente em 29 de fevereiro, sobre um misterioso ventríloquo e seu perturbador boneco: Edgar.

Tudo não passou de uma história ficcional de terror!

Portanto, mais uma vez, a história é falsa, meramente inventada por Syd!

A Inspiração de Syd

Os nomes utilizados no texto, segundo o próprio Syd, são em homenagem a Edgar Bergen — ator, comediante, radialista e ventríloquo norte-americano — e seu boneco, Charlie McCarthy.

Edgar Bergen era de origem sueca, mas nasceu em Chicago em 16 de fevereiro de 1903. Ainda adolescente, começou a aparecer acompanhado de um boneco que um carpinteiro amigo fabricara para ele: tratava-se de uma marionete que representava um vendedor de jornais irlandês, que ele chamou de Charlie McCarthy, e que se transformou no eterno parceiro de espetáculos.

Os nomes utilizados no texto, segundo o próprio Syd, são em homenagem a Edgar Bergen — ator, comediante, radialista e ventríloquo norte-americano — e seu boneco, Charlie McCarthy.

Edgar ganhou fama mundial com seus espetáculos, e vale muito a pena que vocês conheçam sua trajetória! Evidentemente, ele não matou ninguém, tampouco utilizava o cadáver de meninos ou meninas como boneco. Ele morreu em 30 de setembro de 1978, vítima de insuficiência renal. Seu boneco, Charlie McCarthy, encontra-se no Museu Nacional de História Americana, no Instituto Smithsonian, em Washington, DC.

A Principal Foto Para Ilustrar a História Sequer Era de Edgar Bergen e Charlie McCarthy

Antes de concluirmos é interessante destacar que a principal foto usada para ilustrar Edgar Bergen e Charlie McCarthy sequer representava, de fato, ambos. Na verdade, há um nome escrito na foto: “Rox Bauchredner“! De acordo com a Wikipedia, Rox teria sido um ventríloquo alemão, cujo boneco se chamava “Max”.

Rox Bauchredner” teria sido um ventríloquo alemão, cujo boneco se chamava “Max”.

Enfim, nem iremos perder tempo ao mostrar a origem das demais fotos, uma vez que está mais do que claro que essa história foi inventada.

Conclusão

Falso! Toda essa história não passa de uma creepypasta inventada por um blogueiro mexicano chamado “Syd Rodriguez”. Denominada “La leyenda del ventrílocuo“, a história completamente ficcional foi publicada por Syd, em seu blog (“Dark Syd Of The Moon”), em 29 de fevereiro de 2012!

Os nomes utilizados no texto, segundo o próprio Syd, são em homenagem a Edgar Bergen — ator, comediante, radialista e ventríloquo norte-americano — e seu boneco, Charlie McCarthy! Edgar ganhou fama mundial com seus espetáculos e, evidentemente, não matou ninguém, tampouco utilizava o cadáver de meninos ou meninas como boneco.

 

Continue lendo
5 Comentários

5 Comments

  1. Maicon

    24 de fevereiro de 2020 em 12:27

    Se fosse real seria interessante

    • Jaiminho o Pedreiro

      24 de fevereiro de 2020 em 15:21

      😱😱😱

  2. Alexandre Mendes

    25 de fevereiro de 2020 em 8:10

    Deixa eu adivinhar… “retirado da deep web”

  3. uhelves

    29 de fevereiro de 2020 em 10:54

    O pior dessas notícias falsas, são sites e imprensa séria compartilhando sem nem buscar se é verdade ou não, ou no mínimo colocar observação que deixe claro que é uma ficção. Por essas e outras a imprensa está perdendo o respeito, eu como cidadão comum nunca compartilho uma notícia sem saber se é real, no mínimo esperaria tal ação da grande impresa.

  4. jefferson primo

    3 de março de 2020 em 0:03

    Isso daí é syd não salvo

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo