Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

“Teste da Unha”: Um toque no espelho mostra se alguém está espionando você?

Impreciso

“Teste da Unha”: Um toque no espelho mostra se alguém está espionando você?

“Teste da Unha”: Um toque no espelho mostra se alguém está espionando você?

Circula há mais de 20 anos na internet (sim, você não leu errado) uma história de que um simples toque é capaz de detectar se um espelho é “verdadeiro ou falso”. Esse suposto método viralizou recentemente no Facebook numa publicação que já obteve mais de 235 mil compartilhamentos em cerca de 48 horas (arquivo)!

Confira abaixo a publicação, assim como o respectivo texto:

Publicação do Facebook que viralizou recentemente.

Entretanto, será que esse método funciona? Um simples toque é capaz de detectar quando um espelho é “verdadeiro ou falso”? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Impreciso! Em primeiro lugar, essa não se trata de uma informação policial. Em segundo lugar, embora ao tocar a ponta do seu dedo na superfície da maioria dos espelhos de observação não resultará em nenhum vão, ao contrário de muitos espelhos comuns (dependendo da maneira que é observado), há diversos problemas nessa história que a tornam altamente imprecisa. Basicamente, esse teste não é confiável, e pode ter deixar paranóica(o) desnecessariamente (leia o artigo para entender melhor).

Interessante destacar nesse ponto, que esse método é propagado na internet, no mínimo, desde o início de 1999, ou seja, há mais de 20 anos. Aliás, a mesma versão do texto já havia sido verificada (uma bela análise diga-se de passagem) em 2011, pelo ScienceBlogs, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior do Estado de São Paulo!

Enfim, a seguir vamos explicar direitinho essa história para vocês!

A Origem da Ilustração e a Descrição Simplificada do Método

A ilustração disseminada na mais recente viralização desse método foi divulgada em janeiro de 2019 por um site chamado “Almanaque SOS”, que assim como os demais sites anteriores, replicou basicamente a mesma história.

Ilustração altamente imprecisa criada pelo site “Almanaque SOS”

Simplificando, para saber se estamos diante de um espelho “genuíno” bastaria tocar a ponta do dedo no espelho. Se ficar um espaço (um vão) entre a sua unha e a imagem refletida, o espelho seria “genuíno”. Se não ficar nenhum espaço, estamos estaríamos diante de um espelho “falso” (chamar um espelho de falso soa bem problemático), ou seja, um “espelho de duas direções”, e um sinal de que teria alguém atrás do espelho espionando as pessoas diante dele.

Não é Bem Assim que as Coisas Funcionam

De fato, na maioria dos chamados “espelhos de observação” (algo que o texto chama de “espelho de duas direções”, mas esse termo é um tanto quanto confuso) ao tocar a ponta do seu dedo em suas superfícies não haverá nenhum vão.

Portanto, não é exatamente uma mentira, mas há diversos problemas nessa história, que a tornam altamente imprecisa.

Espelho de Observação de Acrílico

Para começo de conversa há alguns espelhos de observação feitos de acrílico, onde de um lado é possível notar um vão entre o dedo e a imagem refletida, e do outro não é deixado nenhum vão. Geralmente, a instalação é feita com esse lado, que deixa um vão, para fora, ou seja, somente com um toque na superfície não seria possível saber se estamos diante de um espelho comum ou não.

Nesse sentido, confiram um vídeo do canal “Two Wat Mirrors” que foi publicado em julho de 2018 no YouTube:

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Espelhos de Observação Não São Pendurados na Parede

Espelhos de observação não são pendurados numa parede, mas geralmente instalados dentro de uma parede. Uma forma de se pensar em tais espelhos é que eles são janelas refletivas.

Durante uma noite beeem escura, acenda as luzes da sua casa, olhe pelo vidro de uma janela fechada, e se surpreenda ao ver sua própria cara assustada. O ambiente que estiver mais iluminado vai aparecer mais, independente de qual lado você esteja.

Dependendo de Algumas Condições as Pessoas Podem Confundir um Espelho Comum com um Espelho de Observação

Esse método pode deixar algumas pessoas paranóicas, principalmente porque elas podem se deparar com um “espelho comum muito parecido com um espelho de observação”! Quem demonstrou isso foi o professor Fernando Lang da Silveira, do Centro de Referência para o Ensino da Física (CREF) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) num artigo de fevereiro de 2019!

Eis o que ele disse:

Os espelhos no nosso cotidiano são constituídos de uma lâmina fina de aço sobre uma placa transparente de vidro ou cristal. O lado que funciona como espelho é o lado que fica atrás da lâmina de vidro e portanto não pode ser tocado pelo dedo. Ou seja, quando alguém toca no espelho, está tocando no vidro que separa a superfície espelhada da face acessível de vidro. Desta forma, a imagem virtual do dedo fica distante do próprio dedo pelo dobro da espessura da lâmina de vidro.

Quanto mais fina a lâmina de vidro, mais difícil é perceber a distância entre o objeto que toca o vidro e sua imagem no espelho.Quando a superfície externa do espelho é tocada por um objeto fino como a ponta de uma caneta fica fácil de se perceber que a ponta da caneta não toca sua imagem. A distância entre objeto e imagem torna-se mais acentuada quanto mais espessa é a lâmina transparente de vidro ou cristal

Primeira imagem publicada pelo CREF/UFRGS.

Tocando com o dedo ambos os espelhos fica mais difícil perceber que a imagem do dedo não está justaposta ao dedo. Esta dificuldade aumenta com a diminuição da lâmina protetora do espelho

Segunda imagem publicada pelo CREF/UFRGS.

Portanto…

…dependendo das condições de luminosidade, da espessura da placa transparente de vidro, e do ângulo, é possível que muita gente se depare com um espelho comum, mas ao fazer esse teste, que é falho, acredite fielmente que está sendo observada.

Já imaginaram o tamanho do caos que isso seria dentro de uma loja? Imaginaram a quantidade de acusações injustas que poderiam ser disseminadas? E se a polícia fosse chamada à toa? Isso sem contar todo o constrangimento gerado para a loja, que poderia, inclusive, processar o cliente.

Uma Rápida Pergunta: Por que a Fixação por Espelhos se é Possível Instalar uma Micro Câmera?

Essa história circula há muito tempo, e aparentemente não acompanhou a evolução tecnológica. Hoje em dia, micro câmeras são consideravelmente baratas, e qualquer um tem acesso com certa facilidade. Se alguém quer espionar você, por que se daria ao trabalho de construir todo um espaço de observar, e gastar tanto dinheiro, se a instalação de uma micro câmera seria mais do que suficiente?

Não faz sentido!

Ainda Está com Medo? Algumas Dicas Muito Melhores do que Esse Teste

Se ainda assim você está com medo de ser observada(o), eis algumas dicas muito melhores do que o teste que circula nas redes sociais:

  1. Use a lanterna do seu celular! Num espelho de observação, uma parte da luz passa por ele, e provavelmente você conseguirá ver algo do outro lado. Num espelho comum, no entanto, isso não acontece;
  2. Use um espelho que você tiver em mãos e compare a coloração de ambos. Um espelho comum é bem diferente de um espelho de observação (confira aquele vídeo do canal “Two Way Mirrors”);
  3. Bater no espelho também é uma possibilidade. Um espelho comum têm fundo, e geralmente é colocado contra a parede. Portanto, bater neles geralmente produzirá um som consistente de algo mais sólido. Já espelhos de observação são colocados em paredes com áreas abertas atrás deles, então as batidas devem produzir sons muito mais abertos e vazios.

De qualquer forma, não se desespere. Afinal de contas, câmeras seriam muito mais difícies de serem detectadas, e muito mais baratas para serem implementadas, do que espelhos de observação. Isso não é muito confortante, sabemos, mas espelhos com certeza são os menores problemas por aqui.

Conclusão

Impreciso! Em primeiro lugar, essa não se trata de uma informação policial. Em segundo lugar, embora ao tocar a ponta do seu dedo na superfície da maioria dos espelhos de observação não resultará em nenhum vão, ao contrário de muitos espelhos comuns (dependendo da maneira que é observado), há diversos problemas nessa história que a tornam altamente imprecisa.

Basicamente, esse teste não é nada confiável, pode ter deixar paranóica(o) desnecessariamente (leia o artigo para entender melhor) e, inclusive, gerar muita dor de cabeça para você.

Continue lendo

Jornalista, redator, e pesquisador de comunicação social com foco no combate a disseminação de notícias falsas. Colaborador do site de verificação de fatos E-farsas.com desde janeiro de 2019. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos, além de casos supostamente sobrenaturais.

14 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo